Leal Porto

Leal Porto

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2647-5341

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Aniversário de 5 Anos da ALeART no Programa Cartão Vermelho.


Foi comemorado em grande estilo o aniversário de 5 anos da ALeART (Academia de Letras e Artes da Região dos Lagos) no último sábado (17/09) no Teatro Municipal de Cabo Frio.

O evento foi regado a muita música e apresentações culturais, além da distribuição da Medalha Professora Lair Gago que foi oferecida a personalidades e artistas da nossa Região dos Lagos, entre eles, Dr Taylor Jr., Silas Bento e nosso fundador Álex Garcia e também a posse de novos Acadêmicos, entre outros, o nosso amigo e colaborador Marco Color (PRB). Outro destaque especial da noite foi o maravilhoso coquetel servido ao final do cerimonial.

Como o evento foi fechado para membros da ALeART, imprensa e os homenageados da noite, o Programa Cartão Vermelho desta quarta-feira (21/09), ao vivo às 14h, na Lagos TV (Canal 07 de Cabo Frio) mostrará a cobertura completa do evento, para que toda a população de Cabo Frio tenha a oportunidade de compartilhar desse maravilhoso evento.

Portanto não se esqueça, o Programa Cartão Vermelho será ao vivo, hoje (21/09), às 14h, na Lagos TV (Canal 07 de Cabo Frio).

Contamos com sua audiência!


Matéria: Thaís Lima


Caso “Rabo de Foguete” Nos Leva a 3.700 Acessos.

*Clique na imagem para ampliar

O caso da denúncia envolvendo o Bloco Carnavalesco “Rabo de Foguete”, que supostamente recebeu dinheiro público sem que existisse formalmente (não possuía CNPJ), rendeu ao Blog Cartão Vermelho 3.701 acessos de IP ontem (20/09/2011).

Ficamos na torcida para que com o tamanho dessa repercussão as autoridades municipais competentes tomem providência sobre o tema, pois imagino que a alta cúpula do governo municipal sequer tenha conhecimento dessas práticas, no mínimo, promíscuas.

E muito obrigado aos 3.701 IPs que nos acessaram.


A Decisão Salomônica do PMDB.


Por Dr. Marcelo Paiva Paes de Oliveira

Bem, o PMDB do Rio de Janeiro decidiu de forma salomônica a questão que se apresentava. E porquê salomônica? Porque sendo ligado a legenda há bastante tempo, e a tendo defendido por dois mandatos em Brasília, Bernardo Ariston é, inequivocadamente, muito mais afinado com o partido do que Alfredo Gonçalves. Afinal, Alfredo, no início de sua pretensa candidatura, acreditava inclusive que poderia ser candidato pelo PPS.

Hoje algumas pessoas ligadas a ele dizem que não, que ele sempre pensou em sair do partido, mas não é verdade. Tanto assim, que em uma reunião que tive com o deputado Roberto Freire (presidente acional do PPS), em Brasília, e esta reunião teve testemunhas, disse a ele que o PPS caminhava para ficar acéfalo em Cabo Frio. Ele, entretanto, me disse que não, disse que Alfredo seria candidato pelo PPS, e que isto era uma das condições para um possível acordo com o PMDB no estado. Disse-lhe, então, que isto não aconteceria, e perguntei-lhe se ele confiava no Alfredo para ser candidato do partido mesmo se não houvesse o acordo. Ele me disse que a princípio sim. Disse a ele que ele estava profundamente enganado, e ele me respondeu: “bem, temos que esperar para ver”. Pois agora está visto, Alfredo se filiou ao PMDB, e o Froilan, que testemunhou minha conversa com Roberto Freire, poderá me dar um ingresso para o CaboFolia. Afinal ele, o Froilan, brincou, dizendo que iria esperar para dar um passaporte do evento para aquele que acertasse no encaminhamento da questão.

