Leal Porto

Leal Porto

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2647-5341

sexta-feira, 4 de abril de 2014

Coluna da Menina de Ouro, Vânia Carvalho



 

A revista

Hoje chego em casa e me deparo sabe com o que debaixo da minha porta? Uma revista 1000 dias de mandato. Não preciso nem dizer de quem é  né? 

Minha primeira intenção foi usar suas páginas para catar coco do  cachorro, mas resolvi folheá-la primeiro para ver que tipo de demagogia eu iria encontrar.

Bom logo de cara, na contra capa, fotos do cidadão abraçado com gente bem humilde não podia faltar. Algumas senhoras, um senhor desdentado, gente bem do povão, aquela velha estratégia de aparecer de braços dados com a população, sabe como é que é né? Porém senti falta da criancinha catarrenta?  Gente! Não é que não tinha nenhuma!

Ao abrir a primeira folha, um dizer destacava a seguinte frase: Um deputado atuante aprovado pelo cidadão. Agora pasmem! Embaixo 13 comentários que seu staff recebeu ou deve ter tirado das páginas das redes sociais, só de gente que apoiou ele, tinha até um conhecido Tamoiense de oposição falando por todos seus habitantes, tipo: Parabéns fulano! Tamoios, agradece. Ora, como assim? Só eu conheço várias pessoas de Tamoios que não querem ver o dito cujo nem pintado de ouro.

Próxima página outro título: Incansável na defesa de nossa região. Defesa? Tem certeza? Peraí, deixa eu entender melhor: Um subtítulo diz: Asfalto na porta beneficia dezenas de ruas. Asfalto? Eu acho que quem defende cidadão é a polícia! E quanto a isso, policiamento em nossa região é uma vergonha!

Em outra página ele diz a seguinte pérola: Valorizar a cultura de nossa terra é uma obrigação do nosso mandato.

Ora eu mesma, há alguns anos atrás, antes da Praça da Cidadania ficar pronta, recebi o sujeito na minha casa para que ele, como deputado, interviesse junto ao governador, para que MM não fizesse a besteira de entregar a obra da Feira de Artesanato nas mãos dos camelôs. Um documento foi redigido pela então associação reclamante e entregue ao deputado, que se propôs a levar o documento em questão as mãos do vice-governador, o mesmo que agora  está aí achando que vai ganhar alguma coisa, pois bem, pergunta para ele agora se ele valorizou a cultura? Ou se ao menos tentou? Como dizia minha vó: Conversa fiada, morreu carambola!

E para finalizar tão dramática leitura, na última folha encontrei a seguinte frase: Fulano é eleito presidente do Conselho de Ética! 

Bom nessa hora meu cachorro cagou e  aí não teve mais jeito! rsrs

0 comentários:

- |