Leal Porto

Leal Porto

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2647-5341

quarta-feira, 31 de maio de 2017

Cabofriense Zueiro, onde sua risada é certa! Quebra-mola de Unamar


Conheça a página do Cabofriense Zueiro no Facebook clicando AQUI e garanta ótimas gargalhadas. 

Bastidores da Política e da Imprensa - Edição: Impunidade


Polícia Federal

No dia 8 de março de 2017 a Região dos Lagos ficava estarrecida com a notícia que o carro oficial 001 da Câmara de Vereadores de São Pedro da Aldeia havia sido preso pela Polícia Federal lotado de muambas, produtos piratas e sem nota fiscal, compradas em São Paulo para supostamente ser revendida em São Pedro da Aldeia.

Carro do Presidente

O carro preso pela Polícia Federal era de uso exclusivo do recém eleito presidente da Câmara de Vereadores, Bruno da Costa (PMDB), no veículo estavam o motorista do presidente, e duas mulheres, uma delas afirmou ser "namorada" do presidente.

Apreensão

O porta-malas do carro oficial estava lotado de sacolas com vários produtos entre peças de vestuário, relógios, óculos, calçados, cosméticos e bolsas, todos produtos piratas e sem nota, que ficaram apreendidos pela Polícia Federal. Esse escândalo foi amplamente noticiado aqui pelo Blog Cartão Vermelho e você pode recordar essa matéria clicando AQUI.

Impunidade

Em um país minimamente decente, o presidente da Câmara de Vereadores, Bruno Costa (PMDB), teria sido afastado da presidência da casa legislativa e da função de vereador até o fim da apuração. Mas nós não estamos em um país decente!

Impunidade 2

Quase 3 meses já se passaram do escândalo do carro da muamba, e até agora nenhuma penalidade foi imposta ao presidente da Câmara de Vereadores de São Pedro da Aldeia, Bruno Costa (PMDB).

Sentado?

Agora uma pergunta aos nossos leitores: - Você está sentado enquanto lê nosso blog? Caso não, por favor, sente-se, você vai precisar.

Impunidade 3

Além de nenhuma punição ter sido aplicada ao presidente Bruno Costa (PMDB) ele ganhou ontem (30/05) de presente a reeleição antecipada para a segunda presidência da Câmara de Vereadores de São Pedro, isso mesmo, foi reeleito antes sequer de completar seis meses como vereador e presidente da casa legislativa.

Impunidade 4

Com isso Bruno Costa (PMDB), que sequer deveria estar no cargo de vereador, ganha dois biênios a frente da Câmara de Vereadores, a eleição foi antecipada em um ano e meio, e veremos o edil presidir a casa legislativa até 31 de dezembro de 2020.

Silêncio

O silêncio do Ministério Público diante a todas essas atrocidades surpreende, o tão combativo MP parece paralítico diante o vereador Bruno Costa (PMDB).

Silêncio 2

A população de São Pedro da Aldeia também parece anestesiada diante a esse descalabro, e a classe política aldeense sorrir sorrateiramente, pois a sensação de impunidade reina livre, leve e solta.  

Respeitável Público - "Suposto Progresso" por Manoel Atanásio


O suposto progresso arrasava com os prédios históricos e a nossa história e em seus lugares os prédios "modernos" eram instalados

No final dos anos 80 Cabo Frio despertava para um novo momento, a era dos royalties (ainda timidamente) começava a dar sinais que a cidade viveria momentos de grande riqueza. Éramos pouco mais de 126 mil habitantes segundo o censo do ano 2000, um paraíso muito conhecido em todo o Brasil e fora dele. Cabo Frio começa a sentir os prazeres de ser uma cidade milionária e com muitos problemas para serem resolvidos, valões à céu aberto e verdadeiros lixões contrastavam com as belezas de nossas praias, arquiteturas históricas e uma natureza ímpar, a cidade foi se desenvolvendo numa velocidade jamais vista, um verdadeiro canteiro de obras em todos os cantos, porém é necessário dizer que Tamoios não se enquadrava naquele novo momento, talvez por se tratar de uma área rural (como era reconhecido na época).

Apesar dos grandes valões e bairros inteiros receberem saneamento e calçamentos e a euforia dos grandes shows tomarem a cidade, algo naquela ocasião não foi levado em consideração. A cidade crescia vertiginosamente e dez (10) anos depois já éramos 59 mil habitantes a mais e já era possível notar que aquelas obras passadas não dariam vazão a uma contingência tão grande de pessoas que resolveram vir morar aqui. Enfim, a cidade caminhava tranquilamente e com muito dinheiro dos royalties alimentando a "CIDADE DOS SONHOS".

Neste meio tempo Tamoios crescia com invasões e a facilidade de se construir irregularmente sem qualquer perturbação, enquanto os olhos dos governantes, da população e dos turistas estavam virados para a magia que tomava conta do grande centro da cidade com seus shows, praias lotadas, comércios vendendo absurdamente, as artérias principais para se manter viva a nossa cidade nos dias de hoje eram esquecidas e se quer diagnosticadas. Hipnotizados com a magia da bonança, os governantes e a grande maioria da população não percebiam o que estaria por vir, dias tenebrosos como os atuais. O suposto progresso arrasava com os prédios históricos e a nossa história e em seus lugares os prédios "modernos" eram instalados, a história tão bela de nossa cidade vivia em convulsão e dia após dia era encaminhada para a UTI, quem seria capaz de salvá-la? Não havia muito o que se fazer, já que a briga política pela herança dos royalties era ferrenha e muitos queriam herdá-la.

