Leal Porto

Leal Porto

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2647-5341

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Fumo - Apague essa ideia


Bastidores da Política e da Imprensa


Tráfico

Um político da cidade fechou com traficantes de uma comunidade, lá outros candidatos até poderão passar pela comunidade pois é pequena e fica em bairro central, mas placas e votos só do candidato meliante. Como esse candidato não é evangélico, essa notícia será apenas lida nesse blog.

Minha Casa Minha Vida  

Já está aprovado e começa em breve a construção do "Condomínio Residencial Monte Carlo" que ficará no Bairro Jardim Esperança, bem próximo à Estrada da Integração. Serão 1800 apartamentos distribuídos em 243 blocos. O programa prevê ainda a construção de uma creche no local para 120 crianças.

Minha Casa Minha Vida 2

A Prefeitura de Cabo Frio dará início ao cadastramento para o programa “Minha Casa Minha Vida” nesta segunda-feira (01/09). O atendimento será feito na Prefeitura Administrativa do Braga onde funciona a Secretaria Municipal de Assistência Social (SEMAS), no horário de 8h às 12h e de 13h às 16h e acontecerá até o dia 31 de outubro. Uma grande estrutura receberá a população, onde serão distribuídas 120 senhas por dia.

Minha Casa Minha Vida 3

Para se inscrever no programa, as pessoas devem estar no perfil do beneficiário que exige que: a renda máxima da família seja de até R$1.600,00; não seja beneficiário de nenhum programa habitacional; resida em Cabo Frio há pelo menos um ano; e que não possua nenhum imóvel.

Patrícia Azevedo

O prefeito Alair Corrêa visitou na manhã chuvosa de ontem (28/08) o início da construção da nova Escola Municipal Patrícia Azevedo, se tudo der certo a escola estará disponível para o ano letivo de 2015. A antiga Escola Municipal Patrícia Azevedo foi construída de forma irresponsável pelo ex-prefeito e desmanchou pela péssima qualidade de sua obra.

IPTU Fácil

A Prefeitura de Cabo Frio planeja novo recadastramento imobiliário com o projeto “IPTU Fácil” que será implantado para facilitar a interação entre contribuinte e prefeitura. O objetivo é implantar um sistema eficiente de recadastramento imobiliário que facilite e vida do contribuinte e aumente a arrecadação municipal. O projeto piloto já começou no Distrito de Tamoios.

Taxistas

Os taxistas de Cabo Frio vão pagar menos para vistoriar o veículo em novembro. A taxa prevista na Lei Complementar nº 20 (26/12/2013) que altera o texto da Lei Complementar nº 02 (12/2006) do Código Tributário Municipal que era de R$ 350 foi reduzida para R$ 65,00.  A redução foi possível devido à proposta do prefeito Alair Corrêa durante conversa com cerca de 80 taxistas no auditório da prefeitura na manhã desta quinta-feira. Cabo Frio tem 251 veículos na frota.

Fumo

A Prefeitura de Cabo Frio, através da Secretaria Municipal de Saúde, irá realizar na Praça de São Cristóvão, na sexta-feira, 29 de agosto, das 9h às 15h, uma campanha de sensibilização e informação da população em comemoração ao Dia Nacional de Combate ao Fumo. Para provar que o cigarro é um dos maiores inimigos da saúde, técnicos da Superintendência de Vigilância em Saúde que trabalham no Programa Municipal de Controle do Tabagismo, estarão oferecendo à população a prova de função respiratória, uma técnica capaz de medir a capacidade pulmonar de um indivíduo.

Foda-se

Essa semana peguei carona na frase de minha querida amiga, Vânia Carvalho, que há poucos dias deu um delicioso "foda-se" a uma pessoa que a esculhambava  no mundo virtual. Como a criatura não compreendeu bem que mau caráter aqui não tem vez , e ela fez o mesmo comigo, fui obrigado também a lhe dar um libertador e delicioso "foda-se".

Colunistas


Hoje o economista e nosso colunista Pedro Nascimento Araujo nos apresenta hoje a crônica "A prestidigitação de Kirchner" onde trata do buraco que vive atualmente a Argentina, quem também arrebenta hoje no blog é a nossa Menina de Ouro, Vânia Carvalho, que nos presenteia com a crônica "Todo Mundo Fala" que faz uma bela reflexão sobre a nossa sociedade. Leituras imperdíveis.  

Coluna da Menina de Ouro, Vânia Carvalho


Todo mundo fala

Todo mundo fala de democracia, mais é só ter uma opinião contrária na política, que o bicho pega! amigos se tornam desafetos, a rivalidade toma conta, brigas, ofensas , isso quando não se chega as vias de fato. É a democracia mais autoritária que eu já vi rsrsr onde o que só prevalece é a sua opinião.

Todo mundo fala de amor, palavras doces, figurinhas lindas da natureza, crianças num parque, borboletinhas, bichinhos, tudo muito  lindo! agora na prática a banda toca bem diferente. Muita traição, falsidade, inveja, puxada de tapete, intrigas, fofocas. É o amor mais bandido que eu já vi  entre tapas e beijos, é ódio e ternura rsrsrs olha eu parafraseando Leandro e Leonardo, oh céus! rsr

Todo mundo fala de  moralidade, mais é só ser pego em alguma irregularidade que o suborno corre solto. Bafômetro, falta de documentação, vamos molhar a mão do guarda? Toma aqui pra cervejinha! É muita moral nessa hora, não acham?
Todo mundo fala em Deus, versículos, provérbios, salmos, tá tudo na ponta da língua, mais é só a tentação da ira, da luxúria, da avareza, da gula enfim chegar que os 7 pecados  rolam solto e ninguém  mais se lembra de Deus nessa hora, a não ser que seja em situações onde Deus aparece como uma expressão de contentamento extremo, tipo:

Encontrei uma bolsa cheia de dinheiro : Oh! Meu Deus!

