Leal Porto

Leal Porto

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2647-5341

domingo, 31 de julho de 2011

Galeria Vermelha On line. Curadora Cassia Fouraux .


A Curadora da Galeria Vermelha On Line, Cassia Fouraux, apresenta:

Marise Marinheiro


Marise Marinheiro é Artista Plástica Autodidata com Premiações e Júris em salões de Artes, Participações de Oficinas Abertas, montagem de Oficinas, exposições individuais e em conjunto com entidades artísticas.

Marise Marinheiro iniciou sua vida artística como autodidata e posteriormente se dedicou a pintura impressionista. Atualmente, liberta, através de suas obras, as influências e experiências como Professora/Pedagoga, Pós Graduada em Psicomotricidade e Arteterapia, procura provocar, com seus trabalhos contemporâneos, um olhar de cunho social e crítico, abordando temas atuais, ou simplesmente abstraindo-os e utilizando técnicas diversas.

As obras de Marise Marinheiro são para serem olhadas, vistas e tocadas, que além do aspecto decorativo e dos diversos suportes, materiais e técnicas empregadas, possuem identidade próprias, promovendo o encontro da artista através deste "olhar" com o outro, transformando o seu entorno através desta troca de culturas e utilizando a arte como elemento de transformação, uma de suas frases mais marcantes é:

“Ver não é o mesmo que olhar, assim como ouvir não é o mesmo que escutar... Ver envolve apenas o esforço de abrir os olhos, olhar significa abrir a mente, o intelecto.”

Mareise Marinheiro é membro das Academias de Arte: ABD, SBBA, ALAP, PUMART, ALEART e FALASP.

Seja muito bem-vindo a nosso salão on line e boa degustação da arte de Marise Marinheiro.


A Magnífica Arte de Fotografar. Por Marco Color.

Image and video hosting by TinyPic

Companhia Arte In Cena Apresenta Agreste.

* Clique na imagem para ampliar

Foto Histórica – Guerra do Vietnã.


Infelizmente a guerra do Vietnã foi um grande berço para fotos que entraram para a história da humanidade. A foto acima retrata uma mãe desesperada cruzando um rio com os filhos para fugir da chuva de bombas americanas que estavam devastando seu vilarejo

A foto é de 1965.

Nas Linhas e Curvas de Vanessa Rodrigues


MEMÓRIA

Diga que me ama em cada hora

Que na minha memória me reviva um gesto seu.

Diga, antes que eu vá embora,

Pra que não sofra por negar o que era meu.

Diga a todo instante que me adora,

Que sou a história que habita seu presente,

Diga isso sempre sem demora,

Pois me consola ser memória em sua mente...

Vanessa Rodrigues

AOS MEUS AMIGOS. Por Nádia D’Andrea


Os meus amigos
São a minha essência
o sal da minha vida,
O tempero necessário,
justo e certo
A medida exata

Nos seus olhos sufoco

Mágoas e desilusões
Nos seus olhos sinto
o rubro das emoções

Eles não sabem

o quanto são importantes!
talvez nem saibam:
o quanto é gratificante
tê-los na vizinhança do meu ser
o quanto contribuem para a minha alegria
o quanto é agradável senti-los próximos
o quanto representam no meu universo
o quanto os sinto
o quanto os amo

Eles também são os meus amores

Obrigado por serem o que são
Bem hajam amigos, do coração

ao seu modo sendo iguais

Reais ou virtuais
Não distingo quais...

Clariciando.


Quando fazemos tudo para que nos amem e não conseguimos, resta-nos um último recurso: não fazer mais nada.

Por isso, digo, quando não obtivermos o amor, o afeto ou a ternura que havíamos solicitado, melhor será desistirmos e procurar mais adiante os sentimentos que nos negaram. Não fazer esforços inúteis, pois o amor nasce, ou não, espontaneamente, mas nunca por força de imposição. Às vezes, é inútil esforçar-se demais, nada se consegue; outras vezes, nada damos e o amor se rende aos nossos pés. Os sentimentos são sempre uma surpresa. Nunca foram uma caridade mendigada, uma compaixão ou um favor concedido. Quase sempre amamos a quem nos ama mal, e desprezamos quem melhor nos quer. Assim, repito, quando tivermos feito tudo para conseguir um amor, e falhado, resta-nos um só caminho... o de mais nada fazer.

