Pular para o conteúdo principal

Ataque na Lagoa termina com dois mortos e cinco feridos


RIO — Um homem esfaqueou e matou duas pessoas na manhã deste domingo na Lagoa Rodrigo de Freitas, embaixo do Viaduto Saint Hilaire, que dá acesso à Fonte da Saudade, na Zona Sul do Rio. Segundo a Polícia Civil, o suspeito é um morador em situação de rua que, após um surto, abordou o motorista João Feliz de Carvalho Napoli, de 34 anos, com uma faca, por volta das 12h. O engenheiro chegou a ser levado para o Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea, mas não resistiu aos ferimentos. A outra vítima fatal é Marcelo Correia, de 39 anos, que passava pela Lagoa no momento do ataque. De acordo com a Delegacia de Homicídios da capital (DH), Marcelo tentou segurar o esfaqueador, identificado como Plácido Correa de Moura, de 44 anos.

Testemunhas dizem que o autor do ataque, conhecido como Cowboy , nada falou antes de se dirigir à janela do carro e desferiu diversas facadas, com metade do corpo dentro do veículo. A namorada de João Napoli, Caroline Moutinho, que estava com ele no banco do carona, levou golpes de faca em uma das mãos e no abdomen. Ela também foi levada para o Miguel Couto. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde do Rio, o estado dela é estável. Em depoimento à DH, ela afirmou que não houve qualquer anúncio de assalto por parte do homem. João e Caroline iriam se casar em três semanas .

Morador em situação de rua teria esfaqueado motorista e mais duas pessoas. Homem também ficou ferido após o ataque.

A outra vítima é Girlane Sena, técnica de enfermagem dos Bombeiros que foi baleada na perna enquanto socorria as vítimas. Ela foi levada para o Hospital do Corpo de Bombeiros, no Rio Comprido, Zona Norte, deverá ser operada e não corre risco de morte. O capitão médico Fábio Raia, atingido por estilhaços, também está no Hospital dos Bombeiros.

Além dessas vítimas, uma mulher que passava pela rua e que tentou ajudar o motorista também acabou sendo ferida pelo suspeito. Ela foi atendida no local e liberada pelo Corpo de Bombeiros na sequência.


De acordo com testemunhas, policiais militares chegaram logo em seguida e tentaram fazer com que o homem entregasse a faca. Um carro da PM estava parado a poucos metros. Esses policiais foram os primeiros a tentar convencer o homem a se entregar. Após a negativa do suspeito, fez-se uso de arma de choque, sem sucesso. O suspeito foi em direção aos policiais, que acabaram baleando o homem. A ação foi acompanhada por PMs do 23º BPM (Leblon), do 19ºBPM (Copacabana) e do BPTur.

Neste momento, um policial militar, identificado apenas como Mauro, foi ferido por disparos de arma de fogo. O delegado Rodrigo Brand informou que ele tentou conter o esfaqueador com uma arma de choque, mas o taser não funcionou. A DH afirmou ainda que esse soldado foi atingido por estilhaços pelo tiro disparado por outro PM que estava próximo. Na ação, o morador em situação de rua foi atingido por dois tiros na perna e um de raspão na cabeça. Após ser socorrido, ele dizia coisas desconexas e não corre risco de morte.

Vendedora de balas no sinal da esquina, Jaqueline Ferreira foi testemunha ocular do ataque. Ela disse que o morador de rua,conhecido como Cowboy por usar jaqueta, calça de couro e casaco,estava com a mão tremendo, e usou uma faca de açougue, de cabo branco. Ainda segundo ela, o carro de João parou no sinal, com o vidro aberto, e então Cowboy o atacou, sem falar nada.

— Eu havia acabado de sentar no meio-fio, com meu filho. E aí o Cowboy ficou olhando para a gente, ele veio na nossa direção, mas passou direto até encostar no poste. Depois, quando o carro parou no sinal, ele tirou a faca de dentro da calça e começou o ataque. Ele não falou nada, apenas foi direto para matar, foram muitas facadas — explicou Jaqueline, que saiu correndo pela Rua Jardim Botânico até encontrar a polícia.