To saindo com a mulher mais gostosa do bairro: Oh! Deus, não para! Ui, ai, não para! rsrs

Todo mundo fala demais, inclusive eu! E nos dias de hoje, na maioria das vezes as ideias não correspondem aos fatos! Muita abobrinha, muito disse me disse, muita mascaração, muita gente tentando se passar pelo que não é, muita gente falando coisas sem nenhum embasamento, muito gente manipulando os outros  através de palavras de ordem, ou seja, muita fala, pouco conteúdo e ninguém escuta o outro.


Falei tá falado!

A prestidigitação de Kirchner


Por Pedro Nascimento Araujo

Nos últimos meses, a Casa Rosada tem vivido em uma realidade paralela tal que faz o Palácio do Planalto parecer o Clube dos Céticos: após o país insistir em negar o óbvio (que não está honrando seus compromissos), Cristina Fernández de Kirchner redobrou a aposta na prestidigitação, em uma ação que ela define nada sutilmente como “escolha entre a pátria e os fundos abutres.” É uma falácia, obviamente, mas uma falácia que lhe rende um respiro em popularidade. E como de popularidade é o que ela mais precisa a um ano das eleições que escolherão seu sucessor, não podemos esperar nada além de bizarrices ainda maiores em sua sanha de apresentar a crise de forma maniqueísta: “Pátria contra fundos abutres”. É uma manobra diversionista que ela sabe que não durará para sempre, mas ela não precisa que dure para sempre. Como uma boa prestidigitadora, ela precisa apenas iludir a plateia por tempo suficiente para que as cortinas da eleição presidencial de 2015 se fechem.

Sem entrar nos detalhes do estado de coisas que levou ao default argentino, o fato é que a Argentina é considerada pelas grandes agências de avaliação de risco como um país em moratória, por mais que a Casa Rosada tente dourar a pílula ao falar em “moratória seletiva” e outros que tais. Ao invés de deixar que a coisa chegasse a uma solução judicial, a Argentina poderia ter negociado com a minoria de credores que não aceitou a desvalorização imposta por Néstor Kirchner no default do início da década passada. Não seria nada complicado de se fazer. O Brasil, por exemplo, entrou em acordo com a família Dart quando fez o tag along da adesão ao Plano Brady, condição necessária para o sucesso do Plano Real. O clã Dart não aceitou as condições oferecidas pelo país e foi brigar na justiça americana pelos juros previstos nos títulos brasileiros que haviam sofrido default em 1987, quando o governo José Sarney tentou defender sua incompetência e definiu o calote como “moratória soberana.” Ao invés de jogar para a plateia, Itamar Franco costurou um acordo que impediu que os demais credores também pudessem se beneficiar dos valores diferenciados (a chamada “Cláusula RUFO”). Na Argentina atual, a opção foi pela espetacularização do calote. Fernández de Kirchner arrastou o alquebrado país para sua desesperada e inútil luta por popularidade. Ao invés de proteger a Argentina, preferiu se proteger. Ao invés de negociar, preferiu bravatear. O custo, que já seria elevado de qualquer jeito, torna-se mais proibitivo quanto mais ela insiste em dobrar a aposta.

Os argentinos já caíram numa esparrela dessas há 22 anos. Quando os generais resolveram tomar as Ilhas Falklands manu militari, colheram popularidade instantânea. E popularidade alta, improvável em momento de crise financeira. Se um governo fraco estivesse no Número 10, eles se sairiam muito bem. Deram o azar de cruzar com Margareth Thatcher. Noves fora a patetice de recorrer aos americanos com o argumento do Pacto do Rio (também conhecido como Tratado Interamericano de Defesa Coletiva, prevê que um ataque extra-hemisférico a um pais americano equivaleria a um ataque a todos os países americanos, mas gerou uma resposta da Casa Branca que foi uma peça de humor involuntário: Reagan lembrou que sim, os EUA eram parte do TIAR, mas também eram parte do Pacto de Washington, que criou a Organização do Tratado do Atlântico Norte, outro pacto de defesa coletiva, e que o Reino Unido, um membro da OTAN, tinha sido atacado pela Argentina – portanto, se fosse para agir, ele teria de agir em defesa de Londres, a parte que foi agredida; assim, Buenos Aires deveria se dar por contente com a neutralidade americana na Guerra das Falklands, que era bem menos do que aquilo que, a rigor, os compromissos de defesa coletiva da Casa Branca exigiriam dela), os generais conseguiram apoio popular até que a realidade se impusesse. Fernández de Kirchner precisa apenas de um ano sem que se perceba de forma clara que o país quebrou por causa da briga inútil com os “fundos abutres”. A cortina de fumaça escolhida, por mais paradoxal que possa parecer, é exatamente aprofundar a briga com os “fundos abutres”, na esperança de que dure até depois das eleições de 2015 e que a atual presidente pose de defensora da pátria na falsa dicotomia “Pátria contra fundos abutres”. A aposta atual é ousada: um projeto de lei para reestruturar a já reestruturada (em 2005 e 2010) dívida argentina na Argentina, trocando- a por novos papéis nacionais, sujeitos à justiça de Buenos Aires ao invés de à justiça de Nova York.

Obviamente, nenhum investidor sério (é possível que governos amigos o façam por razões políticas) trocaria títulos emitidos em Nova York por títulos emitidos em Buenos Aires no momento atual, quando a Argentina encontra-se em default. Cristina Kirchner sabe disso. Mas, ao jogar para o Congresso argentino a contenda, ela transformou uma crise que estava nos noticiários de economia e de assuntos internacionais para os noticiários de política local. Para a sua seara. Em Buenos Aires, ela pode posar de defensora dos interesses nacionais, mesmo que às custas exatamente desses interesses. Ela fala em “unidade nacional” contra “exploradores da Argentina”. De forma mais eloquente que Sarney, ela está conseguindo transformar a incompetência econômica de seu governo em fato gerador de apoio político para seu governo. Ela fala em “defesa da soberania”, não em evidente quebra de contrato por parte de seu governo. Enquanto isso, a inflação de 30% ao ano fica em segundo plano. Enquanto isso, as greves gerais (gerais mesmo, a ponto de paralisar a grande paixão argentina: não houve jogos de futebol no dia 28-Ago-2014) por reposições das perdas inflacionárias (os índices manipulados não enganam mais ninguém) perdem as manchetes. Evidentemente, o ardil de Cristina Fernández de Kirchner não durará para sempre. Para ela simplesmente não importa: com o crescimento de seu rival Sergio Massa nas pesquisas para 2015, ela só precisa que sua habilidade de prestidigitadora distraia os eleitores até as eleições.