Mas porquê a decisão foi salomônica? Porque Bernardo, como vimos, é reconhecidamente mais responsável pela “criança” (PMDB), e abonou a filiação de Alfredo ao partido sem prejuízos à legenda. Afinal, todos na cidade sabem que há uma disputa em jogo, e esta disputa é exatamente quem será o candidato do PMDB a prefeito. Se esta disputa incomodasse Bernardo a ponto de fazê-lo discutir esta filiação, isto poderia desgastar precocemente a legenda do PMDB, e com isso causar estragos ao partido pelo qual ele tanto lutou e defendeu com seus mandatos de deputado federal. Porém, abonando a entrada de Alfredo sem traumas, Bernardo não causa danos ao PMDB. É assim que esta história se aproxima de Salomão, pois a verdadeira responsável pela criança é aquela que aceitou o que menos maltrataria o seu filho.

O fato é que esta situação leva a decisão de quem será candidato do PMDB em Cabo Frio para o ano que vem.

Com a guarda do partido nas mãos, Bernardo tem legitimidade constituída para decidir o processo de escolha de candidaturas, ou seja, a democracia está garantida. Pois Alfredo queria que esta decisão fosse empurrada goela abaixo do povo cabofriense com o seu nome sendo ungido por uma intervenção regional. Agora não, agora o processo democrático interno se consolida, pois Bernardo, institucional e juridicamente constituído como presidente do partido, tem o condão de decidir a forma de escolha do candidato. E tenho certeza que Bernardo será bem mais democrático do que Alfredo. Afinal Alfredo, em sua trajetória, ganhou o que ganhou através de acordos de bastidores, pois a própria eleição dele para presidir a câmara passou por um acordo de bastidores no qual até o Froilan, recém saído da função de chefe do cofre da eleição municipal, foi chamado para ajudá-lo a compor este acordo.

Ou seja, sem conseguir nada sozinho, Alfredo agora terá que disputar uma convenção. Neste momento não interessa o resultado do futuro, interessa apenas, e isto é muito, aplaudir a consolidação da democracia interna no PMDB.


Pé no Jacá. Por James Santos.


8 E 80

Argumentando que conhece bem o alfabeto, portanto sabe discernir entre as letras, o deputado federal, Dr. Paulo Cesar comentou sobre a polêmica dos partidos, o PTB do Mansur e o PT do B do Waldirzinho Coisa Ruim, e foi categórico: “os dois partidos estão comigo”. Enquanto se discute o assunto na província, Paulo Cesar já alinhavou a coligação lá em Brasilia, onde segundo ele, tudo é pré-determinado.


PATINHO FEIO

Não é verdade que Alair Corrêa convidou Amauri Valério para se filiar ao PP, conforme o próprio radialista me confidenciou, e foi motivo de galhofa na blogsfera pela coleguinha Beth Michel. Alair explicou que apenas agradeceu uma defesa feita pelo seu ex-líder de governo, e ex- vereador, acrescentando que Amauri tem voto mas, o seu grupo não aceitaria o patinho feio na próxima corrida eleitoral.


PATINHO FEIO 2

A afirmativa de Alair Correa que Amauri tem voto pode vir a inviabilizar também o ingresso do moço no PSC. É que após Emanoel Fernandes forçar a saída dos vereadores Silvan Escapini e Fabinho da Saúde do partido do peixe, não vai arriscar mais uma vez o seu ingresso na Câmara. Para Emanoel, no PSC só peixe menor do que ele, restando a Amauri continuar no PPS, “um partido decente”.


PRÁ INGLÊS VER

Parece que o presidente da Câmara, Vereador Silas Bento andou confundindo uma cambada de louros nórdicos, em temporada na cidade, com os súditos da Rainha e está promovendo, em ação extremamente oportunista, a tal da Câmara Itinerante. Para ele, o “Filho do pastor Wanderley” tem a eleição garantida, mas pode, se acaso ocorrer o aumento de vagas para 21, acrescentar mais um membro da família, no caso, o neto do pastor, e seu filho, Wanderley.


