Leal Porto

Leal Porto

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2647-5341

sexta-feira, 31 de março de 2017

Daqui há pouco Álex Garcia será o entrevistado do Programa Frente a Frente


Nosso redator do Blog Cartão Vermelho, Álex Garcia, estará daqui há pouco no Programa Frente a Frente, apresentado pelo queridinho de todos, Flávio Santos.

Frente a Frente é um talk show com informações sobre notícias, cultura, música e entrevistas, além da participação de Álex Garcia estará presente o cantor que é sucesso absoluto, Pedro Lukas.

O programa é ao vivo, às 18h30min, e é transmitido pela Jovem TV (Canal 08) na TV a Cabo Costa do Sol, o programa também pode ser acompanhado ao vivo pela internet na rede social Facebook na página do Flávio Santos.

Contamos com sua audiência!


Matéria Thaís Lima

Crime bárbaro em Iguaba Grande - Tentativa de Estupro e Homicídio


O morador de Iguaba Grande, Pedro Francisco Cordeiro Peluche, foi morto ao tentar defender a filha de uma tentativa de estupro.

O crime bárbaro aconteceu na Avenida Beira Rio, no bairro Parque Tamariz, as testemunhas narraram que a filha do Pedro Francisco voltava da escola quando foi agarrada pelo morador de rua, conhecido na localidade como "Fera", a tentativa de estupro de sua filha foi ouvida por Pedro Francisco que estava por perto e partiu em socorro da jovem.

Ao defender a filha que estava sofrendo a tentativa de estupro Pedro Francisco acabou sofrendo duas facadas uma na costela e outra nas costas e indo a óbito. O assassino por ser morador de rua não tem documentos e no momento da prisão estava apenas identificado pelo apelido.


Fotos: Armando Oliveira

Aquiles Barreto segue cometendo irregularidades na Câmara de Cabo Frio


O clima anda tenso para o lado do presidente da Câmara de Vereadores de Cabo Frio, Aquiles Barreto (SD), além de ser acusado por funcionários de cometer toda a ordem de desrespeito com direitos trabalhistas, "desaparecimentos" de peças caríssimas durante a reforma da casa legislativa, verba de combustível para carro que já nem existe mais, e de desrespeito com as Atas que compõe nossa história, agora Aquiles Barreto é acusado de "rasgar"o regimento interno e fazer suas vontades prevalecerem sobre a legalidade e a moralidade.

Quem acusa Aquiles da grave conduta antiética é o vereador Vanderlei Bento (PMB), que ingressou com ação judicial de anulação do ato administrativo feito por Aquiles.

Processo contra Aquiles
Segundo Vanderlei Bento na qualidade de membro da Comissão de Constituição e Justiça alertou que a sessão do dia 21/03/2017 que tinha por objetivo aprovar contas já reprovadas do Prefeito Marquinho Mendes (PMDB) referente ao exercício de 2012 através da Resolução 044/2017.


"Entendo que trata-se de uma ILEGALIDADE, nesse sentido acabo de ajuizar AÇÃO DE ANULAÇÃO DE ATO ADMISTRATIVO feito pelo presidente da Casa VEREADOR AQUILLES BARRETO, que RASGOU O REGIMENTO INTERNO DA CAMARA MUNICIPAL DE CABO FRIO, tendo como único objetivo MUDAR os resultados da judicialização das eleições de 2016, que a qualquer momento será julgada no TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL." - Concluiu o Vereador Vanderlei Bento.  

IMPORTANTE - Saúde aldeense inicia curso de cuidador de idoso


A Prefeitura de São Pedro da Aldeia, por meio da Secretaria de Saúde, está ministrando um curso para formação de cuidadores de idosos. Cerca de 60 pessoas, entre Agentes Comunitários de Saúde e cidadãos comuns estão participando das aulas, que serão ministradas em seis etapas, na sede da Associação Comercial, Industrial e Agrícola (Aciaspa), às quintas-feiras.

De acordo com a secretária de Saúde, Francislene Casemiro, o curso tem como objetivo formar cidadãos capacitados para cuidados básicos com os idosos, diferente do que é realizado pelo profissional de Saúde.

“Não é formação de enfermeiro, é um diferencial para quem precisa cuidar do idoso em casa, com atenção especial” afirmou.

Segundo a diretora de Educação Permanente, Luciana Bueno, que também é coordenadora do curso, as aulas serão ministradas pelo Núcleo de Atenção à Saúde da Família (NASF).


“Vamos formar cidadão capacitado a cuidar de seus idosos e até trabalhar em casas de outras famílias sendo assalariados pelos serviços” afirmou.

Novela "A Saga da Jeitosinha" de James Santos - Capítulo 17 "Bye, bye Ets"


Narrador - Condenados a sair da história pelos leitores deste folhetim, que entupiram nossa caixa de e-mails com pedidos neste sentido, os Ets finalmente se preparam para voltar ao seu planeta ameaçado.

ET 1 - O que você andou fazendo a tarde inteira?

ET cientista brilhante em seu mundo - Nada demais... Encontrei os restos de um humano esquartejado e, só para me distrair, o trouxe de volta à vida...

Narrador - Toda a tecnologia dos homenzinhos verdes não foi suficiente para impedir que, visualmente, o resultado final ficasse sofrível. Mas era possível reconhecer, naquele homem repleto de cicatrizes, as feições de Ambrósio.

ET 1 - Ele recuperou a memória e a razão?

