Leal Porto

Leal Porto

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2647-5341

quinta-feira, 25 de julho de 2013

Coluna da Menina de Ouro, Vânia Carvalho




Cabral aqui nem a pau!

O governador Sérgio Cabral diante de tantas mazelas que pairam sobre sua cabeça, resolveu recorrer ao diabo, a quem jurou entregar sua alma a troco de poder e dinheiro. Chegou no inferno na fila do PROCON das trevas e encontrou um bando de gente reclamando pelos maus serviços prestados. 

Encontrou um homem sentado numa cadeira, que ao ver o governador vociferava palavras de baixo calão.

-Eh você Cabral FDP! Sabe quem sou eu? Um dos civis assassinados na favela da Maré!
-E o que você tá fazendo aqui seu trouxa! Respondeu Cabral meio irritado. Se você fosse boa bisca devia tá no céu!

- Eu tô aqui desgraçado! Por sua culpa. Porque antes de morrer eu jurei que ia até ao inferno pra te pegar  de algum jeito!
-Sai pra lá seu otário eu ainda to vivo, só vim aqui cobrar meus direitos!

E a fila foi andando, até que chegou a vez do governador!

- O que deseja? Perguntou o demônio.
-Eu vim aqui pedir indenização pelos maus serviços prestados da sua pessoa. Estou sendo massacrado pelo povo, todo dia é uma bagunça na minha porta, me xingam, me agridem nas redes sociais e você não faz nada?

- Você me pediu poder eu te dei, você me pediu regalias eu te dei, você me pediu muita grana eu te dei,  me pediu pra ter um baixinho ao teu lado fazendo todas as suas vontades, eu te dei o JM , você queria mais o que?
- Eu queria que você afastasse esses  manifestantes de mim!

-Ora! mais isso eu já faço. Jogo bomba, gás lacrimogênio, gás de pimenta, sento a porrada, cinzeiro, nos arruaceiros, e você quer mais o que?
- Eu queria  então que você me mandasse para um lugar sossegado, onde eu pudesse roubar a vontade, sem ninguém pra me atormentar, que eu pudesse andar de helicóptero, levar Juquinha pra passear, sem ninguém pra me chatear.
- Que tal um lugar com uma  praia paradisíaca, com um povo hospitaleiro, lá mesmo no interior do RJ.

-Aaaah! Aí sim, um lugar de praia, numa cidade do interior, onde eu pudesse fazer minhas falcatruas sem ninguém me perturbar? Quero sim! Que cidade seria essa?
-Cabo Frio tá bom?

Antes que o governador respondesse uma voz vindo do gabinete da  prefeitura, grita em alto e bom tom!

CABRAL AQUI, NEM A PAU!

0 comentários:

- |