Por um lado se os turistas ficavam impressionados com "as modificações" da nossa cidade, por outro, os moradores sentiam literalmente o abandono do poder público, Tamoios e Jardim Esperança que os diga. Para "amenizar" a dor destes moradores, surgia em 2010 a era dos projetos sociais, alguns eram de tamanha importância naquele momento, porém não abraçavam todos que necessitavam daquela ajuda emergencial, já éramos quase 200 mil habitantes e Tamoios de um distrito considerado rural já era uma "pequena metrópole" com aproximadamente 70 mil habitantes, sem saneamento, sem urbanização e sem governo. Final de 2014 e o grande baque surge com a diminuição repentina dos royalties, todos numa só voz se perguntavam: "E AGORA?".

Começava a era das acusações dos governantes, aquela noiva outrora bela e motivo de orgulho, sentia a dor do desprezo e despreparo de todos que queriam a sua mão em casamento. Seu vestido alvo como a neve já se encontrava em trapos e seus farrapos eram motivos de piadas. Todos os noivos que se apresentaram como homens preparados para casar, fracassaram e a noiva desiludida ainda respira através de aparelhos buscando quem sabe o último suspiro nos braços de quem de fato tenha amor sincero para lhe oferecer, um amor renovador. Todavia essa noiva chamada Cabo Frio ainda sofre com seus antigos pretendentes, os mesmos que lhe prometera um casamento frutífero e duradouro. Estes, vivem as espreitas querendo usufruí-la mais e mais, pois essa noiva não é uma qualquer, é a Cabo Frio, cidade de grande importância no cenário nacional e internacional.

Chegamos aos dias atuais e um pouco desorientada por se encontrar na UTI a noiva, mãe de aproximadamente 216 mil habitantes clama por renovação. Ela, a noiva, não deseja um salvador da pátria, deseja um noivo (governante) que tenha pulso firme e que lhe faça respirar sem aparelhos, ela não deseja mais os "noivos" (governantes) que outrora lhe iludiu e que ainda hoje dizem ter o elixir da solução de seus problemas passados, não, não é isto que a noiva deseja! Ela deseja um noivo que leia o diagnóstico de sua saúde e diga: "De alguma maneira eu irei te ajudar a sair desta e levarei você ao altar."  Um noivo que reúna todos os filhos dela (população cabofriense) e diga a verdadeira situação da saúde de sua mãe, sem disse me disse ou jogando a culpa em A ou B. Um noivo que pulse dentro dele o sangue cabofriense, que não seja um noivo (filho) pródigo, que não brinque com seus sentimentos, que não barganhe com o que restou de sua herança, que ame sua bela história, que a valorize e que  seja capaz de retirá-la da UTI e tenha a consciência que é cruel e vil usar essa noiva tão cansada em prol de um grupo ou de poucas pessoas. 

O eldorado dos royalties pode ter acabado, só que o amor de muitos por essa cidade resistirá até o fim. 

Manoel Atanásio da Silva Filho 

Procon encontra irregularidades no Supermercado Princesa de Arraial do Cabo


O Supermercado Princesa, que detém o monopólio dos supermercados da cidade de Arraial do Cabo, sendo dono da única rede de supermercado da cidade com 3 lojas, sofreu nessa terça-feira (30/05) fiscalização do Procon do município de Arraial do Cabo, junto com a Fiscalização de Postura e o apoio da Guarda Municipal.

Durante a operação diversas irregularidades foram encontradas, entre elas:

- Produtos em situação inapropriada para o consumo.  Foram imediatamente retirados das gôndolas.

- Produtos estão sendo armazenados de forma errada.

- Vestimenta dos funcionários inadequadas, funcionários sem toucas e outros sem luvas.

O Supermercado Princesa tem 7 dias para sanar todas as irregularidades encontradas.

Cliente é mal atendido no Supermercado Costa Azul em São Pedro


A cliente Paola Bulhões do Supermercado Costa Azul foi surpreendida pelo péssimo atendimento que recebeu de um caixa quando passou e empacotava suas compras, no relato Paola conta que a caixa bateu boca com a cliente por uso de duas sacolinhas plásticas para fazer reforço e não estourar com os produtos comprados.

Leia o surreal depoimento de Paola no Supermercado Costa Azul:

"Então, venho contar um relato que aconteceu comigo hoje no COSTA AZUL. Fui eu comprar algumas coisas, chegando no caixa empacotei as compras e estava colocando duas bolsas, porque eu comprei coisas que pesam (carne, leite, farinha de trigo), enfim, e não foi um de cada, foi 2 3... E eu precisava 2 bolsas pra sustentar o peso, porque eu ia caminhando, e poderia correr o risco de rasgar. Eis, que a caixa : Vivia Maria dos Santos, tirou as bolsas da minha frente, eu disse que precisava de mais e ela se recusou, disse que não precisava mais, aí eu falei: moça preciso de mais, aí ela: não precisa não, pra que? E recolheu novamente, fui e peguei dela, aí começou a novela né... Aí na maior ignorância ela falou: você vai colocar 2 bolsas pra tudo? Aí eu falei: vem cá, tá sendo cobrado de você essas bolsas? Pq você está fazendo muita questão, aí ela: não, é pq tem que economizar... Então, quer dizer que um mercado de grande porte, não pode ceder as bolsas para seus clientes pq tem que economizar???? Fecha o mercado então... Ou faça que nem o Atacadão, compre uma bolsa BOA e grande (não uma vagabunda que nem as deles, que já rasgou colocando só uma), e cobre 0,20 por cada.

