Leal Porto

Leal Porto

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2647-5341

sexta-feira, 29 de abril de 2016

Bastidores da Política e da Imprensa - Edição Cabista em 29/04/2016


H1N1

A imprensa noticiou a morte de Cláudio Rodrigues da Cunha, de 42 anos, na noite desta última quarta-feira (27), no Hospital Geral de Arraial do Cabo (HGAC) decorrente da H1N1, além de noticiar um veículo de comunicação apresentou a Declaração de Óbito de Cláudio Rodrigues da Cunha, confirmando a causa da morte por H1N1, pneumonia e insuficiência respiratória.

Negando

Mesmo com a Declaração de Óbito a Secretaria de Saúde de Arraial do Cabo teve a coragem de vir a público negar o óbvio, isso demonstra a total falta de respeito com a inteligência do cidadão cabista e com a imprensa da Região dos Lagos.

Parceiro

Olha que quem noticiou, em primeira mão, a informação pela morte do H1N1 é parceiro comercial da prefeitura, recebe e tenta levantar a pipa do candidato Tê (PMDB).

Sem grana

A notícia que as contas bancárias do Governo do Estado foram destinadas a pagamento de aposentados e pensionistas e que não terão mais dinheiros paras obras eleitorais anunciadas por Andinho (PMDB) foi um baque entre as cabeças mais pensantes do grupo do Tê (PMDB), o desânimo está grande.

E agora?

Informações dão conta que a palavra mais usada pela coordenação da campanha do Tê (PMDB) é "E AGORA????", sem dinheiro para as obras e automaticamente sem aquele belo caixa de campanha, com o risco crescente de uma operação "Dominação III", a situação é de Titanic rachado no meio por um iceberg.

Dominação III

O risco de uma nova operação da Polícia Federal é eminente, o prazo muito longo que vários réus estão na cadeia, alguns há mais de um ano, o fato de nenhum habeas corpus ter sido concedido pela Justiça (que demonstra a gravidade dos crimes), e os novos depoimentos dos que foram presos em dezembro, abrindo assim nova investigação, são os ingredientes que vão inevitavelmente formar uma operação Dominação III.

José Bonifácio

Com todas as fragilidades que apresenta o grupo político do Andinho (PMDB), há impossibilidade que Tê (PMDB) consiga se firmar candidato, voltaram a criar as possibilidades de que o prefeito Andinho e seu grupo apóiem o candidato do PDT, José Bonifácio, para prefeito.

Eles topam


Quem imagina que isso não pode acontecer está enganado, o PDT faz qualquer aliança para chegar ao poder, no PDT não interessa os meios o que importa são os fins, exemplos clássicos disso podem ser vistos em Cabo Frio, em 2012 Janío Mendes (PDT) se aliou a Marquinho Mendes (PMDB), já em 2016 Janío Mendes (PDT) se aliou ao PR do Garotinho, alianças que antes de acontecer os novos "aliados" eram tratados como verdadeiros demônios da política.

Prefeito Alair Corrêa se reuni com alunos e direção do Rui Barbosa


Na tarde de ontem (29/4) o prefeito Alair Corrêa (PP) recebeu na Secretaria de Educação 4 alunos do colégio Rui Barbosa, um representante da AERJ e a direção da escola.

Os alunos e diretores levaram pautas de melhorias para alimentação e funcionamento da unidade, e foram atendidos dentro das possibilidades legais e financeiras da prefeitura, na ocasião os alunos apresentaram novas pautas e ficou agendado um próximo encontro para o dia 13 de maio.


Um fato curioso é que durante a reunião uma professora que ama geladeira ficou do lado de fora esperando, havia preocupação por parte de funcionários da SEME, pois no prédio da secretária também havia uma geladeira.

Aulas de hidroginástica são as mais procuradas pelos assistidos da Melhor Idade


A SEMAEI- Secretaria Municipal Adjunta da Melhor Idade tem como objetivo desenvolver diversas atividades em benefício dos idosos. Uma das atividades mais procuradas pelos assistidos é a hidroginástica.

É contagiante a animação dos idosos na piscina enquanto praticam a hidroginástica. A atividade dentro d’água proporciona alegria e bem estar. É um exercício aeróbico que acontece em piscinas com o objetivo de manutenção profilática da saúde.

A atividade auxilia na capacidade aeróbica, na resistência cardiorrespiratória, na resistência e na força muscular, na flexibilidade, além de proporcionar um gasto calórico de 260 a 400 kcal por hora.

A prática da hidroginástica possui menor impacto nas articulações, menor esforço nos movimentos e sensação de conforto causada pela água. Por isso é um esporte excelente para a terceira idade.

As aulas acontecem de terças a sextas-feiras, com 22 turmas completas, sendo a primeira aula às 7h30min e a última às 18h30min. 

Todos os assistidos do projeto possuem atestados de saúde, com validade de seis meses. Além disso, eles passam por uma verificação de pressão arterial e principais sinais vitais antes das atividades, ministradas por profissionais técnicos e capacitadas para oferecer tal atividade.

A SEAMEI fica localizada na Avenida Teixeira e Souza, 2.228, no Trevo de São Cristóvão, Cabo Frio. 

Texto: Marianne Rodrigues

Fotos: Horácio CFZone

Crônica "Primeiros nomes da lista". Por Pedro Nascimento Araujo


Primeiros nomes da lista

No momento em que o Brasil passa por uma agudíssima crise política, pode ser um bálsamo saber que países que passaram por situações incontavelmente piores estão fazendo as pazes com seus fantasmas assim como nós: por meio da justiça. Daqui a muitos anos, quando toda a questão dos ora altamente prováveis impeachment de Dilma Rousseff e prisão de Lula da Silva puder ser analisada sem as paixões juvenis que parecem reinar neste momento, iremos acorrer aos arquivos da justiça para estudar as decisões que hoje dividem o país, ainda que em partes avassaladoramente desiguais. Se a ação da justiça nos soa como a única aceitável em um momento caracterizado pelo maniqueísmo, o que dizer de um país que passou por uma sangrenta guerra civil sectária? O que dizer de um país no qual as divisões transformaram-se em secessões? O que dizer de um país no qual as secessões foram sucedidas por genocídios na forma das odiosas limpezas étnicas? O que dizer, em outras palavras, da Bósnia? Dos 44 meses de cerco a Saravejo? Do massacre de oito mil muçulmanos em Srebrenica? Em suma, do mais sangrento período da Europa desde que o Exército Vermelho fincou sua bandeira no Reichstag? O que dizer? Que tal dizer que Radovan Karadžić acaba de ser condenado a 40 de prisão? Radovan Karadžić não é um líder qualquer. Tampouco o tribunal que lhe imputou as quatro décadas é um tribunal qualquer.

