Leal Porto

Leal Porto

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2647-5341

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Espaço do Eleitor




Facury não tem o mínimo de bom senso

Sou Nilzete de Oliveira, moradora de Cabo Frio a 13 anos,universitária, artesã (trabalho com decoração em telhas) e venho mostrar minha indignação à respeito da colocação do Sr.Facury sobre a alternância de artesãos no novo espaço(Tunel do Artesão) que a prefeitura irá criar.

Vânia Carvalho vem trabalhando incansavelmente para comprovar junto as autoridades que o artesanato e uma atividade Cultural e de geração de renda, mostrou que os profissionais da arte também consomem e deixam aqui seus impostos, o Prefeito ficou sensibilizado e criou o espaço Túnel do Artesão, o que incomodou o Sr. Facury, pois na concepção dele deveremos alternar os espaços entre nós. Quero saber se as contas (água, luz, aluguel, alimentos, remédios, etc) e impostos, também se alternam? Pois preciso pagar todos os meses, já faço uma coisa quase impossível que é produzir e sair pra vender, no monta e desmonta barraca no canal(a dificuldade é muita pois sou cadeirante), ele não tem o mínimo de bom senso quando acredita que alternação dos artesãos funcione. Se Facury estivesse no meu lugar , ele aprovaria esta decisão? Isso não acontece em nenhuma cidade do Brasil...e se ele acha que isso realmente funciona, ele deveria começar então pela feira que hoje já existe.Vamos lá, Facury...mete a cara lá!Tente organizar o que já existe,tire os boxes de quem só vem para a cidade em alta temporada tirando o direito dos artesãos moradores da cidade, o direito de trabalhar honestamente e deixe que as pessoas competentes tomem conta desses critérios para a nova feira, porque você Facury, não tem competência para estar na posição que hoje ocupa.

Nilzete de Oliveira

Indignação

Olá.Meu nome é Ana Lúcia Martins, sou artesã e venho mostrar minha indignação à respeito da colocação do Sr.Facury sobre a alternância de artesãos no novo espaço que a prefeitura irá criar.

Bom, moro em Cabo frio a 7 anos e nesse período carrego minhas ferragens aonde me é concedido trabalhar.Vivo do meu artesanato somente, e para sobreviver, me desdobro vendendo minha mercadoria também para outras cidades, tendo em vista que Cabo frio nunca reconheceu artesanato como trabalho.

Hoje, depois do trabalho incansável de Vania Carvalho tentando fazer o artesanato ser reconhecido como atividade cultural e geração de renda, mostrou que os profissionais, sim, os profissionais da arte também consomem e deixam aqui seus impostos, enfim ganharemos um espaço digno para trabalhar.

Mas isso não deixou o Sr Facury satisfeito, pois na concepção dele deveremos alternar os espaços entre nós.Isso não funciona.Preciso pagar contas e impostos todos os meses, já faço uma coisa quase impossível que é produzir e sair pra vender, ele não tem o mínimo de bom senso quando acredita que isso funcione.

Isso não acontece em nenhuma cidade do Brasil...e se ele acha que isso realmente funciona, ele deveria começar então pela feira que hoje já existe.Vamos lá, Facury...mete a cara lá!Tente organizar o que já existe, e deixe que as pessoas competentes tomem conta desses critérios para a nova feira.
Sem mais, agradeço ao blog!

Ana Lúcia Martins

Do Blog Cartão Vermelho:

Se você leitor tem reclamações ou denuncias nos envie para o e-mail cartaovermelhotv@gmail.com com certeza daremos voz a você.

0 comentários:

- |