Aí eu já quase indo embora ela chama a fiscal, quando ela chegou, eu ouvi ela dizendo : espera aí, espera ela sair, aí eu já puta da vida dirijo a palavra a tal fiscal: senhora, boa noite, quer dizer então que agora é fracionada bolsas aqui? Aí ela disse : temos que economizar, aí eu falei ué então coloca uma placa bem grande que tem limite agora por cliente , da quantidade de bolsas, e ela (caixa), não soube falar, simplesmente tirou as bolsas da minha mão. Aí a caixa : não foi nada disso que aconteceu! 

Ou seja, quer me tirar como idiota??? Cliente tem suas razões, e eu estava na minha.
Aí simplesmente eu falei pra fiscal: não quero discutir, só eduque melhor sua caixa, passar bem.

Enfim, me desculpem pelo desabafo, só fiquei indignada, com tamanha pão durice de uma mercado tão "bom". Que pelo ocorrido de hoje, baixou meu conceito em relação a eles.


Não recomendo fazer compras lá, pq vai querer daqui a pouco que você leve as compras na cabeça...
"

terça-feira, 30 de maio de 2017

Cabofriense Zueiro, onde sua risada é certa! Câmera de Segurança


Conheça a página do Cabofriense Zueiro no Facebook clicando AQUI e garanta ótimas gargalhadas. 

Bastidores da Política e da Imprensa. Edição: Confusão em Cabo Frio


Secretário desabou

O Secretário de Esporte, Zé Antônio Odilon (PSC), despencou de sua cadeira e não é mais o gestor do esporte na cidade, uma sequência de erros levaram Zé Antônio para fora de um dos cargos mais importantes do governo municipal.

Entra Pombo

Quem assume a cadeira de Secretário de Esporte é Elizeu Pombo, que já ocupou o mesmo cargo no passado, mas a decisão do prefeito Marquinho Mendes (PMDB) não agradou todo mundo.

Caiu pro lado

Mas Zé Antônio (PSC) foi amparado pelo seu novo padrinho político, Aquiles Barreto (SD), e acabou caindo para o lado, muito abaixo e sem nenhum "poder", ainda assim mantém um ótimo salário. Zé Antônio assume a Superintendência de Criança e Adolescente.

Motivo da queda

O primeiro motivo da queda foi uma infeliz reunião realizada pelo ex-secretário de esporte com seus ex-funcionários, onde o Zé Antônio acabou ultrapassando os limites aceitáveis de uma chefia.

Motivo da queda 2

Encantado pelo Canto da Sereia o ex-secretário Zé Antônio (PSC) traiu seu amigo e líder político Jefferson Vidal (PSC) para se juntar a Aquiles Barreto (SD) na campanha de deputado estadual de 2018. Zé achou que ficaria forte e totalmente protegido por Aquiles, mas... e a vida tem sempre um mas... não foi bem assim o desfecho da história!

Pau quebrando

A interferência de Aquiles Barreto (SD) tentando afanar um apoio e membro do grupo político de Jefferson Vidal (PSC) azedou a relação entre os dois, mais uma vez Aquiles segue apunhalando quem sempre lhe deu apoio e se desgastando no meio político. Impressiona, em uma curta carreira, a sequência de erros e promessas não cumpridas pelo jovem político.

E agora?

Para quem não sabe Jefferson Vidal (PSC) foi coordenador da eleição de Aquiles Barreto (SD) em 2014, quando Aquiles  foi candidato a deputado estadual. Jefferson também foi determinante para que Aquiles conseguisse assumir a presidência da Câmara de Vereadores no início do ano, e como retribuição Jefferson recebe essa facada nas costas dada por Aquiles. E agora?

Nem de um nem de outro

Já Marquinho Mendes (PMDB) resolveu a questão não permitindo que Jefferson e o PSC voltasse a indicar o Secretário de Esporte, também não permitiu que a pasta ficasse com Aquiles e por isso nomeou Elizeu Pombo que é de total confiança do prefeito.

Chateado

Quem não está nada feliz com a ideia de Elizeu Pombo na Secretaria de Esporte é o ex-vereador e chefe de gabinete, Zé Ricardo (PMDB). Os dois são inimigos e já quase chegaram as vias de fato na sala de reunião da Câmara de Vereadores. Ao Zé Ricardo fica a lição que político sem mandato e "nada" é quase a mesma coisa.

Lição

Ao Zé Antônio (PSC) fica lição que trair o partido e sua liderança política, confiando em canto da sereia, é infantilidade política, além de não ser mais secretário se queimou no meio político, volta a estaca zero de ser um candidato de 500 votos, que nunca chegará a vereador e nunca mais ganhará o cargo que já ocupou, pois perdeu a confiabilidade no meio político.

Lição 2


Jefferson Vidal (PSC) aprende da pior forma possível quem é e como age Aquiles Barreto (SD), e tenho uma coisa importante para dizer ao Jefferson nesse momento: "EU TE DISSE" e você preferiu não acreditar.

Violência Desenfreada na Região dos Lagos. Qual a solução?

Visita ao 25º BPMERJ

A sequência de diversos homicídios nos últimos dias, assaltos a mão armada, furto de veículos, assalto a pedestres e comerciantes é a confirmação de que estamos sem segurança pública adequada na Região dos Lagos.

Semana passada o Blog Cartão Vermelho e amigos da imprensa foram convidados (imagem acima) pelo Coronel Henrique do 25º BPMERJ para conhecer a forma que nossa brava Polícia Militar vem se desdobrando em inteligência e dedicação para conter o crime, e vem de certa forma conseguindo equilibrar as contas da criminalidade, só que as condições de trabalho, efetivo mínimo, e área de atuação gigante proíbem qualquer avanço na segurança pública.

O 25º BPMERJ cobre a segurança de 7 cidades, aproximadamente 600 mil habitantes em uma área de 2.500 km², contando com um efetivo total de apenas 854 homens.

