Leal Porto

Leal Porto

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2647-5341

sexta-feira, 24 de março de 2017

VERGONHA - Dinheiro do contribuinte cabista vai para o lixo


As tristes imagens acima mostram um mar de veículos próprios da prefeitura de Arraial do Cabo completamente destruídos, são caminhões, vans, carros, ambulâncias, sem a menor condições de servir ao povo, e o pior não servem nem para um leilão, no máximo serve como sucata a preço de ferro enferrujado.


Esse descaso com o erário público mostra quanto a administração do ex-prefeito Andinho (PMDB) foi danosa ao município, mostra também que a lentidão da Justiça Eleitoral que só afastou Andinho faltando 3 meses para acabar o mandato prejudicou a todos, pelo menos Andinho está condenado há 8 anos inelegibilidade .


Esse é mais um pepino gravíssimo que o atual prefeito Renatinho Vianna (PRB) precisa superar, são inúmeras as mazelas recebidas, olhando para Arraial do Cabo não parece que houve governo nos últimos 8 anos, parece que uma gang saqueou e destruiu por longos 8 anos uma das cidades mais bonitas do mundo.

ABSURDO - Alair Corrêa recebeu quase 80 mil reais de aposentadoria em outubro de 2016?


O servidor municipal, Joel Pires Marques, da Guarda Municipal, soltou a informação que o ex-prefeito de Cabo Frio, Alair Corrêa (PP), recebeu a módica quantia de 79 mil reais, isso em um período que os funcionários da prefeitura e aposentados do IBASCAF estavam com meses de salários atrasados, e seguiriam sem receber até dezembro de 2016.

*Clique na imagem para ampliar

Segundo Joel a imagem acima prova o pagamento dessa pequena fortuna ao ex-prefeito, que de forma bruta teria recebido R$ 79.187,00, e sofrido os descontos de I.N.S.S. (R$ 570,88) e Imposto de Renda (R$ 20.750,07) sobrando líquido na conta do Alair Corrêa a importância de R$ 57.866,05.

Joel afirmou a nossa redação ainda não saber o porquê do prefeito ter recebido essa fortuna em outubro de 2016, o que nós aqui do Cartão Vermelho já começamos a investigar.


Mas indiferente ao motivo que fez Alair Corrêa receber essa fortuna (caso tenha de fato recebido) é um ato de imoralidade, enquanto milhares de funcionários passavam necessidades e privações, saber que o ex-prefeito nadava em nosso dinheiro.

Há 7 anos - Direto do Túnel do Tempo. Por Thaís Lima


E a nossa querida máquina do tempo, que viaja nesse passado político e de notícias da Região dos Lagos, desembarca nos dias 25 à 27 de março de 2010, apertem o cinto e vamos a nossa viagem.

TRE-RJ cassa diploma do prefeito de Cabo Frio  - Clique AQUI para relembrar.

Resumo: Essa notícia parece fresquinha, saída do forno, ou ainda a expectativa da turma da "vaquinha" do Dr. Adriano, mas não é! A notícia tem 7 anos, e pasmem era dada pelo próprio TRE-RJ, foi o início do famoso e polêmico caso envolvendo o advogado (ex-desembargador) Dr. Leonardo

Jânio Mendes e Cláudio Leitão, no Café Per Tutti - Clique AQUI para relembrar.

Resumo: E a "esquerda" cabo-friense se reunia nas galerias da cidade, há 7 anos também já se falava em união da esquerda, veja o que foi dito nesse passado nem tão distante.

TCU condena ex-prefeito de Iguaba Grande - Clique AQUI para relembrar.

Resumo: Olha quem era manchete há 7 anos, o ex-prefeito de Iguaba Grande, Hugo Canellas, na época foi condenado a pagar multa de R$ 1.198.212,06 ao Fundo Municipal de Saúde da cidade por diversas irregularidades. Será que ele já pagou?

Denúncia – Toque de Recolher imposto por traficantes - Clique AQUI para relembrar.

Resumo: A violência não começou agora na cidade, há 7 anos já enfrentávamos toque de recolher imposto pelo maldito tráfico de drogas.

Thaís Lima

thaislimagarcia@gmail.com 

"Por Aí". Com Ana Paula Domarco, edição de 24/03/2017


Hoje foi dia de reunião!! 

Juntem três mentes brilhantes e adivinhem o que vem por aí... Felippe Bandeira, Vini Aniceto e eu, Ana Paula Domarco, estamos juntos em mais três projetos que vai agitar a Região dos Lagos.

O mais novo contratado da Jovem TV, veio com garra em mais dois projetos!! Hoje, ele fechou parceria com Felippe Bandeira, que tem uma vasta experiência no ramo de eventos. 


Projetos nascendo, parcerias se consolidando, agora, vamos aguardar os acontecimentos!! 

O primeiro será a famosa feijoada da Igreja Brasileira para São Jorge, com barracas e shows, além da Alvorada no dia 23 de Abril. 


Você vai ficar de fora?? Convites a venda na Igreja Brasileira localizada na Rua Francisco Mendes. 


Depois de um bom papo, seguido de um bom café, sigo por aí.