ET cientista - Está um pouco confuso ainda... -Talvez nunca volte a ser o que era antes, mas foi divertido brincar de Deus e inverter a ordem natural das coisas, antes de deixar definitivamente este mundinho atrasado. Sabe-se lá o que este monstro fará nesta sua volta à vida...

Narrador - A nave deixa o homem à beira da estrada deserta e levanta vôo rumo ao infinito.

Não muito longe dali um cabisbaixo Bruno faz seu caminho de volta para casa, ainda entorpecido pela descoberta de que sua doce Jeitosinha era uma garota de programa.
Como se não bastasse, sentia a confusão mental causada pela percepção de que sua experiência com o travesti no Bordel foi totalmente inconclusiva. Até o momento em que Jeitosinha interrompeu o ato sexual, ainda não havia encontrado prazer. Mas era difícil saber como a coisa iria terminar.

"Bruno não tinha pressa para chegar a lugar nenhum. Precisava pensar e, talvez involuntariamente, acabou passando em frente à casa de Jeitosinha.

Sentiu um nó no coração ao ver a janela do quarto da moça. Saudades de um passado perfeito e uma profunda revolta por sentir que um futuro feliz havia sido abortado.

Adenair - Bruno?

Por um momento pensou ser Jeitosinha, mas a voz que vinha da varanda escura da casa era mais grave.

Bruno - Adenair?

Adenair suavemente - Sim... -Você não parece bem... Quer conversar?

Narrador - Bruno encarou Adenair. Ele nunca havia percebido o quanto o rapaz se parecia com Jeitosinha!

Bruno - Não creio que você possa me ajudar...

Adenair com a voz trêmula- Talvez eu possa...

Narrador - Será que Bruno e Adenair... hmmm... Será? E Ambrósio? Vai querer vingança?

Não perca, amanhã, mais um capítulo inédito e emocionante!

Para reler o Capítulo 1 clique AQUI
Para reler o Capítulo 2 clique AQUI
Para reler o Capítulo 3 clique AQUI
Para reler o Capítulo 4 clique AQUI
Para reler o Capítulo 5 clique AQUI
Para reler o Capítulo 6 clique AQUI
Para reler o Capítulo 7 clique AQUI
Para reler o Capítulo 8 clique AQUI 
Para reler o Capítulo 9 clique AQUI
Para reler o Capítulo 10 clique AQUI
Para reler o Capítulo 11 clique AQUI
Para reler o Capítulo 12 clique AQUI
Para reler o Capítulo 13 clique AQUI
Para reler o Capítulo 14 clique AQUI
Para reler o Capítulo 15 clique AQUI
Para reler o Capítulo 16 clique AQUI

quinta-feira, 30 de março de 2017

Vídeos de Adriana Ancelmo chegando em casa e sendo hostilizada pela população


A ex-primeira dama do Rio de Janeiro, Adriana Ancelmo, deixou no início da noite de ontem (29/03) o Complexo Penitenciário de Gericino em Bangu, na zona oeste, para cumprir prisão domiciliar em seu apartamento no bairro Leblon.

O Blog Cartão Vermelho teve acesso a dois vídeos da tumultuada chegada de Adriana (que estava escoltada pela polícia) à rua Aristides Espínola, onde fica o apartamento, a entrada do prédio estava repleta de jornalistas e populares que não dispensaram muitas ofensas de "vadia", "vagabunda", "piranha", "canalha", "safada"...

Confira os vídeos:

(Vídeos no blogger são visualizados melhor na plataforma Windows, mas pode ser visto em celulares através do programa Safari




Toda a Genialidade do Mestre Zel Humor - "Picciani em momento tenso"


Bastidores da Política e da Imprensa - "Deu Ruim" na ALERJ e no TCE


Polícia Federal

A Polícia Federal deflagrou na madrugada de ontem (29/03), a Operação "O Quinto do Ouro", que investiga um esquema de pagamentos de propina oriunda de dinheiro desviado de contratos com órgãos públicos para agentes do Estado.

06:00 da madruga

Entre os alvos está o presidente da ALERJ, Jorge Picciani (PMDB), que foi acordado as 06h da manhã em sua casa por agentes da Polícia Federal, que foram cumprir mandado de condução coercitiva, esse mandato obriga por "prisão" temporária de algumas horas o indiciado ir depor na sede da Polícia Federal, que no Rio de Janeiro fica na Praça Mauá, região portuária.

Não foi só Picciani

Não só o Picciani teve que se entender com a Polícia Federal e a Justiça Federal, cinco conselheiros do TCE-RJ (Tribunal de Contas do Estado) são alvos de mandados de prisão temporária, com prazo inicial de cinco dias, que podem ser prorrogados.

São eles

Aloysio Neves, atual presidente do TCE-RJ, o ex-deputado Domingos Brazão, José Gomes Graciosa, Marco Antônio Alencar e José Maurício Nolasco, por volta das 15h todos já estavam guardados nas celas da Polícia Federal.

Ex também

Também está preso temporariamente o ex-conselheiro, Aloísio Gama. Na verdade o Picciani só não está fazendo companhia (ainda) aos detentos por ser Presidente da ALERJ.

Gabinete

Nem o gabinete do Presidente da ALERJ, Jorge Picciani (PMDB), escapou da Polícia Federal, o gabinete sofreu uma devassa, foi pente fino, algo inédito na ALERJ.

Dedo duro

As investigações tiveram origem em uma delação premiada realizada entre dois investigados e a PGR (Procuradoria Geral da República), uma delas envolve o também conselheiro Jonas Lopes de Carvalho, que é ex-presidente do TCE-RJ e denunciou um esquema de arrecadação de propina no órgão.