Mas é preciso entender que dos 854 policiais temos os doentes com licença médica, os policiais de férias (acredite eles são humanos e tiram férias), os de serviço interno,  com problemas psiquiátricos por estar exposto a uma guerra civil, e por último a escala de trabalho (acredite eles são humanos e precisam ter tempo com a família, pagar contas...).

Então vamos imaginar que sobram de fato 750 policiais, em uma escada de 24h por 48h, isso significa 250 policiais por dia e nas ruas uns 200 policiais por dia. Então temos 600 mil habitantes sendo atendidos por 200 policiais nas ruas, 1 policial para cada 3 mil habitantes.

Mas não se esqueça do verão, onde a população sai de 600 mil para até 2 milhões habitantes, e continuamos com 200 policiais por dia nas ruas, 1 policial para cada 10 mil habitantes.

Lembrando que a recomendação da Organização das Nações Unidas (ONU) seria 1  policial para cada 250 habitantes, isso significa que temos 12 vezes menos o número de policiais para fazer nossa segurança.


Resumo da história, estamos ferrados e sem a menor chance de combater a criminalidade. Qual a solução? Se for mais profundo é investir em Saúde, Educação, combater desigualdade social... e paralelo a isso criar uma Guarda Civil com poder de polícia, bem armada e bem treinada, ou criamos policiais municipais para ajudar a PM ou esquece as pacatas cidades em que um dia tivemos.

"Por Aí" com Ana Paula Domarco. Edição: Exposição de Diângelo


Novo Espaço Cultural inicia atividades com exposição de Diângelo

Localizado na Rua Copenhague, em São Cristovão, o novo espaço cultural Semblano Café Bar, iniciou as atividades nesta última sexta-feira, 26, com exposição do artista plástico   Carlos Diângelo. De acordo  com a proprietária, Teresinha Semblano, o local misto de  lanchonete e bar, pretende abrir mensalmente o salão para que os artistas da região possam oferecer seus trabalhos aos moradores do bairro, uma vez que este tipo de atividade é restrito ao centro de Cabo Frio.

Durante o evento os frequentadores aproveitaram para saborear diversos petiscos fornecidos, como acarajé, abará, bolinhos de bacalhau e vários caldos, além da cerveja geladíssima e a já famosa jeitosinha, especialidade da casa.


A mostra pode ser apreciada todos os dias a partir das 12:00 horas, e a casa fica aberta até o último freguês.


Sigo por aí...

OFERECIMENTO:


Sobrancelhas Design
Rua Raul Veiga, 389
Ipanema Mall - Loja 33
(22) 2643-3756

Make Zhong Guo Great Again. Por Pedro Nascimento Araujo


O nome não poderia ser mais indicativo das ambições: Nova Rota da Seda. Há um nada sutil desejo de evocar um mítico passado de grandeza e centralidade. Aliás, o próprio nome do país é um indicativo desse complexo de grandeza: em chinês, China é Zhong Guo (中国) – literalmente, Reino do Meio. Fisicamente meio do mundo, na concepção original – ou, ao menos, do mundo conhecido há mais de dois milênios, quando Zhong Guo estabeleceu-se como primeira potência mundial. Desde então, muita água passou sob a ponte e Zhong Guo virou um nome esquecido no mundo. Agora, os chineses parecem dispostos a recolocar a China (ou melhor, Zhong Guo) no centro do mapa-múndi com um plano extremamente ambicioso: a Nova Rota da Seda. O sucesso ou o fracasso de Beijing nesse projeto será o fator principal a definir o papel que a China exercerá de fato no século atual. Primeiramente, é preciso dizer que a Nova Rota da Seda ou OBOR (One Belt One Road, como o projeto é oficialmente chamado) é uma aposta sem precedentes para a China moderna, mas não sem precedentes para o mundo – inclusive para Zhong Guo. O conceito de infraestrutura internacional conectada convergindo para um centro dinâmico está na base, por exemplo, do controle romano sobre a Eurásia há dois milênios. Até hoje a expressão “todas as estradas levam a Roma” é utilizada, e não à toa: ainda há estradas e pontes romanas em funcionamento como foram concebidas, embora a maioria tenha sofrido mudanças com o tempo e virado grandes ferrovias ou rodovias. Roma era o centro do mundo. Em Zhong Guo, algo semelhante ocorreu, tendo Xi’an como epicentro (as fabulosas esculturas do exército de terracota dão testemunho da importância chinesa), mas um isolamento autoimposto no início da Dinastia Ming (Século XV) levaria o país que teve hegemonia sobre terra e mar (a esquadra do almirante Zheng He foi ao Oriente Médio e ao Chifre da África com uma frota que faziam as expedições de Colombo e Vasco da Gama parecerem brincadeira de criança) a perder importância até ser literalmente loteado pelas potências europeias – Shanghai, centro financeiro da China atual, teve, após as Guerras do Ópio, mais áreas sob administração de diferentes países estrangeiros concomitantemente do que Berlim e Viena após 1945. Curiosidade: o Brasil, embora não controlasse uma área específica China, tinha extraterritorialidade para seus cidadãos na época, por ser parte de um dos 14 países com esse direito (além do Brasil, eram 11 europeus, os Estados Unidos e o Japão) O resto da história é conhecido: guerras civis, caos, pobreza, ópio, violência, Mao Zedong, genocídios – até Deng Xiaoping impor as reformas do capitalismo de estado em 1979. Após quase quatro décadas de crescimento vertiginoso (com capitais majoritariamente americanos, é bom que se diga), Zhong Guo faz sua aposta de voltar a fazer jus ao seu nome com a Nova Rota da Seda – simbolicamente, representa voltar ao ápice de Zhong Guo, ocorrido pouco antes de o isolacionismo conduzir ao nadir no Século XIX: como diria Donald Trump, Make Zhong Guo Great Again!

