Pular para o conteúdo principal

Coluna Banzo



RELATÓRIO DA CPI DO HOSPITAL DA MULHER – O HISTÓRICO E SEUS PERSONAGENS

A  gestão do Hospital da Mulher foi tão desastrosa no período de NOVEMBRO/18 a ABRIL/19, que o Requerimento da Câmara Municipal de Cabo Frio incitando a CPI foi protocolado com todos os Vereadores como signatários.

Consta no Relatório a denúncia da Sra. Thyanne Teles que registrou Boletim de ocorrência na 126ª. DP  sobre a falta de higiene, péssimo atendimento e a negligência do hospital.

Consta do Relatório a denúncia do Sr. Adriano dos Anjos (Avô) que conduziu sua filha a 126ª. DP para denunciar a perda de seu neto, registrando que os médicos teriam se recusado a fazer uma cesariana e exames médicos na paciente optando por aguardar o “parto normal”, infelizmente, ocasionando o óbito do bebê.

O Diretor Médico Dr. Paul Herbert Dreyer e a Sra. Livea Natividade (sua esposa) menosprezaram o sofrimento das famílias cabo-frienses dando a seguinte nota ao Jornal Folha dos Lagos: “os recentes óbitos de nascituros entre 1º. De janeiro de 2019 até a presente data, ocorreram por diversos fatores: ausência de pré-natal, doenças sexualmente transmissíveis contraídas pelas genitoras e ao consumo de substâncias entorpecentes.”

Consta do Relatório que 17 (dezessete) bebês morreram no Hospital da Mulher de Cabo Frio no período de novembro de 2018 até fevereiro de 2019, bem como inúmeras denúncias de maus-tratos e negligências.

Culminou a diligência da CPI em suas investigações no pedido de afastamento da Diretoria do Hospital da Mulher no dia 21/03/2019, sendo neste mesmo dia instaurada outra Comissão Parlamentar de Inquérito na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro.

A INCOMPETÊNCIA DO DOUTOR ADRIANO

O Prefeito Doutor Adriano se elegeu sob os desígnios de não ser político e que formaria um Governo Técnico, onde se esperava excelência na área de saúde.

Porém o Doutor foi incompetente ao nomear o “casal” para a gestão do Hospital da mulher, haja vista que os novos gestores cessaram a mortalidade dos bebês e iniciaram um trabalho digno aos usuários daquela unidade hospitalar.

A INEFICÁCIA DO DOUTOR ADRIANO

Não houve eficácia nas ações do Doutor Adriano mediante a crise no Hospital da Mulher. Adriano só afastou os Diretores quando foi obrigado e avalizou todas as desculpas esfarrapadas proferidas pelos seus “colegas” de profissão.

A DESUMANIDADE DO DOUTOR ADRIANO

Em momento algum Doutor Adriano se compadeceu pela vida dos bebês e se solidarizou com as famílias enlutadas.

O Doutor foi tão orgulhoso e desumano com as vítimas dessa violência obstétrica que nem pode colher algum dividendo da volta à normalidade de funcionamento daquela unidade hospitalar.

Que Deus tenha piedade desse moço!


NÃO PERCA!!! AMANHÃ: IRREGULARIDADES, IMPROBIDADES E PROVAS ARROLADAS NA CPI.

Por Marcos Chaves

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

COLUNA BANZO

 O ESTADISTA A de história de Cabo Frio  marcada por grandes embates políticos, desde os primórdios tempos Liras e Jagunços davam o tom beligerante que forjaria a história de nossa terra amada. Essa cultura pelo contraditório e pela polarização causaram eisentraves políticos etu atrasaram em muito o desenvolvimento de Cabo Frio, que foi salva pela sua vocação turística e pelos royalties do petróleo. Testemunhei no fim do século passado, mais precisamente no fim dos anos 90, inesquecíveis embates políticos-filosóficos entre os então vereadores Jânio de Mendes e Amaury Valério. Esses embates recebiam "a partes" dos saudosos Acyr Rocha e Ayrres Bessa, e eram testemunhados e por muitas vezes corroborados por Antônio Carlos Trindade e Silas Bento. O nível dos embates eram altíssimos e caminhávamos para a formação de "Estadistas", políticos que despontaríam Estadual e Nacionalmente, potencializando o nome de Cabo Frio. Infelizmente isto não se repetiu nas legislaturas sub

NOTA OFICIAL

A Prefeitura de São Pedro da Aldeia informa que, na manhã desta terça-feira (24/11), a Secretaria Municipal de Saúde recebeu agentes da Polícia Federal (PF) e Controladoria-Geral da União (CGU) para inspecionar documentos e solicitar informações sobre uma empresa específica, que era alvo de investigação. Com tranquilidade, todos os documentos solicitados, que já tinham sido encontrados pelos agentes no Portal da Transparência do município, foram novamente apresentados. A empresa inspecionada participou do Pregão Presencial n° 004/2020, de 28/02/2020, que contou com a participação de 19 empresas, das quais, 13 venceram. Uma das vencedoras é alvo dessa investigação, com ata de registro de preço firmada no valor de R$ 115.237,00 para entrega de medicamentos. A Prefeitura esclarece que, ao contrário do que tem sido veiculado, a operação tem como alvo a empresa licitante, como desdobramento de outra investigação dos órgãos na região Norte Fluminense, e que não há indícios de fraude na licit

COLUNA BANZO

  O LOBO EM PELE DE CHACAL!   “TSE defere candidatura e José Bonifácio tomará posse como Prefeito de Cabo Frio” “Em decisão monocrática o Ministro Alexandre de Moraes deferiu o recurso de José Bonifácio” Na sexta-feira (18/12) por volta das 18:00 horas as manchetes acima surpreenderam alguns incautos cabofrienses, e deixaram duas sérias indagações no ar: - O que motivou o Ministro Alexandre de Moraes, relator do processo, a evitar o julgamento pelo colegiado do Tribunal Superior Eleitoral? - A séria motivação impeditiva deixou de existir apenas duas horas depois de iniciado o “recesso” do tribunal?   Bem... o editorial do Blog Cartão Vermelho não possui todas as respostas, porém, cumprindo sua principal missão de trazer luz aos fatos, assinala agora a ação vil, perdulária e principalmente venal que acometeu a defesa do Sr. José Bonifácio.   Os advogados que patrocinaram a causa de Zezinho, fazem parte de uma bancada respeitadíssima nacionalmente, é uma das mais cara