Radovan Karadžić foi um dos maiores líderes servo-bósnios desde que a queda do ditador Tito liberou as forças tectônicas que despedaçaram a Yugoslávia e que apenas sua mão de ferro mantinha contidas. Os nacionalismos exacerbados e as divisões religiosas nos Bálcãs estão na base das Guerras Mundiais e de muitos outros conflitos. Na verdade, a famosa Paz de Viena, o século de estabilidade sistêmica na Europa (e, por extensão, no mundo – era o auge do domínio europeu sobre o planeta) que durou de 1815 a 1914 foi progressivamente abalado pelo que os historiadores candidamente chamam de “questão balcânica”. Por causa da capacidade de gerar instabilidade, Sir Winston Churchill se referia aos Bálcãs como o “baixo ventre” da Europa. E o maior estadista do Século XX não estava errado. Combinando nacionalismos (inúmeros, com destaque para o sérvio, que defendia a criação de um estado não apenas independente, mas também expansionista – a “Grande Sérvia”), religiões (cristãos vivendo sob o domínio – ainda que frouxo – do Império Otomano eram uma oportunidade sempre disponível de ortodoxos russos e católicos austríacos tentarem se passar por “protetores dos cristãos”), racismo (brancos, eslavos e muçulmanos) e ideologias radicais oitocentistas (anarquismo, comunismo e terrorismo) para lá de exacerbados, os Bálcãs eram um barril de pólvora prestes a explodir. E explodiu, primeiro em guerras menores, nas quais as potências lutavam por procuração, até a eclosão da Grande Guerra em 1914, que teve como estopim o assassinato do herdeiro branco Habsburgo do trono católico da Áustria (Francisco Ferdinando) por um anarquista eslavo de um grupo terrorista bósnio de viés nacionalista sérvio e anticatólico (Gavrilo Princip) em Sarajevo. O marechal Josip Tito usou dos meios mais abjetos, mas conseguiu, após o final das Guerras Mundiais, criar um arremedo de estado comunista multinacional e multicultural – a Yugoslávia. Quando o comunismo caiu, o arranjo de Tito (que incluía rodízio de ocupantes de altos cargos de acordo com as facções da sociedade) ficou sem os tanques para se manter e o que era um país virou uma guerra civil ambulante. Nesse cenário, todos os vícios do passado renasceram nos Bálcãs e as guerras civis tomaram a região de assalto. Pano de fundo perfeito para um monstro como Radovan Karadžić ascender. E ele ascendeu.

O tribunal que julgou Radovan Karadžić também não é um tribunal qualquer. Criado em 1993, o Tribunal Penal Internacional para a Antiga Yugoslávia finalmente consegue fazer justiça. Não que Karadžić tenha sido o maior peixe já fisgado pela corte ad hoc; de fato, Slobodan Milošević, ex-presidente da República da Sérvia entre 1989 e 1997, Milošević foi o maior deles: Slobodan Milošević foi o artífice da tentativa de recriar a Grande Sérvia a partir dos escombros da Yugoslávia de Josip Tito por meio de genocídios. Quase conseguiu, pois tinha como aliados na região autônoma da Bósnia-Herzegovina chamada República Sérvia – apesar do nome, não um país como a República da Sérvia – carniceiros como Radovan Karadžić (principal líder político) e Ratko Mladić (principal líder militar). Os três que comandaram os massacres nos anos 1990 ficaram sob custódia do Tribunal Penal Internacional para a Antiga Yugoslávia, mas Milošević morreria em 2006 antes de receber a sentença. Agora, Radovan Karadžić recebeu 40 anos. A importância dos julgamentos no Tribunal Penal Internacional para a Antiga Yugoslávia transcende a prisão de monstros como Slobodan Milošević, Radovan Karadžić e Ratko Mladić. De fato, em 1993, quando o Conselho de Segurança das Nações Unidas aprovou a Resolução 827, a comunidade internacional estava dando um passo à frente no que hoje se conhece como Responsabilidade de Proteger (R2P). Naquele momento, o mundo assumiu a tarefa de punir os responsáveis pelo genocídio no que ficou conhecido genericamente como Guerra Civil Yugoslava. E, para tanto, recorreu à criação de tribunais internacionais, como os criados pioneiramente ao final das Guerras Mundiais: o Tribunal de Tokyo e o Tribunal de Nuremberg, que julgaram respectivamente os crimes de guerra dos alemães e dos japoneses. Como sói ser, apenas os crimes dos derrotados foram julgados pelos vencedores. Assim, os estupros, assassinatos e roubos em massa cometidos pelos soviéticos por onde pisaram, os criminosos bombardeios incendiários em Düsseldorf e Dresden feitos pelos ingleses e as bombas termonucleares americanas que arrasaram Hiroshima e Nagasaki jamais foram julgados. Ainda assim, os tribunais especiais do pós-guerra foram a primeira vez em que pessoas foram responsabilizadas por crimes de guerra, de genocídio e contra a humanidade, ainda que não estivessem tipificados à época. Com o fim da Guerra Fria, o Tribunal Penal Internacional para a Antiga Yugoslávia foi um passo crucial para que o Tribunal Penal Internacional fosse estabelecido. Em que pese Slobodan Milošević ter morrido antes de ser julgado, o fato de o Tribunal Penal Internacional para a Antiga Yugoslávia ter anunciado a sentença de Radovan Karadžić e estar julgando Ratko Mladić é um alento. Significa que a justiça pode chegar para todos, mesmo aqueles que se julgavam protegidos por aparatos estatais. Espera-se que a experiência do Tribunal Penal Internacional para a Antiga Yugoslávia sirva para que o Tribunal Penal Internacional tenha cada vez mais apoio. E que, conforme o tempo passar, cada vez mais os genocidas saibam que, mais cedo ou mais tarde, a justiça os pegará em Haia. No futuro, nos lembraremos de Radovan Karadžić e Ratko Mladić apenas como primeiros nomes da lista de genocidas que a humanidade colocou atrás das grades.


Pedro Nascimento Araujo é economista.

quinta-feira, 28 de abril de 2016

O "Fala aí" está assustando a oposição de Cabo Frio


Com o intuito de ampliar o acesso e melhorar a interação entre o Governo e a população, a Prefeitura de Cabo Frio anunciou na segunda (25/4), o lançamento oficial do “Fala aí”, um serviço prestado por meio do WhatsApp, aplicativo de mensagens instantâneas para smartphone, que vai possibilitar os moradores uma experiência de troca de informações de forma prática e eficaz com o Governo. O canal funciona através do número (22) 999-493936, onde os moradores podem enviar fotos, vídeos, sugestões, reclamações e denúncias diretamente para o Prefeito Alair Corrêa.

Mas quem não gostou nada disso foi a oposição raivosa de Cabo Frio, o sobrinho emprestado do Janío Mendes (PDT) e candidato a vereador, Rafael Peçanha, chorou a pitanga até por causa do nome "Fala aí", e ficou com tanta inveja que criou até um grupo de WhatsApp para se promover melhor em sua pré-candidatura.

Já o miliciano da mídia deu chilique, ficou nervosinho, disse que o "Fala aí" só serve para o pessoal "bater" no prefeito, o blogueiro tarado por menininhas que poderiam ser suas bisnetas também não gostou da iniciativa do Prefeito Alair Corrêa (PP) em estar em contato direto com os anseios da população.


Pela reação destemperada da oposição se vê que o "Fala aí" foi um grande passo do prefeito Alair Corrêa e da Prefeitura de Cabo Frio em se aproximar dos munícipes e atender suas demandas, parabéns ao prefeito e a todos os envolvidos no projeto.