A Rota da Seda foi a principal interligação econômica da Ásia e também ligava a Ásia central com sua ponta mais ocidental, a Europa. Exatamente porque não tinham como entrar Rota da Seda, comandada pelos poucos, grandes, fortes e avançados reinos asiáticos, os muitos, pequenos, fracos e atrasados reinos europeus empreenderam a busca pela alternativa marítima para comerciar com a Ásia, com base nas ideias ou de um planeta esférico (Colombo) ou de circum-navegação do continente africano (Vasco da Gama, o Conde da Vidigueira). Conseguiram, ficaram poderosos e voltaram à China para partilhá-la séculos depois, como se sabe. Todavia, diferentemente das estradas romanas, a Rota da Seda não foi uma invenção chinesa para fazer convergir os fluxos do mundo para sua capital. Enquanto os romanos criaram uma complexa infraestrutura logístico-administrativa voltada para aumentar o poder de Roma, a Rota da Seda simplesmente estava lá e não era controlada por Zhong Guo; os chineses eram seus maiores usuários, mas não seus controladores – o que faz toda a diferença. Beijing tanto sabe disso que, desta vez, pretende não repetir os mesmos erros: a China quer construir e controlar a infraestrutura da OBOR. Uma excelente ideia – no Século XIX, como certamente o foram a Bagdadbahn e outras delirantes iniciativas de projeção de poder da época. O próprio anúncio da Nova Rota da Seda foi um exemplo de livro-texto sobre demonstração de força: nada menos do que 110 países mandaram representantes. Como o mundo tem 193 nações segundo a ONU, obviamente nem todos os presentes poderiam fazer parte da Rota da Seda. Pouco importa; ou melhor, importa demais: para Beijing, esse comparecimento foi visto como um sinal de que o mundo se interessa pelo que a China faz, que Zhong Guo está de volta, que os comunistas conseguiram seu Make Zhong Guo Great Again particular. Sim, porque, mesmo sendo (melhor ainda: por causa disso) um projeto do Século XIX, o OBOR é colossal. Mais do que isso, o OBOR tenta criar um mediterrâneo chinês, como os romanos tiveram o deles (no próprio Mar Mediterrâneo), os ingleses tiveram o deles (no mundo inteiro) e os americanos tiveram (no hemisfério americano) e têm (no mundo inteiro). Como a Nova Rota da Seda, parece ter chegado a vez dos chineses. Mas não é tão simples assim.

Para que o OBOR funcione a contento, as maiores rotas marítimas do mundo, que passam por áreas altamente disputadas na Ásia, precisarão ser patrulhadas. Ocorre que quem patrulha os mares atualmente é Washington e, por isso, um aumento na presença de belonaves chinesas é visto como uma tentativa de corrida armamentista; por outro lado, um aumento na presença de belonaves chinesas patrulhando o OBOR, uma iniciativa chinesa apoiada por uma centena de nações, é simplesmente consequência natural – e cria o mediterrâneo chinês. Mais do que isso, o estabelecimento de infraestrutura terrestres (ferrovias, comunicações, energia, portos, rodovias etc.) com capitais chineses simplesmente liga umbilicalmente todo o entorno à China, em uma relação mãe-filho, com Beijing sendo a mãe, claro – criando, portanto, um cordon sanitaire de países dependentes ao redor da China. Os termos são oitocentistas de propósito; se soa anacrônico falar em mediterrâneos ou em cordons sanitaires em pleno Século XXI, é exatamente porque foi para isso que a Nova Rota da Seda foi criada: para recolocar Zhong Guo no centro do mundo. A um custo de até cinco trilhões de dólares (literalmente, metade do PIB da China, o segundo maior do mundo), diante de reservas internacionais de três trilhões – que estão encolhendo e dos quais “apenas” um trilhão é o saldo líquido, segundo estimativas internacionais. Resumindo, para poder bancar o OROB, Zhong Guo precisaria se endividar irresponsavelmente, internamente e externamente – e nem vamos mencionar a ausência de um plano claro, com objetivos definidos tecnicamente, algo impensável em um país que se move por decisões de uma elite política mais interessada em sobreviver e que precisa tanto parecer forte (internamente e externamente) quanto entregar prosperidade para manter a aquiescência silenciosa ao seu autoritarismo intrínseco de recordista mundial de assassinato de compatriotas, com literalmente dezenas de milhões de chineses mortos desde que ascendeu ao poder há quase sete décadas. No Século XXI, fazer geopolítica do Século XIX com financiamento do Século XIV pode não ser uma boa ideia.