Coincidente Mudança

Enquanto o Presidente da ALERJ, Jorge Picciani (PMDB), e a cúpula do TCE estavam dando uma volta desagradável na Polícia Federal o deputado estadual Paulo Melo (PMDB), ex-presidente da ALERJ e ex-homem forte de Sérgio Cabral (PMDB), fazia uma coincidente mudança de endereço.

Coincidente Mudança 2


Quem acompanhou a mudança disse que foi uma operação "A Jato", era um tal de desce documento, computadores, pastas... Mas é claro o deputado Paulo Melo já havia programado essa pequena mudança há meses.

Koalando em Gramado e Canela com a Koala Turismo


A Koala Turismo, uma das empresas mais renomadas da Região dos Lagos, será parceira do Blog Cartão Vermelho na pequena férias que tiraremos entre os dias 5 a 9 de abril de 2017, quando iremos koalar por Gramado e Canela (Rio Grande do Sul) nas comemorações e ornamentações da Páscoa nas duas cidades. Se você leitor se animar pode comprar um pacote e ir conosco nessa viagem, corre que dá tempo!

Equipe Koala
Mas caso nosso leitor não possa nos acompanhar nessa pequena e fantástica férias, poderá acompanhar aqui no Blog Cartão Vermelho, e após essa etapa estreia conosco a coluna "Vamos Kolar" com dicas imperdíveis de opções de férias para você e sua família.



A Koala Turismo fica na Rua Expedicionário da Pátria, 545 em São Cristóvão, Cabo Frio - RJ, e o telefone de contato é o (22) 2648-0762

Há 7 anos - Direto do Túnel do Tempo. Por Thaís Lima



Nossa fabulosa máquina do tempo, que viaja em nosso passado político e de notícias da Região dos Lagos, desembarca nos conturbados dias 30 e 31 de março de 2010, data em que Marquinho Mendes era condenado a perda de mandato de prefeito (o que nunca efetivamente ocorreu), apertem o cinto e vamos a nossa viagem.

Sentença na íntegra do processo n.° 7122 (número de origem 101)
- Clique AQUI para relembrar.

Resumo: O Blog Cartão Vermelho publicava na íntegra a decisão monocrática do famoso "Processo 101", decisão de segunda instância dada no TRE-RJ pelo ex-desembargador Dr. Leonardo Antonelli.  

Momento Curiosidade
- Clique AQUI para relembrar.

Resumo: Essa coluna maravilhosa "Momento Curiosidade" deveria voltar, mas enquanto meus apelos por sua volta não acontecem vamos relembrar: - Em 30 de março de 2010 perguntávamos, "Como ficam as empresas de materiais elétricos que viviam penduradas nas tetas do governo?", "Será que a Rádio Ondas FM mantém o radialista Amaury Valério na sua programação da manhã?", "E como fica o posicionamento do Deputado Federal Bernardo Ariston (PMDB) com a eminente troca de prefeito em Cabo Frio?" e outras perguntinhas há mais.

Ser Alair - Por Vinicius Peixoto
- Clique AQUI para relembrar.

Resumo: O então colunista Vinicius Peixoto fazia uma linda declaração de amor ao político Alair Corrêa que estava supostamente perto de se tornar prefeito, meses depois Vinicius não amava mais Alair e foi para uma das campanha fracassadas de Janío Mendes (PDT) a prefeito.


Pega na mentira - Por Alair Corrêa
- Clique AQUI para relembrar.

Resumo: E o próprio político Alair Corrêa também já foi colunista do Cartão Vermelho, chique não? Bem na época ele fez uma coluna afirmando que seria prefeito por via judicial, como diria o Álex Garcia "imperdível" rsrs

Thaís Lima

thaislimagarcia@gmail.com 

Novela "A Saga da Jeitosinha" de James Santos - Capítulo 16 "SURPRESA"


Narrador - Bruno havia bebido a tarde inteira, buscando no álcool a coragem necessária para pôr a prova sua masculinidade. Por isso mesmo, a imagem de Jeitosinha, naquele bordel de luxo, observando-o em pleno ato de amor com um travesti, pareceu uma alucinação ou um sonho.

Bruno sem muita inspiração - Amor... Não é nada disso que você está pensando! - .

Narrador - Depois, recuperando a sobriedade, foi tomado por um tipo diferente de perplexidade.

Bruno - Mas... Espera aí... O que você está fazendo aqui? -

Narrador - Cheia de revolta, Jeitosinha disse a primeira coisa que lhe ocorreu para ferir Bruno:

Jeitosinha - O que lhe parece? Pelo visto você prefere as morenas... Mas nós, loiras, somos muito boas na arte de enlouquecer os homens...

Bruno -  Não pode ser, meu amor... Diga que é um sonho... Me belisca para eu sentir dor e acordar!

Jeitosinha cheia de ironia - Depois do que eu vi pela fresta da porta, tem certeza de que não tem nada doendo aí? -

Bruno -  Não! Você não! Não pode ser! Não pode ser!

Narrador - Bruno puxava os próprios cabelos com violência e rolava pelo chão num desespero patético. Jeitosinha apenas jogou os cabelos longos para o lado, com aquele gesto superior com que as loiras costumam descartar os simples mortais, e retirou-se do ambiente.

Seu coração por dentro estava em frangalhos, mas o que Bruno viu foi a imagem de uma mulher fria.

"Com passos precisos e a elegância de uma modelo, Jeitosinha atravessou o corredor e voltou ao escritório de Madame Mary. Lá dentro, tombou de joelhos e começou a chorar.