Clarice Lispector


Filmes Essenciais - Beleza Americana.


Titulo original: American Beauty

Ano: 1999

Produção: Americana

Atores principais: Kevin Spacey, Annette Bening, Thora Birch, Wes Bentley e Mena Suvari

Sinopse: Conta a história de um pai de família norte-americano (Kevin Spacey). O seu estado semi-delirante atinge o ápice quando é atraído pela desbocada amiga adolescente da sua filha. Ele entra em crise de meia-idade: pede demissão do emprego, mas recebe uma boa indenização ao ameaçar contar "segredos" do seu chefe aos superiores. Com o dinheiro, passa a realizar os seus desejos de adolescência, entre eles a compra de um carro desportivo anos 60.


Do Blog Cartão Vermelho:

Um filme que retrata com fidelidade a rotina da classe média Americana, com suas angustias, problemas, preconceitos e desejos suprimidos, foi o vencedor do Óscar de Melhor filme no ano 2000.

sábado, 30 de julho de 2011

REINAUGURAÇÃO JARDIM ESCOLA TIA ARLETE

Image and video hosting by TinyPic

Inauguração do Novo Escritório de Dr. Carlos Magno.


Aconteceu na noite desta sexta-feira (29/07) a inauguração da nova sede do Escritório Dr. Carlos Magno Advogados Associados, logo quando se chega é impactante o tamanho e elegância da nova sede, é realmente um mega escritório decorado com muito requinte e que abrigará um dos maiores advogados do Estado do Rio de Janeiro, que na verdade já transpassou seu nome para o Brasil.

O evento foi um reflexo da importância do Dr. Carlos Magno no universo jurídico eleitoral, estavam presentes políticos de todas as cidades da Região dos Lagos, e algumas situações eram até engraçadas, como por exemplo, de São Pedro da Aldeia estavam presentes Carlindo Filho (PMDB - Prefeito), Paulo Lobo (PR - ex-prefeito) e Chumbinho (PT - ex-vereador), todos esses são prefeitáveis daquela cidade e adversário entre si, por Búzios estavam presentes Mirinho Braga (PDT - Prefeito) e Joãozinho Carrilho (PDT - Presidente da Câmara) que são adversários, e isso se refletia praticamente em todos os municípios, de Cabo Frio estavam presente o candidato oficial de Marcos Mendes e o não oficial, respectivamente Alfredo Gonçalves (PPS) e Janío Mendes (PDT).

Além da presença de praticamente todo o universo político da Região dos Lagos, várias autoridades do judiciário estavam presentes, Ministros, Desembargadores, Juizes, Promotores, foi realmente uma grande demonstração do prestígio que hoje goza o advogado Carlos Magno.

A imprensa também se fez presente ao evento, os principais veículos de comunicação da cidade estavam por lá e quem ancorou o cerimonial do evento foi nada mais, nada menos, que a fantástica Iva Maria que comanda as manhã da Estação 104 FM.

A nova sede fica na Avenida Assunção nº 15, Centro de Cabo Frio, próximo ao terminal de Transatlânticos.

Entrevista Prefeitáveis de Cabo Frio Com Cláudio Leitão.


Dando continuidade a série de entrevistas com todos os prefeitáveis de Cabo Frio entrevistaremos nessa segunda-feira (01º/08) o pré-candidato pelo PSOL, Cláudio Leitão, que encarará as seguintes perguntas:

1) O que levou Cláudio Leitão a ingressar no universo político?

2) O Senhor tem sido criticado por utilizar um discurso elitista e de difícil compreensão popular, também tem sido cobrado por estar pouco em locais populares da cidade e por não saber aproveitar a mudança no estilo político de Janío Mendes que pode acarretar em perda de votos ideológicos daquele candidato. Como o senhor avalia esses fatos?

3) O senhor nas eleições de 2010 esteve em pesquisas quantitativas com uma margem melhor de votação, mas devido a falta de estrutura acabou perdendo esses votos para candidatos com estrutura melhor de campanha. O senhor tem alguma estratégia para não passar novamente por essa situação?

4) Alguns integrantes da base do PSOL acreditam que o senhor deveria ser candidato a vereança nas eleições de 2012. Como o senhor pretende lidar com essa situação?

