Pular para o conteúdo principal

SEMANA DO AGRICULTOR PROMOVE OFICINA DE AIPIM EM SÃO PEDRO DA ALDEIA



Semana do Agricultor Familiar, realizada no Horto Escola de São Pedro da Aldeia, promoveu nesta quinta-feira (01) a Oficina de Aipim. Cerca de 20 pessoas participaram da iniciativa, conduzida pelas instrutoras Débora Patrício e Eli Arlete Magalhães. O evento é uma realização da Secretaria Municipal de Agricultura, Abastecimento, Trabalho e Renda. Gratuita, a programação se encerra nesta sexta-feira (02), das 9h às 12h, com o curso de Meliponicultura, voltado a criação de abelhas nativas sem ferrão.

Acompanhando as atividades, o secretário da pasta, Dimas Tadeu, falou sobre a temática da oficina. “A maioria dos alimentos que a gente consome não são de origem brasileira, por isso, estamos trabalhando com a aroeira e o aipim, que são produtos típicos do Brasil. Hoje, o aipim tem diversos usos; temos massa de pão e pizza a base de aipim porque, como outros produtos, ele é rico em amido e se apropria muito bem para fazer a massa, seja direta ou fermentada, além de ter várias utilidades de doce e salgados”, destacou.

Durante a oficina, os participantes aprenderam a fazer uma massa de aipim, que pode ser usada como base para pizzas, pães e pasteis, e acompanharam a montagem dos pratos, com a preparação de recheios e colocação no forno. A oficina prática promoveu uma metodologia participativa, em que os inscritos puderam ver de perto o passo a passo das receitas e esclarecer dúvidas.

 “Foi muito legal esse momento, todo mundo participou e gostou bastante”, comentou a instrutora Débora Patrício.


Na oportunidade, as instrutoras também ensinaram a preparar um pudim de tapioca. Ao fim da oficina, todos receberam certificado de participação, com carga horária de três horas, e as receitas dos quitutes preparados durante o encontro, além de participarem de um momento de degustação.

“Uma oficina não é um curso, é o passo a passo das receitas e assim foi feito. Foi um encontro bem produtivo, nós nos antecipamos e trouxemos algumas coisas já prontas”, explicou a instrutora Eli Arlete Magalhães.

Moradora do bairro São João, a cozinheira Elisângela Rodrigues marcou presença nas oficinas de aipim e aroeira. “As oficinas foram muito boas e a novidade aqui é a pizza com massa de aipim, algo diferente e que usa praticamente os mesmos ingredientes. Torço pela oportunidade de ter mais cursos dentro da culinária. É algo que a gente aprende com mais facilidade e que pode usar para adquirir uma renda extra, nunca se sabe quando podemos precisar”, salientou.

A Semana do Agricultor Familiar é realizada anualmente, na última semana do mês de julho, e promovida em alusão ao Dia do Agricultor, celebrado em 28 de julho. Durante o encerramento, nesta sexta-feira (01), será realizada uma confraternização com tudo o que foi produzido nas oficinas durante a semana. O Horto Escola Artesanal está localizado na Rodovia Amaral Peixoto, s/nº, km 107, no bairro Balneário, próximo à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

NOTA OFICIAL

A Prefeitura de São Pedro da Aldeia informa que, na manhã desta terça-feira (24/11), a Secretaria Municipal de Saúde recebeu agentes da Polícia Federal (PF) e Controladoria-Geral da União (CGU) para inspecionar documentos e solicitar informações sobre uma empresa específica, que era alvo de investigação. Com tranquilidade, todos os documentos solicitados, que já tinham sido encontrados pelos agentes no Portal da Transparência do município, foram novamente apresentados. A empresa inspecionada participou do Pregão Presencial n° 004/2020, de 28/02/2020, que contou com a participação de 19 empresas, das quais, 13 venceram. Uma das vencedoras é alvo dessa investigação, com ata de registro de preço firmada no valor de R$ 115.237,00 para entrega de medicamentos. A Prefeitura esclarece que, ao contrário do que tem sido veiculado, a operação tem como alvo a empresa licitante, como desdobramento de outra investigação dos órgãos na região Norte Fluminense, e que não há indícios de fraude na licit

COLUNA BANZO

 O ESTADISTA A de história de Cabo Frio  marcada por grandes embates políticos, desde os primórdios tempos Liras e Jagunços davam o tom beligerante que forjaria a história de nossa terra amada. Essa cultura pelo contraditório e pela polarização causaram eisentraves políticos etu atrasaram em muito o desenvolvimento de Cabo Frio, que foi salva pela sua vocação turística e pelos royalties do petróleo. Testemunhei no fim do século passado, mais precisamente no fim dos anos 90, inesquecíveis embates políticos-filosóficos entre os então vereadores Jânio de Mendes e Amaury Valério. Esses embates recebiam "a partes" dos saudosos Acyr Rocha e Ayrres Bessa, e eram testemunhados e por muitas vezes corroborados por Antônio Carlos Trindade e Silas Bento. O nível dos embates eram altíssimos e caminhávamos para a formação de "Estadistas", políticos que despontaríam Estadual e Nacionalmente, potencializando o nome de Cabo Frio. Infelizmente isto não se repetiu nas legislaturas sub

Lei Aldir Blanc

Nesta segunda-feira (30), no Espaço Cultural Zanine, começou a entrega dos documentos exigidos e de assinaturas para os artistas habilitados para Lei Aldir Blanc, conforme publicado no Boletim Oficial nº 1.140, dos dias 26 de novembro a 27 de novembro de 2020. Esta etapa acontecerá de segunda a quarta-feira das 9h às 16h. Os artistas que tiverem suas inscrições não habilitadas poderão apresentar o recurso na mesma data e local. Após a quarta-feira (02/12), o Grupo Gestor da Lei Aldir Blanc fará a análise dos documentos e sairá a homologação para o recebimento do recurso destinado ao Inciso 2 da Lei nº 14.017, mais conhecida como Lei Aldir Blanc. Esta lei prevê auxílio financeiro ao setor cultural. A iniciativa busca apoiar profissionais da área que sofreram com os impactos das medidas de distanciamento social por causa da COVID-19. A legislação ficou conhecida como Lei Aldir Blanc, em homenagem ao escritor e compósitos que morreu em maio, vitima do novo coronavírus.