Pular para o conteúdo principal

FESTIVAL DO PEIXE É SUCESSO NA PRAIA DA BALEIA


A Praia da Baleia, em São Pedro da Aldeia, ficou movimentada no último final de semana com a realização do tradicional Festival do Peixe. O evento atraiu centenas de famílias à praça do bairro para curtir dois dias de muita gastronomia, atrações musicais e diversão. A programação ofereceu diversos pratos à base de peixe a preço único de R$ 15, além de shows ao vivo, área de recreação infantil e bazar solidário. A programação é uma iniciativa da Prefeitura aldeense, por meio da Subsecretaria de Turismo, em parceria com a Associação de Moradores e pescadores da Baleia e conta, ainda, com o apoio da iniciativa privada.

            O subsecretário de Turismo de São Pedro da Aldeia, Luiz Carlos Rocha, falou sobre a realização de mais uma edição do evento. “O Festival do Peixe é um evento que acontece há décadas e a gente vem procurando manter e melhorar, a cada ano, essa tradição. Tudo foi preparado com muito carinho e procuramos diversificar e agradar a todos os gostos, da música à comida. Quero agradecer à família Turismo, aos pescadores e às famílias que se dedicaram, a todas as demais secretarias envolvidas, aos nossos parceiros e ao prefeito Chumbinho que sempre nos deu condição de fazer essa festa grandiosa. Anualmente, o Festival atrai milhares de turistas, moradores de bairros vizinhos e movimenta a comunidade pesqueira da Baleia. É esse turismo de base comunitária que queremos manter vivo”, disse.

Entre as opções gastronômicas oferecidas durante o Festival estiveram tainha assada com pirão, petiscos, iscas e peixes fritos, como sardinha, carapicu, carapeba; moqueca e bobó de camarão, além de uma variedade de sobremesas, saladas e acompanhamentos. Ao todo, o evento contou com 14 barracas de pratos à base de peixe, além de tendas com comercialização de bebidas, drinks e doces. O Festival movimentou, aproximadamente, duas toneladas de pescado.

Um dos parceiros da festa, o presidente da Associação de Moradores da Baleia, Willians Pinheiro, destacou o trabalho em conjunto com o Poder Público Municipal. “A parceria com a Subsecretaria de Turismo já vem de longa data. A seis anos atrás a gente fez essa fusão para que a festa fosse o sucesso que ela é. A maioria são pessoas da comunidade, comerciantes e pescadores. A gente mobilizou mais de 100 pessoas, moradoras do bairro, que se disponibilizaram a ajudar a abrilhantar o evento”, disse.

Para o Festival, a praça principal do bairro ganhou cobertura, palco e mesas para atender o público, além de decoração temática. Próximo à quadra poliesportiva, a criançada pôde se divertir com brinquedos, pula-pula e parque inflável, oferecidos pela iniciativa privada. A programação musical contou com ritmos diversificados, passando pelo samba, pagode, MPB, sertanejo e muito rock and roll. No comando das apresentações ao vivo estiveram o cantor Adriano Marques, Léo Barreto Blues Roll Band, grupo Nada Pra Fazer, banda Black & Cia e o grupo Cachassamba.

Moradora do bairro Porto da Aldeia, a advogada Nany Haddad aproveitou para curtir o sábado de festa. “Eu fico orgulhosa de ver esse movimento do Festival, que vem resgatando essa união dos pescadores, dos moradores e dos visitantes. É uma festa bonita, familiar, organizada, onde todos ficam tranquilos e seguros. É onde os pescadores têm a oportunidade de divulgar o trabalho deles”, disse.

Comerciante e pescador da Baleia há 22 anos, Gelson Reis, conhecido como “Nem”, foi um dos barraqueiros integrantes do Festival. “É a primeira vez que participo e fiquei muito feliz com o convite. Trouxe o meu pirão, que é considerado o melhor pirão da região, e a tradicional tainha frita com molho de camarão”, afirmou.

Moradores do bairro Bela Vista, a família Vieira também marcou presença na festa. “É a primeira vez que viemos e nós gostamos muito. O Festival tem um clima bem familiar, música boa, tudo em um espaço bem confortável. Com certeza é um diferencial; é isso que a gente procura para estar em família”, ressaltou a comerciante autônoma Letícia Vieira, que compareceu ao lado do marido Jorge Roberto e das filhas Raphaela, de 7 anos, e Gabriela (1).




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

NOTA OFICIAL

A Prefeitura de São Pedro da Aldeia informa que, na manhã desta terça-feira (24/11), a Secretaria Municipal de Saúde recebeu agentes da Polícia Federal (PF) e Controladoria-Geral da União (CGU) para inspecionar documentos e solicitar informações sobre uma empresa específica, que era alvo de investigação. Com tranquilidade, todos os documentos solicitados, que já tinham sido encontrados pelos agentes no Portal da Transparência do município, foram novamente apresentados. A empresa inspecionada participou do Pregão Presencial n° 004/2020, de 28/02/2020, que contou com a participação de 19 empresas, das quais, 13 venceram. Uma das vencedoras é alvo dessa investigação, com ata de registro de preço firmada no valor de R$ 115.237,00 para entrega de medicamentos. A Prefeitura esclarece que, ao contrário do que tem sido veiculado, a operação tem como alvo a empresa licitante, como desdobramento de outra investigação dos órgãos na região Norte Fluminense, e que não há indícios de fraude na licit

COLUNA BANZO

  O LOBO EM PELE DE CHACAL!   “TSE defere candidatura e José Bonifácio tomará posse como Prefeito de Cabo Frio” “Em decisão monocrática o Ministro Alexandre de Moraes deferiu o recurso de José Bonifácio” Na sexta-feira (18/12) por volta das 18:00 horas as manchetes acima surpreenderam alguns incautos cabofrienses, e deixaram duas sérias indagações no ar: - O que motivou o Ministro Alexandre de Moraes, relator do processo, a evitar o julgamento pelo colegiado do Tribunal Superior Eleitoral? - A séria motivação impeditiva deixou de existir apenas duas horas depois de iniciado o “recesso” do tribunal?   Bem... o editorial do Blog Cartão Vermelho não possui todas as respostas, porém, cumprindo sua principal missão de trazer luz aos fatos, assinala agora a ação vil, perdulária e principalmente venal que acometeu a defesa do Sr. José Bonifácio.   Os advogados que patrocinaram a causa de Zezinho, fazem parte de uma bancada respeitadíssima nacionalmente, é uma das mais cara

Lei Aldir Blanc

Nesta segunda-feira (30), no Espaço Cultural Zanine, começou a entrega dos documentos exigidos e de assinaturas para os artistas habilitados para Lei Aldir Blanc, conforme publicado no Boletim Oficial nº 1.140, dos dias 26 de novembro a 27 de novembro de 2020. Esta etapa acontecerá de segunda a quarta-feira das 9h às 16h. Os artistas que tiverem suas inscrições não habilitadas poderão apresentar o recurso na mesma data e local. Após a quarta-feira (02/12), o Grupo Gestor da Lei Aldir Blanc fará a análise dos documentos e sairá a homologação para o recebimento do recurso destinado ao Inciso 2 da Lei nº 14.017, mais conhecida como Lei Aldir Blanc. Esta lei prevê auxílio financeiro ao setor cultural. A iniciativa busca apoiar profissionais da área que sofreram com os impactos das medidas de distanciamento social por causa da COVID-19. A legislação ficou conhecida como Lei Aldir Blanc, em homenagem ao escritor e compósitos que morreu em maio, vitima do novo coronavírus.