Jeitosinha - Não pode ser, Madame Mary... Meu amado, Bruno... Um homem tão puro e íntegro... Aqui! Com aquela... aquela...

Narrador  - a certeza de que não era tão diferente da exótica morena impedia Jeitosinha de achar a palavra certa.

Mary - Os homens são todos iguais, minha criança -  Uns animais capazes de qualquer coisa por um momento de luxúria. Eles nunca saberão o que é o amor verdadeiro. É justamente isso que torna tão fascinante a nossa arte de sedução...

Narrador - Jeitosinha levantou os olhos e, agarrando-se às pernas da misteriosa mulher, implorou:

Jeitosinha - Ajude-me, Madame! Ajude-me a ser como você!

Madame Mary - Claro, querida... Claro....

Narrador - Madame Mary sabia que tinha nas mãos um diamante em estado bruto. Um diamante pronto para ser lapidado na dor de um coração partido.

Do Blog Cartão Vermelho - A maioria dos leitores do Blog Cartão Vermelho que nos escreveram e-mail sobre o Folhetim acham que os ETs não têm nada a ver com a história. Eles ainda vão terminar o que começaram, depois vão embora para sempre...

Confira amanhã o próximo e emocionante capítulo!

Para reler o Capítulo 1 clique AQUI
Para reler o Capítulo 2 clique AQUI
Para reler o Capítulo 3 clique AQUI
Para reler o Capítulo 4 clique AQUI
Para reler o Capítulo 5 clique AQUI
Para reler o Capítulo 6 clique AQUI
Para reler o Capítulo 7 clique AQUI
Para reler o Capítulo 8 clique AQUI 
Para reler o Capítulo 9 clique AQUI
Para reler o Capítulo 10 clique AQUI
Para reler o Capítulo 11 clique AQUI
Para reler o Capítulo 12 clique AQUI
Para reler o Capítulo 13 clique AQUI
Para reler o Capítulo 14 clique AQUI
Para reler o Capítulo 15 clique AQUI

quarta-feira, 29 de março de 2017

Bastidores da Política e da Imprensa em 29/03/2017


Carro da Muamba

A Câmara de Vereadores de São Pedro da Aldeia segue investigando com muita calma como o carro oficial da casa estava sendo usado para transportar muamba da 25 de Março em São Paulo para a nossa cidade.

Carro da Muamba 2

Detalhe que o carro que teve a mercadoria apreendida pela Polícia Federal tinha como condutor um funcionário do presidente da casa legislativa, Bruno Costa, e pela sua "namorada" e uma "amiga".

Carro da Muamba 3

Será que a Câmara de Vereadores de São Pedro da Aldeia não percebeu que um crime gravíssimo aconteceu, e que precisa punir severamente seu presidente?

Mimimi

A turma do Dr. Adriano (REDE) fez um mimimi danado por termos revelado a contagem regressiva que estão fazendo para a "posse" do ex-vereador como prefeito da cidade.

Mimimi 2

O pior que mesmo com o texto da turma do Alair Corrêa (PP) afirmando que fizeram "vaquinha" para contratar os advogados calça curtas, alegam que tudo não passa de boato.

Mimimi 3

O mais engraçado é ver gente da turma que já foi até "barraqueira do Alair" dizer morrer de amores incondicionais por Dr. Adriano (REDE), é muita cara de pau.

Vanderlei Bento

O vereador Vanderlei Bento tem tido destaque no seu novo mandato de vereador, o edil tem trabalhado incansavelmente na solução de demandas da população, além disso tem feito uma oposição inteligente e levantado questionamentos fundamentais a transparência administrativa.

Aposentadoria

Se aposenta da Polícia Militar e do 25º BPMERJ o "mito" Sargento Mauro Bernardo, quem é da Região dos Lagos sabe que está perdendo do seu quadro de efetivo o policial mais respeitado, competente e honesto de nossa história. Parabéns "mito" e bom descanso!


Sucesso

Os colunistas James Santos (Novela Jeitosinha), Ana Paula Domarco (coluna - "Por Aí"), Thaís Lima (coluna - Há 7 anos, direto do túnel do tempo) e Pedro Nascimento Araujo (crônicas sobre política, economia e atualidades) estão fazendo muito sucesso, e suas publicações caíram no gosto de nossos leitores.

ETs


Os ETs de nossa novela Jeitosinha (primeira novela de um blog) tem sido alvo de reclamações de leitores do nossa musa com algo há mais. Mas calma o James Santos afirma que os ETs terão importância fundamental e transitória na história.

Mais um Feminicídio - Estupro seguido de morte


A violência contra a mulher segue em uma crescente, a vítima dessa vez foi Adelaide de Souza Moura Vilas Boas, de 37 anos.

A vítima foi encontrada morta com uma pedrada na cabeça após sofrer violência sexual, o corpo foi encontrado por parentes em uma mata na Rua Tajapós, no Distrito de Inoã - Maricá.


O caso é investigado pela 82ª Delegacia de Polícia, que convocou algumas testemunhas, mas até o fechamento dessa matéria ninguém havia sido preso ou indiciado pelo crime.

Gripe Suína (H1N1) chega novamente ao Rio de Janeiro e causa morte de adolescente


Uma notícia muito preocupante, a Secretaria Municipal de Saúde de Barra do Piraí, cidade no Sul do Estado do Rio de Janeiro, confirmou na manhã de ontem (28/03), a morte do adolescente Gabriel Martins de Oliveira, 17 anos, por gripe suína (H1N1), o laudo oficial foi divulgado pelo Lacen (Laboratório Central no Rio de Janeiro).

