Leal Porto

Leal Porto

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2647-5341

sexta-feira, 7 de julho de 2017

Bastidores da Política e da Imprensa. Edição: "Inferno Astral do Janio Mendes"


Deu ruim

A expressão popular e mais comum entre os jovens "Deu ruim" tem marcado a fase negra que envolve a vida política do deputado estadual Janío Mendes (PDT). O político é réu condenado por improbidade administrativa e está inelegível, teve o nome citado em listagem apreendida na casa do operador de propina do detento e ex-governador Sérgio Cabral (PMDB), recebeu doação de campanha da queimadíssima empresa JBS (Friboi) dos irmão Batistas, participou de votações e mais votações contra o interesse da população e a favor do Governo Pezão/Cabral (PMDB), e uma infinidade de desgastes políticos que parecem não ter fim.

Urna disse "Não"

Um dos piores baques que um político pode ter é de ser rejeitado nas urnas, a eleição de 2016 prometia um grande duelo entre Marquinho Mendes (PMDB) e Janio Mendes (PDT) a expectativa era de uma eleição disputada, no entanto Janio foi humilhado em um risível terceiro lugar, perdendo inclusive para o neófito vereador Dr. Adriano (REDE), que não tinha tempo de televisão e foi proibido de participar do debate da Globo por seu partido ser inexpressível.

Nome em listagem suspeita

Os nomes do governador Pezão (PMDB) e do Deputado Janio Mendes (PDT) aparecem em planilhas de contabilidade apreendidas na casa de Luiz Carlos Bezerra, que segue preso acusado de ser o operador financeiro da organização criminosa liderada pelo ex-governador e detento Sérgio Cabral (PMDB). Nessa listagem o nome de Janio aparece ao lado do valor de 19 mil reais. Relembre esse caso clicando AQUI (matéria do Cartão Vermelho). Ou no jornal "O Dia" clicando AQUI.

JBS

Recentemente foi confirmado que o JBS (Friboi) dos irmão Batistas doou 100 mil reais para a campanha do deputado Janio Mendes (PDT), apesar da doação ser oficial a JBS hoje é um símbolo de corrupção e de promiscuidade em suas relações com políticos.

Condenação de Sérgio Cabral

A prisão, condenação e exposição do mar de lama que era o governo do Sérgio Cabral (PMDB), padrinho político do deputado Janio Mendes (PDT) foi um desastre para sua vida pública. Há alguns dias o juiz Sérgio Moro condenou Sérgio Cabral (PMDB) há 14 anos e dois meses de prisão por corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro, e toda a sorte de improbidades que se possa imaginar.

O deputado Janio Mendes era o líder do ex-governador Sérgio Cabral na ALERJ, defendeu entre outras coisas a não investigação contra o governador no caso do uso de helicóptero para carregar seu cachorrinho de estimação, além de não permitir abertura para se apurar diversos casos de superfaturamentos em obras, como por exemplo o estádio Maracanã.

Votações

As votações do deputado Janio Mendes (PDT) foram desastrosas para sua imagem. Ainda durante o Governo Sérgio Cabral (PMDB) quando o deputado era líder do governo, Janio tomou uma postura contra os bombeiros e defendeu de forma veemente seu amigo e agora preso e condenado por corrupção Sérgio Cabral, esse foi o primeiro grande desgaste do deputado com os servidores públicos.

Votações 2

O deputado Janio Mendes (PDT) também votou sempre por aumento menores ou abaixo do que solicitado por Policiais Militares, Bombeiros e Professores, seu nome foi por diversas vezes capa de banner de protesto dos sindicatos de servidores estaduais.Um desgaste inacreditável entre os funcionários públicos estaduais.

Votações 3

As privatizações da Saúde entregando-as para as famigeradas "OS" foram também pontos de desgaste do deputado Janio Mendes (PDT), que cegamente seguia as ordens e diretrizes do seu líder político Sérgio Cabral (PMDB). As "OS" se afundaram em casos de corrupção e a Saúde que era ruim ficou ainda pior.

Votações 4

O último grande desgaste foi há dois meses na privatização da CEDAE, o deputado Janío Mendes (PDT) mais uma vez abraça as causas absurdas do Governo Pezão/Sérgio Cabral (PMDB), e sem temor defendeu entregar um dos maiores patrimônios do nosso estado.

Condenação

Talvez a gota d'água e a pá de cal na carreira política do Janio Mendes (PDT) tenha sido a condenação dada pelo Juiz da 2ª Vara de Búzios, Marcelo Villas, o deputado foi condenado a perda de seu mandato e a inelegibilidade de 3 anos. Se a decisão for validada pelas instâncias superiores Janio Mendes só voltará a participar da eleição de 2022.

Urna em 2018

Caso o deputado Janio Mendes (PDT) consiga uma liminar para participar da eleição de 2018 e concorrer a reeleição de deputado estadual, estará nesse ato apostando todas as suas fichas, se fracassar nas urnas como fracassou em 2016 será seu sepultamento político e se juntará ao ex-prefeito e ex-deputado José Bonifácio (PDT) entre as aberrações que o PDT segue em manter em cargos públicos comissionados e participando de eleições sem nenhum propósito.

0 comentários:

- |