Leal Porto

Leal Porto

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2647-5341

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Coluna da Menina de Ouro, Vânia Carvalho




Óleo de Peroba

O fabricante do óleo de Peroba muito conhecido das donas de casa para lustrar móveis de  madeira, entrou com um processo na justiça, porque os caras de pau  que assolam a oposição de Cabo Frio estão prejudicando a imagem do produto. Em vez de lustrar e dar brilho, o óleo de Peroba, sofre um processo de vaporização instantâneo e não alcança o resultado positivo que vem escrito no rótulo.

Os químicos da empresa que criaram a fórmula do produto tentam encontrar o problema que acarreta esse tipo de perda automática das propriedades lustrativas do óleo, que sempre mantiveram uma ótima aceitação no mercado.

Depois de várias tentativas, utilizando a própria oposição como cobaia, os especialistas verificaram, que a cara de pau  das pessoas forma um reagente inibidor, que acaba perdendo de imediato o brilho e a capa protetora tão eficiente em madeiras de lei de  alto nível. Com isso fica provado, que o fator negativo que emana  principalmente de representantes políticos e de blogueiros nefastos, são a causa da transformação química que torna o produto ineficaz. O que se conclui que cara de pau ainda por cima  podre, não reage ao lustrador mais conhecido do Brasil.

Com isso  se verifica, que nem o óleo de Peroba resolve a situação dos muitos cínicos, falastrões, hipócritas e falsos moralistas, que resolvem vir a mídia estampar suas cara de pau, com discursos descarados de enrolação afim de enganar a população. Com isso a empresa , que ficou com seu marketing abalado depois de tanta reclamação e devolução do produto, resolveu criar uma outra fórmula afim de tornar mais eficiente o sucesso da lustração dos  fingidos de plantão.

E vem aí o óleo de Peroba a base de Soda Cáustica, para garantir  a eficiência do brilho lavado daqueles que necessitam limpar suas imagens tirando toda a gordura e sebo de suas caras.

O único problema desse produto é causar danos irreparáveis, deixando cicatrizes irreversíveis a quem ousa ouvir ou acreditar naquilo que os caras de pau dizem, porém como a população já está acostumada, a venda de aparelhos para inibir o som na hora que eles tiverem dando entrevistas na TV, também será comercializada pela mesma empresa , já que o PROCOM exige que o consumidor não seja lesado, causando problemas de ordem constitucional.Afinal, o freguês tem sempre razão!

0 comentários:

- |