5) Como o senhor avalia a administração de Marcos Mendes para a cidade de Cabo Frio e o que senhor mudaria imediatamente se fosse eleito prefeito da cidade?

Então não se esqueça, a entrevista será postada nessa segunda-feira (01º/08), contamos com sua presença aqui no Blog Cartão Vermelho.

Mestre Zel Humor é Sucesso Total Em Campos


O nosso amigo e colaborador Mestre Zel Humor (maior cartunista da Região dos Lagos) brilhou na 2 ° Feira de Artesanato de Campos dos Goytacazes.

A Feira de Artesanato de Campos já é hoje considerada a maior Feira de Artesanato do estado do Rio de Janeiro, e que tem quatro dias de evento com lotação máxima, sendo realmente uma referência de qualidade e público.

Nosso Mestre Zel Humor participou durante os quatro dias de evento, fazendo em torno de 200 caricaturas dos visitantes, convidados e equipes organizadoras deste excelente evento.

Zel Humor me confidenciou que ficou emocionado com o carinho e receptividade que recebeu dos Organizadores do Evento e pelo carinho do povo de Campos com sua arte. E essa confidencia de Zel me fez a puxar um paralelo da desvalorização de um profissional do porte de Zel Humor em Cabo Frio, acabamos de ter aqui uma feira que se diz Forte, mas que não teve a mesma sensibilidade da Feira de Artesanato de Campos que mesmo sem se dizer Forte é muito mais forte de quem se acha forte.


Parabéns Zel por ter brilhado nesse evento, você é um gênio de sua arte, e infelizmente vive em um município que ainda não entendeu o tamanho da sua genialidade.

Companhia Arte In Cena Apresenta Agreste.

* Clique na imagem para ampliar.

O LAVA – JATO VAI FECHAR, DEPOIS O PIPOQUEIRO E AMANHÃ QUEM SERÁ?


Por Demerval Soares

Sou Bacharel em Administração de Empresas, Pós-graduado em Gestão Empresarial, trabalhei na Saúde Municipal de Cabo Frio no período de junho de 1998 a julho de 2007, portanto, tanto no governo de Alair Corrêa, como no governo de Marquinho Mendes. Este último, em parte, pois fui demitido quando houve a dissidência entre os dois com a alegação de ser amigo e leal a Alair. Apresentei-me para dizer que sempre trabalhei por portaria, mas não apenas por amizade, tinha condições para estar onde estava.

Sou amigo de Alair sim, admirador pelos seus feitos sim. Bom, neste aspecto não é necessário ser amigo, pois verdades são verdades e contra fatos não há argumentos. As pessoas podem até não gostar da pessoa Alair, mas é inegável que ele transformou esta cidade, urbanizando-a e modernizando-a, bem como os seus índices de distribuição de renda, saúde, educação eram melhores e a criminalidade era menor, até o próprio Marquinho para se eleger em seu primeiro mandato cansou de dizer “meu pai, meu mestre”.

Mas não resolvi escrever este texto para atacar pessoas, nem mesmo para comparar número de obras, até porque não há como confrontar, o que me faz vir a público é puramente para tentar alertar uma cidade adormecida que assiste seus “filhos” a fecharem as portas ou mesmo perderem seus empregos, ou, ainda, nem conseguirem trabalho.

No momento em que temos a maior arrecadação da história de Cabo Frio, temos também a pior distribuição de renda, pois não há interesse ou mesmo habilidade de fazer o dinheiro girar, distribuindo de forma mais equânime esta volumosa arrecadação em nossa sociedade. É esta maneira, de certa forma até negligente, que tem causado este caos social que estamos passando, como, por exemplo, nos casos citados no título deste texto, em que nos deparamos com dois pequenos personagens desta triste história, mas que sensibiliza e nos toca profundamente pela sua importância neste contexto, onde vemos um micro-empresário com cinco funcionários e um (popular) pipoqueiro sentindo na pele os efeitos desta má gestão.

Infelizmente, a visão diretiva da cidade hoje é totalmente assistencialista e, principalmente no período eleitoral, como foi na última eleição, com cestas básicas (20.000 por mês até na eleição) material de construção e portarias, cargos e contratos, entre outros. E enxerga nesta distribuição de recursos a forma ideal para se perpetuar no poder, não interessando se esta é a melhor maneira para a cidade se fortalecer ou não.