Por fim, há uma questão premente: a China talvez jamais poderá dispor de cinco trilhões de dólares para brincar de superpotência porque há riscos consideráveis de sua economia entrar em colapso em breve. A mais do que conhecida bolha imobiliária na China pode vir a ser estourada a qualquer momento, ao invés de ser desinflada controladamente, como deseja Beijing; afinal, caso ocorra a ruptura ab-rupta da bolha, o mais provável é que Zhong Guo país entre em processo de estagnação econômica prolongada, repetindo o Japão desde o estouro da bolha imobiliária naquele país nos anos 1990 – naquela época, se tinha como certo (como se tem agora) que a ascendente potência industrial asiática (naqueles dias, o Japão) ultrapassaria os Estados Unidos da América para ser a principal economia do mundo. Todavia, ainda que a desinflação controlada logre êxito e a economia da China sobreviva incólume ao fim da galopante especulação imobiliária, o crescimento econômico chinês vem caindo paulatinamente, em que pesem as toneladas de estímulos estatais – e em nada ajuda a ampla desconfiança internacional diante da absoluta opacidade dos métodos de aferição dos dados oficiais sobre o desempenho econômico. Pior ainda, nesta semana a China sofreu um importantíssimo rebaixamento de uma agência internacional de classificação de risco: levando em conta basicamente tais fatores, a Moody’s não apenas rebaixou o país, como ainda manteve um viés de baixa. E eis um ponto crucial a ser considerado em qualquer análise acerca do OBOR: trata-se de um plano geopolítico demais e econômico de menos. Analistas açodadamente o compararam ao Plano Marshall, mas isso é incorreto; afinal, quando Washington elaborou o Plano Marshall, sabia exatamente quanto gastaria (orçamento aprovado pelo Congresso) e em que gastaria: aquele dinheiro serviria para bancar a reconstrução da capacidade industrial e da infraestrutura de países que, afinal, já eram desenvolvidos (afinal, aBagdadbahn foi obra do II Reich) e, com a capacidade produtora restaurada, retomariam a prosperidade e o comércio com os Estados Unidos para fortalecer o chamado mundo livre junto com os americanos, a quem caberia ainda prover proteção militar – e, com isso, o Plano Marshall ainda tinha os atrativo de retirar grande parte dos pesados custos de defesa dos orçamentos dos países aliados ao Tio Sam. As vantagens geopolíticas do Plano Marshall eram, portanto, umbilicalmente ligadas às vantagens financeiras do Plano Marshall. No caso do OBOR, a geopolítica parece perigosamente preceder a análise técnico-financeira, meio caminho andado para o fracasso. Some-se a isso a situação no mínimo incerta acerca do futuro financeiro chinês e temos três quartos do caminho percorrido. Make Zhong Guo Great Again é um desafio e tanto, mas o açodamento dos líderes do Partido Comunista da China para torná-la grande demais rápido demais e com zelo financeiro de menos, sacrificando a economia em prol da geopolítica, pode transformá-la no oposto exato do que desejam: a gênese de mais uma queda espetacular de Zhong Guo.

Pedro Nascimento Araujo é economista.
nascimentoaraujo@hotmail.com

sexta-feira, 26 de maio de 2017

Deputado Janío Mendes recebeu 100 MIL REAIS da JBS em 2014

Janío Mendes e Pezão

O Deputado Estadual Janío Mendes (PDT) recebeu, em 2014 da JBS, doação eleitoral no valor de 100 mil reais para sua campanha de deputado estadual.

R$ 100.000,00 para Janío Mendes

Os irmãos Joesley e Wesley Batista, que são proprietário da JBS, fizeram os pilares da nação estremecer ao fazer a maior delação premiada da história do Brasil, gravando inclusive conversas pessoais com o presidente Michel Temer (PMDB) e com o senador  afastado Aécio Neves (PSDB), ambos acabaram denunciados pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal (MPF).

A JBS divulgou uma listagem com centenas de políticos que teriam recebido "Caixa 2" e também afirmou que seguia pagando propina ao ex-deputado e ex-presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha (PMDB), mesmo após sua prisão.

No entanto a doação de 100 mil reais da JBS ao deputado Janío Mendes em 2014 não foi utilizado como "Caixa 2" já que o deputado declarou oficialmente a verba em suas prestações de conta.

A redação do Blog Cartão Vermelho entrou em contato com o deputado Janío Mendes que declarou não ter vínculo com a empresa e nem com seus proprietários e que a verba foi repassada pelo seu partido PDT.


"Não conheço ninguém ligado à JBS e nunca votei em nenhum projeto de lei ou nenhuma emenda que favorecesse essa empresa, o dinheiro me foi oficialmente repassado pelo comitê nacional do PDT" - Deputado Janío Mendes 

DENÚNCIA - Novas irregularidades cometidas pelo Aquiles Barreto (Presidente da Câmara de Cabo Frio)


Um novo informante buscou contato com nosso site para narrar novas medidas que o presidente da Câmara de Vereadores, Aquiles Barreto (SD), pretende adotar, entre as medidas está a redução do número de assessores por gabinete, mas sem que isso afete o valor gasto no gabinete do vereador, uma manobra no mínimo estranha.

A denúncia também nos relata que Aquiles Barreto elevou em 4 milhões o custo funcional da casa legislativa, e que supostamente pretende fazer uma ilegalidade que seria criar diárias de despesa para as pessoas com cargos de confiança dele.

Segue a denúncia:

"Impossível levar a sério o senhor presidente da Câmara de Vereadores Aquiles Barreto, este rapaz conseguiu a proeza de em 5 meses ter sido eleito pelo povo e pelos funcionários como o pior presidente que a Câmara Municipal de Cabo Frio já teve.

Não bastassem todos os desmandos já conhecidos cometidos por ele, agora o Sr Aquiles Barreto, deseja fazer um projeto de Lei modificando cargos, reduzindo de 8 para 5 os cargos destinados aos vereadores

Neste caso, ele deseja reduzir a quantidade de vagas sem reduzir o montante pago na folha, ou seja maquiagem na lei e na folha.

Dizem ainda, que ele pretende criar na presente lei, pasmem, repito pasmem, criar diárias para cargos comissionados, isso é uma aberração.

O Presidente Aquiles aumentou gasto no orçamento da Câmara de 14 milhões para 18 milhões em um momento de crise como este, é preciso ter responsabilidade com a coisa publica." - Nome preservado

Do Blog Cartão Vermelho:

O Blog Cartão Vermelho segue totalmente aberto para publicar resposta da Câmara de Vereadores ou do presidente da casa, como sempre nos pautamos pela verdade e lamentamos o estranho silêncio que o Sr. Aquiles Barreto vem fazendo de inúmeras denúncias de irregularidades que pesam contra ele.

