Leal Porto

Leal Porto

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2647-5341

segunda-feira, 1 de julho de 2013

Coluna da Menina de Ouro, Vânia Carvalho




Protesto Solidário

O povo saiu as ruas mobilizados pela indignação, por tantos escândalos, denúncias, desperdício de dinheiro público, insegurança, descaso e roubalheira com a população, seja ela da classe pobre a classe média, seja ela estudantes, senhoras, homens, trabalhadores, aposentados, a manifestação de agora, não tem cara de partido e sim  do cidadão.

Anos e anos de impunidades e opressão, tiveram como gota d’água a violência sofrida, por aqueles que ainda por cima resolveram baixar o cacete nos brasileiros que pela primeira vez saíram as ruas indignados, com um aumento de 0,20 na passagem dos ônibus.

Ora, isso só podia acarretar uma revolução em cadeia, já que 0,20 não era o único problema, o problema maior estava latente numa sociedade acomodada que nunca parou pra pensar: Unidos seremos fortes!

E foi o que aconteceu: o senhor que andava de carro se solidarizou, porque sofre horrores no trânsito, a madame se solidarizou porque já foi assaltada 4 vezes, o estudante se  solidarizou porque não consegue ter uma educação de qualidade, o operário se solidarizou, porque vê seu salário achatado pela inflação, a dona de casa se solidarizou porque  o aumento nos preços dos alimentos estão pela hora da morte, o empresário se solidarizou, porque a cada ano paga  impostos absurdos, o pai se solidarizou porque perdeu sua única filha vítima de bala perdida num tiroteio entre traficantes, a professora se solidarizou e tantos outros profissionais que não são reconhecidos pela importância dos seus trabalhos, o artista se solidarizou, porque quer mais investimentos pra cultura, o idoso se solidarizou, porque não aguenta mais sofrer com sua parca aposentadoria, o doente se solidarizou porque necessita de atendimento médico de excelência e a quem levou seu cachorro na passeata, que também se solidarizou, por tantos crimes contra os animais.

Então o que vemos hoje, é um Brasil que acordou e disse: Chega! Independente de partidos,  raça, cor ou credo, esse protesto pra mim não tem cunho político e sim  o levantar de uma única bandeira:

Eu sou brasileiro e não desisto nunca!

0 comentários:

- |