O alerta que tento fazer é para que não caiamos mais nestes engodos eleitorais, vamos ter hombridade e olhar o todo e não apenas a parte, ou a nossa momentânea parte. Mais do que nunca a UNIÃO se faz necessária neste momento em que se aproxima mais um período eleitoral, para não ver se fortalecer ainda mais a violência, a marginalidade, a falta de educação, enfim, todos estes fatores podem ser perpetuados por atos impensados por nossa individualidade. Por isso é hora de pensar no bem comum, é hora de pensar na comunidade cabo-friense, é hora de dar um basta a estes que estão atravancando o desenvolvimento e um belo futuro de uma cidade e uma população como a de Cabo Frio.

Qual o Número Ideal de Séries e Repetições?


Por Fabrício Fouraux.

Estabelecer a quantidade ideal de treino, seria muita arrogância da minha parte, sendo que nem a ciência do treinamento físico, colocou um ponto final nessa polêmica. Na academia, nós Profissionais de Educação Física, sempre ouvimos perguntas do tipo: "quantos exercícios devo fazer?", "Seria melhor fazer 5, 4 ou 3 exercícios para o peitoral?" ou "quanto tempo devo passar na academia?". A RESPOSTA É APENAS UMA PARA TODAS ESSAS QUESTÕES: DEPENDE. Devemos sempre respeitar os quantitativos (volume) e qualitativos (intensidade), que é base de qualquer treinamento, sendo que o problema com a maioria das pessoas é simplesmente o exagero na quantidade e pecam na qualidade, assim não conseguindo um bom resultado.

Esta briga entre adeptos de treino com volume alto e os que pregam volume baixo, vem acontecendo a alguns anos, tendo defensores ilustres para o treino de alto volume, como William Kraemer e Steven Fleck, mas os treinos propostos por estes autores têm em média 25 séries por dia, dividido em duas sessões (double split). No outro extremo estão os adeptos do HIT (high intensity training) que usam volumes de 1 a 4 séries por semana, compensando com técnicas de intensidade para obter resultados.

Vale destacar uma pesquisa publicada no Journal of Conditioning Strength Research em 1997, onde OSTEBERG et al compararam os resultados obtidos com treinos de volume semanal igual a 3, 6 e 12 séries e não foram encontradas diferenças significativas entre os protocolos. Ao final do estudo não houve diferença entre os ganhos de força nem de massa muscular. No dia a dia da academia tem-se verificado que treinos com volume de 12 séries semanais (seis séries por sessão de treino) são suficientes para os músculos

grandes do tórax (peito e costas), podendo ter mais séries para os músculos da coxa e menos para bíceps e tríceps, se realmente for necessário treinar os músculos pequenos. Isto implica que treinos com duração de cerca de 30 minutos podem ser eficientes para obtenção de ótimos resultados.

Qual o número ideal de repetições para hipertrofia? Seria 10? 8? 12?

Infelizmente muita gente ainda acredita em um número lendário de repetições considerado ideal. Quem nunca ouviu ou executou o clássico 3x10? Parece que existe um botão que aciona cada qualidade física dentro do músculo ao executar repetições. Se passar de 6 repetições o botão da hipertrofia é ligado e desligado rapidamente ao cruzar a famosa linha das 12 repetições. Chega ser estranho o músculo possuir um contador implacável acionando os sinais de hipertrofia quando se supera a marca "ideal" de repetições e os interrompendo a partir da décima terceira.

Simplificando isso não existe e suas comprovações são controversas. Não me entendam mal, o número de repetições é um fator, mas jamais deve ser analisado isoladamente dentro do complexo contexto que origina a hipertrofia muscular, para sermos mais precisos devemos analisar a velocidade da contração tanto excêntrica quanto concêntrica, tempo de pausa na contração e no alongamento, ênfase dada em determinados ângulos dentre outros fatores.

Para facilitar a compreensão pense no supino reto e sua execução abaixo:

1. Na primeira série imagine-se levando um segundo para realizar cada repetição, na segunda aumente o tempo de cada repetição para 6” e na terceira suba para 15”. No primeiro caso sua série estaria acabada em 10 segundos, no seguinte ela levaria 1 minuto, já no último você demoraria algo em torno de 2 minutos e meio.