E as obras de Arraial do Cabo vão parar, mesmo antes de recomeçar


O prefeito Andinho (PMDB) havia feito grande lançamento das obras que haviam iniciado e parado, como a da orla da Prainha, e chegou a reunir a imprensa e ASPONES para uma coletiva onde anunciou que tudo que estava parado ficaria pronto rapidinho e mais um monte de obras eleitoreiras para dar um levante no seu primo e pré-candidato a prefeito, Tê (PMDB).

Mas os sonhos de Andinho (PMDB) foram arrastados pela Justiça e as obras que ficaram inacabadas e prometidas jamais sairão do papel.

O Governo do Estado teve a apreensão judicial de cerca de 680 milhões de reais de suas contas para garantir o pagamento dos aposentados e pensionistas, com isso foi apreendido o dinheiro que seriam usados nas obras de Arraial do Cabo e de diversas cidades do interior.

O governo do Estado do Rio de Janeiro informou que iria recorrer do cumprimento da decisão judicial que determinou apreensão de valores das contas estaduais para pagamento de aposentados, já que o dinheiro seria verba carimbada e contraído através de empréstimos e não poderia ser usado em folha de pagamento. Mas não deu tempo do recurso do Estado ser julgado e os velhinhos já comemoram seus pagamentos no banco.


Com isso Andinho (PMDB) seguirá com a orla da Prainha destruída, e não terá mais verba do estado para socorrer a campanha do Tê (PMDB), os aposentados e pensionistas do Estado acabaram com os sonhos da reeleição.

Bastidores da Política e da Imprensa. Em 28/04/2016


Jabuti

É incrível o nível da política na Região dos Lagos, após passar uma vida inteira ofendendo o ex-governador Garotinho (PR), os filiados do PDT de Cabo Frio hostilizado o PR de tudo que é forma, humilhando o ex-governador, agora se juntaram ao PR com a maior naturalidade.

Jabuti 2

O discurso moralista, íntegro, preocupado com a população, definitivamente não chega a terceira página do livro de hipocrisias do PDT, internamente para justificar a aliança o Jabuti e cúpula do partido falam da importância do tempo de TV e que sem "alianças" não se chega aos objetivos.

Jabuti 3

Para o Jabuti e o PDT de Cabo Frio vale o seguinte, está comigo é lindo, honesto e trabalhador, está contra é um monstro corrupto, assim foi na aliança com Marquinho Mendes (PMDB) em 2012, tudo era lindo e maravilhoso na administração do ex-prefeito, agora que o PDT e o Jabuti romperam com Marquinho ele representa 20 anos de atraso.

Podre

Definitivamente o PDT de Cabo Frio representam o que há de pior na política da cidade, não há limites para seus atos em busca do poder, toda e qualquer aliança é válida, indiferente que eu tenha dito barbaridades sobre ela.

PR


Walmir Porto (PR), agora ex-presidente do PR de Cabo Frio, não aceitou se manter em aliança com o PDT de Cabo Frio e saiu do partido, no entanto como a jogada para lhe roubar a legenda ocorreu após o prazo de filiações partidárias ficou com sua esposa Priscila Porto presa no partido, o que pode inviabilizar sua candidatura a vereadora.

Continuam abertas as inscrições para cursos gratuitos na área de Turismo


Foram prorrogadas as inscrições para os cursos gratuitos de Organizador de Eventos, Agente de Informações Turísticas, Garçom e Camareira em Meios de Hospedagem. Os cursos serão ministrados na sala de treinamento da Superintendência Municipal de Turismo, localizada no Terminal de Transatlânticos. O Programa tem o objetivo de qualificar e capacitar pessoas na área de Turismo.

Para participar é necessário que o interessado comprove renda de no máximo 2 salários mínimos por pessoa na família. As inscrições devem ser feitas até o dia 13 de maio, através do site psg.rj.senac.br, onde o candidato pode ter acesso ao regulamento, o calendário dos cursos e os resultados do processo seletivo, que serão divulgados uma semana antes do início das aulas.

Aqueles que forem aprovados devem comparecer ao Senac Cabo Frio, que fica na Avenida Teixeira e Souza, 31, levando os seguintes documentos (original e cópia) para efetuar a matrícula: RG, CPF, título de eleitor, comprovante de residência e comprovante de escolaridade.  

 Os interessados devem comprovar os níveis de escolaridade para cada um dos cursos:

Agente de Informações Turísticas - Ensino Fundamental II (5º ao 9º ano) completo e idade mínima 16 anos.

Organizador de Eventos – Ensino Médio Completo e idade mínima 16 anos.

Garçom - Ensino Fundamental II (5º ao 9º ano) completo e idade mínima 18 anos.

Camareira(o) em meios de Hospedagem - Ensino Fundamental I (1º ao 4º ano) incompleto e idade mínima 16 anos.

Matéria: Raíssa Carvalho

terça-feira, 26 de abril de 2016

VERGONHA! PDT vai a tribuna da ALERJ contra Cabo Frio

Obras do bairro Cantinho do Céu

A cidade tem um deputado estadual, Janío Mendes (PDT), que não faz nada pelo município, não traz  recurso para a cidade, não luta pela reposição dos royalties perdido, jamais lutou junto ao governador licenciado, Pezão (PMDB), para que a cidade tivesse uma atenção especial, isso por si só já é triste, agora imagina o partido desse deputado ser contra obras de calçamento e urbanização de um bairro, pois isso aconteceu na ALERJ.

PDT contra Cabo Frio

Janío sem coragem de pegar o microfone para ser contra a obra da Prefeitura de Cabo Frio em parceria com o Governo do Estado colocou o presidente do seu partido, deputado Luiz Martins (PDT), para ir a tribuna contra a parceria que está levando calçamento a todo o bairro Cantinho do Céu na Região da Grande Jardim Esperança.


Apesar de toda a maldade do PDT as obras do Cantinho do Céu não param, e em breve todo o bairro estará saneado, urbanizado e asfaltado, os próximos passos serão a construção de um Posto de Saúde e uma Creche para o bairro.

NOVO RECORDE! Marquinho Mendes sofre 72ª condenação


Simplesmente não para a saga de condenações do ex-prefeito de Cabo Frio e suplente de deputado federal novamente em exercício, Marcos Mendes (PMDB), após deixar a prefeitura o ex-prefeito chega a impressionante marca negativa de 72 condenações.

Mais um fato vergonhoso dessa condenação é a sua origem, Samba de Cabo Frio, nunca na história da cidade uma instituição foi alvo de tantas condenações, Marcos Mendes dessa vez é condenado por subvenção irregular e falta de prestação de contas ao G.R.E.S. Em Cima da Hora, referente ao exercício de 2005.


A condenação foi através do PROCESSO TCE Nº 806.749-7/15, a penalidade de Marcos Mendes será uma multa equivalente a 2.500 vezes o valor da UFIR-RJ, correspondente nesta data a R$ 7.505,75 (sete mil, quinhentos e cinco reais e setenta e cinco centavos)

Prefeito Andinho é novamente réu por "Dano ao Erário" e "Improbidade Administrativa"

*Clique na imagem para ampliar

Quem volta aos bancos dos réus por uma ação do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro é o prefeito de Arraial do Cabo, Wanderson Cardoso de Brito (PMDB), dessa vez Andinho é réu no processo 0000750-26.2016.8.19.0005, aberto no último dia 15 de abril, por Dano ao Erário (prejuízo financeiro da cidade), "Improbidade Administrativa" e atos administrativos.


