LEAL PORTO TELECOM

LEAL PORTO TELECOM

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2644-4080 // 99999-5998

quinta-feira, 11 de outubro de 2018

Politicando 2018 - Eleições de Deputado na Região dos Lagos - Mauro Bernardo



Chegamos a nossa segunda coluna política que é voltada para a avaliação das candidaturas de deputado estadual e federal (eleições de 2018), e como sempre avaliando o momento político que vivemos, as votações, expectativa para futuro dos candidatos e sua relação política com o município de origem.

Nossa primeira análise foi sobre o candidato eleito - Dr. Serginho (PSL). E pode ser conferida clicando AQUI.

Analise de hoje, Subtenente Mauro Bernardo (PROS)

Votação Geral: 16.855 votos
Votação em Cabo Frio: 12.661 votos
Votação em São Pedro da Aldeia: 2.230 votos
Votação em Arraial do Cabo: 617 votos
Votação em Armação dos Búzios: 139 votos

Pelo gráfico de votos acima vemos uma votação forte e até surpreendente em Cabo Frio para o Subtenente Mauro Bernardo (PROS), ficando em segundo lugar e muito a frente de políticos tradicionais da cidade, foi terceiro mais votado em São Pedro da Aldeia, somente sexto colocado em Arraial do Cabo e a péssima colocação de vigésimo candidato mais votado em Armação dos Búzios.

Se não fosse Cabo Frio e São Pedro da Aldeia o candidato Mauro Bernardo nem existiria na política estadual, sua votação também é muito pequena, menos de 17 mil votos, e sua eleição só foi possível porque a sua fraquíssima nominata do PROS conseguiu o milagre de eleger um deputado, e esse deputado mais votado do partido foi justamente nosso analisado de hoje.

Mauro Bernardo (PROS) apesar de ser filiado a um partido de esquerda surfou na onda bolsonariana da cidade de Cabo Frio e São Pedro da Aldeia, que tiveram umas das maiores votações na extrema direita do Brasil, e o perfil de Mauro Bernardo cai como uma luva para esse eleitor conservador e que queria protestar.

Mas o agora deputado estadual Mauro Bernardo (PROS) vai atuar em uma área que não conhece (política), se conseguir montar uma boa assessoria poderá ser o deputado que atuará em temas que proteja o Policial Militar e Civil, poderá ser fazer presente em todos os 42 BPMERJ de nosso estado e atingindo os quase 50 mil homens que fazem parte da corporação e seus familiares mais próximos, também poderá ser um legislador de causas humanas, e atuante nesse sentido.

No entanto se errar esse movimento corre o risco de virar a piada da ALERJ, aquele deputado folclórico, que caiu ali de paraquedas e sua aventura na política durará somente quatro anos.

0 comentários:

- |