É simples, trabalhos em cima das vias metabólicas necessárias para manter o exercício, no primeiro caso prioritariamente à via anaeróbia alática (utilizando prioritariamente os fosfatos de alta energia), já a segunda série entraria em maiores escalas no metabolismo anaeróbio de glicídios, provavelmente aumentando as concentrações de lactato e reduzindo o pH, e o terceiro já começaria a entrar no metabolismo oxidativo. Do ponto de vista neuromuscular os três protocolos produzirão diferentes estímulos e distintos padrões de recrutamento das unidades motoras. Portanto ocorreriam adaptações diferenciadas para cada caso.

Sim, caros amigos existem diferenças entre as diversas maneiras de executar um movimento, não sendo tão fácil como parecia. Não existe receita de bolo, um padrão pronto que se adapta aos diferentes padrões genéticos, por isso é de suma importância uma avaliação física bem feita, para a prescrição de uma série individual, onde seus objetivos e restrições serão trabalhados.

Sempre tenha um acompanhamento de um profissional formado especializado.

Abraços e MUITA ENERGIA TE VEJO NA ACADEMIA!


Prof. Fabrício Fouraux.

Pós-Graduado em Anatômia, biomecânica e Medicina Desportiva.

Mestrado em Bioética.

sexta-feira, 29 de julho de 2011

ESCÂNDALO: Juiz do TJ revela pressões "não republicanas" de Sérgio Cabral.


O parágrafo segundo do artigo primeiro da Constituição Federal diz que:

"São Poderes da União, independentes e harmônicos entre si, o Legislativo, o Executivo e o Judiciário."

Esse é o princípio da independência dos poderes, o qual cada um age de forma independente, porém, não é o que acontece no Rio de Janeiro, aqui se instalou uma cleptocracia, e Sérgio Cabral domina todos os poderes, o executivo, legislativo e o judiciário.

Sempre soube-se que Sérgio Cabral é "favorecido" no Poder Judiciário do Rio de Janeiro, e hoje tal fato se COMPROVA, um juiz resolveu abrir a boca e cita pressão "não republicana" de Cabral.

O "esquema" funciona assim, Sérgio Cabral "pede" ao Presidente do Tribunal de Justiça "providências e urgências" naqueles processos que são do seu interesse, e este cobra dos juízes uma "providência", tudo vinha funcionando muito bem durante todo esses anos.

Ou alguém nunca suspeitou das decisões brilhantes e da celeridade dos processos que envolviam o Governo Sérgio Cabral contra o povo ?

O ex-presidente do TJ, Luiz Zveiter, DESCARADAMENTE chegou a criar um mutirão, tirando funcionários de outras serventias, para colocar nas varas de fazenas públicas para agilizar o julgamento dos processos em que o Governo Sérgio Cabral tinha interesse.

agora o "esquema" se revelou, o juiz João Batista Damasceno, titular da 7.ª Vara Cível de Nova Iguaçu, cansado e revoltado de ficar sofrendo "pressões" de Sérgio Cabral, disse que isso não é "uma prática republicana", e é conhecido como embargos auriculares nos corredores dos tribunais", conforme revelado pela matéria do Estado de São Paulo de hoje.

O Juiz disse ainda "Sinto-me desconfortável com este tipo de abordagem e por isso não costumo ser destinatário delas. Quando o sou, as documento para compartilhar o desconforto com quem as faz".

O que mais me revolta, data maxima venia, é o fato de Presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Manoel Alberto Rebêlo dos Santos, atender e se sujeitar aos "pedidos" de Sérgio Cabral, ele joga a independência do Poder Judiciário na merda com essas ações.

Não cabe ao Presidente do Tribunal de Justiça intervir a favor de Sérgio Cabral, inclusive, tal fato GRAVE deveria ser investigado pelo Conselho Nacional de Justiça.

E não posso deixar de registrar os meus PARABÉNS ao Exno, Juiz João Batista Damasceno, titular da 7.ª Vara Cível de Nova Iguaçu que teve a coragem, mesmo podendo sofrer represálias graves, em denunciar esse "esquema", as pressões e pedidos de Sérgio Cabral ao Poder Judiciário.

Vamos aguardar que o Conselho Nacional de Justiça tome as medidas cabíveis contra o Presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro por violar o princípio da independência, e e ficar se sujeitando a atendendo pedidos de Sérgio Cabral.