A pergunta que o cidadão cabista cansado de tantos processo e desvios do dinheiro público se faz é: Até quando o Prefeito Andinho conseguirá ficar livre de tantos processos? O jeito é esperar para ver!

Abandono e lixo na Praia do Forno em Arraial do Cabo


A Praia do Forno em Arraial do Cabo é o reflexo do que vemos pelas ruas da  cidade, muito lixo e desorganização, a falta da coleta de lixo na praia assusta turistas,  moradores e frequentadores deste Paraíso.

Olha o estado que estão deixando nosso paraíso: 


Matéria e fotos são sugestões de pauta do nosso correspondente Ronnie Plácidos.

Crônica: "Barata-voa" por Pedro Nascimento


Barata-voa

Muito se escreveu sobre os últimos dias de Adolf Hitler no bunker construído sob a Chancelaria (“Reichskanzlei”) em Berlim, o infame Führerbunker (literalmente, “Casamata do líder”). De algum modo, o que ocorria nos últimos dias do nazismo a quase 10 metros abaixo da superfície e protegido por paredes de três metros diz tanto sobre o regime de terror que tomou a Alemanha e o mundo de assalto quanto o que ocorria nos campos de batalha. As derradeiras decisões de Hitler são uma aula sobre a esquizofrenia do poder. Magistralmente retratados no cinema em 2004 pelo diretor Oliver Hirschbiegel no clássico filme Downfall (“A queda! – as últimas horas de Hitler”, no nada surpreendentemente prolixo título em português), os acontecimentos narrados pela jovem secretária particular de Hitler mostram que as últimas decisões do III Reich foram insanas. Pelo que se depreende da leitura das memórias de Traudl Junge (a secretária que narra os eventos), Hitler estava com sua proverbial paranoia em estado inédito, alternado momentos de euforia com momentos de depressão, ambos absolutamente desproporcionais e desligados da realidade. Um traço comum a governantes arrogantes em situação de queda iminente, como Lula da Silva e Dilma Rousseff no momento atual. Obviamente, não há aqui qualquer insinuação de tentativa de comparar um dos maiores genocidas que a humanidade já produziu com nossos atavicamente incompetentes líderes (ou líder, uma vez capacidade de liderança não é uma característica do currículo de Dilma Rousseff). Todavia, é forçoso reconhecer que o comportamento de completo descolamento da realidade e de alternância de momentos de euforia e de desespero nas derradeiras decisões é um traço comum entre Adolf Hitler, Lula da Silva e Dilma Rousseff. Isso e um fenomenal barata-voa de seus aliados, mais preocupados com seus próprios futuros do que com o destino de um líder que não mais lidera.

O Führerbunker foi um prodígio da sempre prodigiosa engenharia alemã. De lá, Adolf Hitler poderia comandar uma das mais fabulosas máquinas de guerra que o mundo já viu em ação. Tanto que, para derrotar os alemães, foi necessário juntar as duas superpotências ascendentes (Estados Unidos e União Soviética), uma superpotência decadente (Reino Unido) e um sem-número de potências de menor calibre. Para se ter uma ideia, o sistema de comunicação e comando dos alemães era tão eficiente que permitiu que as inúmeras ordens militarmente irracionais de Hitler chegassem aos teatros de guerra a tempo de fazer os nazistas perderem batalhas cruciais, como em Stalingrado, ponto de inflexão da guerra. Aliás, para entender a dimensão do efeito das paranoias expressadas por teimosias transformadas em trapalhadas do cabo austríaco que virou comandante-em-chefe dos militares alemães, uma leitura excelente é o livro Stalingrad, de Antony Beevor, um historiador militar britânico especializado em II Guerra Mundial. Portanto, doFührerbunker emanavam as decisões naquele abril de 1945, quando os americanos já haviam estacionado as tropas no limite combinado com os soviéticos e quando os soviéticos ocupavam os subúrbios de Berlin. Aliás, Antony Beevor também é autor de Berlin 1945, um pungente livro no qual narra as atrocidades cometidas pelo Exército Vermelho em território alemão – estupros, saques e execuções – realizadas com o beneplácito dos comandantes soviéticos. Então, enquanto os soviéticos literalmente barbarizavam na superfície, Hitler barbarizava no subsolo: ele falava em reviravolta e vitória. Suas tropas estavam derrotadas. A defesa de Berlin foi confiada a jovens e crianças doutrinadas em lavagens cerebrais, em um dos mais vergonhosos crimes dos nazistas – algo notável em um regime que se caracterizou por competir com o comunismo pelo título de regime mais cruel jamais implementado. Ainda assim, ele falava em contra-ataques. Em vitória. Mas não era necessariamente uma negação no estilo clássico das negações de realidade sistematizadas pela psicologia. Não, não era a primeira das cinco fases do luto de Elisabeth Kubler-Ross. Antes de ser uma autonegação, uma negação para consumo interno, era uma negação para consumo externo, uma negação para manter seus comandados animados. Uma negação que essencialmente nada mais foi do que um show de animação farsesco, como a que fez Lula da Silva após ter sido conduzido para depor: em um discurso que mais parecia um delírio, o ex-presidente repetiu o comportamento de Hitler nos últimos dias do Führerbunker. Ao se comparar a uma jararaca, na já clássica declaração (“Se tentaram matar a jararaca, não bateram na cabeça. Bateram no rabo. A jararaca está viva!”) feita diante de seus acólitos, Lula da Silva jogou para sua torcida. É justo registrar que Traudl Junge jamais testemunhou Adolf Hitler se comparando a uma cobra peçonhenta, mas Lula da Silva foi além. Conclamou seus áulicos ao combate. Como Hitler dando ordens aos seus generais remanescentes e suas tropas esfarrapadas e com equipamento depauperado para que virassem a guerra contra o mundo, Lula da Silva ordenou à sua claque que partisse para o combate em defesa do governo de Dilma Rousseff, mesmo com ela tendo o apoio de apenas um em cada 10 brasileiros. Dilma Rousseff é importante notar, está 100% alheia à realidade. Ela simplesmente ainda não percebeu que seu governo já acabou e é mera questão de quando terá seu final formal: se no último dia de 2017 ou antes. Pouco importa: o governo dela já acabou, ainda que ela arraste correntes até o final. É uma ex-presidente em exercício. Que, se levar a cabo o plano de transformar Lula da Silva em Chefe de Governo de facto, nem mais isso será.