A doença é transmitida por um tipo de vírus da mesma família que transmite a gripe, o contagio acontece de pessoa para pessoa, através de tosse ou espirro. A gripe foi inicialmente detectada no México no final de março de 2009 e desde então se alastrou por diversos países. Desde junho de 2009 a OMS elevou o nível de alerta de pandemia para fase 06, indicando ampla transmissão em pelo menos 02 continentes.

Os sinais e sintomas da gripe suína são semelhantes aos da gripe comum, tais como febre, tosse, dor de cabeça, dores musculares, dor na garganta, fraqueza e diarréia. Entretanto, diferentemente da gripe comum, ela costuma apresentar complicações em pessoas jovens.


Clínicas particulares têm disponível lotes da vacina trivalente contra influenza, que protege contra H1N1, H3N2 (ambos vírus da Influenza A) e uma cepa da Influenza B. A vacina trivalente pode ser usada a partir dos 6 meses de idade.

Novela "A Saga da Jeitosinha" de James Santos - Capítulo 15 "ETs na história"


Narrador - O júbilo de Jeitosinha durou pouco. Se num primeiro momento a idéia de ter salvo a humanidade era alentadora, horas depois o que a fantástica experiência lhe causava era mais revolta e dor.

De que adiantava ter salvo o mundo, se não obteria pelo seu ato qualquer tipo de reconhecimento? Para o restante da humanidade, ela continuava sendo aquele ser anacrônico, discriminado por fugir dos padrões.

Só uma pessoa na cidade estava se sentindo mais angustiado: Bruno. 

Num bairro distante, trancado em seu apartamento, o pobre rapaz refletia sobre a grande - bota grande nisso - emoção que sentiu em sua primeira noite de amor com Jeitosinha.

"Será que eu gostei porque era a minha amada?", perguntava-se. "Ou será que tamanho prazer adveio do fato de que tratava-se de um homem? Sou hétero ou gay?".

Bruno angustiado - Quem é você? - Gritou, olhando sua imagem no espelho.

Narrador - Sentia-se sujo. Seus desejos o incomodavam, como se ele tivesse experimentado a fruta do pecado.

Mas sabia que Jeitosinha era uma vítima, como ele. Ele podia entender que a namorada era um modelo de virtude e pureza, e que seu gesto, ao seduzi-lo, era apenas uma grande manifestação de amor!

Por um momento, olhou para o problema sob outra perspectiva, muito menos dramática: "Sim, Jeitosinha é pura. É a minha Jeitosinha. Em nome desta pureza vale a pena continuar com ela!", concluiu.

Se ela fosse um travesti vulgar... mas não! Ela foi criada como uma mulher, sob rígidos padrões morais! Quem sabe eles ainda pudessem ter uma vida juntos, mantendo a condição de Jeitosinha em segredo?

Num fragmento de sonho, Bruno se viu casado com ela, vivendo grandes noites de amor e criando duas crianças adotadas - Cléverson Luís e Suelen Aparecida - como se fossem seus filhos biológicos. Pensou em procurar a sua doce amada naquele mesmo momento e propor a realização do casamento, tão desejado em tempos menos complicados.

Mas antes precisava enfrentar seu próprio demônio interior. Precisava saber se o que sentiu naquela noite mágica foi amor ou pura volúpia. Precisava, enfim, fazer amor com outro travesti e colocar-se à prova!

Bruno resolveu que aquela noite iria a um bordel atrás de respostas. Iria buscar reviver, com uma vulgar criatura da noite, emoções tão... hã... grandes quanto as que viveu com sua inocente Jeitosinha.

Mal poderia imaginar a grande surpresa que o esperava...

Confira amanhã o próximo e emocionante capítulo!

Para reler o Capítulo 1 clique AQUI
Para reler o Capítulo 2 clique AQUI
Para reler o Capítulo 3 clique AQUI
Para reler o Capítulo 4 clique AQUI
Para reler o Capítulo 5 clique AQUI
Para reler o Capítulo 6 clique AQUI
Para reler o Capítulo 7 clique AQUI
Para reler o Capítulo 8 clique AQUI 
Para reler o Capítulo 9 clique AQUI
Para reler o Capítulo 10 clique AQUI
Para reler o Capítulo 11 clique AQUI
Para reler o Capítulo 12 clique AQUI
Para reler o Capítulo 13 clique AQUI
Para reler o Capítulo 14 clique AQUI