Novela "A Saga da Jeitosinha" de James Santos - Capítulo 13 "Reconciliação de Jeitosinha e Bruno"


Narrador - A família finalmente percebeu que Ambrósio estava desaparecido. Ele não havia voltado da pescaria nem dado sinal de vida. Marilena chamou a Polícia, que pareceu não dar muita importância à ocorrência. Os dois policiais fizeram poucas perguntas, anotaram um boletim de forma burocrática e se foram em poucos minutos, levando uma foto do homem.

Jeitosinha chegou em casa quase na hora do almoço. Os irmãos não perceberam que ela passara a noite fora, mas sua mãe sim.

Marilena - Onde você estava?

Narrador -  Jeitosinha ignorou a abordagem.

Marilena - Sorte sua seu pai não estar por aqui. Ele não ia gostar disso...

Narrador -  Marilena insistiu com um tom seco de reprovação na voz, mas a  resposta da filha foi carregada de ironia:

Jeitosinha - O que poderia preocupá-la, mamãe? O risco de que eu perca a virgindade ou volte grávida para casa?

Narrador - Marilena tentou acariciar o cabelo da filha, que afastou sua mão com um gesto brusco.

Jeitosinha - Não me encoste! Eu odeio você!

Narrador - Um fio de lágrima escorreu pela face esquerda da sofrida mãe.

Marilena - Querida... Você é tão jovem... Tem uma vida pela frente! Ainda há tempo de encontrar a felicidade...

Jeitosinha - Como eu poderia ser feliz? Eu sou uma mulher aprisionada no corpo de um homem!

Marilena - Veja o lado positivo... - tentando consertar a situação - Você não tem tensão pré-menstrual, não precisa sentar-se em privadas sujas de boate...Mantenha a calma e a resignação. Você ainda encontrará algum homem que a aceite como você é!

Narrador - "Sim", conjecturou Jeitosinha. "Este homem talvez seja Bruno. Mas como ele estará se sentindo depois de nossa estranha noite de amor?". Ela pensou durante todo o dia no seu amado, reunindo forças para enfrentar sua primeira noite no bordel de luxo. Curiosamente, a expectativa de entregar-se a estranhos não a incomodava. Desde a revelação de sua condição, ela não se reconhecia naquele corpo. Não sentia que tivesse que zelar dele.

Eram nove da noite quando Jeitosinha entrou no fusca de Arlindo, rumo à casa de encontros. O local ficava próximo, mas era preciso percorrer um pequeno trecho numa estrada pouco movimentada.

Justamente quando passavam pela parte mais escura e deserta do percurso, uma luz surgida do nada cegou momentaneamente Arlindo, impedindo-o de dirigir. O rapaz pisou no freio abruptamente. Antes que pudessem esboçar qualquer reação, as duas portas do carro foram abertas, e o casal foi retirado de dentro do veículo por mãos poderosas.

Pouco antes de tomar uma descarga elétrica que a faria perder os sentidos, Jeitosinha pôde ver a face de seus raptores: eram homenzinhos verdes vestindo estranhos macacões prateados.

Narrador - Não é que a história toma rumos sobrenaturais?

Confira amanhã, no próximo e  emocionante capítulo!"

Para reler o Capítulo 1 clique AQUI
Para reler o Capítulo 2 clique AQUI
Para reler o Capítulo 3 clique AQUI
Para reler o Capítulo 4 clique AQUI
Para reler o Capítulo 5 clique AQUI
Para reler o Capítulo 6 clique AQUI
Para reler o Capítulo 7 clique AQUI
Para reler o Capítulo 8 clique AQUI 
Para reler o Capítulo 9 clique AQUI
Para reler o Capítulo 10 clique AQUI
Para reler o Capítulo 11 clique AQUI
Para reler o Capítulo 12 clique AQUI

quinta-feira, 23 de março de 2017

URGENTE - Meninas de 12, 13 e 14 anos estão desaparecidas em Tamoios (Ajude compartilhando)


Anieli, Anny e Júlia

As Jovens Anieli Aleixo Manhães (14 anos), Anny Vilalão Machado (13 anos) e Júlia Gabrielle (12 anos) estão desaparecidas desde ontem (22/03).

A última vez que foram vistas juntas estavam em frente a Escola Municipal Edith Castro, no Distrito de Tamoios em Cabo Frio, em torno de 12h. As famílias já registraram o Boletim de Ocorrência na Polícia Civil sobre o desaparecimento e procurou o Conselho Tutelar para registrar o fato.

Os familiares estão desesperados, e pedem por notícias das jovens, caso você tenha informação pode ligar para os telefones (22) 99802-7727 ou 99999-2331.


Pedimos que nos ajude compartilhando em rede social.

Bastidores da Política e da Imprensa - Pressão no Marquinho Mendes


Pressão 1

O prefeito de Cabo Frio, Marquinho Mendes (PMDB), mal começou seu mandato e já está sob fogo cerrado da oposição, é tiro, porrada e bomba para todos os lados.

Pressão 2

O Jornal Extra e a colunista política Berenice Seara, que há mais de uma década  não nutre simpatia pelo político Marquinho Mendes (PMDB), soltou no fim da tarde de ontem (22/03) a seguinte matéria "Prefeito de Cabo Frio emprega a mulher, o sogro e o cunhado", a matéria acusa Marquinho Mendes de ter nomeado em cargo comissionado Ingrid Kamylla Mendonça de Macedo (esposa), Antônio Sílvio Lopes de Macedo (sogro) e Pablo Anthony Mendonça de Macedo (cunhado).

