Leal Porto

Leal Porto

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2647-5341

terça-feira, 1 de outubro de 2013

Passando a limpo. Por Charles Domingues




MEIO AMBIENTE AS POLÍTICAS PÚBLICAS E O CIDADÃO.

O termo meio ambiente hoje esta presente em vários debates, seja em programa de TV, rádios, e até fazem de parte da pauta de vários políticos no uso de tribunas.

Mas o que realmente se trata o meio ambiente? Por que muitos que precisam e não tem projetos ou até mesmo o que dizer, fazem uso de programas ambientais muita das vezes de ocasião para externar ao publico suas idéias e acima de tudo tentar convencer seus eleitores de que são pessoas voltadas a praticas sustentáveis apesar de sequer saber do que se trata?

A alguns anos a cidade falava de meio ambiente porem sempre visando proteger a flora e fauna “a natureza como um todo”, aos poucos conseguimos juntos com algumas outras pessoas interessadas em esclarecer as causas ambientais e introduzir no Município, o conceito de que o meio ambiente significa tudo, e isso inclui eu e você caro amigo e fiel leitor, porem quando falamos sobre conceitos modernos de meio ambiente, a reboque aparecem varias pessoas tentando fazer uso desse terma visando benefícios próprios.

Amigos leitores preservar o meio ambiente, não significa somente evitar a extinção dos sapos, ou quem sabe sair por ai abraçando arvores, o conceito de meio ambiente alcançou hoje rumos muitos maiores, quando se discute o tema meio ambiente, precisamos entender que estamos lidando com uma questão multidisciplinar, e precisamos ver os conceitos com visão holística, precisamos entender que a questão ambiental está em alta por uma razão muito simples: A necessidade de sobrevivência, isso mesmo caros amigos, esse planeta já passou por varias transformações e nos seres humanos precisamos entender que hoje, devido a tudo que fizemos estamos fazendo e não estamos fazendo, somos quase que desnecessários dentro do conceito ecológico, senão vejamos:

Quem polui os corpos hídricos? Quem lança na atmosfera centenas de milhares de toneladas de CO2? Quem lança lixo no solo e contamina os lençóis com chorume? Que utiliza produtos tóxicos no agronegócio? Quem joga esgoto na lagoa? Quem pesca no defeso? Etc etc etc etc?

Entenderam quando digo eu somos desnecessários para o ecossistema? Sei que muitos que estão lendo essa coluna, e assim como eu, sabem que não fazem isso e tem internalizada a questão do desenvolvimento sustentável podem estar estranhando, pois bem, são exatamente esses que não fazem isso de forma direta ou intencional, ou que procuram formas alternativas para economizar o que restou do planeta, é que precisam se unir em torno daqueles que fazem esse tipo de coisa, sim se juntar a essas pessoas, de modo a passar para elas que acordar para as questões ambientais, é uma necessidade que não é simplesmente momentânea, utilizada muita das vezes em uma tribuna, nos discursos em praça publica, em cadeia nacional ou numa sala de aula, é sim uma necessidade eminente para não exterminarmos com nós mesmos. É imperativo que haja uma mudança radical de hábitos, visando deixar para o futuro um planeta habitável.

Bom para finalizar seria muito interessante ver a questão das políticas públicas, e dessa forma avaliarmos os seus impactos, assim como o que ela visa, e qual a perspectiva em atender aos cidadãos. Sim aos cidadãos, lembram do conceito moderno de meio ambiente?

Pois bem o cidadão e peça fundamental no conceito de desenvolvimento sustentável, na verdade quando existe sinergismo entre desenvolvimento econômico, preservação ambiental e responsabilidade social, estamos tratando do meio ambiente como um todo, daí a necessidade de introduzirmos o cidadão nesse contexto. Hoje precisamos quebrar paradigmas com relação as ações ambientais.

Caros amigos impactos nem sempre são negativos, e ações ambientais nem sempre querem dizer preservação da natureza, precisamos saber diferenciar as ações ambientais sustentáveis, de ações pontuais que pregam a ecoeficiencia, mas que la no fundo significa somente uma grande oportunidade de negocio.

Eu sou Charles Domingues Gestor Ambiental, Especialista Saneamento Ambiental, Especialista Engenharia ambiental.

Não deixe de ler o meu Blog: www.charlesdomingues.blogspot.com
Twitter; @charlesdomingue

0 comentários:

- |