Quatro Justiças. Por Pedro Nascimento Araujo


Desde o Golpe da República, o Brasil adota o modelo presidencialista de três Poderes independentes e idealmente harmônicos entre si, operando em um sistema de contrapesos (checks and balances, no original em inglês). Quando em regimes democráticos, nesse sistema cada Poder tem sua independência garantida na constituição e possui sua estrutura própria, contando inclusive com garantia de recursos públicos. Obviamente, não existe um sistema perfeito, mas esse é um arranjo provado em repúblicas democráticas sólidas. Saindo da espinha dorsal do sistema (por sinal, derivado de uma percepção incorreta de Montesquieu acerca do funcionamento do sistema inglês; lá, não há igualdade e o Poder Executivo é subordinado ao Poder Legislativo) e analisando cada Poder separadamente, temos estruturas bastante próximas daquelas das mais robustas democracias republicanas do mundo; senão, vejamos. Temos três níveis de Poder Executivo (nacional, regional e local): embora os nomes variem (estado, província, departamento, cantão, condado, município etc.), o fato é que a estrutura é deveras semelhante. O mesmo pode ser dito do Poder Legislativo: independentemente dos nomes, há um parlamento para cada uma das três esferas de governo, mesmo que alguns países tenham sistema unicameral e outros tenham senadores estaduais, por exemplo. No Poder Judiciário, a estratificação em três níveis também é a regra, com a justiça local tratando de legislação local feita por legisladores locais, justiça regional analisando a aplicação de legislação regional feita por legisladores regionais e justiça nacional sendo responsável por temas de interesse e repercussão gerais. Até aí, estamos iguais. Ocorre que temos, no Brasil, não uma Justiça, mas quatro: Justiça Comum, Justiça Militar, Justiça Trabalhista e Justiça Eleitoral. Não é de se estranhar, portanto, que nosso Poder Judiciário seja um dos mais caros (se não o mais) e menos eficientes (se não o menos) do mundo; com quatro Justiças, o Poder Judiciário brasileiro é como um pato: um animal que, na teoria, sabe andar, nadar e voar – mas que, na prática, voa mal, nada muito mal e anda pior ainda.

Com as devidas vênias a todos os que defendem, com robustos e elaborados argumentos, a manutenção de quatro Justiças com estruturas paralelas e independentes nos âmbitos local, regional e nacional: é simplesmente irracional fazê-lo. Primeiro por uma questão de uma obviedade ululante: por que os direitos militar, trabalhista e eleitoral merecem ter uma estrutura dedicada a eles e os direitos humanos, por exemplo, não merecem? À guisa de exercício, ignoremos momentaneamente as restrições monetárias e concentremos nossa atenção no absurdo intrínseco da coisa per se: manter estruturas próprias para determinados direitos e não para outros tem um quê orwelliano – como se todos os direitos fossem iguais, mas alguns fossem mais iguais do que os outros. Direitos humanos certamente merecem mais cuidado. O mesmo vale para direito ambiental e direito dos consumidores, por óbvio, bem como direitos das crianças, dos idosos e das mulheres. E por aí vai: ninguém em sã consciência diria que há direitos melhores do que outros – e, ainda assim, quando, há poucos dias, Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados, criticou a existência da Justiça do Trabalho e trouxe o assunto à baila, não faltaram vozes sensatas e honestas defendendo que direitos trabalhistas são mais importantes do que (para continuar no exemplo supracitado) direitos humanos, ambientais, dos consumidores, das crianças, dos idosos, das mulheres etc. Noves fora as suspeitas pesando sobre Maia e uma possível agenda oculta a guiá-lo, o fato é que o deputado expôs um nervo: não há porque se ter uma Justiça exclusiva para os direitos trabalhistas; na verdade, não há porque se gastar com Justiças particulares, por melhores que sejam as intenções. Ou por mais razoáveis que as justificativas pareçam razoáveis; senão, vejamos.

Um olhar mais detalhado certamente apontaria que as quatro Justiças poderiam, no máximo, virar duas, com uma Justiça Militar exclusiva para os militares e uma Justiça Civil abarcando todas as demais. Trata-se, todavia, de um argumento falacioso. De fato, os militares têm sua lei – apenas a título de exemplo: a pena de morte é permitida no Brasil para crimes especificamente cometidos por militares em tempos de guerra – e, portanto, o argumento da manutenção de uma justiça apartada tem seu apelo, mas simplesmente não justifica os gastos em tempos de paz. Eclodindo guerras, tribunais ad hoc seriam estabelecidos e pronto. Nada justifica a manutenção permanente durante tempos de paz de uma estrutura com atuação em todo o país apenas para julgar a aplicação da pena capital em tempos de guerra. Assim como a Justiça Trabalhista, a Justiça Militar possui tribunais superiores próprios, com todo o nababesco aparato que atende aos juízes – e o termo nababesco não é mera figura de linguagem aqui. Vamos aos humilhantes números: as Quatro Justiças do Poder Judiciário custam quase 1½% do PIB brasileiro. Nos Estados Unidos da América, terra de advogados par excelence (Alexis de Tocqueville observava como os americanos acorriam ao sistema judicial para resolver duas querelas no clássico Democracia na América), aonde se resolve virtualmente tudo nos tribunais e aonde há tribunais de júri também para virtualmente tudo, esse percentual é de 0,15%. O resultado disso deveria ser um excedente de juízes por 100 mil habitantes no Brasil e uma escassez atroz nos EUA, mas não é: enquanto a norte do Rio Grande há quase 11 juízes por 100 mil habitantes, no Brasil esse número mal chega a oito – mesmo mais do que decuplicando a parcela empenhada do PIB para custear o Poder Judiciário. A explicação é simples: enquanto na Inglaterra (que também gasta 0,1% do PIB) há 30 funcionários do Poder Judiciário para cada 100 mil habitantes, no Brasil há mais de 200, sem contar as pencas de terceirizados (parece piada, mas não é: apenas o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro paga quase 200 organizadores de tráfego para disciplinar o entra-e-sai de automóveis oficiais em suas instalações e arredores) que tornam esse já surreal número ainda maior. Quando se pensa que as estruturas da Justiça Militar e da Justiça do Trabalho provavelmente replicam esse comportamento, tem-se uma ideia do tamanho do desperdício. Mas, a favor delas, diga-se, ao menos, que sempre há e haverá questões trabalhistas e que sempre há e haverá o risco de eclosão de guerras. No caso da Justiça Eleitoral, nem um pretexto minimamente razoável se tem.

