Leal Porto

Leal Porto

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2647-5341

sexta-feira, 7 de junho de 2013

Coluna da Menina de Ouro, Vânia Carvalho




O Tapete Vermelho está ocupado

Dezenas de pessoas ouviram um tremor na área de alimentação da Feira Forte. Mulheres e crianças começaram a gritar! Homens apavorados não sabiam que barulho ensurdecedor era aquele, que abriu um buraco imenso no chão da área externa. Uma fumaça negra começa a evaporar do buraco até que o cheiro forte  de enxofre toma conta do local. Nisso  a ponta de um tridente começa a aparecer saindo daquelas profundezas e antes que as pessoas pensassem que o diabo tinha se apossado do reino de Deus, ouvimos uma voz conhecida, um sorriso largo e aquela célebre frase:
- Meus amigos! Cheguei! Um beijo no seu coração!

A galera então diante da aparição de tão enfadonha persona, solta uma  sonora vaia, tamanho o desperdício de som, da banda que tocava no local e teve seu show interrompido pela apoteótica aparição do ex-prefeito, que foi marcar território, apesar de não precisar levantar a perninha.

Seguido de seu fiel escudeiro que não larga o osso e prefere passar a vida toda  a sombra dele, dizem que o ex, porque todo crente é ex, foi fazer seu marketing. Entrou, cumprimentou  1 pessoa e meia, por que criança não conta e saiu escoltado pelo bobo da corte que adora te dizer: Fica com Deus! Mas chega em casa e se traveste de fake para te xingar no facebook.

Se eu soubesse que MM iria aparecer na Feira Forte, teria alugado um stand pra vender óleo de peroba, duvido se iria sobrar um na prateleira.

E antes que Monayra Manom aceitasse literalmente o beijo no coração do ex-prefeito, este foi embora mais rápido do que chegou, já que deve ser difícil se sentir um reles estranho no meio de tanta gente.

As palmas cessaram, os gritos histéricos das moçoilas se calaram, os abraços e conversas ao pé do ouvido já não existem mais e  só lhe restou seu fiel escudeiro lhe estendendo o pano de chão, porque o tapete vermelho agora está ocupado.

0 comentários:

- |