LEAL PORTO TELECOM

LEAL PORTO TELECOM

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2644-4080 // 99999-5998

terça-feira, 23 de julho de 2019

1° Prêmio Luíza Mahin é realizado nesta quinta (25)



Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher Negra Latino-americana e Caribenha, celebrado nesta quinta-feira (25), a Coordenadoria Geral de Igualdade Racial (Cogepir) realiza o 1° Prêmio Luíza Mahin. O evento tem o objetivo de promover reflexão sobre a causa e homenagear mulheres negras da região que contribuem para resgate da cultura afro-brasileira. A programação acontece a partir da 19h no Museu e Casa de Cultura José de Dome (Charitas). A entrada é gratuita.

Ao todo, 20 personalidades femininas negras engajadas no resgate das tradições da cultura afro-brasileira serão homenageadas. A programação vai contar com apresentação musical da cantora sambista, Leny Moraes, exposição de artesanatos e apresentação da Companhia de Teatro Coletivo Bizum. Esse é o primeiro evento realizado pela Coordenadoria de Igualdade Racial, criada após a recente reforma administrativa.

Segundo a coordenadora da pasta, Raphaela Fallove, o Prêmio Luíza Mahin trata-se de uma política de ação afirmativa fazendo com que essas mulheres ganhem notoriedade, valorização e reconhecimento, promovendo assim a Igualdade Racial.

“São mulheres, agricultoras, artesãs, mães, guerreiras, assim como Luíza Mahin, que quebrou paradigmas, estereótipos. A nossa maior riqueza é a ancestralidade e essas mulheres são exemplos de luta, perseverança e esperança”, destacou a coordenadora.

Luíza Mahin foi uma africana guerreira que teve importante papel na Revolta dos Malês, na Bahia. Lutou contra a escravidão, foi articuladora de revoltas e levantes de escravos que sacudiram a então província baiana, nas primeiras décadas do século XIX. Hoje está no rol de personalidades negras que marcaram história.

O Dia Internacional da Mulher Negra Latino-americana e Caribenha foi instituído em 25 de julho de 1992, no I Encontro de Mulheres Afro-Latino-Americanas e Afro-caribenhas. O objetivo do evento era dar visibilidade e reconhecimento a presença e a luta das mulheres negras. É considerado um marco internacional da luta e resistência da mulher negra contra a opressão de gênero, o racismo e a exploração de classe.

O Charitas fica localizado na Avenida Teixeira e Souza, 855, no Centro. 



0 comentários:

- |