Leal Porto

Leal Porto

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2647-5341

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Coluna da Menina de Ouro, Vânia Carvalho




Passado, Presente e Futuro

Existe uma parcela de cabofrienses que adoram falar do passado! Preservam suas memórias, seus ídolos de uma época distante, os costumes, os ritos, bailinhos, festinhas de rua, amigos que já se foram, porém se esquecem de se preocupar com o presente, com a dura realidade daqueles que nascidos em uma outra geração ou não, são desprezados pela falta de reconhecimento desses mesmos cabofrienses, cujo passado parece ser mais fácil de se lidar, afinal lembrar das coisas boas todo mundo gosta, agora viver a dura realidade daqueles que na atual conjuntura vive uma indiferença de seus próprios pares, quem se importa?

Quem são eles? Quem são estes novos cabofrienses? Estou falando dos nascidos, dos minhocas da terra, assim como os saudosistas de plantão ,que possuem em sua certidão de nascimento o mesmo local de naturalidade, Cabo Frio!

Será que eles conhecem ou será que um por algum desvio, talvez de diferença de idade, de classe social ou de um convívio colegial ou de bairro, afastaram da cabeça desses defensores de sua própria história, uma parcela desses conterrâneos.

Citar nomes, personalidades, que fizeram da memória histórica da cidade uma lembrança agradável é  legal, valorizar a tradição da antiga Cabo Frio é  bacana, defender o saudosismo das boas  recordações das ruas, das praças, das festas , realmente quem não gosta? Agora porque nenhum desses cabofrienses amantes de sua terra natal, não são vistos lutando para valorizar tantos nomes que  vivem o presente, o hoje, o agora? Será que eles sabem que eles existem? Ou estão muito ocupados de reviverem só o passado?

E quando um atrevido se mete a colocar a mão nessa cumbuca, sabe o que eles dizem? Sai fora, forasteiro! rsrssr

Engraçado como o provincianismo nessa hora toma conta das mais atualizadas cabeças! E aí prezados e pobres cabofrienses da atualidade quando vejo uma preocupação tão grande com o  que ficou pra traz, sinto que eles não sabem que vocês serão o próximo passado do futuro, que ainda está por vir, e aí que memórias eles terão?

0 comentários:

- |