Pedro Nascimento Araujo é economista.

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Editorial - Para refletir


Agradecimento

Quero agradecer ao surpreendente número de amigos ligados ao Governo Alair Corrêa (PP) que me ligaram dando os parabéns e agradecendo as postagens que fiz nos "Bastidores da Política e da Imprensa" de ontem (26/08), segundo esses amigos quase todos no governo pensam assim, mas infelizmente não podem falar.

Spray de Pimenta

Se algum dia novamente seus olhos arderem diante ao spray de pimenta daqueles que fazem política do interesse pessoal, que fugiram e que se esconderam para lhe prejudicar; saiba que seus verdadeiros amigos, aqueles que estavam com você nos piores momentos, continuarão ao seu lado... É fácil ser amigo da vitória certa, do futuro farto, é fácil ser falso e bajular, difícil é atravessar tempestade de areia no deserto, como eu (Álex Garcia) fez, e como o Dr. Taylor fez...


Esse é meu desagravo a um das maiores injustiças que meu amigo Dr. Taylor e toda sua família está passando!

Andinho, Reginaldo e Chico da Ecatur estão inelegíveis até 2020


A Juíza Eleitoral Dra. Juliana Gonçalves Figueira Pontes condenou no último dia 22 de agosto de 2014 o Prefeito de Arraial do Cabo, Wanderson Cardoso de Brito (Andinho), seu vice, Reginaldo Mendes Leite, e o presidente da ECATUR, Francisco Eduardo Freire Barbosa (Chico da Ecatur) a 8 anos de inelegibilidade a partir da eleição de 2012.

A condenação foi através do Processo de Ação de Investigação Judicial Eleitoral nº 320-46.2012.6.19.0146 e a sentença foi publicada no diário oficial de edição 206 do dia 26 de agosto de 2014. Vale ressaltar que a condenação de inelegibilidade do Prefeito Andinho  não o afasta do cargo de prefeito do município até 2016.

Confira a SENTENÇA das Fls. 1019-1030:

A) JULGO EXTINTO O PROCESSO sem resolução do mérito, quanto à COLIGAÇÃO PARTIDÁRIA JUNTOS PELO DESENVOLVIMENTO, na forma do art. 267, VI do CPC e

B) JULGO PROCEDENTE em parte o pedido para condenar os investigados WANDERSON CARDOSO DE BRITO, REGINALDO MENDES LEITE e FRANCISCO EDUARDO FREIRE BARBOZA, na forma do art. 22, XIV da LC 64/90 às sanções de inelegibilidade para as eleições a se realizarem nos 8 (oito) anos subsequentes à eleição de 2012, bem como, na forma do art. 73, §4º da Lei 9.504/97, à pena de multa equivalente a 5 mil UFIR para cada um dos investigados. P.R.I. Ciência ao MPE.

Ao trânsito em julgado, arquive-se. Arraial do Cabo, 22 de agosto de 2014.

 JULIANA GONÇALVES FIGUEIRA PONTES

JUIZ ELEITORAL

Bastidores da Política e da Imprensa


Bis

O Vereador Marcelo Corrêa (PP) foi eleito novamente Presidente da Câmara de Vereadores de Cabo Frio, sua eleição contou com 15 votos dos 17 votos vereadores que compõe a casa.

Não votou

Quem não votou em Marcelo Corrêa (PP) para a presidente foram os vereadores Dr. Adriano (PP) e Dr. Taylor (PRB). Já os motivos que levaram a não votar em Marcelo Corrêa são bem distintos.

Motivo 1

O vereador Dr. Adriano (PP) já há algum tempo vem demonstrando insatisfação com a condução política da Casa Legislativa e até insatisfação com os próprios vereadores que compõe a casa. E por isso fez questão de não votar em Marcelo Corrêa (PP), foi um ato de protesto!

Motivo 2

Já o vereador Dr. Taylor (PRB) não votou pois está envolvido em sua campanha para deputado estadual e nem tem sido ativo nas articulações políticas da casa, não votou única e exclusivamente por falta de tempo. A relação entre Marcelo Corrêa (PMDB) e Dr. Taylor (PRB) é excelente, até porque quem não gostar da maravilhosa personalidade de Marcelo Corrêa, não vai gostar de mais ninguém.

Vergonha

O Professor ex-PT, ex-Janira, quase PSOL dependendo do interesse momentâneo, foi desmascarado por usar o ranking do "Alexia", onde o tráfego não é confiável, pois a aferição é feita apenas em acessos de usuários que possuem o Alexa Toolbar instalados em seus navegadores. Através dessa manobra o idiota dizia ser o blog mais lido da Região dos Lagos, coisa de canalha!

Maranhão

Uma notícia muito parecida com a pilantragem do tal professor fez em Búzios aconteceu no Maranhão, confira a matéria: "Uso errado do Alexa cria falso rank sobre blogs mais acessados do Maranhão".  Clique AQUI para ler.

Assalto

O filho de apenas 14 anos dos queridos amigos Alam e Katyuscia do Chaparral foi assaltado a mão armada na Orla de Tamoios, e teve seu celular levado sobre a mira de um revolver, e por sorte nada de mau aconteceu.

Policiais

O Distrito de Tamoios tem uma média diária de 10 policiais para uma população de mais de 50 mil habitantes, isso dá uma média superior de 1 policial para cada 5 mil pessoas, e até agora nada de mais um Batalhão para nossa região. A média na Região dos Lagos é de 1 policial de plantão para 3 mil pessoas. Em resumo, estamos pela nossa própria sorte.

