Pular para o conteúdo principal

Vencedores recebem prêmio de concurso digital da Escola de Artes


A última quarta-feira (02/12) foi de alegria para os alunos vencedores do Dia da Performance Digital, evento promovido on-line pela Escola de Artes de São Pedro da Aldeia. Os estudantes receberam a premiação em uma cerimônia simbólica na Casa da Cultura Gabriel Joaquim dos Santos. Foram premiados alunos das oficinas de música, dança e teatro.

De acordo com a secretária adjunta de Cultura, Edlúcia Marques, o evento buscou fechar com chave de ouro o ano letivo da Escola de Artes, apesar de ser um período atípico para os alunos devido à pandemia do coronavírus e as obras de reforma da unidade. “A Escola de Artes teve que se reinventar em 2020 e os alunos se empenharam bastante nas aulas remotas. Foi feita uma live para anunciar os ganhadores e, hoje, estamos entregando os prêmios. Todo o processo foi muito impactante, tanto para a Escola de Artes quanto para eles, fazer vídeo não é fácil, por isso, foi outro processo de aprendizagem”, afirma.

Para participar do Dia da Performance Digital, o aluno deveria enviar uma apresentação em vídeo, de até dois minutos, no formato solo ou duo e de autoria do próprio estudante ou inspirada em obras de outros autores. Os vídeos foram publicados na página da Escola de Artes em uma rede social de compartilhamento de fotos e vídeos, para votação popular. Os vencedores foram os vídeos mais curtidos de cada oficina, nas categorias infanto-juvenil e adulto.

 

MÚSICA

O ganhador da modalidade “Música”, na categoria infanto-juvenil, foi Lucas Ferreira, morador do bairro Balneário. O aluno de 11 anos, que gravou um vídeo tocando uma música clássica no teclado, se mostrou contente com a vitória, assim como a mãe, Bruna Ferreira. “Fiquei muito orgulhosa com a participação e a vitória. É preciso ter mais ações desse tipo para incentivar a criança, isso foi um refúgio nesses tempos de pandemia para ele não ficar só no computador”, comenta Bruna.

DANÇA

Na categoria infanto-juvenil, da modalidade “Oficina de Dança”, a vencedora foi Yzadora Correia. Aos 13 anos de idade, a moradora do bairro Morro do Milagre garantiu o vídeo mais curtido com um mashup gravado na Praça Hermógenes Freire da Costa. “Estudo desde pequena na Escola de Artes, comecei fazendo ballet, passei para o jazz e danças urbanas. Vejo esse prêmio como um reconhecimento do meu trabalho, fico muito feliz de ter ganhado e agradeço a todos que me ajudaram a chegar até aqui”, ressalta.

Apesar do receio inicial para gravar, sozinho, o vídeo participante, Jordan Torres se empenhou para fazer o remix da música escolhida, preparar a coreografia da apresentação e filmar. “Foi um processo cansativo, mas valeu a pena. Fiquei muito feliz, não esperava que o meu vídeo tivesse toda essa repercussão, com mais de mil visualizações. Foi muito válido as aulas terem continuado no formato on-line”, destaca o vencedor da categoria adulto, morador do Recanto do Sol.

TEATRO

A vencedora da categoria infanto-juvenil, na modalidade “Teatro”, Alice Gonçalves, de 08 anos de idade, que cumpre a quarentena com a mãe no Rio de Janeiro, foi representada pelos atores e produtores culturais Juan Carlos Sampaio e Vânia Petra. “A Alice é uma atriz nata e eu fiquei muito satisfeita de ter feito esse trabalho com ela. Essa é uma experiência nova para todos nós. É fundamental dar esse incentivo, principalmente para adolescentes e pré-adolescentes, para que eles não fiquem presos a futilidades na internet”, disse Vânia. 

 

Premiada na categoria adulto, também no Teatro, Briany Ottero criou uma dança teatral sobre sentimentos opressivos. Aos 16 anos de idade, esse é o seu primeiro ano como aluna da Escola de Artes. “Eu não esperava ganhar, foi a primeira vez que me apresentei para o público e foi uma oportunidade incrível para mim. Infelizmente, não pude ter aulas normais, devido à pandemia, mas tudo o que aprendi até agora foi muito gratificante. Recebi muitos elogios, foi incrível”, declara.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tribunal do Tráfico decapita Homem na noite deste sábado na Favela do Lixo em Cabo Frio

Um crime bárbaro acaba de acontecer na noite deste sábado (23/05) em uma das maiores comunidades do interior do Estado do Rio de Janeiro, bairro Manoel Corrêa mas conhecido como Favela do Lixo em Cabo Frio. Segundo informações de populares que preferiram manter o anonimato, um homem chamado Matheus teria sido torturado pelo Tribunal do Tráfico e em seguida foi decapitado, o motivo do crime seria por Matheus ser informante da polícia, na linguagem do crime ele seria um X9. A Polícia Militar está nesse momento fazendo levantamento do crime e pegando a identificação completa da vítima, até o momento não foi lavrada a ocorrência, e traremos mais informações conforme o andamento das investigações. As imagens são fortíssimas e não recomendada para pessoas sensíveis.

NOTA OFICIAL

A Prefeitura de São Pedro da Aldeia informa que, na manhã desta terça-feira (24/11), a Secretaria Municipal de Saúde recebeu agentes da Polícia Federal (PF) e Controladoria-Geral da União (CGU) para inspecionar documentos e solicitar informações sobre uma empresa específica, que era alvo de investigação. Com tranquilidade, todos os documentos solicitados, que já tinham sido encontrados pelos agentes no Portal da Transparência do município, foram novamente apresentados. A empresa inspecionada participou do Pregão Presencial n° 004/2020, de 28/02/2020, que contou com a participação de 19 empresas, das quais, 13 venceram. Uma das vencedoras é alvo dessa investigação, com ata de registro de preço firmada no valor de R$ 115.237,00 para entrega de medicamentos. A Prefeitura esclarece que, ao contrário do que tem sido veiculado, a operação tem como alvo a empresa licitante, como desdobramento de outra investigação dos órgãos na região Norte Fluminense, e que não há indícios de fraude na licit

COLUNA BANZO

  O LOBO EM PELE DE CHACAL!   “TSE defere candidatura e José Bonifácio tomará posse como Prefeito de Cabo Frio” “Em decisão monocrática o Ministro Alexandre de Moraes deferiu o recurso de José Bonifácio” Na sexta-feira (18/12) por volta das 18:00 horas as manchetes acima surpreenderam alguns incautos cabofrienses, e deixaram duas sérias indagações no ar: - O que motivou o Ministro Alexandre de Moraes, relator do processo, a evitar o julgamento pelo colegiado do Tribunal Superior Eleitoral? - A séria motivação impeditiva deixou de existir apenas duas horas depois de iniciado o “recesso” do tribunal?   Bem... o editorial do Blog Cartão Vermelho não possui todas as respostas, porém, cumprindo sua principal missão de trazer luz aos fatos, assinala agora a ação vil, perdulária e principalmente venal que acometeu a defesa do Sr. José Bonifácio.   Os advogados que patrocinaram a causa de Zezinho, fazem parte de uma bancada respeitadíssima nacionalmente, é uma das mais cara