LEAL PORTO TELECOM

LEAL PORTO TELECOM

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2644-4080 // 99999-5998

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

SEPE Lagos - Depredação, Agressão Física, Ofensas e Deboches


Quando se imagina que o sindicato mais inescrupuloso e politiqueiro da Região dos Lagos não poderia promover nenhuma atitude pior das que já vem tomando ele se supera e no dia 16 de dezembro promove a sua pior e mais asquerosa atitude.

O SEPE Lagos ao invés de protestar pacificamente como lhes garante a Lei no dia 16 de dezembro invadiu a sede da Secretaria de Fazenda, o que segundo uma de suas assessoras (tenho o print) era para fazer cumprir uma decisão judicial (mandato de segurança) para que o pagamento do 13º seja realizado até o dia 20, o SEPE se acha mesmo autoridade ou órgão responsável para fazer se executar uma ordem judicial?


Além de cometer o primeiro ato de vandalismo que é invadir a Secretaria de fazenda eles (SEPE) depredaram o prédio público, promovendo quebra-quebra, conforme prova foto ao lado e imagens de vídeos que já estão disponíveis a Justiça.

Como se invadir e depredar já não fosse vandalismo bastante vem a agressão aos Guardas Municipais, acompanhe as 3 fotos abaixo.


Quem invade prédio público, depreda e agride, não são sindicalistas, são vagabundos travestidos de sindicalistas, são bandidos travestidos de educadores.


Claro que essa direção do SEPE são apenas meia dúzia de pessoas sem o menor respeito por ninguém, e os professores de verdade que estão sofrendo com essa crise fazem seu direito constitucional a greve, mas não se misturam com travestidos de sindicalista, agressores e depredadores não representa e nem representarão jamais professores que lidam com o futuro de nossos filhos.


E essa última foto é o retrato do deboche, após todos os crimes cometidos acima a direção do SEPE que foi devidamente enquadrada e responderá por seus atos criminalmente tira uma sorridente foto em frente a delegacia, com o ar mais asqueroso de que estamos acima da lei.


Uma vergonha!

0 comentários:

- |