CONTINUA DEVEDOR

Publicado aqui neste espaço no dia 29 de junho, O vereador Silas Bento está devendo promessa feita de providenciar a fiscalização do cumprimento da lei que obriga as prefeituras das cidades com mais de 100 mil habitantes manterem sites de transparência com a informação de receitas e despesas diariamente na internet. Além de não informar os pagamentos de maneira clara, ficam faltando os realizados à SECAF, o site http://www.cabofrio.rj.gov.br/despesa.htm costuma ficar indisponível por vários dias e semanas. E não adianta reclamar porque em Cabo Frio a Justiça, vocês sabem quem é.


TRANSPARÊNCIA

Os gastos com o funeral do ex-presidente Itamar Franco alcançaram segundo se soube, a quantia de 50 mil reais, contando com o transporte aéreo no trajeto São Paulo x Brasília x Belo Horizonte x Juiz de Fora. Aqui na aldeia, o presidente Silas Bento não chegou a comentar nem prometeu esclarecer, mas o eleitor contribuinte precisa saber o porque do superfaturamento das despesas com o sepultamento do vereador Aires Bessa. Não que o falecido não merecesse as honrarias, mas as casas funerárias cobram em torno de R$ 4 mil pelas exéquias de qualquer autoridade enquanto para a do Aires a Câmara pagou 16 mil reais, e ninguém fala mais nisso.


SUGESTÃO

Já que a nossa egrégia Câmara Municipal tem servido apenas para dizer amém para as determinações de sua insolência, o memê, poderia pelo menos revogar a lei que proíbe o eleitor cabo-friense de carregar galinha de cabeça prá baixo, ou mesmo e também, de usar chapéu no cinema.


FADA MADRINHA

Depois de entrar para a galeria de mulheres que governaram um povo como Michelle Bachelet (Chile), Cristina Kirchner (Argentina), Margaret Thatcher (Reino Unido), e Indira Gandhi (India), a nossa Fada Madrinha curtiu os seus momentos de fama mas perdeu a chance de entrar para a história perfumando a podridão do reino da Dinamarca. Quem nasceu pra Delma nunca chega a ser Dilma Roussef.


terça-feira, 20 de setembro de 2011

Mas Que “Rabo de Foguete” – Denúncia Grave.


Recebi na última quinta-feira (15-09), através de e-mail, uma denúncia que envolvia pagamento irregular a um bloco carnavalesco chamado “Rabo de Foguete”.

Para que você leitor entenda melhor esse “Rabo de Foguete” e a suspeita de mau uso do erário público, irei aqui narrar a denúncia e até onde consegui apurar a verdade dos fatos.


Da denúncia original:

“O Bloco Carnavalesco Rabo de Foguete que conta como um de seus diretores, ou diretor geral, o Sr. Fabiano Ramiro (integrante da Escola Flor da Passagem, suspenso pela Liga pelo envolvimento no escândalo da manipulação do resultado do Carnaval de 2011), apesar do bloco não existir oficialmente pois não tem CNPJ (não existe de direito) e nem mesmo ter tempo de filiação suficiente para receber subvenção municipal (5 anos), recebeu de forma irregular R$ 5.500,00 pagos pela prefeitura de Cabo Frio.”


Do que apurei:

A partir dessa denúncia liguei para João Gomes (ex-presidente da Liga) para apurar os fatos citados acima. João Gomes me informou que durante sua gestão na Liga, não se envolveu com Blocos de Carnaval, pois esse seguimento do carnaval é de responsabilidade de uma Liga própria para Blocos de Carnaval.