Não à toa, além do Brasil, nenhum país democrático de médio ou grande porte possui uma Justiça Eleitoral permanente. Nenhum. Por uma razão ridiculamente simples: Justiça Eleitoral é para quando há eleições. Antes que os argumentos de que seria necessário manter uma Justiça Eleitoral permanente para garantir que crimes eleitorais não ocorram fora das eleições (o que tem como corolário a espúria ideia de que as democracias mais avançadas do mundo são um celeiro de crimes eleitorais que grassariam nos períodos entre eleições), basta lembrar que crimes eleitorais são crimes e, portanto, poderiam perfeitamente ser reprimidos, investigados e julgados como qualquer outro crime. Assim, durante períodos eleitorais, formar-se-iam juízos ad hoc de plantão e pronto: nada de mais uma estrutura paralela – precisamos de apenas uma Justiça que funcione, sem sobreposição de estruturas, cargos, funções. Evidentemente, nem tudo na vida (e menos ainda na política) resume-se à racionalidade nua e crua. Transformar as quatro Justiças em apenas uma parece ser uma tarefa ingrata, difícil, quase impossível; mas, na verdade, não é. Obviamente, depende primeiramente da existência de vontade política, um artigo aparentemente em extinção, mas não apenas disso. Precisa de apoio popular maciço para se poder enfrentar as fortes resistências corporativas, ainda que legítimas e bem-intencionadas. O respaldo da opinião pública viria da combinação da apresentação da economia ao se deixar de ter quatro Justiças com um compromisso gravado nas tábuas da lei que a economia feita com a unificação das Justiças não seria usada para a contratação de manobristas ou garçons para suntuosos palácios ou compra de carros oficiais. Dessa forma, os brasileiros apoiariam as mudanças e cobrariam mais eficiência da Justiça – que poderia, no futuro, também ter seus chefes eleitos pelo povo, como ocorre em outras democracias consolidadas do mundo, mas isso é assunto para se discutir depois da unificação; afinal, com quatro Justiças, um debate sobre democratização do Poder Judiciário é mero devaneio.

Pedro Nascimento Araujo é economista.
nascimentoaraujo@hotmail.com

terça-feira, 28 de março de 2017

Dr. Adriano segue se anunciando prefeito de Cabo Frio em redes sociais


E 2008 segue fazendo escola! Após a "vaquinha" feita pela turma do Alair Corrêa (PP) para pagar os advogados que amam uma bermuda a confiança do Dr. Adriano (REDE) que será prefeito judicialmente segue a passos largos.

Na imagem acima, retirada de um dos perfis do Dr. Adriano em rede social, ele anuncia "Bom dia Cabo Frio, falta pouco" e seus pretendentes a cargos de assessores comentam "deus é fiel e nele confio", "estamos contando os dias"...


É claro que o Dr. Adriano sabe que as chances de Marcos Mendes (PMDB) ser cassado são mínimas, como também sabe que não existe a possibilidade de ser diplomado prefeito, a não ser que concorra e vença uma nova eleição, mas segue a técnica que seu mais novo aliado, Alair Corrêa, usou em 2008, ou seja, finge que vai ganhar na Justiça e com isso mantém o grupo unido até o próximo pleito eleitoral.

Bastidores da Política e da Imprensa em 28-03-2017


Ensino Médio

As escolas secundárias de Cabo Frio não serão mais fechadas, no entanto haverá uma redução de 35% nas matrículas para turmas de 1º ano, além do repasse para o Estado de turmas do EJA (Ensino de Jovens e Adultos).

Economia

A previsão é que a redução de 1/3 das turmas do ensino médio represente uma economia de cerca de R$ 5 milhões, que deverão ser investidos no ensino fundamental.

Rui Barbosa

O colégio Rui Barbosa deve perder as turmas de ensino médio do turno da tarde, e provavelmente haverá nesse turno o ensino fundamental.

Marca

O prefeito Marquinho Mendes (PMDB) se livra da pesada marca de fechar o ensino médio municipal, uma marca muito negativa na história de qualquer político.

Exonerados

Após a repercussão negativa em mídia nacional a esposa, cunhado e sogro de Marquinho Mendes (PMDB) pediram exoneração dos cargos que ocupavam na Prefeitura de Cabo Frio, esse foi um desgaste gigantesco e previsível.

Torres do Cabo

 Após cobrança do Blog Cartão Vermelho a importante obra do Torres do Cabo está de malas prontas para voltar a recepção da Câmara de Vereadores, parabéns a casa legislativa pelo bom senso.

André Granado

A vida judicial do prefeito de Armação dos Búzios, André Granado, segue do avesso, agora o MPE (Ministério Público Eleitoral) ingressou com ação para afastar o prefeito do cargo e realizar novas eleições no município.

Renato Vianna

Quem se despede da direção do Porto do Forno em Arraial do Cabo é Renato Vianna (PRB), ficamos na torcida que seu sucessor mantenha o ritmo frenético de retomada que Renato estava empregando.

Kaká


O Secretário de Obras de Arraial do Cabo, Kaká Victorino, atualmente lotado na Secretaria de Obras, tem grandes chances de assumir a presidência do Porto do Forno. A decisão acontecerá hoje (28/03) após a reunião do conselho administrativo.

Meninas de 12, 13 e 14 anos foram ENCONTRADAS


As Jovens Anieli Aleixo Manhães (14 anos), Anny Vilalão Machado (13 anos) e Júlia Gabrielle (12 anos) que estavam desaparecida desde 22 de março, foram encontradas bem, as meninas haviam fugido de casa e foram localizadas na cidade de Búzios.

