Leal Porto

Leal Porto

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2647-5341

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

O que fez a oposição cabo-friense mudar de ideia em relação ao empréstimo? Por Davi Matos


Na semana passada, trouxe a esse blog uma perspectiva sobre o futuro governo cabo-friense. Afirmei que o próximo prefeito terá a missão de equilibrar as contas públicas e para fazê-lo, terá que tomar algumas medidas austeras, que obviamente não serão do agrado popular, e assim, muito em breve o novo chefe do Executivo será tão odiado quanto o atual, que foi crucificado por ter assumido a Prefeitura em um período tenebroso para as finanças públicas. 

Temendo tudo isso, oposicionistas, que estarão no governo em breve, já mudam seu discurso e afirmam ser necessária a solicitação do empréstimo, negado para a atual gestão graças aos próprios, que tanto lutaram contra a entrada desses recursos nos cofres públicos.

Isso mesmo, querem nos tirar como inocentes. Essas mesmas figuras que protestaram contra os 200 milhões para o atual governo, serão vistas daqui há alguns meses, com discurso favorável ao empréstimo, "pelo bem da cidade".

Covardemente, fizeram de tudo para denegrir a imagem do prefeito Alair Corrêa, todavia, esse desatino causou graves danos a todos os munícipes, que agora sofrem com atraso em seus salários, com as deficiências na Saúde, na Educação e na prestação de serviços públicos de uma forma geral. 

Mas você, meu caro leitor, há de convir que isso era tudo o que eles desejavam, e de maneira maquiavélica, planejaram. Para avantajarem-se na campanha eleitoral, com ambição no poder. 

Basta ter o mínimo de interpretação e de bom senso para confirmarem que essa é a mais pura verdade. 

É essa política de "quanto pior, melhor" que afundou nossa cidade. Enquanto insistirmos nesse jogo sujo, nada vai mudar. Precisamos acordar urgentemente, ainda há salvação para o nosso município. Mas se demorarmos para abrir os olhos, poderá ser tarde demais. 

Um abraço e até a próxima semana!

Davi Matos. 

0 comentários:

- |