Munido dessa informação liguei para o Sr. Márcio, que é presidente da Liga dos Blocos de Samba de Cabo Frio. O Sr. Márcio prontamente me atendeu e me informou que:

1- Realmente “pessoas ligadas a Flor da Passagem fazem parte do Bloco Rabo de Foguete” e que esse bloco estaria com “problemas no CNPJ”, não tinha CNPJ na época que recebeu dinheiro público (oficialmente não existia), mas que esse pagamento não teria sido efetuado pela Liga de Blocos, e “o pagamento saiu diretamente da Superintendência do Carnaval, sob responsabilidade única e exclusiva do Sr. Carlos Ernesto”, e com isso o Sr. Márcio não teria nada a ver com essa “estória”.


Sobre o Carlão (Carlos Ernesto) Superintende do Samba de Cabo Frio:

Liguei e mandei dois e-mails a Carlão pedindo que se possível me enviasse informações que pudessem dar luz a essa denúncia de pagamento irregular a uma entidade que não existe, já que não possui CNPJ, e para piorar seria dirigida por pessoas ligadas a prefeitura e que obviamente seriam privilegiadas com isso.

As dúvidas que pairam sobre o tema e que foram feitas por e-mail ao Carlão foram:

1 – O que realmente é fato da denúncia original e das informações que recebi do João Gomes e do Sr. Márcio.

2 – Se é fato que esse bloco na data do pagamento efetuado pela prefeitura não existia, pois não tinha CNPJ.

3 – Quem é o responsável por esse recebimento (pessoa física) já que não existe pessoa jurídica para receber o dinheiro.

4 – Se constam como diretoria desse bloco “Rabo de Foguete”, pessoas ligadas a direção da Flor da Passagem e consequentemente ligados a PMCF.

5 – Qual critério foi usado como seleção para que o bloco “Rabo de Foguete” recebesse verba municipal e outros blocos em situação similar não tenha recebido.

Infelizmente Carlão não retornou ao e-mail, o que nos leva a crer que não existe mais nada a ser acrescentado ao assunto.

Sendo assim fica aí mais um escândalo do vergonhoso Carnaval Cabo-friense, que sempre trata com muita promiscuidade o dinheiro público.

Isso sim é um verdadeiro “Rabo de Foguete”!


Carlindo Filho Tem Importante Vitória Na Justiça.


Após ver o emprego de 284 contratados da Prefeitura de São Pedro da Aldeia ameaçados por uma ordem judicial de primeira instância (que mandava o prefeito Carlindo Filho exonerar esses funcionários), Carlindo através do herói dos prefeitos em apuros, o advogado Dr. Carlos Magno Soares de Carvalho, conseguiu Mandado de Segurança que manterá os empregos intactos, e acaba com o discurso que a Prefeitura de São Pedro da Aldeia teria funcionários fantasmas.

Mais uma vez Dr. Carlos Magno deu aula de direito, mostrando claramente porque se tornou o advogado eleitoral mais famoso na atualidade em todo o Estado do Rio de Janeiro.

Agora resta saber como a imprensa que acusava Carlindo Filho de ter “trem da alegria” irá se posicionar, pois a verdade foi restabelecida e merece ser noticiada com o mesmo destaque.


Discurso do Alair Corrêa no Tamoios.

Foto: André Dantas

Conversando com um amigo hoje pela manhã, fui informado que Alair Corrêa não usou do discurso de re-eleição (de um governo que nunca existiu) e não fez nenhum discurso atacando seus adversários. Mas que realmente mostrou as obras que fez quando era prefeito.

Dando a confiança na palavra desse amigo, quero parabenizar Alair pela conscientização e sabedoria de não atacar nenhum adversário, pois é isso que eles querem. Mas volto a criticar apenas o fato dele mostrar suas obras do passado (coisa de 15 anos passados), é preciso HUMANIZAR esse discurso, uma cidade não é feita só de ruas e calçadas, é feita também de seres humanos, se essa mudança em seu discurso não acontecer Alair não passará de seu teto histórico.

Claro que ler e ver a “bêbada” e o “vice dos infernos” abanando o rabinho a cada peido que Alair Corrêa solta, deve fazer muito bem ao ego, mas não soma em nada eleitoralmente, é preciso saber ouvir e ter paciência para as críticas construtivas.