A dona de casa Giovanna Von Lehsten, de 40 anos, passava pelo local e ajudou Caroline a socorrer João, golpeado em várias partes do corpo.

— Vi um rapaz ensaguentado no chão e a namorada dele pedindo ajuda, gritando por socorro. Imediatamente estacionei o carro e saí para ajudar. Ela estava em choque. Pedi para ela se acalmar e me ajudar a fazer os primeiros socorros. Eu fazia a massagem cardíaca, enquanto ela fez a respiração boca a boca. Depois chegaram várias pessoas para ajudar, e também a polícia. Percebi que o esfaqueador ficou parado no carro branco do casal — conta Giovanna.

Segundo o relato de moradores e ambulantes da região, Cowboy teria sido expulso do viaduto pela população de rua do local há pouco mais de um ano, mas retornou nesta semana.

Leia matéria completa em: oglobo.oglobo.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

COLUNA BANZO

 O ESTADISTA A de história de Cabo Frio  marcada por grandes embates políticos, desde os primórdios tempos Liras e Jagunços davam o tom beligerante que forjaria a história de nossa terra amada. Essa cultura pelo contraditório e pela polarização causaram eisentraves políticos etu atrasaram em muito o desenvolvimento de Cabo Frio, que foi salva pela sua vocação turística e pelos royalties do petróleo. Testemunhei no fim do século passado, mais precisamente no fim dos anos 90, inesquecíveis embates políticos-filosóficos entre os então vereadores Jânio de Mendes e Amaury Valério. Esses embates recebiam "a partes" dos saudosos Acyr Rocha e Ayrres Bessa, e eram testemunhados e por muitas vezes corroborados por Antônio Carlos Trindade e Silas Bento. O nível dos embates eram altíssimos e caminhávamos para a formação de "Estadistas", políticos que despontaríam Estadual e Nacionalmente, potencializando o nome de Cabo Frio. Infelizmente isto não se repetiu nas legislaturas sub

NOTA OFICIAL

A Prefeitura de São Pedro da Aldeia informa que, na manhã desta terça-feira (24/11), a Secretaria Municipal de Saúde recebeu agentes da Polícia Federal (PF) e Controladoria-Geral da União (CGU) para inspecionar documentos e solicitar informações sobre uma empresa específica, que era alvo de investigação. Com tranquilidade, todos os documentos solicitados, que já tinham sido encontrados pelos agentes no Portal da Transparência do município, foram novamente apresentados. A empresa inspecionada participou do Pregão Presencial n° 004/2020, de 28/02/2020, que contou com a participação de 19 empresas, das quais, 13 venceram. Uma das vencedoras é alvo dessa investigação, com ata de registro de preço firmada no valor de R$ 115.237,00 para entrega de medicamentos. A Prefeitura esclarece que, ao contrário do que tem sido veiculado, a operação tem como alvo a empresa licitante, como desdobramento de outra investigação dos órgãos na região Norte Fluminense, e que não há indícios de fraude na licit

Lei Aldir Blanc

Nesta segunda-feira (30), no Espaço Cultural Zanine, começou a entrega dos documentos exigidos e de assinaturas para os artistas habilitados para Lei Aldir Blanc, conforme publicado no Boletim Oficial nº 1.140, dos dias 26 de novembro a 27 de novembro de 2020. Esta etapa acontecerá de segunda a quarta-feira das 9h às 16h. Os artistas que tiverem suas inscrições não habilitadas poderão apresentar o recurso na mesma data e local. Após a quarta-feira (02/12), o Grupo Gestor da Lei Aldir Blanc fará a análise dos documentos e sairá a homologação para o recebimento do recurso destinado ao Inciso 2 da Lei nº 14.017, mais conhecida como Lei Aldir Blanc. Esta lei prevê auxílio financeiro ao setor cultural. A iniciativa busca apoiar profissionais da área que sofreram com os impactos das medidas de distanciamento social por causa da COVID-19. A legislação ficou conhecida como Lei Aldir Blanc, em homenagem ao escritor e compósitos que morreu em maio, vitima do novo coronavírus.