Pular para o conteúdo principal

Praia Linda terá Hotel Resort internacional


 São Pedro da Aldeia fortalecerá mais uma vez o nome do município na rota nacional do turismo, lazer e hotelaria. O município abrigará a construção do Lake Resort São Pedro da Aldeia, um hotel resort que será construído por empresários holandeses. O empreendimento, primeiro investimento da empresa no Brasil, será voltado ao fortalecimento do turismo, esportes náuticos e preservação ambiental. A construção será realizada no bairro Praia Linda e ficará localizada de frente para a Laguna Araruama.

 

Cidade reconhecida pela vocação direcionada ao desenvolvimento econômico, São Pedro da Aldeia também começa a atrair também empreendimentos voltados ao turismo. Para Bart Welink, CEO da empresa, o projeto vislumbra crescimento sem abrir mão da preservação ambiental, até porque a Laguna Araruama é fundamental na prática de esportes náuticos.

 

O secretário Eron Bezerra e os empresários visitaram o local onde o empreendimento será construído.

“Nós queremos criar um resort familiar, onde será possível desfrutar de uma semana com todo tipo de atividade. Teremos atrações variadas e organizadas, com foco em esportes náuticos como kitesurf e windsurf. Poderá ser criada também uma escola de navegação para as crianças. Será algo autossustentável. Pensamos em cuidar do meio ambiente e fazer uma ligação com as salinas”, disse.

 

Antes de decidir por São Pedro da Aldeia, os empresários consideraram investir em outros lugares. No entanto, Bart destacou a felicidade de encontrar, no município aldeense, uma gestão municipal parceira.

 

“Nossa pesquisa de mercado nos mostrou que alguns segmentos pesquisados preferem São Pedro da Aldeia. Por isso, trouxemos o hotel resort para cá. A Prefeitura foi receptiva ao nosso projeto. Estamos de braços abertos para dar continuidade ao empreendimento”, reforçou o empresário holandês.

 

Para o prefeito Cláudio Chumbinho, o interesse dos empresários holandeses não é surpresa, pois além de uma localização estratégica na Região dos Lagos, o município está organizado. “Nossa cidade é destaque em transparência e gestão pública, temos muitas empresas que geram emprego e renda e estamos cuidado dos nossos atrativos turísticos. Esse conjunto de fatores atraem e dão segurança aos investidores. Há seis anos estamos tentando trazer esse investimento para a cidade, que agora já é uma realidade”, afirma o prefeito.

 

ESTRUTURA

O projeto do Lake Resort São Pedro da Aldeia prevê 13 residências individuais com três e quatro quartos, ruas para trânsito interno, 40 residências geminadas com dois e três quartos, 85 casas duplex/apartamento com dois e três quartos, piscina infinita com 120m de comprimento, espaço para atividades ao ar livre, esportes e atividades aquáticas e uma marina com escola de vela, restaurante, supermercado, padaria/cafeteria e parque esportivo. Reforçando o compromisso de preservação ambiental, apenas 12% de toda a área verde do empreendimento sofrerá intervenção.

 

Após uma reunião no gabinete do prefeito Cláudio Chumbinho, que reuniu os empresários e diversos secretários municipais, o grupo visitou a área onde o empreendimento será construído. As margens da Lagoa, o secretário de governo Eronildes Bezerra expressou todo o orgulho de ver São Pedro da Aldeia ser reconhecida como uma cidade que apresenta uma gestão séria e comprometida.  Para ele, a construção de um novo empreendimento em São Pedro da Aldeia será uma referência regional. Promovendo mais desenvolvimento, o secretário espera que novas empresários venham para a Região, atraindo também mais empregos e renda.

 

“Estamos lisonjeados com a chegada desse resort. Vemos que os empresários têm visão ambiental, com a preservação de tudo que já está ali. O empreendimento irá gerar vários empregos. Há tempos o Cláudio Chumbinho vem tentando atrair esse tipo de investimento para a cidade e agora vai se concretizar”, disse o secretario. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

NOTA OFICIAL

A Prefeitura de São Pedro da Aldeia informa que, na manhã desta terça-feira (24/11), a Secretaria Municipal de Saúde recebeu agentes da Polícia Federal (PF) e Controladoria-Geral da União (CGU) para inspecionar documentos e solicitar informações sobre uma empresa específica, que era alvo de investigação. Com tranquilidade, todos os documentos solicitados, que já tinham sido encontrados pelos agentes no Portal da Transparência do município, foram novamente apresentados. A empresa inspecionada participou do Pregão Presencial n° 004/2020, de 28/02/2020, que contou com a participação de 19 empresas, das quais, 13 venceram. Uma das vencedoras é alvo dessa investigação, com ata de registro de preço firmada no valor de R$ 115.237,00 para entrega de medicamentos. A Prefeitura esclarece que, ao contrário do que tem sido veiculado, a operação tem como alvo a empresa licitante, como desdobramento de outra investigação dos órgãos na região Norte Fluminense, e que não há indícios de fraude na licit

COLUNA BANZO

 O ESTADISTA A de história de Cabo Frio  marcada por grandes embates políticos, desde os primórdios tempos Liras e Jagunços davam o tom beligerante que forjaria a história de nossa terra amada. Essa cultura pelo contraditório e pela polarização causaram eisentraves políticos etu atrasaram em muito o desenvolvimento de Cabo Frio, que foi salva pela sua vocação turística e pelos royalties do petróleo. Testemunhei no fim do século passado, mais precisamente no fim dos anos 90, inesquecíveis embates políticos-filosóficos entre os então vereadores Jânio de Mendes e Amaury Valério. Esses embates recebiam "a partes" dos saudosos Acyr Rocha e Ayrres Bessa, e eram testemunhados e por muitas vezes corroborados por Antônio Carlos Trindade e Silas Bento. O nível dos embates eram altíssimos e caminhávamos para a formação de "Estadistas", políticos que despontaríam Estadual e Nacionalmente, potencializando o nome de Cabo Frio. Infelizmente isto não se repetiu nas legislaturas sub

Lei Aldir Blanc

Nesta segunda-feira (30), no Espaço Cultural Zanine, começou a entrega dos documentos exigidos e de assinaturas para os artistas habilitados para Lei Aldir Blanc, conforme publicado no Boletim Oficial nº 1.140, dos dias 26 de novembro a 27 de novembro de 2020. Esta etapa acontecerá de segunda a quarta-feira das 9h às 16h. Os artistas que tiverem suas inscrições não habilitadas poderão apresentar o recurso na mesma data e local. Após a quarta-feira (02/12), o Grupo Gestor da Lei Aldir Blanc fará a análise dos documentos e sairá a homologação para o recebimento do recurso destinado ao Inciso 2 da Lei nº 14.017, mais conhecida como Lei Aldir Blanc. Esta lei prevê auxílio financeiro ao setor cultural. A iniciativa busca apoiar profissionais da área que sofreram com os impactos das medidas de distanciamento social por causa da COVID-19. A legislação ficou conhecida como Lei Aldir Blanc, em homenagem ao escritor e compósitos que morreu em maio, vitima do novo coronavírus.