Samba de Várias Notas. Por Marcos Chaves.


Por Marcos Chaves


EPOPÉIA

Cansado de andar na contramão do “processo de crescimento do carnaval”, e vislumbrando um novo momento em minha vida pessoal, procurei em meados do ano passado, todas as pessoas que me tinham como desafeto (inclusive o Sr. Carlos Ernesto).

Logrei êxito parcialmente na minha empreitada, pois tinha como objetivo principal desenvolver a transmissão do desfile das Escolas de Samba em Cabo Frio.

E foi em pleno os desfiles deste ano que abordei Carlão e lhe dei conhecimento do livro de crônicas que lançarei ainda este ano, e que contava com o apoio da Secretaria de Cultura.

- Você vai me apoiar em minha candidatura? Indagou-me Carlão na ocasião.

- Claro que não, se aparecermos juntos em uma campanha será a nossa desmoralização total.

- Então pode esquecer edição de livro. Concluiu o Superintendente.

Se comigo, militante, comunicador e ativista cultural o diálogo foi assim... imaginem o que não está acontecendo nos bastidores do cenário do carnaval.


O CARLÃO LIGOU...

E O CARLÃO MENTIU!!!

Não dou a mínima importância para a vida pessoal do Sr. Carlos Ernesto, e não busco de maneira alguma atingí-lo quando me reporto aos respeitáveis leitores de nosso blog. Busco sim, informação de qualidade e compromisso com a verdade.

E se a verdade desnuda a corrupção, não temo aos “ataques de pererecas”.

Então vamos dar luz aos fatos:

1 – Verdadeiramente a função do Superintendente da Morada é gerir o carnaval no que tange a “administração pública”, porém... invariavelmente as ações da Liga sofrem com a ingerência da Superintendência:

- Desde 2001 todos os Presidentes da Liga (inclusive Jorge da Conceição, atual desafeto) foram eleitos com ações e coações do Sr. Carlos Ernesto.

- Até o ano passado qualquer Presidente de agremiação que buscasse algum acordo com um fornecedor de Cartas de Crédito, era orientado a “conversar” primeiro com o Sr. Carlos Ernesto.

- A captação dos recursos da Petrobrás/Eletrobrás pela Liga das Escolas de Samba são bandeira da campanha do Sr. Carlos Ernesto, inclusive sendo matéria de denúncia nesta coluna.

- O primeiro e maior escândalo de violação de corpo de jurados teve direito a gravação e o Sr. Carlos Ernesto protagonizava a fita se dizendo “preocupado com o resultado do carnaval”.

- No carnaval de 2006 um Bloco chamado “Rolinha Elétrica” do Condomínio dos Pássaros, recebeu subvenção sem nenhuma documentação pertinente e a ordem para pagamento saiu de um recente morador daquele condomínio. Adivinhem quem era?

- Independente das inúmeras ingerências na Liga, o tratamento do erário público é um dos principais fatores de desgaste e descrédito do nosso carnaval.

Carlos Ernesto dividiu seus falsos esclarecimentos em três partes, nas postagens seguintes abordarei as afirmações que “não tenho nenhuma ligação com a Flor da Passagem” e “As pessoas citadas não são meus cabos-eleitorais e ao menos fazem parte da minha campanha”.


BOMBA!!!

Entupiram minha caixa de e-mail com denúncias de um Bloco que teria recebido subvenção neste carnaval sem possuir a documentação pertinente. Tentem adivinhar quem deu a ordem...


LUIZ BRANDÃO

Meu amigo Brandão anda com a corda toda, e declarou que a Liga das Escolas de Samba de Cabo Frio deveria ser rebatizada: “A LIGA DA JUSTIÇA”


MINISTÉRIO PÚBLICO

Continua em trâmite na Promotoria do MP as acusações de malversação de verba dos Cursos na Morada.

