Leal Porto

Leal Porto

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2647-5341

segunda-feira, 17 de março de 2014

Movimento Voto Vivo. Com Gilmar Aguiar




PARA ONDE CAMINHAMOS?

Houve um tempo em que os aparelhos constitucionais promulgados na magna carta eram soberanos e acolhiam as mais diversas manifestações sociais e políticas. Refiro-me aos debates nas câmaras municipais, nos conselhos municipais e nos movimentos civis organizados e constituídos.

Eu, imbecilmente, como faço questão de me fazer representar como cidadão, criei o Movimento Voto Vivo, levando-o ao Conselho Comunitário de Segurança em 2009, onde através de nossas manifestações em plenária conseguimos que o 25º Batalhão montasse blitz para revistar os ônibus fretados que traziam bandidos travestidos de veranistas na Amaral Peixoto rumo ao carnaval em Tamoios, culminando com várias apreensões de ônibus pirata, drogas e armas.

Atuamos também no Conselho Municipal do Plano Diretor em 2010, quando descobrimos uma articulação de bastidores do então prefeito Sr. Marcos Mendes que visava dividir Tamoios em dois distritos e reduzir a força do segundo distrito, matando o processo de emancipação. Enchemos a plenária de moradores, impedimos a realização da pauta e trancamos a matéria até que houvesse uma consulta popular, até hoje continua trancada.

Criamos o Movimento Água já em 2011 e denunciamos a tentativa da Prolagos de abastecer Tamoios com água das lagoas artificias com resíduos vulcânicos e ferruginosos, imprópria para o consumo. Estivemos no Rio de Janeiro e constatamos o laudo que constatava o veneno que essa água trazia. Nossa gritaria foi tanto que as obras de implantação dos dutos foram revertidas das lagoas para Juturnaíba (hoje vejo, com ironia, políticos aclamarem que trouxeram água para Tamoios, quando até o Poliesportivo foi usado para convencer o povo a beber a água suja das lagoas).

Fomentamos a criação do Movimento Mulheres de Tamoios deixando claro que as políticas públicas de gênero para o distrito não estavam contemplando as mulheres do distrito. Financiamos a participação do movimento no IV Fórum Internacional em Brasília e costuramos a sua federalização.

Criamos e divulgamos, através da participação na Câmara de Vereadores uma fórmula que pontua as ações legislativas de cada vereador e apresentamos um ranking de eficiência individual através da análise de ações por relevância.

Fora isto, sempre procurei me representar politicamente por um partido político e continuo tentando, pois acho que não tem lugar mais adequado para se discutir o país.

Contudo, recentemente um fato me trouxe para a realidade. Movido, por questões políticas ou talvez pessoais, não interessa bem o motivo, uma opinião posta no facebook pelo Sr. Carrilho de Tamoios sobre gestão do Prefeito Alair, teve uma repercussão espantosa na cidade e os números atingiram cifras absurdas, quando o sub-prefeito César Pinho, replicou uma frase de Carrilho e os comentários ultrapassaram de 500 em dois dias.

Tudo isso teria sentido se não fosse o nível do debate: palavrões, ofensas e ataques pessoais, injúrias e calúnias de ambos os lados. Resultado, ninguém disse nada, ninguém produziu nada, o povo não se beneficiou com nada e todos mostraram o quanto estamos carentes de pessoas que realmente se preocupam com o povo e sabem como traduzir esta preocupação em ação positiva que resulte num avanço social.

O facebook está produzindo imbecis e enterrando o discurso inteligente e produtivo. O futuro chegou com a bandeira da ignorância e eu já estou com medo.

0 comentários:

- |