Pressão 3

Já o vereador oposicionista, Rafael Peçanha (PDT), ingressou com ação no Ministério Público na tentativa de suspender a sessão que suspende a votação que havia reprovado as contas de Marquinho Mendes em 2016. É um tal de suspende pra lá, suspende pra cá, ação pra lá e ação pra cá, que parece não ter fim.

Pressão 4

Já a família Bento com seus representantes deputado estadual Silas Bento (PSDB) e vereador Vanderlei Bento (PMB) seguem fiscalizando de perto a Saúde, Educação, COMSERCAF, e também devem acionar o Ministério Público para as irregularidades encontradas.

Pressão Amiga

Até o clã dos Barretos, presidente da Câmara, Aquiles (SD) e a secretária de educação Laura Barreto, estão com pressão "amiga" em cima do prefeito, querem que ele desista de não abrir novas matrículas no colégio Rui Barbosa e mantenha o ensino médio municipal.

Pressão Moreno

Já o ex-vereador, Adriano Moreno (REDE), que fez ou ganhou de presente uma "vaquinha" do Alair Corrêa (PP) para pagar os advogados de calça curta, está todo feliz e falando com quem encontra na rua que o Marquinho Mendes (PMDB) será condenado no TSE, ele afirma que já tem até terno pra posse. Parece piada alairista, mas não é!

Pressão Geladeirinha

Já a professora da geladeirinha está com uns 20 adolescentes que ela doutrinou cantando musiquinha e fazendo vandalismos por onde passam, cada dia escolhe um órgão municipal para vandalizar.

Ufa!

Se Marquinho Mendes (PMDB) achou que teria paz para governar pelos primeiros seis meses se enganou, a oposição está com força total e atacando por todos os lados. Vai precisar ter estrutura para aguentar tanta pressão.

Não enche


E os alairistas que já começaram a nos perturbar por conta da nomeação de três parentes do Marquinho Mendes (PMDB), lembre-se que o tio Lalá nomeou uns 30 familiares das 2 famílias em 2013. Portanto vamos reclamar com coerência, quem achou normal em 2013 não pode reclamar em 2017.

BOA NOTÍCIA - UPAs de Cabo Frio e Araruama receberão 400 mil reais cada


As cidades de Cabo Frio e Araruama podem comemorar, pois uma nova e importante verba está chegando para a Saúde, as suas UPAs serão agraciadas com 400 mil reais cada uma, no caso de Cabo Frio que são duas UPAs terá a arrecadação dobrada, arrecadando 800 mil reais.


O dinheiro faz parte de um montante de 194 milhões de reais do Ministério da Saúde destinado para os custeios das unidades de saúde do RJ.

Agora é torcer que esse novo montante de dinheiro se transforme em boa estrutura para nossos munícipes.

Bairro Jardim Esperança recebe o evento "Salineira com a Comunidade"


No dia 25 de março (sábado), a Auto Viação Salineira vai realizar, no bairro Jardim Esperança, o primeiro Salineira com a Comunidade de 2017. O evento acontecerá na praça central, em frente ao Hospital Otime Cardoso dos Santos, das 10 às 14 horas.

Serão oferecidos aos moradores, gratuitamente, os seguintes serviços: medição da taxa de glicose, aferição de pressão arterial, aplicação de flúor, corte de cabelo, recreação infantil, sorteio de cestas básicas, atendimento jurídico, recolhimento de óleo de cozinha e pilhas usadas, design de sobrancelhas, Fale com a Salineira (atendimento da equipe operacional), palestra educativa, banca exclusiva para recebimento de currículos, inclusão digital, manicure e muito mais.

E em 2017 o evento terá uma novidade: a Auto Viação Salineira e a Faculdade Unilagos firmaram parceria, e os alunos que estão nos períodos finais do curso de Enfermagem farão os atendimentos de medição da taxa de glicose, aferição de pressão arterial e orientações de cuidados com a saúde, sob supervisão dos professores e o coordenador da instituição.

O Salineira com a Comunidade é realizado desde 2001 nos municípios atendidos pela empresa e tem por objetivo promover a integração com a população. 


Matéria: Phillipe Bello

Novela "A Saga da Jeitosinha" de James Santos - Capítulo 12 "Pretensões de Arlindo"


Narrador - Jeitosinha não acreditava no que acabava de ouvir. Desde a revelação de seu trágico segredo,  sentia-se num pesadelo sem fim. Não bastasse todo o ódio em seu coração, o estranho desfecho da morte do pai e a perda  de Bruno, seu amado, agora a nossa heroína era  chantageada pelo cruel Arlindo!

Jeitosinha - Você quer  que eu me prostitua?

Arlindo - Sim. - concordou o  irmão, sem um pingo de emoção na voz - Existe um bordel de  luxo aqui perto de casa... Pessoas exóticas como você podem ter um bom valor no mercado.

Jeitosinha aos prantos - Mas... Eu sou virgem! Sou inocente!