Em tempo, depois das revelações do juiz, o Presidente do Tribunal de Justiça nega que atenda os pedidos de Sérgio Cabral, o que se justifica ainda mais uma investigação do CNJ.

Reprodução do jornal Estado de São Paulo on lie

A pedido do governador Sérgio Cabral Filho (PMDB), o presidente do Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ), desembargador Manoel Alberto Rebêlo dos Santos, cobrou urgência na solução de pelo menos nove processos de desapropriação de terrenos para o Arco Rodoviário Metropolitano - maior obra em andamento do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) no Estado.

A pressão provocou uma reação inusitada do juiz João Batista Damasceno, titular da 7.ª Vara Cível de Nova Iguaçu, onde tramitam essas ações. Ele solicitou a um dos auxiliares do presidente do TJ-RJ que enviasse por e-mail o pedido de urgência. Damasceno elaborou então um documento de 11 páginas e protocolou na presidência do tribunal uma resposta oficial à solicitação de Cabral encaminhada ao desembargador Rebêlo dos Santos.

O texto de introdução do ofício, a que o Estado teve acesso, evidencia o desconforto do magistrado e as ações de cobrança de Cabral e de Rebêlo dos Santos. "Em resposta à mensagem eletrônica recebida nesta data (26 de julho), às 15:54h, sobre processos de desapropriação para construção do Arco Rodoviário Metropolitano, nos quais essa presidência pediu urgência, por solicitação do Exmo. Sr. Governador do Estado do Rio de Janeiro, presto as seguintes informações", escreve o juiz, antes de explicar que os problemas de tramitação das ações ocorrem justamente "por inépcia do próprio Estado".

Damasceno, que é juiz há 18 anos, considera que esse tipo de pedido não é "uma prática republicana". "Isso é conhecido como embargos auriculares nos corredores dos tribunais", disse o juiz em entrevista ao Estado. Segundo ele, o documento é destinado a informar o presidente do TJ-RJ sobre o andamento dos processos de desapropriação. A decisão de oficializar a resposta em protocolo tem como objetivo "tornar transparentes as práticas no juízo do qual sou titular."

"Sinto-me desconfortável com este tipo de abordagem e por isso não costumo ser destinatário delas. Quando o sou, as documento para compartilhar o desconforto com quem as faz", afirmou o juiz.

Defesa. Em nota, a assessoria de imprensa do governador confirmou que pediu urgência no andamento das desapropriações para o Arco Rodoviário e que já solicitou "algumas vezes" prioridade no andamento de processos judiciais. "Pedir prioridade no processamento de uma causa que afeta a vida de milhões de pessoas não interfere na autonomia e na independência do magistrado."

Também por meio de nota da assessoria, o presidente do TJ-RJ informou que nunca interfere nas decisões dos magistrados, mas que "sempre que houver urgência em casos de necessidade para a coletividade recorrerá aos poderes constituídos, em situações especiais, até à própria sociedade". O desembargador Rebêlo dos Santos diz ainda que já atendeu a outros pedidos do governo e cita como exemplo a manutenção de criminosos perigosos em presídios de segurança máxima.


Fonte: Estadão e Blog do Ricardo Gama

Samba de Várias Notas. Por Marcos Chaves.


BOCA MALDITA I

A matéria abaixo foi publicada pela Folha dos Lagos com direito a manchete na primeira página e “Opinião” do seu Editor com termos e adjetivos por demais pejorativos.

* Clique na imagem para ampliar


BOCA MALDITA II

A Folha dos Lagos é um veiculo sabidamente “subvencionado” pela Prefeitura de Cabo Frio e chora a perda de sua fatia na subvenção do carnaval (institucionais promocionais) o que coloca em dúvida sua presteza pela transparência e avidez jornalística.


BOCA MALDITA III

Porém, calam fundo no peito dos sambistas cabo-frienses as acusações de corporativismo, escândalos não esclarecidos e impunidades.

Tantas vezes avisamos sobre a visibilidade das “falcatruas” que aconteceram na Morada do Samba, sinto-me constrangido a qualquer defesa.


BOCA MALDITA IV

É perigosíssimo o estágio a que chegou a Administração da Morada do Samba, a certeza da impunidade a deixa desprovida de pudores, temores e até vergonha em situações tão vexatórias. Temo pela exposição da imagem de Miltão e Leandro na foto da matéria da Folha. São os nossos últimos quadros sofrendo a exposição da “politicagem” e as nossas últimas esperanças de moralização sendo queimadas.