Banzo


Hoje a coluna política Banzo assinada por Marcos Chaves (Marcão) está pegando fogo, e entre análises políticas e outras faz a denúncia de um escândalo envolvendo vereador. Leitura imperdível!

BANZO. Por Marcos Chaves


ANALÍTICO E ESNCANDALOSO!!!

ANALÍTICO I

Somente um líder com a envergadura de um Estadista poderia compor e realizar uma reunião como a ocorrida na última Sexta-Feira em Cabo Frio sem que ocorresse nenhum contra-tempo.

Alair Correa com certeza fará valer sua fama de não abandonar os verdadeiros companheiros, de cumprir sempre suas promessas e unirá seu grupo num futuro próximo.

ANALÍTICO II

Dr Taylor demonstrou coragem e demarcou posição ao não comparecer ao evento.  Resta saber como será interpretado pelas lideranças do grupo: o intrépido e arrojado estrategista ou o rebelde que não comunga o espírito de grupo.
Eu pessoalmente fico com a primeira opção, Dr. Taylor peitou e lutou destemidamente contra alguns dos componentes da mesa cerimonial... e sempre a favor de Alair!!!

ANALÍTICO III

Ninguém ressaltou o maior ato de rebeldia da noite de sexta... O Vice-Prefeito então candidato a Deputado Estadual Silas Bento colocou todo o seu contingente posicionado do lado de fora, segurando placas referendando o Deputado Federal Eduardo Cunha, que não faz parte do grupo de candidatos ora laureados.

Nem na hora da cerimônia o grupo de trabalho de Silas Bento compôs o salão da Associação Atlética Cabofriense!!!

ESCANDALO I

Aconteceu na Câmara Municipal de Cabo Frio... Uma senhora ao ser exonerada de seu CONTRATO junto a “um certo vereador” foi ludibriada em seus direitos.

ESCANDALO II

Ocorre que quando alertada sobre seus vencimentos rescisórios e direitos trabalhistas, a distinta senhora se dirigiu a Tesouraria e se surpreendeu com o fato de “já terem recebido” seus proventos, inclusive com uma  assinatura que não era a sua!!!

ESCANDALO III

Sempre achei uma covardia os acordos “políticos” incidirem em repasses dos direitos trabalhistas (férias, 13º Salário e Recisões), apesar do simples repasse de salários já constituir crime.


Bem... darei uma semana para o “juízo da própria consciência” do Nobre Vereador levá-lo a restituir o prejuízo daquela senhora!!! Senão darei aqui no Cartão Vermelho o número do Gabinete, nome e sobrenome  do Edil espertalhão!!!

terça-feira, 26 de agosto de 2014

Convite - "Lembrar para não esquecer"


Bastidores da Política e da Imprensa


Oposição

A oposição comemora uma condenação do prefeito Alair Corrêa (PP) por ter alugado uma Kombi para a Prefeitura de Cabo Frio quando foi prefeito há quase 20 anos atrás. Fazem dessa condenação um carnaval dando a entender que Alair Corrêa (PP) estaria inelegível ou algo similar. Só que a oposição esqueceu de falar que esse processo é um caso banal e que não leva a inelegibilidade, isso é desespero faltando mais de 2 anos para a próxima eleição. rsrsrs

Chumbinho

O prefeito Chumbinho prometeu em sua campanha que implantaria a passagem a R$ 1,00 em São Pedro da Aldeia, já se vão 21 meses de governo e até agora nada de passagem a R$ 1,00. Lembrando que Alair Corrêa prometeu passagem a R$ 0,50 em Cabo Frio e em 2 meses o projeto já funcionava nas ruas.

Chumbinho 2

Se passaram 22 meses do Governo Chumbinho em São Pedro da Aldeia, além da falência da saúde na cidade observa-se que ele "reformou" 50% da praça que tinha águas, construída por Paulo Lobo, e mais nada aconteceu na cidade com verba pública. Das promessas de campanha, nenhuma até agora saiu do papel, nós vamos cobrar!

Dornelles

O Senador Dornelles (PP) conseguiu que o Governador Pezão (PMDB) investisse em parceria com a Prefeitura de Cabo Frio R$ 80 milhões em obras na Grande Jardim Esperança.

Tentou

Um Jabuti e seu comparsa e líder político fizeram o possível para impedir a chegada de recursos ao município, usaram da enorme influência junto ao ex-governador, mas não adiantou o Dornelles (PP) foi mais forte.

Dr. Taylor

Parabéns a coragem do vereador e candidato a Deputado Estadual, Dr. Taylor (PRB), por não aceitar dividir palco com político canalha, que tacou gás de pimenta na cara do grupo político do Prefeito Alair Corrêa (PMDB), que fugiu para não empossar Alair prefeito, que viveu de mamatas e corrupção em sua vida pública. Não tem como se misturar com um verme desse.

Dr. Taylor 2

Tenho certeza que a atitude do Dr. Taylor lhe rendeu muitos votos. As pessoas engolem esse político crápula que apenas aguarda nova oportunidade para tacar gás de pimenta na cara do Alair Corrêa, quem vive de traição e de esquemas não muda sua postura uma hora para outra.

Walmir Porto

Chamou a atenção a presença em massa de eleitores e colaboradores do candidato Walmir Porto (PR) no evento, era um mar de verde. Foi um show a parte!

Delma Jardim

Hoje é aniversário da minha amiga e candidata a deputada federal, Delma Jardim (PEN), desejo a você minha eterna "prefeita" um ano especial e uma bela votação. Você sabe que todos nós aqui em casa te amamos!

Jabuti

A turma do Jabuti segue inconformada de Marcos Mendes (PMDB) estar apoiando as candidaturas de Aquiles Barreto (SD) e Paulo Melo (PMDB) na cidade. Só um lenço para acalmar tanto chororô.

SEPRED

O Centro Municipal de Tratamento de Dependentes Químicos comemorou neste domingo (24/08), seu primeiro aniversário de funcionamento. Mais de 200 pessoas, entre funcionários da Secretaria Municipal de Prevenção ao Uso de Drogas (SEPRED), familiares dos acolhidos, ex-internos e voluntários, participaram de um chá, no próprio centro de reabilitação, servido para os convidados. Parabéns a Secretária Cris Mansur pelo seu espetacular trabalho.