Arlindo - Pois você  tem até amanhã para aprender o que precisa.

Narrador - Arlindo deixou o quarto da loira batendo a porta. Adenair entrou em seguida, curioso em saber o que acontecera. Jeitosinha contou resumidamente a história.

Adenair batendo o pezinho nervosamente - Mas não pode ser! Você precisará matá-lo também!

Jeitosinha - Sim, mas não poderei fazê-lo agora. Não com o  estranho desaparecimento do corpo de papai.  Precisamos desvendar primeiro este mistério. - disse Jeitosinha, recompondo-se.

Adenair - Então  você...

Jeitosinha - Não resta outra alternativa,  Adenair. Terei que me submeter aos caprichos de  Arlindo. E pode ter certeza: estarei mais pronta amanhã do que ele pensa!

Narrador - Pela primeira vez desde o rompimento, Jeitosinha voltou  àquela noite ao apartamento de Bruno. Encontrou-o em  estado de total desespero, sorvendo doses e mais doses de  uísque barato.

Bruno - Você destruiu a minha vida!

Narrador - A loira, usando um vestidinho curto,  sentou-se no seu colo. Numa explosão de luxúria,  enfiou a língua na boca de Bruno, antes que ele pudesse esboçar qualquer reação. Num primeiro momento ele retribuiu ao carinho, mas logo lembrou-se de que estava beijando um homem. Rejeição e desejo se sucediam em  ondas no coração de Bruno. Mas ele havia  bebido bastante e amava Jeitosinha...

No dia  seguinte, consumada uma louca e completa noite de amor, a loira acordou e viu Bruno, de pé, contemplando-a . Ela abriu um  sorriso, mas não foi retribuída.

Bruno -    Você é tão bonita...

Jeitosinha - O que você achou da noite, meu  amor?

Bruno - Eu... Eu estou confuso... Foi tudo  muito diferente... Me vi fazendo coisas que nunca imaginei  ser capaz...

Jeitosinha - Calma amor... Sente-se aqui ao meu lado. Vamos  conversar melhor sobre isso...

Bruno - Bem... Podemos até conversar. Mas sentar eu não consigo...

Narrador - Jeitosinha e Bruno  irão se reconciliar?

Confira logo mais, no próximo e  emocionante capítulo!"

Para reler o Capítulo 1 clique AQUI
Para reler o Capítulo 2 clique AQUI
Para reler o Capítulo 3 clique AQUI
Para reler o Capítulo 4 clique AQUI
Para reler o Capítulo 5 clique AQUI
Para reler o Capítulo 6 clique AQUI
Para reler o Capítulo 7 clique AQUI
Para reler o Capítulo 8 clique AQUI 
Para reler o Capítulo 9 clique AQUI
Para reler o Capítulo 10 clique AQUI
Para reler o Capítulo 11 clique AQUI

O capitalismo de estado atrás das grades. Por Pedro Nascimento Araújo


Nem se pode dizer que foi bom enquanto durou: a terceira encarnação do nacional-desenvolvimentismo tem o zênite de sua inutilidade coincidindo com o nadir de Eike Batista, homem-símbolo da mais recente derrocada de uma doença que nos atinge desde que Getúlio Vargas comandou o Golpe de 1930. Como um receituário que já havia quebrado o Brasil por duas vezes em menos de um século foi ressuscitado é algo que deve ser melhor explicado com as lentes das patologias psiquiátricas: em um estranho triunfo da esperança sobre a experiência, os governos petistas reassumiram com fulgor uterino o velho nacional-desenvolvimentismo e ungiram Eike Batista como seu messias. Deu no que deu – de novo. A esperança desta vez é que, com seus próceres atrás das grades (além de Batista, Sérgio Cabral e, à exceção de Dilma Rousseff Lula da Silva, os próceres do Partido dos Trabalhadores), o nacional-desenvolvimentismo finalmente seja aprisionado para sempre e o Brasil amadureça economicamente, abandonando de vez a fantasia pueril de poder reverter a lógica econômica (competição) por meio de canetadas. Já não é sem tempo.

A lógica do capitalismo pode ser resumida em uma palavra: produtividade. A empresa que consegue produzir mais utilizando menos recursos é capaz de ofertar maiores quantidades a preços menores – em consequência desse delta entre custos de produção, consegue lucrar mais vendendo por preços inferiores aos dos concorrentes. Com a livre circulação de produtos e pessoas, as técnicas inovadoras que permitiram lucrar mais são disseminadas e o custo mais baixo passa a ser o novo padrão e as empresas precisam buscar novas formas de reduzir custo, em um círculo virtuoso propriamente descrito por Joseph Schumpeter como destruição criativa: no capitalismo, a sobrevivência do mais apto é muito mais intensa do que na natureza. Quem não se adapta (ou seja, não está na voga da eficiência) simplesmente perece. Para a economia como um todo, todavia, essa competição feroz é uma benção. Evidentemente, ninguém fica feliz quando uma empresa não aguenta acompanhar a concorrência e é forçada a fechar as portas, mas o desemprego é temporário e os ganhos de produtividade garantem aumentos reais dos rendimentos de todos. Especificamente, os trabalhadores são os grandes vencedores da destruição criativa, em que pesem momentos de desemprego friccional: eles ganham dobrado, tanto por meios de rendimentos maiores (com maior produtividade ganham mais porque entregam mais valor por unidade de trabalho e, obviamente, cobram mais por isso), quanto por meio de custos de vida menores (com maior produtividade, os preços dos produtos e serviços que consomem tendem a ser menores, liberando parcela maior de uma mesma renda para poupar ou consumir em atividades além da subsistência). Competição é a melhor coisa para todo mundo, menos para as empresas ineficientes. E aí entra o capitalismo de estado: proteção contra a concorrência para as empresas ineficientes, que produzem com menos eficiência (leia-se: a custos maiores) e obtêm seus lucros não das suas competências, mas sim porque o governo força a sociedade a comprá-los. Tendo como pano de fundo essa lógica, Eike Batista surgiu para o mundo.