REPERCURSSÃO

Maduro no ofício de reportar, e livre da ânsia na crítica, pude desfrutar da repercussão da reportagem de Miltão ao Blog Cartão Vermelho. Confirmei o prestigio do Bamba e constatei toda a consideração que o Baluarte desfruta na meiúca do samba.


REFLEXÕES

Nas respostas a primeira e a última perguntas, reconheci meu velho companheiro de militância cultural, a verve poética e a paixão pelo carnaval falaram mais alto. Porém, no meio da entrevista o excesso de termos técnicos e o cuidado em não nominar e personificar os meliantes, demonstram que miltão é suscetível a “assessorias”.


CONTRADIÇÃO

Em resposta sobre Processo que tramita no MP movido pela Srª Barbara Rita, Miltão alega que a Liga desconhece qualquer Processo, e que existe sim, uma denúncia e nada mais. Então por que suspenderam os direitos da GRES Renascer de Cabo Frio com base em litígios judiciais?

Obs: Barbára Rita, sua Diretoria e a GRES Renascer de Cabo Frio serão os únicos punidos impossibilitados de desfilar no Carnaval 2012.

Então tá... A quadrilha que fraudou o resultado é bem vinda na avenida... Ta bom... Ta muito bom!!!


INSÔNIA

Perdi o sono desde que tomei conhecimento dos signatários do Requerimento de anistia da GRES Flor da Passagem. Investiguei as causas e ouvi diversas vezes a justificativa que “se a Presidente da GRES Em Cima da Hora assinou pela anistia, por que eu não deveria assinar também?”

Ora...ora...ora!!! Se os Diretores da Flor da Passagem merecem anistia, se a agremiação ficou livre da queda para o Grupo de Acesso?!?! Então vamos começar e rediscutir o Campeonato da GRES Em Cima da Hora!!!

Só tomando uma carga de Dramin* para agüentar essas!!!


Comentário Relevante No Blog Cartão Vermelho.


Alvaro Neves "O Eterno Aprendiz disse em: Bastidores da Política e da Imprensa.

Caro amigo Álex!

Não sei os motivos de sua insatisfação com o Ex-Deputado Alair Corrêa, mas tenho certeza que tudo pode ser resolvido com uma boa conversa franca e objetiva como é de hábito dos senhores.

Caso essa insatisfação seja baseada em comentários alheios, todos nós sabemos de sua postura franca ao apoiá-lo ou criticá-lo quanto ao seu parecer, lhe convêm demonstra a força do seu caráter que não é de subserviência como alguns que nada fazem, apenas puxam o saco sem trabalhar pelo crescimento e o bem da política do nosso Município.

Fica na paz.


Do Blog Cartão Vermelho:

Olá Álvaro, realmente não sou uma pessoa subserviente, na verdade abomino puxa-sacos, são pessoas medíocres que ocupam as “vagas” de puxa-saco, e apenas repetem sim na ânsia de não desagradar e assim poder retirar algum benefício de quem gosta de ter o ego massageado.

Sobre o Alair preciso novamente frisar que nunca fui seu funcionário, nem na prefeitura, nem na ALERJ e nem em nenhuma empresa particular, nem eu, nem minha mulher, nem pai, nem mãe, nem parente em primeiro ou segundo grau, mas sou muito grato por todas as oportunidades e portas que ele me abriu na vida, devo muito ao Alair Corrêa nesse sentido, essas portas que me foram abertas me permitem hoje viver com minha vida de forma indiferente a Cabo Frio, não dependo mais dessa cidade para me sustentar.

Também sou um admirador do administrador Alair Corrêa, que de forma indiscutível transformou nossa cidade e por onde você olha vê a marca de seu trabalho. E por essa gratidão pessoal e admiração pretendo caminhar ao lado de Alair rumo a prefeitura de 2012, e novamente sem nenhum interesse financeiro caso ele consiga ser eleito. Mas para que isso ocorra Álvaro, é preciso que ele queira ser ajudado nessa caminhada e muitas vezes me parece que ele não quer, e se ele realmente não quiser não posso fazer nada.

Forte abraço do amigo,

Álex Garcia

- |