Tem “Inelegível” fazendo campanha à toa!!!


A Gamela de Mustrangi.


Por Pedro Nascimento Araújo

Se daqui da Serra eu vejo Cabo Frio piorando a cada dia, não tenho certeza de daí de Cabo Frio vocês estão vendo que Petrópolis está cada vez menor. Por isso, apresentarei alguns dados que comprovam o encolhimento de Petrópolis a olhos vistos.

Eu sempre comparo Petrópolis com Cabo Frio porque em Cabo Frio temos um exemplo didático de como uma má administração consegue acabar com uma cidade. Cabo Frio, que foi modelo de uso correto dos royalties provenientes do petróleo, tornou-se, sob Maquinho Mendes, modelo de mau uso: o município não apenas recebeu muito mais e fez muito menos, mas ainda conseguiu destruir o que havia, como podemos observar pela escalada de violência que a cidade vive, com 5 assassinatos nos últimos 5 dias. Petrópolis ainda não chegou nesse nível – afinal, Paulo Mustrangi está no poder há apenas pouco mais de 2½ anos. Todavia, nem por isso as más notícias deixam de se acumular aqui na Serra.

Semana passada, o Governo do Estado do Rio de Janeiro divulgou dados referentes à arrecadação do ICMS nos municípios. Esse dado é importante porque mostra a quantidade de valor adicionado que cada município gera – em outras palavras, indica a capacidade de gerar riquezas que a economia de cada cidade possui. E Petrópolis está mal, muito mal. Senão, vejamos.

Entre 2009 e 2010, Petrópolis registrou uma redução de 4,7% na arrecadação de ICMS. Em um ano no qual o Estado do Rio de Janeiro teve aumento na arrecadação de ICMS na ordem de 14%, tal número mostra o empobrecimento da cidade – não apenas absoluto, dado pela perda de arrecadação, mas também relativo, dado pelo fato de o Estado como um todo ter crescido no período.

Uma explicação poderia ser o encolhimento da economia da Serra como um todo, causado pelas chuvas, mas nem essa explicação é possível: os dados são referentes a 2009 e 2010 e a tragédia foi em 2011. Ainda assim, eis uma informação relevante: neste mesmo período, Teresópolis e Nova Friburgo tiveram aumento de arrecadação de ICMS da ordem de 20%, acima da média do Estado, o que mostra como o caso de Petrópolis é de responsabilidade 100% local. Aliás, vale lembrar que Três Rios, outro município da região, graças a uma agressiva, consistente e competente política de atração de empresas, viu sua arrecadação de ICMS crescer 58% no mesmo período no qual Petrópolis perdia 4,7%. Diante disso, não há justificativas. O que a cidade precisa é de um sincero pedido de desculpas por parte do prefeito acompanhado da apresentação de um plano de recuperação da atratividade da cidade como destino de empresas e empregos.

Evidentemente, não há como esperar isso de um prefeito tão fraco quanto tem sido Paulo Mustrangi. De fato, a administração Mustrangi preferiu creditar o mau resultado à crise econômica mundial. Ou seja, como sempre, Mustrangi tenta tapar o Sol com uma peneira. Eis um conselho: tape o Sol com uma gamela, porque somente ela será capaz de esconder os crescimentos de 58% em Três Rios, 20% em Teresópolis e 14% no Estado diante da queda de 4,7% em Petrópolis.

Há um último ponto que vale lembrar. O fato é a queda na arrecadação de ICMS tem efeitos além de mostrar que Petrópolis está encolhendo; sem embargo, tal queda também garante dias mais difíceis pela frente, pois é através da participação de cada município na formação da arrecadação do ICMS que são definidos repasses do Estado. Petrópolis detinha 2,04% desse bolo. Caiu para 2,01%. É baseado em números como os que vimos (e que podem ser obtidos na Secretaria Estadual de Fazenda) que afirmo: infelizmente para Petrópolis, é verdade que Paulo Mustrangi é o Marquinho Mendes de Petrópolis.