Parada do Orgulho LGBT

A X Parada do Orgulho LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgêneros) vai movimentar a Praia do Forte no dia 7 de setembro, domingo. Ao invés do tradicional desfile cívico desta data,  Cabo Frio será invadida pela alegria do movimento LGBT na luta pelos seus direitos. Pelo segundo ano consecutivo retornando ao seu local de origem, a Parada LGBT tem como tema em 2014 "Vote contra a Homofobia. Eleja quem te representa". O Cartão Vermelho foi o primeiro veículo de comunicação a apoiar publicamente o evento na cidade, isso há 10 anos atrás.

Samba


Nosso colunista Marcos Chaves nos mandou mais uma coluna "Samba de Várias Notas" de muito "sucesso". Vale conferir.

Samba de Várias Notas. Por Marcos Chaves


Uma Receita de SUCESSO

SUCESSO

Após um desfile consagrador as agremiações de Cabo Frio UNIDAS pelo ideal do carnaval, aclamaram uma nova Diretoria para sua administração e perpetraram diretrizes que excluíam os  mal intencionados e aproveitadores.

SUCESSO II

Com o apoio da Secretaria de Cultura deliberou-se uma homenagem a história da Nossa Terra Amada, onde todas as escolas desenvolveriam Enredos que homenageassem os Quatrocentos Anos DAE Cabo Frio. Hoje todas as 10 Agremiações desfilantes já possuem enredos e sinopses desenvolvidas.

SUCESSO III

Ainda visando as Homenagens a Nossa Terra Amada, buscamos no Rio de Janeiro representações que se dispusessem laurear nosso 4º Centenário na avenida Marques de Sapucaí. Logramos êxito nesta empreitada e apresentamos duas das mais tradicionais agremiações do carnaval carioca: GRES Estácio de Sá e GRES Estação Primeira de Mangueira. Que na oportunidade apresentaram enredo e sinopse distintas e honrosas.

SUCESSO IV

Haja visto a transparência do resultado e o trabalho contínuo na atual administração, nossa labuta segue agregando valores e ressalto aí o retorno da GRES Império de Cabo Frio com uma diretoria atuante, que se propõe sanar dívidas deixadas pelas administrações anteriores e construir junto a sua comunidade um belo carnaval.

SUCESSO V

Sem estardalhaços e com uma concepção profissional já aprovamos 80% das comprovações apresentadas rigorosamente no período legal e estamos com todos os documentos e projetos em mãos para apresentarmos em 15 dias o novo Plano de Ação para o Carnaval Quatrocentão. Modernização, Profissionalização, Captação de Recursos e Crescimento Sustentável!!!

Podem Esperar!!! É uma vitória atrás da outra... É só VITÓRIA!!!

DERROTA

Aos derrotados no processo, os fraudadores, imperadores, devedores e corruptos. Para estes resta apenas a velha tática dos personagens FAKES atacando pelas redes sociais.

Não haverá mais espaço para os Rufiões da Cultura e menos ainda para os Prostitutos do Carnaval. 


Continuarei trabalhando e apontando um a um, com o dedo na cara dos facínoras e canalhas!!!

É dada a largada para o “Esporte sem Limites” em Tamoios


Abertura oficial do evento, que é organizado pelo Núcleo de Gerência Educacional, aconteceu na sexta-feira, no ginásio poliesportivo João Augusto

A Prefeitura de Cabo Frio deu a largada ao projeto “Esporte sem Limites” de Tamoios – uma competição saudável que reunirá 15 escolas de Tamoios, mais a APAE, o Centro de Educação Especial Integrado Prof. Durval Silva e a Superintendência do Idoso em disputas de diversas modalidades. A abertura oficial contou com a presença do prefeito Alair Corrêa, do subprefeito de Tamoios, César Pinho, da secretária de Educação, professora Elenice Martins, da superintendente de Educação do 2º Distrito, professora Juciara Noronha, além de diversas outras autoridades.

O projeto é desenvolvido pelo Núcleo de Gerência Educacional, que é vinculado à Secretaria Municipal de Educação (SEME). Todas as 18 instituições participantes com suas delegações estavam presentes. A abertura foi realizada no Ginásio Poliesportivo João Augusto Teixeira em uma grande festa que reuniu apresentações de dança e capoeira com os alunos da rede municipal.

Serão ao todo seis dias de torneios esportivos, sempre a partir das 9h no Ginásio Poliesportivo João Augusto Teixeira. Dentre as modalidades estão pula-pula, handebol, vôlei, atletismo, queimado, futsal, dentre outras atividades. Todos os segmentos de ensino estarão representados.

A secretária de Educação de Cabo Frio, professora Elenice Martins, aproveitou a ocasião para alertar as crianças e jovens sobre como o projeto será benéfico para a vida de cada um participante, não apenas para a saúde, mas principalmente para afastá-los dos perigos das drogas.

 – Ao apresentarmos mais esse projeto estamos lançando a oportunidade de vocês se afastarem do uso das drogas. Não queremos deixar nossos alunos com tempo ocioso e para isso temos investido em atividades para serem realizadas no contraturno das aulas regulares, como é o caso do programa federal “Mais Educação”, que tem dado tão certo em nossas escolas. Agora, esperamos que vocês participem com empenho e aproveitem ao máximo mais essa oportunidade.

De acordo com Juciara Noronha a integração entre os alunos e o resgate de algumas brincadeiras do tempo da vovó foram fatores destacados durante a elaboração do projeto, mas ela destaca que o principal objetivo foi oportunizar novas escolhas aos jovens e crianças, propondo um caminho diferente das drogas. 

O encerramento já está marcado para o dia 20 de setembro de 2014, às 10h, também no Ginásio. A data foi escolhida para celebrar o Dia Internacional do Portador de Necessidades Especiais, com atividades para as crianças da APAE e da Casa do Aluno.

