Leal Porto

Leal Porto

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2647-5341

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Politicando Eleições 2016 - Cláudio Leitão


Estamos hoje (15/10) na terceira avaliação do Politicando 2016, onde damos continuidade as avaliações dos pré-candidatos a prefeito na cidade de Cabo Frio, nessas avaliações analisamos uma série de fatores que vão influenciar a capacidade do pré-candidato a se tornar de fato candidato, e quais chances reais de atingir uma vitória em 2016 e se tornar prefeito 2017/2020.

Os pré-candidatos a prefeito em Cabo Frio são: Dr. Adriano (REDE), Alair Corrêa (PP),  Cláudio Leitão (PSOL), Dirlei Pereira (DEM), Janío Mendes (PDT), Marquinho Mendes (PMDB), Dr. Paulo César (PSDB), Silas Bento (PSDB), Valdemir Mendes (PTB) e Walmir Porto (PR).

Se quiser conferir a avaliação do Dr. Adriano (REDE) clique AQUI.

Se quiser conferir a avaliação do Alair Corrêa (PP) clique AQUI.


Politicando Eleições 2016 – Cláudio Leitão (PSOL)


História política: Cláudio Leitão tem uma história política de fracassos eleitorais, é um fanfarrão e costuma participar de todas as campanhas possíveis, pulando apenas a de 2014, que não participou por problemas pessoais.

Leitão em 2008 foi candidato a prefeito e obteve 695 votos, em 2010 foi candidato a deputado estadual e obteve 1.357 votos ao total, sendo deles apenas 885 na cidade de Cabo Frio, em 2012 com uma eleição polarizada entre os Mendes (Marquinho e Janio) e o atual prefeito Alair Corrêa (PP), com direito a boato e panfleto falso que Alair não seria mais candidato no dia da eleição e que apoiava Cláudio Leitão, nessa situação Cláudio Leitão chegou a pouco mais de 5 mil votos (5.300 votos).

Fora suas inexpressivas votações, Cláudio Leitão jamais fez uma campanha ou estruturação política séria na cidade, sempre usa um discurso requintado, repetitivo e vazio de conteúdo, fazendo as mesmas críticas cansativas e que não atingem ao grande público. Em resumo prega para meia dúzia de votos que ele tem na cidade. Cláudio Leitão também não consegue formar um grupo político no PSOL de Cabo Frio, uma grande quantidade de pessoas que o assessoraram saíram de lá brigadas com ele.

Cláudio Leitão jamais levou a política a sério, faz disso um hobby, uma grande diversão para ver no que dá, e se der deu e se não der não deu, e claro, desse jeito jamais deu ou vai dar em alguma coisa. Como ponto positivo da história de Cláudio Leitão é que ele é um homem honesto, sincero e de boa referência pessoal.

Carisma: É carismático o nosso Cláudio Leitão, no entanto é tímido, não sabe abordar eleitor, não sabe chegar as camadas mais pobres, não entende como funciona a cabeça do eleitor.

Capacidade financeira ou de arrecadar patrocínio de campanha: Isso não existe no PSOL, nem sabem o que é uma campanha, vivem no mundo da lua.

Legenda (garantia que o partido não vai se vender e deixar o candidato sem partido para disputar a eleição de 2016): Cláudio Leitão tem total controle sobre o PSOL e se quiser ser candidato não terá nenhuma dificuldade com seu partido, mas como em 2014 estava deprimido eleitoralmente pode ser que não queira brincar de ser candidato.

Capacidade de ter votos para ganhar a eleição: Isso não existe no Cláudio Leitão, e o PSOL em Cabo Frio não tem capacidade de eleger sequer um vereador, quanto mais prefeito.

Probabilidade de seguir com a pré-candidatura até a eleição: Depende única e exclusivamente da vontade do Cláudio Leitão em seguir seu hobby de ser político sem voto e sem chance de ganhar eleição, em 2014 ele não estava com esse espírito.


Conclusão: Cláudio Leitão é uma caricatura política, não leva uma eleição a sério, brinca de fazer discurso comunista em rodas de café no horário comercial, seu partido não tem expressão nenhuma na cidade, pode não ser candidato por desânimo, ou tente fazer alguns votos para sonhar em legenda de vereador. Resumindo, o PSOL em Cabo Frio não é nada, e nada mudará esse fato.

0 comentários:

- |