Pedro Nascimento Araujo é economista.


segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Filiação de Alair Corrêa no PP (Partido Progressista).



Fotos: André Dantas

Inauguração do Escritório Regional do Janío Mendes.


Foto: Assessoria Janío Mendes

Uma Comparação - Público Presente em Cada Evento.

Evento do Alair Corrêa



Evento do Janío Mendes


Acho que nem precisamos comentar!

Pontos Positivos e Negativos em Cada Evento.


Evento do Janío Mendes:

Positivo - Foi uma boa demonstração de apoio político, nesse evento Janío teve ao seu lado o Senador Lindbergh Farias (PT) o que demonstra sua força nessa provável coligação PDT e PT, jogando assim as chances de Alfredo Gonçalves (PMDB?) em conquistar o PT em índices medíocres.

Levar ao evento o presidente do PT, José Marco, e o provável vice-prefeito da coligação, Eduardo Kita, já demonstra também quais partidos deve colocar junto a sua coligação como PV (Juarez Lopes), PMN (Cristóvão Freitas), PSDC (Adauto dos Santos) e o PHS (Antônio Carlos).

Janío hoje constrói sua candidatura buscando retirar o máximo de pessoas da base do Alair Corrêa, fora todos que já carregou como Vinicius Peixoto, Felipe Dias... nesse evento ele apresentou como parceiros os ex-alairistas, Eduardo Kita e José Marco (ambos PT) e como partidos traz o PMN e PSDC (ambos foram da coligação do Alair Corrêa “Vota Que Ele Volta” nas eleições de 2008).

Negativo – Janío continua um político do interior, pensando pequeno e agindo de forma pequena. Consegue trazer a Cabo Frio um político que tem enorme aceitação popular como Lindbergh Farias, tem hoje uma verba gigantesca que a ALERJ lhe garante, contrata um monte de assessores e mesmo assim não consegue organizar um grande evento.

Janío ainda é aquele “politicozinho” que sobe em um trio-életrico de festa junina de rua do subúrbio, ou que fala em caixote na Praça Porto Rocha, ele não evolui nesse sentido, e paga o preço desse amadorismo, fazendo esse ridículo de pessoas como nesse evento.

Janío precisa pensar como político e ter ao seu lado assessores profissionais, se Janío sonha verdadeiramente em ser prefeito precisa parar e repensar seu marketing.


Evento do Alair Corrêa

Positivo – Alair demonstra sua força ao conquistar o PP da base de Marcos Mendes (PSDB), e agora os integrantes do PP terão que sair do partido e nem sabe onde irão se enfiar, é provável que migrem para o PMDB ou PSB.

Alair também tem seguidores apaixonados, e isso fica evidente quando vemos o Tamoios lotado com milhares de pessoas, ali estão pessoas que “vão com Alair onde Alair estiver”, isso foi construído com uma brilhante carreira como administrador e um carisma pessoal inexplicável.

Negativo – Alair segue sendo um político que tem dificuldades em sair desse teto de votos dos seus seguidores. No Tamoio voltou a ter o mesmo discurso pobre, que só serve para arrancar aplausos dos votos que já tem. Alair ainda não compreendeu que precisa mudar sua forma de agir e discursar, os votos que ele tem ninguém tira, e agora é preciso convencer quem não vota nele que ele é a melhor opção.

Esses eleitores que não são fã do Alair, não querem ouvir sobre briguinha de políticos, nem de re-eleição de um mandato que nunca existiu, bravatas e gracinhas não conquistarão esses votos.

É preciso trazer ao seu discurso a demonstração de sua inegável competência administrativa, traçar um parâmetro para quem não conheceu Alair como prefeito (muitos eleitores que votam hoje aqui em Cabo Frio, não moravam na cidade na época da transformação, ou ainda eram crianças) e assim demonstrar que ele é a melhor opção como administrador. Acima de tudo Alair também precisa humanizar seu discurso, pessoas querem amor e carinho, querem paz, querem acima de tudo ser governadas por pessoas boas.