Confira as próximas etapas do “Esporte sem Limites”:
  
28 de Agosto
HANDEBOL/VÔLEI – 6º ao 9º ano/Ens. Médio. – Poliesportivo – Manhã

3 de setembro
ATLETISMO – 1º ao 5º ano – Poliesportivo – Manhã
CIRCUITO – Revezamento, 100m rasos e salto em distância – 1º ao 5º ano – Poliesportivo – Tarde

4 de setembro
FUTSAL E CHUTE A GOL – 1º ao 5º ano – Poliesportivo (horário a ser definido)

5 de setembro
QUEIMADO – 1º ao 5º ano – Poliesportivo (horário a ser definido)

11 de setembro
FUTSAL – 6º ao 9º ano/Ensino Médio – Poliesportivo (horário a ser definido)

20 de Setembro
Dia Internacional do Portador de Necessidades Especiais e fechamento do Projeto – Equipe da APAE e Casa do Aluno – Poliesportivo – Manhã

Matéria: Anneliese Lobo

Fotos: SEME

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Reunião extraordinária Cooperativa Médica Cabo Frio - UNIMED

*Clique na imagem para ampliar

Data: Segunda-feira (08/09), às 18 h.

Local: Espaço Adega Galioto na Av. Teixeira e Souza, no1448

Edital: Encontra-se publicado no Jornal de Sábado e no Folha dos Lagos - Edição de 23/08/2014

“Um dos maiores problemas da cooperativa atualmente é o continuísmo há 22 anos da administração, que criou vícios como apadrinhamentos, altos salários para funções desnecessárias, custos administrativos altos, pouca fiscalização, sonegação de informações, maquiagem financeira, falta de transparência, autorizações irregulares, liberação de glosas irregulares, empréstimos irregulares, baixa remuneração do médico cooperado, altas taxas administrativas e distanciamento entre a administração e os cooperados.”

Principais Propostas:

1- Implantar o Portal da Transparência na internet.

2- O mandato da Diretoria deveria ser limitado a uma única reeleição.

3- Impedir o acúmulo de cargos e salários da Diretoria.

4- Implantar uma Gestão Profissionalizada e Participativa.

5- Fiscalização das autorizações e Auditoria independente.

6- Aumentar o valor da consulta, e valorizar o trabalho do Cooperado.  
    
7- Abolir a cobrança do imposto proporcional que é a Pró-Rata Negativa.

8- Não permitir monopólio de um procedimento médico ou privilégios exclusivistas.

9- Implantar a candidatura individual do Conselho Fiscal.

10- Politica de valorização voltada para o Cooperado.


A presença de todos os associados é fundamental!

Comunicado do Dr. Carlos Magno


Prezado Álex,

Estão dizendo por ai que sou advogado do Alair no processo do STJ em que foi condenado por nove votos na Corte Especial daquele Tribunal.

Quero esclarecer que nunca advoguei naquele feito. Para tanto basta abrir o site do processo no STJ para se constatar quem são os advogados do Prefeito.

Peço esclarecer a questão.

Abraços,
Magno

Do Blog Cartão Vermelho:

Tem certas coisas na vida que são inexplicáveis, por exemplo: Fred ser atacante da Seleção Brasileira na Copa de 2014, Bebeto e Romário serem banco de reserva para Careca e Müller na Copa de 90...

Abraços,

Álex Garcia 

Bastidores da Política e da Imprensa


Professores Reféns

Professores municipais da cidade de São Pedro da Aldeia denunciaram a seu sindicato que foram obrigados pelo Governo de Chumbinho (PT) a comparecer e aplaudir o candidato a governador Pezão (PMDB) na noite da última quinta-feira (21/08) em um clube da cidade.

Repercussão

O caso do suposto abuso de poder cometido pelo Governo Chumbinho (PT) em São Pedro da Aldeia teve grande repercussão em toda a mídia local, chegando a ser capa de jornais da Região dos Lagos.

Abandono

Um certo político da Região dos Lagos, que tem a campanha mais cara de sua cidade, estava reclamando de estar sem dinheiro, ao que parece o seu candidato a governador não estaria mandando o "caixa 2" nos valores e datas combinadas.

Ameaça

Esse político "sem dinheiro" teria ido ao Rio de Janeiro reclamar com seu candidato a governador que se o "caixa 2" não fosse acertado ele desistiria da candidatura. Mas é puro blefe! Ele é milionário e com ou sem caixa 2 ele será candidato.

Elisângela Lobo

O crescimento da campanha de Elisângela Lobo (PR) em São Pedro da Aldeia está assustando o prefeito Claudio Chumbinho (PT) e seus associados políticos, a ordem lá é: "Não podemos deixar ela ter mais de 10 mil votos".

Jabuti

O candidato Jabuti está sendo obrigado a engolir calado a divisão do grupo político de Marcos Mendes (PDT) com as candidaturas de Aquiles Barreto (SD) e Paulo Melo (PMDB). Se o Jabuti reclamar ficará sem nada.

Agenda corrida

O candidato a deputado estadual,  Dr. Taylor (PRB), está com agenda lotada hoje, na parte da manhã terá várias reuniões com eleitores do Grande Jardim Esperança, a tarde estará com lideranças políticas em Rio das Ostras e no fim do dia fará grande reunião com moradores de Silva Jardim. O doutor não para!

Casa Artesanal


A Casa Artesanal está indo para uma casa nova e a nossa Menina Ouro, Vânia Carvalho, está só alegria, dizem que anda rindo de dor de dente e febre alta. (rsrs) Para comemorar Vânia usou até sua coluna para abordar o tema. Confira logo abaixo!

Coluna da Menina de Ouro, Vânia Carvalho


O sonho não acabou! 

A quem achasse que o projeto Casa Artesanal fosse se esvaziar e cair no esquecimento, teve gente que tava torcendo pra isso. Porém, essas pessoas se esqueceram que por traz desse projeto, existe uma pessoa que sempre lutou pelos seus objetivos e um prefeito que apostou e confiou nesse trabalho.