Obviamente, o capitalismo de estado não se vende como a negação da destruição criativa de Schumpeter – seria óbvio demais para toda a sociedade que o governo estaria literalmente forçando todos a pagar mais por menos e, portanto, ninguém seria louco de apoiar publicamente um ato abertamente punguista. Criou-se, então, uma complexa justificativa ideológica para vender o capitalismo de estado como algo positivo: o nacional-desenvolvimentismo. O nome é uma obra de arte per se: como alguém em sã consciência poderia ser contra nacionalismo e desenvolvimentismo, ainda mais quando ambos compõem a mesma palavra? Golpe de mestre, o nacional-desenvolvimentismo é um canto da sereia em economia. E convenceu muita gente boa, bem-intencionada e bem preparada, a embarcar nessa canoa furada – como vimos, desde o Golpe da República, o Brasil teve três momentos de capitalismo de estado disfarçado como nacional-desenvolvimentismo. O apelo do nacionalismo é forte, mas é sempre bom lembrar que nacionalismo não pode ser sinônimo de ufanismo ou de xenofobia: nacionalismo é saudável quando significa garantir que os nacionais tenham sempre acesso ao que o mundo tem de melhor; ou seja, garantir que a nação esteja sempre na vanguarda mundial. Usar o nacionalismo como pretexto para impedir que há de melhor no mundo possa ser absorvido pela nação é parafrasear a definição de Samuel Johnson acerca do patriotismo e fazer do nacionalismo o último refúgio do canalhismo: repelir o estrangeiro pelo simples fato de ser estrangeiro é de uma arrogância tão tacanha e de uma obtusidade tão evidente que meramente mencionar que nenhum povo no mundo será jamais capaz de fazer tudo melhor do que todos os outros já excede qualquer definição de óbvio ululante. Não obstante isso, o nacional-desenvolvimentismo adotou o pior tipo possível de nacionalismo: o isolacionismo, maneira pela qual condenou concomitantemente o povo brasileiro ao inferno de só poder consumir produtos e serviços que são primores de ineficiência e recordistas de preços altos e as empresas brasileiras amigas dos governantes ao paraíso de ofertar sem concorrência produtos e serviços que são primores de ineficiência e recordistas de preços altos. Esse é o lado nacionalista do nacional-desenvolvimentismo: estimula relações promíscuas entre empresas e governos para que os privilégios sejam mantidos e empobrece os consumidores ao forçá-los a pagar mais por menos; além disso, ainda desestimula quaisquer tentativas de buscar eficiência ao simplesmente cancelar pela força mais virtuoso princípio do capitalismo – a destruição criativa. Não que o lado desenvolvimentista tenha algo de bom para mostrar. Novamente, a lógica do senso comum é aplicada perversamente: ninguém, em sã consciência, é contra o desenvolvimento; afinal, desenvolvimento significa melhoria das condições de vida. Mas o conceito de desenvolvimentismo associado ao nacional-desenvolvimentismo não passa de industrialização por substituição de importações, um desenvolvimento arraigado em ideais autárquicos do Século XIX. Não se trata de desenvolvimento humano ou mesmo de desenvolvimento sustentável: se trata apenas de industrialização. Ocorre que industrialização não é mais fonte de riqueza. Há muito que indústrias não são mais o que diferencia países ricos e pobres – a tal ponto que a principal região manufatureira do mundo nos dias atuais é a China, um país pobre: as empresas de países ricos são quem fabrica nos países pobres. Nacional-desenvolvimentismo nada mais é, portanto, do que um nome vendável para o execrável capitalismo de estado, que beneficia somente os donos das empresas ineficientes que, graças a favores políticos, conseguem proteção legal contra qualquer concorrente mais inovador e, portanto, mais eficiente. A experiência brasileira já colecionava dois fracassos causados pelo capitalismo de estado antes de Eike Batista surgir como a mascote do terceiro.