A parte do desespero não poderia estar pior. A mera ideia de tornar Lula da Silva um ministro – em qualquer ministério – é sintomática do quão sem poder Dilma Rousseff está desde que fez “o Diabo” (sic) para vencer as eleições de 2014. Sua atávica incompetência está por trás da gênese da crise que a transformou na presidente mais fraca desde Deodoro da Fonseca, o homem que não queria derrubar o Imperador, mas “apenas” derrubar o Gabinete Ouro Preto e que, cego de cólera pelo falso rumor de que seu eterno desafeto Gaspar Silveira Martins havia sido escolhido por Dom Pedro II para formar o novo Gabinete, se deixou ser levado pelos conspiradores que perpetraram o Golpe da República, há 125 anos. Dilma Rousseff conseguiu a nada invejável proeza de ser mais fraca do que Hermes da Fonseca ou Arthur Bernardes, que enfrentou sublevações militares graves e, na prática, foi tutelado pelo Congresso Nacional durante seu mandato. Conseguiu, enfim, ser mais fraca do que João Goulart, que só pôde assumir o Palácio do Catete depois que seus poderes foram esvaziados por meio de um parlamentarismo de ocasião. Solução, aliás, que vem sendo aventada em Brasília para o caso de ela, sabe-se lá como, conseguir cumprir os mais de 30 meses que ainda lhe restam. Fraquíssima, sob qualquer aspecto – eis o resumo do que é Dilma Rousseff à frente de seu natimorto segundo mandato. A ocorrência ontem das maiores manifestações populares já registradas no Brasil são a proverbial pá de cal que sela o enterro simbólico de um governo que, de resto, é um incômodo espectro a arrastar correntes nas madrugadas do Palácio do Planalto. Como Adolf Hitler no Führerbunker, Dilma Rousseff está isolada, solitária e delira com o poder que não mais tem. Presa no Palácio do Planalto, ela está sitiada por uma rejeição popular recorde, de quase o Brasil inteiro, e por um meio político que abertamente se ocupa de decidir como tirá-la do poder de jure e, principalmente, de negociar quem e como a substituirá. De fato, tão logo os cardeais do Congresso Nacional decidam qual será o futuro, jogarão o que restará de Dilma Rousseff de algum penhasco. Ato contínuo, automático, emotions out; afinal, o governo dela já apodrece há muito.

Preso no Führerbunker, Adolf Hitler estava sitiado por tropas de quase o mundo todo. Barata-voa por toda a Alemanha. A imbatível Alemanha de 1939 tornou-se um monte de escombros naquele abril de 1945. Perdera todos os territórios que havia conquistado. Os americanos já estavam administrando sua parte ocidental. O Exército Vermelho chegava aos jardins da Reichskanzlei, abaixo dos quais estava o Führerbunker, deixado um rastro de atrocidades: expulsavam os judeus dos campos de concentração para utilizá-los no massacre de seus próprios prisioneiros de guerra, saqueavam tanto em nível pessoal (tudo, de louças a obras de arte) quanto em nível estatal (fábricas e laboratórios, notadamente os mais avançados, como os de estudos químicos, espaciais e, claro, nucleares, com técnicos, cientistas e pesquisadores incluídos, eram simplesmente trasladados para além dos Montes Urais) e estupravam sistematicamente mulheres e crianças, como não se via na Europa desde que a Grande Armée napoleônica havia barbarizado o continente mais de um século antes. Não havia escapatória para Adolf Hitler. Ainda assim, antes de se suicidar, ele dava ordens estapafúrdias que ninguém fora do Führerbunkercumpria. E, nos últimos dias, mesmo no Führerbunker havia pessoas aderindo ao barata-voa. Uma ordem estapafúrdia que, guardada as devidas proporções, poderia ter sido dada no Führerbunker, foi a inacreditável trapalhada de nomear Wellington Lima e Silva para o Ministério da Justiça. Por restrição constitucional, ele não poderia assumir o cargo se não renunciasse à carreira pública. Ainda assim, fora nomeado Ministro da Justiça. Foi nomeado, mas não assumiu: o Supremo Tribunal Federal imediatamente colocou a nomeação de Lima e Silva (vale lembrar, um ato discricionário da Presidência da República) sub judice. Instado a optar entre o cargo de Procurador de Justiça (BA) e cargo de Ministro da Justiça do moribundo governo de Dilma Rousseff, Lima e Silva foi mais um a optar pelo barata-voa, em mais uma prova cabal de que simplesmente não há governo no Brasil; afinal, um governo zumbi não inspira otimismo algum em pessoa alguma. Para terminar, Lula da Silva, aquele que Dilma Rousseff delira imaginando ser a tábua de salvação para seu iminente afogamento está mais para jacaré do que para tábua – ou jararaca, para ficar em um réptil que parece ser-lhe mais caro. Lula da Silva está fugindo do juiz Sérgio Moro como uma barata foge de um chinelo: por mero reflexo condicionado. Os discursos de Lula da Silva podem ter animado seus fiéis, mas animaram também seus adversários. Tivesse ele permanecido calado, muito provavelmente Lula da Silva e Dilma Rousseff não teriam o nada invejável título de alvos do maior protesto da história nacional. Quando dez milhões de pessoas saem às ruas em todos os estados brasileiros para pedir o fim do governo do PT, fica claríssimo que o governo do PT já acabou. Quando o Congresso Nacional ignora o governo do PT enquanto decide qual governo sucederá ao governo do PT, fica claríssimo que o governo do PT já acabou. Quando Dilma Rousseff dá ordens tão esdrúxulas que torna-se possível compará-las às derradeiras ordens de Adolf Hitler no Führerbunker, fica claríssimo que o governo do PT já acabou. Quando a única solução que o governo do PT propõe é chamar Lula da Silva, um homem que está na iminência de ser preso, para ser seu plenipotenciário Chefe de Governo de facto, em um bizarríssimo autogolpe parlamentarista, fica claríssimo que o governo do PT acabou já acabou. E, por fim, quando Lula da Silva se dispõe a embarcar na canoa furada e sem capitão que é o governo Dilma Rousseff menos para remendá-lo e comandá-lo e mais para evitar ser preso, fica claríssimo que o governo do PT já acabou. Barata-voa por todos os cantos. Barata-voa para todos os lados. Barata-voa para aonde quer que se olhe. Barata-voa nos derradeiros momentos de Dilma Rousseff e Lula da Silva. Eis a melhor definição para o que estamos testemunhando no fim formal do governo do PT, marcado por decisões insanas: barata-voa.


Pedro Nascimento Araujo é economista.

quarta-feira, 20 de abril de 2016

Hoje Álex Garcia é o entrevistado do Programa Região em Foco na Rádio Ondas


O Programa Região em Foco da Rádio Ondas FM, que é comandado pelo comunicador Leandro França, recebe na manhã desta quarta-feira nosso editor e Coordenador Geral de Estatística da prefeitura de Cabo Frio, Álex Garcia.


O programa vai ao ar às 11h15min pela Rádio Ondas FM, contamos com sua audiência.


Matéria: Thaís Lima

Bastidores da Política e da Imprensa - Escândalos em 20/04/2016


Boi Bom

Mais uma vez o Frigorífico Boi Bom do Hugo Cecílio de Carvalho foi notícia nacional pelas inúmeras irregularidades e crimes que vem cometendo contra o fisco e a sociedade.

