Pular para o conteúdo principal

Governo propõe salário mínimo de R$ 1.067 para 2021, sem ganho real


 

O governo federal propôs um salário mínimo de R$ 1.067 para 2021, segundo a proposta de Orçamento do ano que vem apresentada nesta segunda-feira (31), pela equipe econômica.

Atualmente, o salário mínimo é de R$ 1.045. O reajuste de 2,1%, se aprovado pelo Congresso, começará a valer em janeiro de 2021, com pagamento a partir de fevereiro.

O valor representa um aumento de R$ 22 em relação ao salário mínimo atual, de R$ 1.045. Também equivale a uma perda de R$ 12 na comparação com os R$ 1.079 propostos em abril deste ano para 2021. A explicação para essa queda tem a ver com o fato de o governo prever um aumento somente com base na inflação de 2020.

Como a previsão para a inflação deste ano recuou, o salário mínimo também terá um reajuste menor. Em abril, o governo previa que o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) teria uma alta de 3,27% em 2020, valor que caiu para 2,09% em julho.

"Quando enviamos o PLDO, no dia 15 de abril, nós tínhamos um perfil dos parâmetros macroeconômicos e, no PLOA, atualizamos de acordo com os dados atuais", explicou o secretário especial de Fazenda, Waldery Rodrigues.

Os valores ainda podem mudar no decorrer deste ano, com base nas projeções de inflação para o ano de 2020 (utilizadas como parâmetro para correção).

A Constituição determina que o salário mínimo tem de ser corrigido, ao menos, pela variação do INPC do ano anterior.

Sem aumento real

O valor do salário mínimo proposto pelo governo para o ano que vem tem correção somente pela inflação, ou seja, pela estimativa do governo para o INPC. Esse formato já foi adotado neste ano, quando a área econômica concedeu reajuste somente com base na inflação do ano passado.

Com isso, o governo mudou a política de aumentos reais (acima da inflação) que vinha sendo implementada nos últimos anos, proposta pela presidente Dilma Rousseff e aprovada pelo Congresso.

A política de reajustes pela inflação e variação do Produto Interno Bruto (PIB) vigorou entre 2011 e 2019, mas nem sempre o salário mínimo subiu acima da inflação.

Em 2017 e 2018, por exemplo, foi concedido o reajuste somente com base na inflação porque o PIB dos anos anteriores (2015 e 2016) teve retração. Por isso, para cumprir a fórmula proposta, somente a inflação serviu de base para o aumento.

Impacto nas contas públicas

Ao conceder um reajuste menor para o salário mínimo, o governo federal também gasta menos. Isso porque os benefícios previdenciários não podem ser menores que o valor do mínimo.

De acordo com cálculos do governo, o aumento de cada R$ 1 no salário mínimo implica despesa extra em 2020 de aproximadamente R$ 355 milhões.

Fonte: noticias.r7.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Entrevista com o Presidente do PMDB de Arraial do Cabo

O Blog Cartão Vermelho teve a oportunidade de entrevistar o Presidente do PMDB de Arraial do Cabo, Davison Cardoso (Deivinho), onde abordamos o crescimento do partido na cidade, a reeleição do Prefeito Andinho (PMDB), e sobre a bancada na Câmara Municipal de Arraial e suas votações, claro principalmente sobre as últimas e polêmicas votações do vereador Renatinho Vianna (PMDB). Blog Cartão Vermelho - Qual o quadro atual do PMDB em Arraial do Cabo? Deivinho - O quadro atual é excelente, reelegemos o Prefeito Andinho com uma votação maciça. Andinho é detentor de um desempenho histórico e nossa bancada na Câmara Municipal goza deste prestígio por conta de também ter sido eleita com uma votação expressiva. Blog Cartão Vermelho - Mas os noticiários dão conta que a situação do Vereador Renatinho Vianna dentro do partido seria insustentável devido ao voto favorável a Abertura de uma CPI proposta na Câmara, isso é verdade? Deivinho - O vereador Ren

SÁBADO É DIA DE REUNIÃO DE PAIS E RESPONSÁVEIS NA TURMA DO SÍTIO.

Tudo está sendo preparado com muito carinho pela equipe da Turma do Sítio. Afinal, neste sábado , dia 26 de março, os pais e responsáveis das 350 crianças e jovens que participam do projeto em São Jacinto, na área rural de Cabo Frio, têm um encontro marcado: a reunião para conversar sobre as atividades do projeto e como os alunos estão se dedicando à proposta pedagógica. -“Estamos organizando uma tarde muito especial, queremos ouvir as sugestões da comunidade e aprimorarmos cada vez mais o nosso trabalho”, disse a gerente de projetos, Vânia Fialho. Neste sábado, os pais e responsáveis também vão poder participar de palestras sobre higiene pessoal e higiene de alimentos. Profissionais foram convidados para dar algumas dicas e ajudar na melhoria da qualidade de vida na comunidade. A nutricionista Olívia Novellino confirmou presença. A direção da Turma do Sítio está preparando kits de higiene pessoal e doméstica para sortear na reunião. A clínica odontológica Ortho

Alexandre o Grande. Por João Gomes

A história nos fala de um grande guerreiro, conquistador, desbravador um grande líder macedônio, chamado Alexandre. Muito a frente de sua época marcou territórios e rompeu barreiras e fronteiras em nome do seu povo. Em Cabo Frio temos bons Alexandres, porém, um deles que foi eleito em 2004, mas se quer chegou aos 600 votos em 2008. Muito ligado ao grupo de Alair, resolveu procurar uma nova liderança. Até ai tudo bem, mas bastou a derrota no TRE dos embargos de declaração para que o ex-edil, começasse a procurar lideranças ligadas a Delma oferecendo dinheiro para trabalhar para seu candidato, com a desculpa que o próximo prefeito de Cabo Frio seria outro. O impressionante é que a abordagem do sujeito beira as facetas da loucura. Hoje por exemplo, recebi o comunicado de um amigo que se disse impressionado chegando a indagar se tivemos problemas particulares entre nós. Ora, respondi a esse rapaz que vem colaborando, que nada tinha contra esse sujeito, todavia me assustava o fato de há