Por isso hoje, quero dizer com muita alegria, que a Casa Artesanal brevemente estará em novo endereço, muito mais perto do centro, com muito mais visibilidade e melhor acesso, a todos os moradores e turistas.

A Casa Artesanal virá com muito mais novidades e o artesanato de Cabo Frio finalmente estará solidificando ainda mais suas propostas. Tanto no atrativo de um turismo cultural, como também de capacitação, inclusão social e fortalecimento de uma produtividade com foco na reciclagem.

Como diria Renato Russo:

QUEM ACREDITA SEMPRE ALCANÇA!

Estaremos agora em fase de mudança! Muito trabalho por fazer até que a Casa Artesanal esteja pronta para visitação. Vamos transformar esse espaço num local agradável, com o melhor do nosso artesanato. Onde os turistas poderão conhecer um artesanato diversificado e produzido por nossos profissionais.

A Coordenadoria de Artesanato irá  transformar esse espaço num local não só de exposição e vendas, mais também de cursos e muitas outras manifestações artísticas. Como música, caricatura, pintura enfim, vamos transformar a Casa Artesanal num point  com muitas novidades, num espaço onde os alunos da rede municipal possam visitar e conhecer nossa arte, onde as crianças  possam trabalhar com o reciclado ensinado por nossos artesãos e aprender a importância do reaproveitamento do "lixo", enfim vamos fazer da Casa Artesanal um local de produção sustentável para que todos os visitantes saibam que em Cabo Frio valorizamos nosso meio ambiente, nossa cultura e nosso turismo.

Saudações Artesanais

Vânia Carvalho

Coordenadora de Artesanato

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Campanha Gordo que é Gordo apóia Dr. Taylor


O Professor Chicão que lançou em seu blog que os "Gordos estão com Taylor" acaba de aderir a campanha do Dr. Taylor (PRB), e o local escolhido para fechar o apoio foi a Pizzaria Na Lenha. rsrs


Veja as legendas desta negociata política:


Convite - Sua presença é muito importante


Bastidores da Política e da Imprensa


Confusão

As "politicadas" de Marcos Mendes (PMDB) vem causando grande confusão na oposição de Cabo Frio, além de Marcos Mendes está apoiando simultaneamente Aquiles Barreto (SD) e Janío Mendes (PDT), agora os cabos eleitorais do ex-prefeito tem que apoiar Paulo Melo (PMDB).

Reunião

Marcos Mendes (PMDB) fez reunião para seus cabos eleitorais essa semana e apresentou Paulo Melo (PMDB) como sendo sua dobradinha oficial em Cabo Frio. A reunião causou revolta nos assessores de Janío Mendes (PDT) que agora ficaram mais por fora que umbigo de vedete. rsrs

Dinheiro

Uma campanha com muito dinheiro é visivelmente notada, impressiona como se tem dinheiro na campanha de Marcos Mendes (PMDB), são dezenas de placas e carro de som espalhados por mais de 20 cidades.

Difícil

Mesmo com essa campanha faraônica a vida de Marcos Mendes (PMDB) é muito difícil, a obrigação de ter 80 mil votos é um empecilho que deve manter o político sem mandato por mais um longo período.

Couves

A turma das "Couves" lá de Tamoios está brigando entre si. O motivo da briga é: Uma parte das "Couves" rompeu com Marcos Mendes (PMDB) e agora está na campanha do Adrian (PMDB) que também é candidato a deputado federal. Esse é o problema de um grupo que só se move pensado em $$$$$$$$$, quem dá mais leva...

Palavrões

O blogueiro Professor Tarado está muito alterado essa semana, e saiu para a agressão verbal contra pessoas que não aceitam caminhar com seu candidato Jabuti. Em seu Facebook soltou um monte de "palavrões". Mas não sou eu que sou "brigão" e "mal educado"??? Vai entender né! rsrs

Saúde

A Prefeitura de Cabo Frio acaba de finalizar uma série de melhorias no Posto de Atendimento Médico de São Cristóvão (PAM) para conforto e melhor atendimento aos pacientes que procuram aquela unidade de saúde para atendimento médico. As melhorias foram indicadas e supervisionadas pela Secretaria de Saúde. O prédio recebeu nova pintura, aparelhos de ar condicionado nos consultórios, novas cadeiras para espera e uma nova recepção. Ar condicionado nos consultórios, pintura, novas cadeiras para espera e uma recepção renovada.


Corrida da Padroeira

Acontece neste domingo, na Praia do Forte, mais uma edição da Corrida da Padroeira de Cabo Frio, promovida pela Prefeitura da cidade.  A largada sai às 9h, mas quem chegar antes, pode participar do aquecimento.

Ceteris Paribus


O economista e colunista do Cartão Vermelho, Pedro Nascimento Araujo, nos apresenta hoje a crônica " Ceteris paribus" onde trata da valorização irreal de nossa moeda e faz uma previsão sombria para o futuro econômico do país. Leitura importante, vale conferir!

Ceteris paribus


Por Pedro Nascimento Araujo

Economistas usam muito a expressão em latim ceteris paribus, que significa “mantendo tudo o mais constante”. É uma versão em economês das aulas de física básica, na qual se despreza tudo o mais ao se analisar os movimentos dos corpos, como se, na vida real, não houvesse atritos e outras interferências. O ceteris paribus tem seu valor pedagógico – e só. Porém, há algum tempo o Banco Central do Brasil tem ignorado as limitações do ceteris paribus ao lidar com a cotação do dólar norte-americano: vem usando as reservas internacionais do país para manter a moeda de referência artificialmente valorizada, com cotações oscilando em uma banda não declarada de R$ 2,20 a R$ 2,30. O objetivo é conter a espiral inflacionária, perigosamente estável no teto da já alta margem de tolerância (2 pontos percentuais para menos ou para mais) de uma meta de inflação ainda mais alta (4½% ao ano, algo virtualmente sem par em países semelhantes). De fato, o Banco Central conta com um arsenal pesado para bancar essa brincadeira pelo conceito de exposição cambial, que leva em conta as reservas internacionais (que totalizam USD 375 bilhões) que não serão comprometidas com o pagamento de dívidas contraídas no exterior: USD 250 bilhões. Ou melhor, contava: hoje, mais de USD 100 bilhões deste valor já foram comprometidos. Ceteris paribus, o Brasil se encaminha para ser alvo de um novo ataque especulativo contra o real em menos de dois anos, uma vez que a opção de uma liberação cambial (ou seja, desvalorização do real) acompanhada de um ajuste recessivo para conter a inflação não é contemplada por nenhum dos principais candidatos ao Palácio do Planalto.

