Leal Porto

Leal Porto

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2647-5341

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

Coluna da Menina de Ouro, Vânia Carvalho


Aprendendo com as formigas

Insetos podem ser asquerosos, feios, nojentos, alguns são até peçonhentos, porém, existe um grupo de insetos que sabem o significado do: Trabalho em Grupo, as Formigas!

 Naturalmente organizadas, defendem sua comunidade e sua líder até a morte. Unem-se com o único propósito de manter a harmonia, o bem estar e o equilíbrio do seu território, mostrando com competência, que a união é uma arma poderosa contra os inimigos. 

Não existe entre elas qualquer tipo de concorrência, vaidade ou traição. Cada um segue estritamente suas funções sem apelar pra baixarias ou desvios de conduta.
 Juntos somam forças  para oferecer melhor qualidade de vida a sua população e na proteção da sua colônia. São imbatíveis e incansáveis quando trabalham em prol  do desenvolvimento  e da construção de suas "cidades". Cada  membro segue a risca o comando de seu líder e não existe crise ou dificuldade que abale o prosseguir de seus objetivos.

Qualquer que seja a situação difícil que estejam passando, são capazes de largar suas funções para atender as prioridades necessárias, para a boa manutenção do formigueiro. Cumprem com seus deveres de maneira exemplar! Uma comunidade onde cada indivíduo tem sua função  específica que funciona perfeitamente para  melhorar a vida da sua população.

 Possuem uma organização altamente desenvolvida, onde não existe arrogância e privilégios, e a dependência dos cargos  dos mais elevados aos menos elevados, fazem desta comunidade uma espécie de  mundo altamente sustentável e cooperativo.
Se um tamanduá, uma chuva forte, ou até mesmo a intromissão do homem tenta destruir seu reino, lá estão elas, prontas pra trabalhar unidas  na reconstrução de nova comunidade. E se algum obstáculo: um galho de árvore, um rio ou um buraco estiver atrapalhando a rota do seu trabalho, lá estarão as formigas novamente unidas para ultrapassar qualquer barreira.


Se o ser humano agisse como as formigas, sem que os interesses pessoais sobrepusessem os interesses coletivos, se houvesse união, trabalho em grupo toda vez que uma dificuldade surgisse, se houvesse respeito as lideranças e somatório de forças com o objetivo de solucionar os problemas, talvez, numa crise, pudéssemos transpor as dificuldades com mais sabedoria e tranquilidade. Mas acho que nesse caso, as formigas saem na frente com relação aos homens, porque lhes falta um elemento que no ser humano ultimamente lhes  é de suma importância . Seu próprio Umbigo!

0 comentários:

- |