LEAL PORTO TELECOM

LEAL PORTO TELECOM

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2644-4080 // 99999-5998

terça-feira, 3 de setembro de 2019

Resíduos de óleo são retirados de navio onde houve vazamento na Bacia de Campos



Resíduos de óleo começaram a ser retirados nesta segunda-feira (2) do navio onde houve vazamento na Bacia de Campos na semana passada.

A operação da Modec, empresa responsável pela embarcação FPSO Cidade do Rio de Janeiro, tem apoio da Petrobras. De acordo com a empresa, todas as ações em execução estão autorizadas pelos órgãos competentes.

Segundo a Petrobras, o volume estimado do vazamento de óleo foi de 6,6 mil litros, além do que já tinha sido identificado e recolhido de 1,2 mil litros.

Paralelamente a retirada dos resíduos, a Modec disse que estão sendo feitas as atividades para o descomissionamento e remoção da plataforma do local, no Campo de Espadarte, que fica a 130 quilômetros da costa.

A Modec disse ainda que a embarcação encerrou seu ciclo de produção em julho de 2018 e já havia realizado seu último processo de descarregamento
.
Além disso, afirma que não há óleo cru em qualquer dos seus tanques e que as condições da embarcação permanecem estáveis.

"Não houve progressão nos danos à lateral do navio, que continuam confinados a um único tanque e as condições de calado e inclinação não se alteraram", diz a nota enviada pela empresa nesta segunda.

O FPSO Cidade do Rio de Janeiro, operado pela Modec e a serviço da Petrobras desde 2007, encerrou seu ciclo de produção em julho de 2018 e, ainda segundo a empresa, está em processo de desmobilização desde então.

O G1 aguarda resposta do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais (Ibama) para saber quais foram os danos ambientais provocados pelo vazamento e sobre quais medidas estão sendo tomadas para minimizar os impactos.


Fonte: g1.globo.com

0 comentários:

- |