O Golpe de 1930 foi o segundo dos três golpes político-militares que acometeram o Brasil desde a Independência, sendo precedido pelo Golpe de 1889 (República) e sucedido pelo Golpe de 1937 (Estado Novo) – sempre vale lembrar que os Golpes de 1945 (Redemocratização) e 1964 (Regime Militar) foram civil-militares e a chamada Nova República (1985) foi um processo de saída comandado por dentro, não uma ruptura institucional. A ditadura comandada por Getúlio Vargas foi responsável pela primeira encarnação do capitalismo de estado no período republicano, não por acaso coincidindo com a tentativa estatal de industrializar o Brasil por meio de ação estatal e de “campeões nacionais” escolhidos dentre os financiadores do grupo ocupante do poder. Vargas, por um lado, desmantelou setores como, por exemplo, as estradas de ferro, ao nacionalizá-las, enquanto, por outro lado, favoreceu empresários próximos a seu grupo por meio de controles alfandegários e cambiais diversos. Os militares repetiram a dose e levaram-na ao paroxismo. Por fim, o PT retomou a ideia de créditos subsidiados e proteções alfandegárias e cambiais, com os mesmos resultados: recessão e quebradeira – a favor do PT, ao menos dessa vez não houve crise da dívida externa, uma constante nas ditaduras de Vargas (1931 e 1937) e do Regime Militar (1983), além do governo de Sarney (1987), último governo não eleito diretamente pelo povo. Capitalismo de estado gera quebradeira e ineficiência e depois hiberna, sendo sucedido por períodos de abertura e liberalismo que restringem os privilégios de amigos do poder (foi assim entre 1946 e 1973, entre 1990 e 2002 e desde 2015) até que, bizarramente, tende a ser revivido quando tudo parece estar bem (1973-1989, 2003-2015). Há apenas uma razão para supor que será diferente dessa vez: o garoto-propaganda do capitalismo de estado está preso. No Brasil, o capitalismo de estado, como se viu, não cultiva a tradição de morrer; do contrário, costuma hibernar em momentos como o atual. Mas isso pode mudar: Eike Batista foi preso hoje (30-Jan-2016) ao desembarcar no Aeroporto Maestro Antônio Carlos Jobim, retornando de uma viagem a Nova York. Há uma grande expectativa de que o tempo na prisão seja suficiente para que ele opte por elucidar aos brasileiros como o capitalismo de estado funciona na prática – Eike, portador de passaporte europeu, poderia ter-se evadido para sempre, mas decidiu retornar. Espera-se que para esclarecer suas imorais relações com os governos patrocinadores do capitalismo de estado: Lula da Silva (cada vez mais investigado e indiciado) e Sérgio Cabral (já preso e cada vez mais enrolado com novas revelações), bem como seus prepostos. Afinal, a lógica aponta para propinas como o porquê de tantos negócios dele terem sido beneficiados com dinheiro subsidiado (ou seja, o governo tirou dinheiro dos impostos dos brasileiros e o deu a Eike Batista) ou, mesmo, por pouco claras concessões de terras públicas a preços ridiculamente irreais, como no caso do Porto do Açu: Batista pagou R$ 35,7 milhões por uma área avaliada de 75 Km2 avaliada em até R$ 1,2 bilhão. Assim, talvez estejamos diante da melhor oportunidade que já nos foi dada de conhecer os meandros do nacional-desenvolvimentismo. Que possamos aprender com isso que o capitalismo de estado (ou nacional-desenvolvimentismo, ou qualquer outro nome pomposo que venha a receber no futuro) gera apenas duas coisas que servem apenas para empobrecer o Brasil e os brasileiros: ineficiência e corrupção. Não precisamos nem de uma nem de outra. Não precisamos de capitalismo de estado. Precisamos aprender essa lição de uma vez por todas para não permitimos seu retorno daqui a alguns anos. Pelo bem do Brasil, precisamos garantir que o capitalismo de estado fique atrás das grades para sempre.

Pedro Nascimento Araujo é economista.

quarta-feira, 22 de março de 2017

HONESTIDADE - Cobrador devolve 100,00 que recebeu por engano de passageira

Ronald dos Santos Costas

Um ato de honestidade foi relatado pela leitora Dora, segundo nossa leitora o trocador da Auto Viação Salineira, Ronald dos Santos Costas (foto acima) teve um ato louvável ao devolver a passageira uma nota de R$ 100,00 dada por engano, a passageira confundiu a nota como se fosse a nota de R$ 2,00.

O caso aconteceu na manhã de ontem (21/03) às 7h05min na linha que liga Arraial x Cabo Frio.

Parabéns ao Ronald pelo ato de bom caratismo e honestidade, infelizmente em nosso país um ato que deveria ser obrigação merece ser divulgado pois estamos em uma sociedade doente.


Parabéns também a Salineira por contar com um colaborador do porte moral do Ronald.

Bastidores da Política e da Imprensa - Contas Reprovadas de Marquinho são Anuladas


Câmara de Vereadores

Ao que parece a Câmara de Vereadores de Cabo Frio não está nem um pouco preocupada com sua imagem, em meio a inúmeras denúncias de irregularidades, descaso com documentos históricos, abuso contra funcionários e seus direitos trabalhistas, quebra do regimento interno, a Câmara partiu para uma votação no mínimo polêmica "o cancelamento da sessão que reprovou as contas de Marquinho Mendes (PMDB) em 2016".

Só se fala nisso

O dia de ontem (21/03) foi tenso, a oposição da cidade denunciava a manobra que anularia a sessão, e puxou com eles a insatisfação popular, os vereadores que se colocaram contra a anulação da sessão foram: Oséias (PDT), Rafael Peçanha (PDT), Vinicius Corrêa (PP) e Vanderlei Bento (PMB).

