LEAL PORTO TELECOM

LEAL PORTO TELECOM

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2644-4080 // 99999-5998

terça-feira, 18 de junho de 2019

Coluna Banzo



RELATÓRIO DA CPI DO HOSPITAL DA MULHER – O HISTÓRICO E SEUS PERSONAGENS

A  gestão do Hospital da Mulher foi tão desastrosa no período de NOVEMBRO/18 a ABRIL/19, que o Requerimento da Câmara Municipal de Cabo Frio incitando a CPI foi protocolado com todos os Vereadores como signatários.

Consta no Relatório a denúncia da Sra. Thyanne Teles que registrou Boletim de ocorrência na 126ª. DP  sobre a falta de higiene, péssimo atendimento e a negligência do hospital.

Consta do Relatório a denúncia do Sr. Adriano dos Anjos (Avô) que conduziu sua filha a 126ª. DP para denunciar a perda de seu neto, registrando que os médicos teriam se recusado a fazer uma cesariana e exames médicos na paciente optando por aguardar o “parto normal”, infelizmente, ocasionando o óbito do bebê.

O Diretor Médico Dr. Paul Herbert Dreyer e a Sra. Livea Natividade (sua esposa) menosprezaram o sofrimento das famílias cabo-frienses dando a seguinte nota ao Jornal Folha dos Lagos: “os recentes óbitos de nascituros entre 1º. De janeiro de 2019 até a presente data, ocorreram por diversos fatores: ausência de pré-natal, doenças sexualmente transmissíveis contraídas pelas genitoras e ao consumo de substâncias entorpecentes.”

Consta do Relatório que 17 (dezessete) bebês morreram no Hospital da Mulher de Cabo Frio no período de novembro de 2018 até fevereiro de 2019, bem como inúmeras denúncias de maus-tratos e negligências.

Culminou a diligência da CPI em suas investigações no pedido de afastamento da Diretoria do Hospital da Mulher no dia 21/03/2019, sendo neste mesmo dia instaurada outra Comissão Parlamentar de Inquérito na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro.

A INCOMPETÊNCIA DO DOUTOR ADRIANO

O Prefeito Doutor Adriano se elegeu sob os desígnios de não ser político e que formaria um Governo Técnico, onde se esperava excelência na área de saúde.

Porém o Doutor foi incompetente ao nomear o “casal” para a gestão do Hospital da mulher, haja vista que os novos gestores cessaram a mortalidade dos bebês e iniciaram um trabalho digno aos usuários daquela unidade hospitalar.

A INEFICÁCIA DO DOUTOR ADRIANO

Não houve eficácia nas ações do Doutor Adriano mediante a crise no Hospital da Mulher. Adriano só afastou os Diretores quando foi obrigado e avalizou todas as desculpas esfarrapadas proferidas pelos seus “colegas” de profissão.

A DESUMANIDADE DO DOUTOR ADRIANO

Em momento algum Doutor Adriano se compadeceu pela vida dos bebês e se solidarizou com as famílias enlutadas.

O Doutor foi tão orgulhoso e desumano com as vítimas dessa violência obstétrica que nem pode colher algum dividendo da volta à normalidade de funcionamento daquela unidade hospitalar.

Que Deus tenha piedade desse moço!


NÃO PERCA!!! AMANHÃ: IRREGULARIDADES, IMPROBIDADES E PROVAS ARROLADAS NA CPI.

Por Marcos Chaves

0 comentários:

- |