Percentual do Boi

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, com apoio da Coordenadoria de Segurança e Inteligência, realizou na manhã de ontem (19/04) a operação denominada "Percentual do Boi" com o objetivo de cumprir seis mandados de busca e apreensão no município do Rio, Cabo Frio, São Pedro da Aldeia, na Região dos Lagos, e em Três Rios, no interior do estado.  O objetivo da operação “Percentual do Boi” é desarticular uma quadrilha envolvida na cobrança de propina de comerciantes da Região dos Lagos.

Hugo preso

Durante a ação, foi preso o empresário Hugo Cecílio de Carvalho, dono do frigorífico, por porte ilegal de arma. Ainda foi encontrada uma grande quantidade de dinheiro que está sendo contabilizada pela equipe do Gaeco. Também houve apreensão de equipamentos e computadores no local. No entanto, após ser arbitrado fiança, Hugo foi solto e irá responder ao processo de porte ilegal de arma em liberdade.

Lavagem de dinheiro

Já sobre os crimes de lavagem de dinheiro mais cinco pessoas foram denunciadas: o ex-chefe da Inspetoria da Receita estadual de Cabo Frio, César Enéas Marzano; o auditor fiscal aposentado José Michel Farah (pai do prefeito de Três Rios); o empresário Hugo Cecílio de Carvalho, sócio do Frigorífico Boi Bom (empresa Mayara Comércio de Carnes LTDA); e os funcionários do frigorífico Rogério Lourenço da Silva e Jeane Moreira da Silva. Eles são acusados de fazer parte da quadrilha envolvida com associação criminosa e lavagem de dinheiro.

Protesto contra corrupção

Recentemente o Blog Cartão Vermelho fez uma matéria onde trazia o empresário Hugo Cecílio de Carvalho nos protestos coxinhas anticorrupção do PT realizado em Cabo Frio. A matéria se indignava com a hipocrisia da classe média alta da cidade protestando contra atos que cometem diariamente. Para relembrar clique AQUI.

Jean da Auto Escola

O empresário Jean Carlos Corrêa Estevão, o Jean da Auto Escola, suplente de vereador pelo PDT de Cabo Frio e pré-candidato a vereador, recebeu ontem em seu colo a verdade completa pelo seu processo de fraude contra o DETRAN-RJ, o pedetista cabo-friense havia negado que esteve preso e que foi solto por habeas corpus, tentando imputar que o Blog Cartão Vermelho era um difamador.

Reação

Pelo visto muitos que ouviram Jean chegaram a ficar com pena achando que tudo havia sido um mal entendido, no entanto após a matéria feita pelo nosso blog com farto material comprobatório de tudo que havíamos denunciado a reação da sociedade foi de perplexidade. Para relembrar a matéria clique AQUI.

Escândalos


E assim as cidades da Região dos Lagos vão vivendo de escândalos atrás de escândalos, assistimos diariamente um mar de condenações de políticos na Região dos Lagos, vimos a cúpula do Governo Andinho (PMDB) de Arraial do Cabo ser totalmente presa em duas operações da Polícia Federal, Dominação I e Dominação II, escândalos da Boi Bom que já conta também com duas operações extensivas do GAECO, escândalo da máfia do DETRAN e da Auto Escola Jean, uma triste realidade para uma das regiões mais bonitas do mundo.

Cabo Frio inicia Campanha de vacinação contra gripe segunda-feira


Em Cabo Frio, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, começou na última segunda-feira (25/4), em todos os postos de saúde do município. A campanha acontece até o dia 20 de maio, mas o Dia “D” será realizado no sábado (30/4) deste mês, quando todos os postos de saúde também estarão funcionando.

Realizada pelo Ministério da Saúde, em parceria com as Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde de todo o país, a campanha tem como principal objetivo reduzir a mortalidade, as complicações e as internações que ocorrem em consequência das infecções pelo vírus da influenza. A vacina é destinada a alguns grupos prioritários: crianças de 6 meses a 5 anos, gestantes, idosos, profissionais da saúde, povos indígenas e pessoas portadoras de doenças crônicas e outras doenças que comprometam a imunidade.

Para os portadores de doenças crônicas é necessária a apresentação de prescrição médica com a indicação do imunizante. Mulheres no pós-parto devem apresentar algum documento que comprove terem dado à luz no período previsto pela campanha. Pessoas febris, portadores de doenças neurológicas, com história de alergia grave relacionada a ovo e reação a doses anteriores devem consultar um médico antes de tomar a vacina.
“A vacina é segura e é a melhor forma de evitar doenças graves, internações ou mesmo óbitos por complicações associadas à gripe", afirma a Coordenadora de Imunização de Cabo Frio”, Patrícia Freitas.

Estudos demonstram que a imunização pode reduzir entre 32% a 45% o número de hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% a mortalidade por complicações da influenza. Os grupos prioritários são escolhidos levando em conta as pessoas com mais chances de desenvolver complicações a partir da gripe.

Em Cabo Frio, 45 mil pessoas fazem parte dos grupos prioritários e a meta é alcançar uma cobertura de 80% em cada grupo. É importante lembrar que as vacinas serão distribuídas para as unidades de saúde na segunda, dia 25, data de início da campanha, e cada posto de saúde tem o seu horário de funcionamento.

“Não precisa ter corrida às unidades de saúde porque tem vacina para atender toda a população prioritária. Na segunda-feira, como será o dia em que a vacina será distribuída, pode ser que ocorra um atraso no período na manhã, mas nada que atrapalhe a vacinação”, concluiu Patrícia.


Matéria: Alexandra Oliveira

Comitiva da Saúde faz inspeção no HCE e São José Operário para garantir melhorias


A Secretária Municipal de Saúde, Suely Carrerette, visitou as instalações do HCE- Hospital Central de Emergência, localizado em São Cristóvão, para acompanhar de perto o funcionamento da Unidade de Saúde. Acompanhada pelo médico, José Maurício dos Anjos, que está auxiliando na solução das demandas da parte médica, ela conversou com médicos, enfermeiros, funcionários do setor administrativo e pacientes.

“Estamos verificando tudo. Desde o atendimento, o mecanismo de funcionamento do almoxarifado, a transferência dos pacientes, equipamentos, ambulâncias, a forma de controle do ponto dos profissionais. O objetivo é corrigir falhas para melhorar a qualidade da saúde”, disse Suely.

A comitiva passou pelo Almoxarifado, Enfermaria, Sala de Trauma, Farmácia, Raio X e UPG- Unidade de Pacientes Graves. Conheceu as instalações da nova Enfermaria Masculina, com seis leitos, que está sendo montada, e os leitos para isolamento. O HCE está funcionando com 21 leitos, sendo 14 de enfermarias e mais 7 no trauma. Cinco médicos trabalham diariamente na Unidade de Saúde que chega a fazer cerca de 400 atendimentos por dia.

“Encontramos tudo muito bem organizado, com a farmácia abastecida e os pacientes sendo bem atendidos. Dr. José Maurício está me acompanhando para detectar as necessidades da parte técnica ouvindo médicos e enfermeiros”, explicou a Secretária.

Depois do Hospital Central de Emergência, a comitiva foi para o Hospital São José Operário. Lá, também se reuniu com médicos e equipes de enfermagem que estavam de plantão e também ouviu usuários do SUS- Sistema Único de Saúde.