E por último Alair precisa criar em seu espaço de trabalho duas salas distintas, uma para colocar seus vaidosos puxa-sacos, e outra para colocar profissionais em política, quando seu ego precisar de massagem entra na sala dos “puxas”, fora isso bastará ouvir os profissionais na sala ao lado.

Carlos Victor é Agora Presidente do PSB de Cabo Frio.


Carlos Victor agora assume como presidente do PSB de Cabo Frio, onde perdeu a linha paz e amor (marca do sucesso de seu irmão Marcos Mendes), o grande problema de Carlos Victor é ter uma personalidade arrogante e incontrolável, sem história política, sem carisma pessoal e ainda sendo agressivo, Carlos Victor jamais terá uma carreira política própria.


Foto: Carlos Victor


Sobre a Câmara Itinerante.


O professor bobão questionou em seu blog porque criticava o anúncio que converteu Totonho em admirador do Cabofolia e agora coloco um anúncio da Câmara Itinerante no Cartão Vermelho.

Simples a explicação:

Continuo achando os dez vereadores da bancada do governo omisso em relação a sua função como fiscalizador do governo municipal, ninguém pode fiscalizar o “patrão” e nossos vereadores governistas se portam como empregados do governo municipal.

Continuo achando Marcelo Corrêa (PP) um vereador apagado e sem explicar porque veio a ser vereador. E continuo fã do Dr. Taylor (PRB) por ser a demonstração de uma oposição atuante, um legislador com vários e importantes projetos.

Entendo o projeto Câmara Itinerante como um marco de aproximação da população Cabo-friense com seu legislativo, e uma oportunidade de cada cidadão cobrar dos vereadores tudo de ruim que estamos vivendo na cidade, é um projeto positivo e que continuará indiferente a quem serão os vereadores eleitos no próximo pleito.

E por último, como não cobrei nada pelo anúncio, posso reclamar da câmara e dos vereadores e se eles não gostarem é problema deles.

Entendeu professor bobão? E não se preocupe, Cabo Frio é pequeno e ainda terei a oportunidade de te explicar isso cara a cara.


sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Processo 109 (TRE-RJ) Está Há Um Mês Parado.


Seção

Data e Hora

Andamento

VP

15/08/2011 17:08

Recebido

CORIP

15/08/2011 17:03

Enviado para VP. Autos conclusos com o relator


O Processo 109 (TRE-RJ) completou ontem (15/09) trinta dias completamente parado. É incrível como o Tribunal Eleitoral do Rio de Janeiro não funciona quando se trata de processos eleitorais envolvendo a cidade de Cabo Frio.

No Processo 109 Marcos Mendes (PSDB) é réu pela suspeita dos seguintes crimes eleitorais:

ASSUNTO:

RECURSO CONTRA EXPEDIÇÃO DE DIPLOMA - ABUSO DE PODER POLÍTICO/AUTORIDADE - ABUSO DE PODER ECONÔMICO - CAPTAÇÃO ILÍCITA DE SUFRÁGIO - CONCURSO PÚBLICO - CONDUTA VEDADA A AGENTE PÚBLICO - PREFEITO - PROPAGANDA ELEITORAL - PROPAGANDA INSTITUCIONAL - USO INDEVIDO DE MEIO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL


Se fosse condenado Marcos Mendes perderia sua diplomação obtida como prefeito de Cabo Frio (diplomação obtida através de liminar e sem registro definitivo até a presente data).

E só para recordar como funciona a Justiça Eleitoral no Estado do Rio de Janeiro relembrarei a frase mais famosa do Governador Sérgio Cabral na cidade de Cabo Frio.


A Justiça não comete injustiça, a Justiça comete justiça e a Justiça é Marquinho Mendes”.


- |