As meninas foram encaminhadas à delegacia, passaram por exame no IML, posteriormente entregues ao Conselho Tutelar que as conduziram de volta as suas famílias.

Esperamos que as jovens tomem juízo, já que de uma próxima vez podem não contar com tanta sorte.


Obrigado a todos os leitores pelas centenas de compartilhamentos e fortalecimento da campanha para que as jovens fossem encontradas.

Polícia Militar faz grande operação na comunidade do Manoel Corrêa em Cabo Frio


O 25º BPMEJ realizou nesta segunda-feira (27/03) uma operação conjunta  com o Batalhão de Ações com Cães na comunidade do Manoel Corrêa em Cabo Frio, local que já foi conhecido como Favela do Lixo. Vale ressaltar, que o BAC/ Batalhão de Ações com Cães, é uma unidade da Polícia Militar que tem como atividade principal o emprego dos cães em atividades de busca, localização de materiais entorpecentes, armamento e artefatos explosivos.


O objetivo da operação é combater o tráfico de drogas e realizar buscas pelos responsáveis pela morte do policial militar reformado, morto semana passada no bairro Guarani .


A operação culminou com a apreensão de 1.100 papelotes de cocaína; 800 buchas de maconha e farto material para endolação.

Novela "A Saga da Jeitosinha" de James Santos - Capítulo 14 "Jeitosinha e Arlindo nas mão dos ETs"


Narrador - Lentamente  Jeitosinha foi recuperando a consciência. Nos primeiros minutos, aquele cenário  de ficção científica parecia apenas um sonho estranho. Mas à medida em que as  imagens ganharam contornos e cores - e que aflorou em sua mente a lembrança dos  últimos momentos no carro - um indescritível pânico tomou conta de nossa  heroína. Seu grito agudo acordou Arlindo que, como ela, encontrava-se  atado a uma chapa metálica, quase verticalmente.

A sala estava deserta  mas, minutos depois, duas das criaturas verdes entraram no ambiente. Mesmo sendo de uma espécie muito diferente, Jeitosinha sentiu que  aqueles seres estavam muito tristes. Seus enormes olhos revelavam esta condição.

Usando um estranho aparelho, que acoplado  à boca do extraterrestre funcionava como um tradutor, a criatura que parecia  liderar as demais dirigiu-se ao casal.

ET - Creio que lhe devemos  explicações...

Narrador - Jeitosinha e Arlindo estavam paralisados pelo medo. O  homem verde continuou:

ET - Meu planeta está passando por uma crise  terrível. Construímos uma civilização poderosa e avançadíssima. Controlamos toda  a nossa galáxia, mas estamos condenados à extinção.

Narrador - Os rostos curiosos  dos irmãos não moviam um só músculo, enquanto o ET narrava sua história.

Ele explicou que, por um capricho da biologia que a ciência não conseguiu contornar, estava nascendo em seu planeta um número infinitamente inferior de  mulheres, numa comparação com o número dos homens. Pelos cálculos dos cientistas, em não mais que quinhentos anos seu povo terá  desaparecido, a não ser que se encontre uma alternativa para se reverter o  quadro.

Numa análise superficial - continuou a criatura - percebemos  que talvez fosse possível utilizar as terráqueas para gerar nossos filhos. Se a  idéia se confirmasse, nossa intenção era a de exterminar todos os homens e levar conosco as mulheres. Minha missão veio à Terra com o propósito específico de, analisando a anatomia feminina, abortar ou autorizar a operação.

O homem  verde deixou-se desabar numa cadeira, vencido pelo desânimo.

ET -  Mantivemos você sedada por seis horas - disse, dirigindo-se a Jeitosinha - e  descobrimos, depois de estudá-la, que a máquina humana é muito mais complexa do  que esperávamos. Vocês, mulheres terráqueas, são bastante parecidas com os  homens.

Narrador - Jeitosinha esforçou-se para não demonstrar sua enorme alegria:  ao ser confundida com uma mulher, sem querer ela havia salvado a raça humana da destruição total!

ET - Vamos libertá-los e partir atrás de outros mundos. -  Encerrou o ser.

Narrador - Já  de volta ao carro, ainda atônita por aquele turbilhão de emoções, Jeitosinha  abraçou seu irmão e inimigo:

Jeitosinha - Você entende, Arlindo? Minha vida tem um  sentido! O que são nossas rusgas do dia-a-dia diante desta experiência tão  avassaladora?

Narrador - Arlindo afastou Jeitosinha e esboçou um sorriso  pálido.

Arlindo - É, irmã. Foi bom. O dia está nascendo e devemos voltar  para casa. Mas como a vida continua e marciano nenhum paga minhas contas, amanhã você estréia no bordel.

Narrador - O que estes ETs vieram fazer na história? Será que se foram da mesma forma estúpida com que entraram?

Confira amanhã o próximo e emocionante capítulo!

Para reler o Capítulo 1 clique AQUI
Para reler o Capítulo 2 clique AQUI
Para reler o Capítulo 3 clique AQUI
Para reler o Capítulo 4 clique AQUI
Para reler o Capítulo 5 clique AQUI
Para reler o Capítulo 6 clique AQUI
Para reler o Capítulo 7 clique AQUI
Para reler o Capítulo 8 clique AQUI 
Para reler o Capítulo 9 clique AQUI
Para reler o Capítulo 10 clique AQUI
Para reler o Capítulo 11 clique AQUI
Para reler o Capítulo 12 clique AQUI
Para reler o Capítulo 13 clique AQUI


- |