Bastidores da Política e da Imprensa em 26/05/2017


Assédio Moral

O Blog Cartão Vermelho recebeu três gravíssimas denúncias de assédio moral coletivo que teriam sido cometidas por um secretário municipal de Cabo Frio em uma reunião com aproximadamente 60 pessoas. O relato é assustador e vergonhoso, umas das vítimas alega que está entrando com ação contra o que chamou de "monstruosidade e perseguição", estamos aguardando o número do processo para fazer a matéria completa.

Sendo Verdade

Como a denúncia vem de três fontes diferentes, e os relatos das atrocidades batem um com o outro, é muito provável que as denúncias dos crimes de assédio moral coletivo cometidos pelo secretário sejam reais, e sendo verdade ficará o prefeito Marquinho Mendes (PMDB) em um situação delicada, ou demite o "monstro" ou se desgastará muito protegendo o indefensável.

Alair Corrêa

O ex-prefeito Alair Corrêa (PP) foi as redes sociais reclamar do péssimo serviço da ENEL, que já deixa sua atual residência há 24h sem energia. Apesar da queixa justa o ex-político foi ofendido em sua postagem por um funcionário público, o ódio que plantou na população vai demorar para passar, mas Alair ainda não percebeu isso.

Silas Bento

Repercute muito bem as votações e posicionamentos sociais que vem adotando o deputado estadual Silas Bento (PSDB) desde o início de seu mandato, nunca ter aceito se aproximar do Governo Pezão/Sérgio (PMDB) é um ato de coragem e dignidade, e o reconhecimento a isso está visível pelas ruas.

Prolagos

Já o vereador Vanderlei Bento (PMB) , filho do deputado estadual Silas Bento (PSDB), vem travando uma verdadeira guerra a favor da população contra os desmandos da Prolagos, agora o vereador oferece suporte jurídico a quem sofreu ilegalidades na mão dessa desonesta empresa.

Tensão

Medidas austeras foram adotadas pelo prefeito Renatinho Vianna (PRB) para equilibrar as contas após a vertiginosa queda com a arrecadação de royalties de petróleo, as medidas são extinção de secretarias, demissões e cortes nos salários. O que está causando forte tensão entre os funcionários da Prefeitura de Arraial do Cabo.

Esperança

O prefeito Renatinho Vianna (PRB) representa a esperança e a libertação da população cabista de uma quadrilha que saqueou os cofres públicos e levou a cidade as ruínas, uma pena a crise financeira estar afetando tanto a cidade nesse momento de renovação. Fica aqui nossa torcida de dias melhores para as economias de Arraial do Cabo.

Miguel Alencar

O vereador e líder do governo, Miguel Alencar (PPS), está atuando em uma área muito importante que é a proteção aos animais. Parabéns vereador e sucesso nessa nova empreitada.

Chumbinho

O Prefeito de São Pedro da Aldeia, Cláudio Chumbinho (PMDB), participou essa semana do ato comemorativo da assinatura dos contratos de entrega das chaves de 272 apartamentos do conjunto habitacional Quinta São José, do programa federal “Minha Casa Minha Vida”, localizado no bairro Rua do Fogo. Parabéns Chumbinho por essa importante conquista para a população aldeense!

Cabo Daciolo

O deputado federal Cabo Daciolo (PTdoB) estará hoje (26/05) aqui na Região dos Lagos; segundo a agenda divulgada às 9h o deputado estará em Arraial do Cabo,  às 11h estará em Cabo Frio na Praça Porto Rocha e às 14h visitará Iguaba Grande.

21 Anos

A querida amiga e vereadora Alexandra Codeço (PRB) e o empresário Teninho Fernandes comemoraram com um delicioso jantar 21 anos de casamento. Parabéns ao casal!

Codeço

Por falar na vereadora Alexandra Codeço (PRB), o grupo político da vereadora já fala abertamente em candidatura à deputada estadual, e ao que parece a vereadora está gostando e estudando a ideia de ser a única candidata mulher da cidade em 2018.

Dodói

Quem está gripadinho é o blogueiro e professor Chicão, é um tal de febrinha e denguinho que ninguém aguenta mais, com isso a proposta de impeachment do Chicão como presidente do clube dos machos da cidade já está na pauta de votação.

Concurso de Redação

As inscrições para o concurso de redação Maio Amarelo, organizado pelo Grupo SMS – Auto Viação Salineira, Viação Montes Brancos e Viação São Pedro, terminam nesta sexta-feira (26/05). Até as 23h59min de hoje (26/05), estudantes dos 8º e 9º anos do Ensino Fundamental II e do Ensino Médio de escolas públicas e particulares da Região dos Lagos poderão se inscrever no 1º Concurso de Redação Maio Amarelo, realizado pelo Grupo SMS. O primeiro colocado será premiado com um smartphone Samsung Galaxy J5 e o segundo lugar ganhará um headphone. Os 22 estudantes seguintes receberão um fone de ouvido da marca JBL. O regulamento e a ficha de inscrição estão disponíveis no site www.salineira.com.br para alunos, professores e escolas que desejarem participar do concurso de redação.

Ex-prefeito Andinho Depõe na Justiça Federal


O ex-prefeito de Arraial do Cabo, Andinho (PMDB), que foi cassado do cargo de prefeito pela Justiça Eleitoral e tornado inelegível até 2024, esteve essa semana depondo como testemunha de acusação contra o Policial Federal Leonardo Carvalho, preso por  supostamente vazar informações das ações da Polícia Federal que levaram a prisão da cúpula governamental do ex-prefeito Andinho.