Legalidade?

O que mais se questionava era a legalidade do ato, a revogação de uma sessão que reprovava as contas do atual prefeito, e aí sofria perguntas na nossa redação: "isso pode?"

Pode sim

O ato pode até ser considerado imoral, interferência de poder, mas a sessão que foi realizada em 2016 para anular as contas de Marquinho Mendes (PMDB) foi completamente ilegal, portanto existe base para se anular a sessão.

Irregularidades

As contas de Marquinho Mendes na sua gestão a frente da Prefeitura de Cabo Frio em 2012 foi reprovada pelo TCE, no entanto uma manobra judicial suspendeu o parecer, tornando ilegal a votação desse parecer pela Câmara.

Irregularidades 2

A Câmara então fez um parecer próprio das contas e marcou a sessão, e novamente uma manobra judicial suspendia a realização da sessão pelo parecer interno e do TCE, mas mesmo com a ordem judicial contrário o então presidente, Marcelo Corrêa (PP), realizou a sessão e rejeitou as contas de Marquinho Mendes (PMDB).

Legalidade/Imoralidade


Portanto a sessão de ontem (21/03) que livra Marquinho Mendes de ter contas rejeitadas pode ser completamente imoral, mas é totalmente legal.

Ronda Policial - Vovô Pedófilo // Assassino se entrega // Carro roubado bate em viatura e muito mais


Vovô pedófilo

Um caso nojento foi registrado em Macaé, um idoso de 66 anos (que infelizmente não teve o nome divulgado pela polícia) foi preso após denúncia anônima que estava se relacionando sexualmente com uma menina em seu apartamento - na Avenida Teixeira de Gouveia, no Centro.

A menina tem apenas 10 aninhos e foi encontrada no apartamento do homem nua e com óleo no corpo, a criança disse em depoimento que a mãe tinha consentimento que ela estava no local. Segundo a Polícia a criança vinha sendo abusada pelo homem em troca de dinheiro e comida.

O caso foi registrado na 123ª DP, ficando o idoso preso por estupro de vulnerável. Foram apreendidos camisolas, gel lubrificante, DVDs de pornografia e preservativos que estavam no apartamento do acusado.

Já a mãe da menininha (dá pra chamar de mãe?) negou que aliciava a filha e foi liberada após seu depoimento na delegacia (Brasil...sil...sil).


Feminicídio esclarecido

O ex-marido da jovem, Joyce Santos, vítima de feminicídio em Arraial do Cabo se apresentou a polícia na tarde de ontem (21/03). Marcus Vinicius Borges Vieira Silva estava foragido em São Paulo mas se apresentou no Rio de Janeiro por temer sofrer linchamento em Arraial do Cabo, Marcus confessou o crime e contou à polícia a forma como assassinou Joyce por asfixia.


Bateu em viatura da PM com carro roubado

A história a seguir parece cena de filme pastelão, mas é real. Um homem, Miquéias Conceição, de 36 anos, dirigia um veículo Gol e colidiu contra uma viatura da Polícia Militar na Avenida Gladstone  no bairro Boa Perna em Araruama.

O mais louco é que Miquéias estava em um carro roubado, e já tinha passagens por tráfico e furto, é claro Miquéias já está na jaula e o caso foi registrado na 118ª DP.


Concurso Fake

O site "Vagas Abertas On Line" está divulgando em seu site um concurso público para a prefeitura de Cabo Frio com salários que variam de 1 a 7 mil reais (confira clicando AQUI).

 Só que a informação é completamente falsa, não foi feito nenhum edital de convocação para concurso em Cabo Frio, a prefeitura alerta que a prática pode ser para espalhar vírus ou estelionato com aplicação de golpe arrecadando inscrição falsa.


Não caia nessa!

"Por Aí" com Ana Paula Domarco. Edição 22/03/2017


Espaço Cultural Semblano Café Bar

A última sexta feira foi agradabilíssima no Espaço Cultural Semblano Café Bar que fica na Rua Copenhagen, n°2, São Cristóvão em Cabo Frio.



Além da simpatia do casal James e Teresinha, papo animado acompanhado de divinos bolinhos de bacalhau (receita portuguesa), crocantes e pururucados torresmos, deliciosos caldos, a imperdível " Jeitosinha", e a vontade de voltar mais vezes.

Novela "A Saga da Jeitosinha" de James Santos - Capítulo 11 "Revolta de Arlindo"


Arlindo - Você nunca me enganou, Jeitosinha... - A voz de  Arlindo destilava revolta e ódio.

Arlindo - Vou contar seu segredo ao papai, assim que ele voltar  da pescaria!

Arlindo - Aliás, vou contar ao  mundo!

Jeitosinha espantada - Contar ao papai?

Narrador - Então Arlindo não sabia que o pai estava  morto! Não foi ele quem escondeu o corpo!

Jeitosinha estava tão fragilizada que acabou assumindo sua bizarra condição ao irmão.

Jeitosinha - Sim,  Arlindo. Sou uma mulher aprisionada no corpo de um homem. Mas sou maior vítima desta situação! Eu lhe imploro: não revele o  meu segredo!