Ceteris paribus, há um risco de ataque especulativo no horizonte. O nome do jogo que o Banco Central está oferecendo para atrair jogadores para o seu tapete verde é swap cambial. Didaticamente, isso significa dizer que o Banco Central vende dólares no mercado futuro a um valor mais baixo do que aquele que o mercado determinaria – o Fundo Monetário Internacional fala em uma depreciação acumulada de 15% para o real, nada muito absurdo quando se comparam as taxas de inflação anuais no Brasil (6½%) e nos Estados Unidos (2%); na prática, 15% de valorização do real equivalem a 3 anos sem mudança na taxa de câmbio nominal apenas pela diferença de inflação (juros compostos) entre os dois países – e, com isso, gera uma distorção no mercado cambial: ninguém vai comprar dólares futuros a um preço maior do que aquele pelo qual o Banco Central vende dólares futuros. Mas essa mágica tem um limite imposto pela quantidade de dólares futuros que o Banco Central pode vender. E aí mora o perigo. Obviamente, os USD 150 bilhões que o Banco Central ainda possui para garantir o dólar futuro valorizado são muito dinheiro, mas evidentemente são muito menos dinheiro que os USD 250 bilhões que o mesmo Banco Central possuía há menos de dois anos. Como a diferença entre as taxas de inflação brasileira e americana não diminui, a tendência é que fique cada vez maior a defasagem entre a taxa artificialmente valorizada do Banco Central e a taxa de mercado. Com um gigantesco porém: com a inflação no teto da margem de tolerância, qualquer desvalorização do real já é suficiente para estourar a meta inflacionária, um desastre político fenomenal, capaz de acabar com a carreira do grupo político que o perpetrar. Ocorre que o poder que o Banco Central tem para manter o dólar artificialmente valorizado é diretamente proporcional ao nível de sua exposição cambial. Obviamente, USD 150 bilhões são um tremendo poder de fogo, mas já não assustam tanto quando se sabe que eram USD 250 bilhões há pouco mais de um ano, que a diferença de taxas de câmbio tende a aumentar e que o Banco Central não tem opção exceto continuar dobrando a aposta enquanto puder para impedir o estouro da meta de inflação – e seu presidente ter de se explicar no Senado Federal por causa disso.

Ataques especulativos são ações coordenadas por profissionais. Esses profissionais sabem que, no momento, não há como apostar em uma desvalorização do real em uma data específica. Sabem apenas que é inexorável: há 15% de valorização acumulados e há uma imutável diferença anual de 4% nas taxas de inflação do real e do dólar. Sabem também que o Banco Central do Brasil tem USD 150 bilhões para bancar essa taxa valorizada – apenas a título de comparação, em 1998 o FMI e outros organismos e países disponibilizaram pouco mais de USD 40 bilhões para o Brasil não desvalorizar o real – usava-se então a chamada “âncora cambial”, nome pomposo para o real valorizado como meio de combater a inflação no Brasil, então o maior valor já disponibilizado para um país. Em 1999, o real capitulou diante de um ataque especulativo decisivo e o dólar dobrou de preço no Brasil em poucos dias. Houve quem lucrasse muito com isso. A simplicidade de um ataque especulativo é lancinante: alguns agentes chegam à conclusão de que as reservas de um determinado país para manter a cotação valorizada de sua moeda estão em vias de se esgotar. Assim, apostam contra tal moeda da maneira mais simples possível, qual seja, comprando dólares no mercado futuro pela cotação que o Banco Central vende – no caso do Brasil atual, entre R$ 2,20 e R$ 2,30 – esperando que no dia de entregar esses dólares já comprados antecipadamente a cotação da moeda americana seja significativamente maior: no caso de quem comprou dólares para o início de 1999, foi simplesmente o dobro.

Um ataque especulativo é atrativo porque significa lucro rápido na veia, pois muitos agentes econômicos que precisam honrar compromissos em dólares (importadores de toda a sorte, por exemplo) compram a moeda americana todo dia no mercado aberto pela cotação do dia. Assim, quem já tem o dólar comprado antes por um valor muito mais baixo simplesmente o revende no dia e embolsa a diferença. Fortunas são feitas e fortunas são perdidas assim, literalmente overnight. Se o Brasil continuar mantendo o real artificialmente valorizado (segundo o FMI, esse valor chega a 15% hoje) à custa de sua exposição cambial, em menos de dois anos os profissionais poderão considerar uma maxidesvalorização iminente e poderão começar a comprar massivamente dólares futuros do Banco Central, forçando-o a vender até que as reservas se esgotem e a maxidesvalorização do real ocorra, em uma profecia autorrealizável que enriquece muitos e empobrece outros tantos no mercado financeiro, mas cujo principal efeito recai sobre a população do país, que terá de conviver com inflação (ou, usando o nome mais apropriado: imposto inflacionário) maior, crédito mais caro e nível de emprego menor decorrentes de uma maxidesvalorização cambial causada por uma exposição cambial insustentável. Ceteris paribus, é para esse cenário que o Brasil se encaminhará nos próximos dois anos, lentamente e inexoravelmente, caso a opção de continuar recorrendo (novamente!) à malfadada âncora cambial seja mantida como derradeiro recurso para protelar um ataque às conhecidas causas da inflação elevada: desequilíbrios fiscais (mormente, gastos do governo) e monetários (notadamente creditícios).


Pedro Nascimento Araujo é economista.

- |