Sentado bem distante ao ex-prefeito Andinho, parecendo que nem queria contato, era o seu ex-secretário de educação, Luiz Cláudio de Mendonça "Cadinho", que também figura como testemunha de acusação.

Tem quem diga que a prisão do Policial Federal Leonardo Carvalho seria uma armação da quadrilha que foi presa e fazia parte do governo Andinho (PMDB) e que esse processo poderia se reverter contra a quadrilha. Será?

Reclamação do Leitor - Ruas Esburacadas em Tamoios


Morador da Rua Badejo no bairro Aquarius no Distrito de Tamoios - Cabo Frio, nos manda vídeo mostrando a situação periclitante que se encontra a sua rua.

O nosso leitor mostra estar ciente que a situação financeira do município não permite calçar as ruas, mas pede que seja providenciado máquinas para que tapem os buracos e acabem com as bacias e poças de água.


Para quem acessa o blog a partir de um smartphone é necessário usar a plataforma Safari para visualizar o vídeo:


Fim de Semana Cultural e Social agita a Região dos Lagos


Roda de Samba

A cidade de Arraial do Cabo vai parar nesse sábado (27/05) para curtir a roda de samba mais esperada do ano, Roda de Samba do Galo, que conta entre as muitas atrações com o famoso Grupo Nada Igual e o dono da noite o DJ Foley.

O evento começa às 22h deste sábado (27/05) no Sindicato dos Trabalhadores da Álcalis, Centro de Arraial do Cabo. Se eu fosse você garantia logo o ingresso!


Caldo Beneficente

A associação de moradores do bairro Recanto das Dunas, vizinho a comunidade do Manoel Corrêa, está organizando nesse sábado (27/05) a "Noite dos Caldos Beneficentes com Música ao Vivo".

Todas as vendas realizadas serão revertidas em material esportivo ao projeto social encabeçado por Dário Monteiro, atualmente o projeto atende mais de 130 crianças em situação de risco.


V Congresso de Dança

Cabo Frio está sendo palco até o próximo domingo (28/05) do  V Congresso de Dança de Salão e Zouk de Cabo Frio, o evento é uma iniciativa do Professor Alan Lobato e do seu famoso núcleo de dança. Maiores informações sobre a maratona de atividades pode ser feita através do telefone (22) 99948-5180.

Matéria: Thaís Lima

quinta-feira, 25 de maio de 2017

Deputado Silas Bento Faz Duas Votações em Prol do Cidadão e do Estado


Segue de parabéns a postura do deputado estadual Silas Bento (PSDB) por seu posicionamento não compactuando com o Governo Pezão/Sérgio Cabral (PMDB) que efetivamente vem fazendo manobras macabras para que o cidadão pague pelo rombo de bilhões de reais que a quadrilha do Sérgio Cabral desviou dos cofres públicos.

1º Voto - Contra a prorrogação do estado de Calamidade Financeira

O deputado Silas votou contra a vergonhosa prorrogação do estado de Calamidade Financeira do Estado do Rio de Janeiro que ia até dezembro de 2017 e através dessa manobra suja se prorrogará até dezembro de 2018, deixando assim o Governador Pezão com carteirinha para fazer o absurdo que quiser e se livrar das penalidades previstas na Lei de Responsabilidade Fiscal.

2º Voto - Contra o aumento da cota previdênciária

O deputado Silas também votou contra o inescrupuloso aumento da cota previdenciária que foi elevada de 11% para 14%, fazendo com que os trabalhadores paguem a conta deixada pela corrupção da gangue do Sérgio Cabral. Ao invés de sobretaxar trabalhador o Governo Pezão/Sérgio Cabral tem a obrigação de cobrar a dívida ativa dos Gigantes e Famosos sonegadores.

Do Blog Cartão Vermelho:


Parabéns Deputado Silas Bento, sua postura faz com que seus eleitores da Região dos Lagos sintam orgulho de ter um representante que vota pensando na população e não no próprio bolso. Siga nesse caminho do bem, nós aqui lhe agradecemos.

Homicídio em Arraial do Cabo (Imagens Fortes)


Um homem foi morto na noite de ontem (24/05) em torno das 19h no bairro Praia do Anjos na cidade de Arraial do Cabo.


A vítima era conhecida na cidade como Zé do Gás, filho de Zezé de Celeste, e estava andando pela calçada quando um outro homem chegou e efetuou 4 disparos a queima roupa contra o peito de Zé do Gás.


O corpo foi encaminhado ao IML de Araruama e o caso foi encaminhado a 132ª DP de Arraial do Cabo. Até o fechamento dessa matéria ninguém havia sido preso ou indiciado. 

Janio Mendes vota a favor de Pezão pela prorrogação do estado de calamidade


Sei que não é surpresa alguma, mas como de costume o deputado estadual da base do Governo Pezão/Sérgio Cabral (PMDB), Janio Mendes (PDT), votou nos interesses pouco transparentes de suas lideranças políticas.

Dessa vez Janio votou pela prorrogação do estado de Calamidade Financeira do Estado do Rio de Janeiro que ia até dezembro de 2017 e através dessa manobra se prorrogará até dezembro de 2018, deixando assim o Governador Pezão com carteirinha para fazer o absurdo que quiser e se livrar das penalidades previstas na Lei de Responsabilidade Fiscal.


Para amenizar a péssima imagem na sequência de votações a favor do governo e contra o interesse da população, como a venda da CEDAE entre outros, o deputado Janio Mendes fez uma graça e votou contra o aumento da cota previdenciária dos trabalhadores.

- |