“Isso não é brincadeira. Orientamos a administração das unidades sobre os procedimentos que estão sendo adotados. Iremos retornar quantas vezes forem necessárias. É preciso que as pessoas tenham consciência sobre suas funções e responsabilidades”, concluiu Suely Carrerette.


Matéria: Alexandra Oliveira

terça-feira, 19 de abril de 2016

BOMBA - Boi Bom está agora sob intervenção do Gaeco e Hugo pode ser preso hoje


O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público estadual, com apoio da Coordenadoria de Segurança e Inteligência (CSI), realiza uma ação na manhã desta terça-feira, para cumprir seis mandados de busca e apreensão no Rio, em Cabo Frio, São Pedro da Aldeia e Três Rios. Batizada de “Percentual do Boi”, a operação tem por objetivo desarticular uma quadrilha envolvida na cobrança de propina de comerciantes da Região dos Lagos.

Cinco pessoas foram denunciadas: o ex-chefe da Inspetoria da Receita estadual de Cabo Frio César Enéas Marzano; o auditor fiscal aposentado José Michel Farah; o empresário Hugo Cecílio de Carvalho, sócio do Frigorífico Boi Bom; e os funcionários do frigorífico Rogério Lourenço da Silva e Jeane Moreira da Silva. Os cinco são acusados de fazer parte da quadrilha e também por lavagem de dinheiro.

Segundo o MP, durante a investigação do Gaeco, foi apurada uma planilha com 66 registros de propinas extorquidas de comerciantes do município de Cabo Frio. Nas anotações da planilha, entre 2005 e 2009, foram recolhidas propinas que somam R$ 738.130,87 em cheques.

Ainda de acordo com a investigação, os cheques extorquidos dos comerciantes eram trocados no Frigorífico Boi Bom, que fazia a lavagem do dinheiro. Em troca, ficava com uma comissão entre 4% e 6% do valor dos cheques arrecadados pelos fiscais.

Fonte: Jornal Extra

Jean da Auto Escola (PDT) não pode sair da cidade e tem que se apresentar a justiça a cada 90 dias


Empresário não pode exercer atividades ligadas a auto escola, se ausentar do município e tem que se apresentar trimestralmente em juízo.

O empresário Jean Carlos Corrêa Estevão, o Jean da Auto Escola, suplente de vereador pelo PDT de Cabo Frio e pré-candidato a vereador, teve a infelicidade de ir a uma rádio AM e tentar desmentir o óbvio, que era um réu foragido da justiça, depois esteve preso, e teve sua liberdade provisória conseguida através de HABEAS CORPUS, que lhe obriga a não deixar a cidade e também está obrigado a se apresentar em juízo, trimestralmente, a primeira apresentação ocorreu ontem (18/04), além disso Jean está afastado judicialmente da direção de sua empresa Auto Escola Jean. As medidas cautelares foram aplicadas pela juíza Ana Helena Mota Lima Valle, nas imagens abaixo seguem os print do  Processo de Habeas Corpus 0015532-53.2016.8.19.0000 e da sentença que culminou no relaxamento da prisão do Sr. Jean:


*Clique nas imagens para ampliar

Portanto o Jean Carlos Corrêa Estevão, o Jean da Auto Escola, filiado ao PDT de Cabo Frio está envolvido no escândalo de fraudes do DETRAN-RJ, acusado de integrar uma quadrilha que fraudava o Detran e teria despejado nas ruas, segundo as investigações, cerca de 126 mil carteiras de habilitação falsas. O lucro da quadrilha chegou a R$ 380 milhões. O processo que levou para a cadeia mais de 40 pessoas acusadas de envolvimento com o esquema criminoso  já reúne  11 volumes e mais de duas mil páginas.

A fraude no Detran (Departamento de Trânsito do Estado do Rio) foi descoberta através de denúncias e enviadas à polícia, que cumpriu 36 mandados de prisão numa terça-feira (01). De acordo com as investigações, o grupo desenvolveu um software para auto escolas de todo o estado para forjar impressões digitais e aulas sem que os alunos estivessem presentes. Cerca de 126 mil pessoas pagaram R$ 3 mil pelo serviço, o que gerou um lucro estimado de R$ 380 milhões para a quadrilha.

A Justiça revogou, além da prisão do Jean,  as dos seguintes acusados: Allan Bastos Bandeira da Silva, Anderson Guimarães Teixeira, Jean Carlos Correia Estevão, João Paulo da Silva Souto,  Mario Alexandre Bandeira da Silva, Paulo Cesar da Fonseca Coelho, Priscila Ribeiro Braga,  Renato Souza da Silva e Vanessa Amarante Bonfim Souza.    

Portanto Sr Jean  da próxima vez que abrir a sua boca para tentar desmentir o Blog Cartão Vermelho pense 55 vezes, pois alguém que ESTAVA PRESO, ENVOLVIDO EM ESCANDÂLO DE FRAUDE, SOLTO POR HABEAS CORPUS, PROIBIDO DE EXERCER SUAS FUNÇÔES NA AUTO ESCOLA JEAN, TEM QUE SE APRESENTAR EM JUÍZO TRIMESTRALMENTE, só pode estar louco em negar essa realidade.


Como lhe disse Sr. Jean aqui nós não temos medo da VERDADE!

Bastidores da Política e da Imprensa - Empréstimo em 19-04-2016


A verdade

Importante que você leitor, seja ligado ao Grupo Alair Corrêa (PP), Janio (PDT), Marquinho (PMDB), PSOL, leitor sem vínculo político, ou qualquer outra corrente partidária saiba que aqui tratamos sempre sobre a verdade, indiferente se ela agrada A ou B.

Empréstimo

A verdade sobre o empréstimo de Cabo Frio é, somos uma das poucas cidades habilitadas a receber essa reposição por parte das perdas orçamentárias, toda a documentação necessária a liberação da verba, leis municipais, tudo está de acordo, tramitado, e sim podemos receber esses recursos a qualquer momento.

Mas vai sair?

Eu (Álex Garcia) acredito que sim, exatamente por termos avançado até onde estamos, pelo direito líquido e legal (Lei Crivella) que temos, pela confiança que o Senador Crivella (PRB) tem na conclusão do nosso empréstimo, e pela calamidade financeira que estão as cidades produtoras de petróleo

E sem a Dilma?

No meu entendimento, a turbulência política com o golpe antidemocrático aplicado contra a presidente Dilma Rousseff (PT) é sim um problema grave para a liberação, não só de nossa verba, mas de toda a economia nacional e da governabilidade do nosso país, os alairistas que de forma ignorante ficaram no "oba oba"  do impeachment podem na verdade ter torcido contra eles mesmo.

Se sair, sai quando?


Como já dito poderia sair hoje, amanhã ou depois de amanhã, daqui há 15 dias, agora depende do governo federal, o direito a receber e a documentação necessária para a cidade de Cabo Frio está tudo liberado, basta o governo federal pagar.

Denúncia - Medicamento abandonado em Arraial do Cabo


Hoje passei pela restinga de nossa cidade e me deparei com essa cena, muitas caixas de remédios, largadas em meio a nossa fauna, cadê o poder público? Até quando nossa restinga vai sofrer com esses maus tratos? Precisamos nos unir e proteger o bem natural que Deus nos deu!