Arlindo - Não adianta, Jeitosinha...  - Toda a minha vida brinquei  com cavalinhos feitos de palitos de fósforo fincados em  batatas, enquanto a princesa tinha os mais caros brinquedos. Toda a minha vida dormi espremido num beliche, com os pés do Amarildo  tocando as minhas narinas, enquanto você tinha seu quarto e finos lençóis de seda...

Narrador - Arlindo agarrou  Jeitosinha pelos braços e fitou o fundo de seus olhos.

Arlindo - Mas o que eu nunca vou perdoar mesmo foi aquela surra  que levei quando descobri a verdade sobre você... - Arlindo  tremia de rancor.

Jeitosinha tentando defender-se - Mas nem eu mesma sabia! 

Arlindo - "-Chega! Chega de suas mentiras”!

Narrador - Arlindo virou-se em direção  à porta. A irmã, desesperada, lançou-se ao chão e  abraçou seus pés.

Jeitosinha - Não, Arlindo... Por  favor! Eu faço qualquer coisa!

Arlindo em tom mais suave - Qualquer  coisa? – Comece mostrando-se para mim. Quero vê-la nua!

Narrador - Relutante, Jeitosinha livrou-se de suas roupas e revelou seu corpo perfeito de mulher.

Bem,  quase perfeito.

Arlindo balbuciando  - Não é justo...

Narrador - Arlindo  apontou o apêndice que fazia de Jeitosinha um quadro surrealista

Arlindo -  Até neste quesito você ganha de mim...

Jeitosinha - Por favor, não seja rude comigo...

Arlindo espantado - O que?  - Você imaginou que eu  quero tocar você? É ruim, heim?

Jeitosinha  - Mas... O que você quer então? - Perguntou a moça,  voltando a se vestir...

Arlindo - Você vai me render dinheiro, irmãzinha. Muito dinheiro!

Narrador - O que Arlindo  pretende? Como Jeitosinha sairá dessa?

Confira amanhã, no  próximo e emocionante capítulo!

Para reler o Capítulo 1 clique AQUI
Para reler o Capítulo 2 clique AQUI
Para reler o Capítulo 3 clique AQUI
Para reler o Capítulo 4 clique AQUI
Para reler o Capítulo 5 clique AQUI
Para reler o Capítulo 6 clique AQUI
Para reler o Capítulo 7 clique AQUI
Para reler o Capítulo 8 clique AQUI 
Para reler o Capítulo 9 clique AQUI
Para reler o Capítulo 10 clique AQUI

terça-feira, 21 de março de 2017

Álex Garcia é o entrevistado de hoje no Programa Café com Lei


O redator do Blog Cartão Vermelho, Álex Garcia, é o convidado de hoje (21/03), às 22h30min,  do Programa Café com Lei que é apresentado pelo renomado advogado Dr. Cláudio Mansur.

O programa tem pautas polêmicas, onde serão abordados temas como a reta final do Governo Alair Corrêa e os escândalos envolvendo a Câmara de Vereadores de Cabo Frio.


Contamos com sua audiência! 

CORREÇÃO: O programa será transmitido às 22h30min.

Bastidores da Política e da Imprensa em 21/03/2017


Arraial do Cabo

O prefeito de Arraial do Cabo, Renatinho Vianna (PRB), está de parabéns pelo resultado de um empenho que começou logo após a eleição de 2016, as cansativas e constantes viagens à Brasília renderam agora para a cidade R$ 7.500.000,00 (sete milhões e quinhentos mil reais).

Arraial do Cabo II

Os recursos federais serão para aplicação em Saneamento Básico, Educação e Saúde, áreas que a cidade clamava por melhorias.

Professora da Geladeirinha

Não se engane com o "amor" da professorinha da geladeira e líder estudantil da terceira idade, ela não luta pela manutenção do Colégio Rui Barbosa, ela luta por permanecer dando aula onde não precisa trabalhar e pode cooptar estudantes para seus interesses políticos, é uma ordinária que pensa apenas em si mesma.

Baderna

E as badernas promovidas por essa arruaceira já voltaram a tumultuar a cidade, quem precisou ir à prefeitura resolver problemas ou trabalhar teve que passar pelo vandalismo comandado por essa velha senhora, é incrível que a Polícia Militar não coloque a professorinha da geladeira na cadeia por vandalismo, arruaça e depredação do espaço público.

Oposição?

Dizem as más línguas que um vereador trabalhista de primeiro mandato esteve essa semana na casa do presidente da Câmara de Vereadores de Cabo Frio, Aquiles Barreto (SD), junto a eles estaria um grupo de mineirinhos que adoram a cidade. Eles estavam jogando biriba. Será?
   
Denúncias

As denúncias sobre a Câmara de Vereadores de Cabo Frio não param de chegar, essa semana tem mais aberrações a serem reveladas.

São Pedro da Aldeia

Como anda a sindicância sobre o carro de uso exclusivo da presidência da casa legislativa que foi preso com muambas pela Polícia Federal?

Encontro


Quem se encontrou essa semana foi o deputado estadual Silas Bento (PSDB) e o ex-vereador Dr. Adriano (REDE), o encontro foi em São Cristóvão, e o tema foi... mistério...

- |