Vivi Capriny

Do Blog Cartão Vermelho:


Fica nosso alerta à prefeitura de Arraial do Cabo que recolha esse material perigoso de estar descartado dessa forma, e verifique a origem dessa medicação descartada de forma muito suspeita.

Todo nosso apoio a Jornalista Renata Cristiane


O Blog Cartão Vermelho estende todo seu apoio e solidariedade a Jornalista Renata Cristiane, que vem sendo perseguida por seu posicionamento socialista diante as arbitrariedades e aviltamentos que a nossa democracia vem passando, parece até um movimento orquestrado colocarem um militante coxinha menor de idade para perseguir e tentar desequilibrar emocionalmente a Renata Cristiane.


Fica aqui nosso repúdio a essa perseguição covarde a liberdade de pensamento e expressão, força Renata Cristiane não se abale por defender os mais necessitados e os excluídos de nossa sociedade.

Trump. Por Pedro Nascimento Araujo


Trump

Começou com um certo ar de fanfarronice, de algo que parecia mais uma investida publicitária do que uma ação séria. Progressivamente, viu-se que não era bem isso. O senhor dos combovers (técnica de penteado que permite ocultar carecas sem recorrer a implantes ou perucas) estava falando sério: Donald Trump era realmente candidato do Partido Republicano à presidência dos Estados Unidos da América. Passado o susto, as pessoas começaram a considerar a hipótese de uma vitória dele em novembro deste ano. E, grosso modo, ninguém gostou do que viu. As reportagens no Brasil e no mundo são um uníssono de reprovação, com destaque para a capa da The Economist, com o milionário caracterizado como Tio Sam e apenas uma pergunta: “Sério?” (“Really?”), ou a impagável capa da Mad, que trazia ele e o icônico Alfred E. Newmann, com uma troça com o slogan do topetudo: “Fazendo os EUA idiotas de novo!” Sempre fica a impressão de que Donald Trump não é sérios. Que não passa de um idiota que não sabe o que faz. Que é um ultraconservador que vocifera contra tudo e contra todos a esmo. Enfim, que é uma piada. Talvez seja hora de repensar isso. Donald Trump pode ser muitas coisas, mas idiota ele decididamente não é.

Primeiramente, não é factível que um idiota tenha construído o império que Donald Trump construiu no setor no qual ele é mestre: incorporação de imóveis. Não há amadores em um negócio como esse. Donald Trump fez fortuna comprando propriedades urbanas na baixa, construindo ou reformando, e revendendo na alta. Isso demanda tino comercial apuradíssimo. Parece brincadeira, mas a maioria das pessoas compra na alta e vende na baixa. Se algo (imóvel, ação, moeda etc.) está se valorizando há um tempo, então as pessoas passam a comprar aquele algo na esperança de que a valorização vá continuar. Em bom português, as pessoas em geral compram na alta. E não alcançam a alta que esperavam, basicamente, porque quem está vendendo na alta é quem comprou na baixa: quem está lucrando. Achando pouco, em geral, quando o preço começa a cair, as pessoas vendem por temer que o preço possa cair ainda mais. Ou seja, as pessoas vendem na baixa. E vendem exatamente para aquelas pessoas que se aproveitam da baixa para comprar quando todos os incautos vendem – e lucram vendendo na alta, quando todos os incautos compram. Em termos de negócios, Trump, portanto, não é um tolo: sabe exatamente o que fazer para ganhar dinheiro e sempre teve nervos de aço para não se desviar de seus objetivos. Idem para sua carreira pública, como celebridade social transformada em ás do entretenimento televisivo. Mundialmente famoso por seu show “O Aprendiz”, Trump fica muito à vontade diante das câmeras, uma característica que lhe rende vantagens palpáveis nos debates televisionados contra os anódinos pleiteantes ao papel de candidato presidencial do Partido Republicano. Mas não basta estar à vontade. Tiririca também domina as técnicas televisivas e nem por isso se cogita a hipótese de o palhaço um dia subir a rampa do Palácio do Planalto para ser empossado. Há um fator que diferencia Trump: tudo o que ele faz – e que gera manchetes ao redor do mundo – é deliberado. O candidato Donald Trump é a melhor personagem que o homem Donald Trump jamais criou.

É uma coisa recorrente no sistema eleitoral presidencial americano. Um admirador dos Estados Unidos diria que o país é tão democrático que até para ser candidato há eleições, enquanto um detrator diria que os americanos conseguem complicar até a escolha de um mero candidato presidencial. Independentemente disso, o fato é que o sistema de eleições primárias segue um roteiro pré-definido: no começo, todos os candidatos que estão enfrentando adversários competitivos buscam se diferenciar dos demais. Não há maneira melhor de fazer isso do que se apresentado mais para um polo do que para o centro. Normal. Com isso, garante os votos da minoria extremista, enquanto os demais se digladiam pelo voto da maioria centrista. Pragmaticamente falando, adotar um discurso extremista no momento das primárias é uma estratégia vencedora. Donald Trump entende de adotar estratégias vencedoras: fez isso a vida toda. Portanto, quando ele propõe coisas que sabe não serem factíveis, dos muros contra mexicanos à ideia de produzir iPhones nos EUA, não o faz por acaso. Trump fala essas coisas para atrair eleitores que se identificam com elas – idiotas para quem não gosta deles, autênticos para quem gosta. Porém, no processo eleitoral americano, findas as prévias vêm as eleições gerais em si. E nesse momento, a estratégia vencedora muda. Se, antes, ficar nos polos era vantajoso contra muitos adversários, quando há apenas dois isso passa a ser derrota na certa: quem escolhe um dos polos deixa o outro polo e todo o centro para o adversário. Derrota garantida. Por isso, a campanha eleitoral americana é, em última análise, uma disputa entre propostas virtualmente iguais que acaba sendo definida pela empatia maior do público com um dos contendores. Todos buscam o centro. Não há porque ser diferente com Donald Trump.

Trump sendo um candidato de centro tira toda a porção assustadora da brincadeira. Na verdade, há uma bela pegadinha nisso: na verdade, Trump pode se provar bem menos chegado aos polos do que seus concorrentes à indicação republicana. O fato é que nada se conhece sobre as práticas políticas de Donald Trump. E isso por uma razão simples: Donald Trump não tem passado como político. Assim, toma-se pelo valor de face o que ele diz, uma vez que não há histórico sobre o que ele faz. No mínimo, arriscado; no mais provável, amadorismo. Por isso, prejulgar Donald Trump é um erro colossal. De fato, ele pode tanto se mostrar o que suas declarações parecem indicar quanto se tornar um grande estadista. De novo: simplesmente não há base de comparação. O que se sabe é inquestionável: Donald Trump caminha a passos largos para se tornar o candidato republicano para a Casa Branca em novembro deste ano. Sim, é um fato novo. Daí a ser um fato tão preocupante como muitos analistas defendem há um longo caminho. Trump está no jogo. E, até aonde se sabe, ele não é o tipo de pessoa que entra em campo para perder...
  

Pedro Nascimento Araujo é economista.

- |