LEAL PORTO TELECOM

LEAL PORTO TELECOM

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2644-4080 // 99999-5998

sexta-feira, 6 de dezembro de 2019

BOMBA - Marquinho Mendes e Dr. Paulo César são Delatados no Caso Fetranspor



Lélis Teixeira, ex-presidente da Fetranspor, acusou em sua delação premiada o ex-prefeito e ex-deputado Marquinho Mendes (PSDB) e o ex-deputado Dr. Paulo César (PR) de terem recebido dinheiro oriundo da corrupção na Fetranspor de Caixa 2 entre as eleições 2014 e 2016, na delação Marquinho Mendes teria recebido R$ 150.000,00 e Dr. Paulo César R$ 90.000,00.

Em seu relato, Teixeira disse que alguns pagamentos eram divididos entre a Fetranspor, entidade estadual das empresas de ônibus, e a RioOnibus, sua equivalente na cidade do Rio.

O executivo da Fetranspor entregou uma tabela com os nomes de políticos para quem os pagamentos haviam sido efetuados. Esses valores deveriam ser divididos e pagos pelas duas entidades.

Além dos deputados citados no início da matéria ao total 21 deputados, ex-deputados e candidatos à Câmara dos Deputados e à Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro de terem recebido R$ 20 milhões em caixa dois.

Na lista, constam dois secretários do governo Wilson Witzel (PSC), Otávio Leite (PSDB) e Felipe Bornier (PROS), além dos deputados federais Aécio Neves , Hugo Leal e Rosângela Gomes.

Constam da lista os ex-deputados federais Sergio Zveiter, Dr. Paulo Cesar, Edson Santos, Eurico Junior, Indio da Costa, Itagiba, João Ferreira, Julio Lopes, Marcelo Matos, Marco Antonio Cabral, Marquinho Mendes, Savio Neves, Simão Sessim e Washington Reis.Reis atualmente é prefeito de Duque de Caxias, no Rio de Janeiro. Da Assembleia Legislativa, constam da lista Alexandre Valle, Anabal, Átila Nunes Filho, Carlos Alberto, Marcelo Amaral e o candidato derrotado Marcelo Sereno.

Marquinho Mendes (PSDB) fala ao Cartão Vermelho sobre a delação:

"Nunca vi esse senhor na minha vida, não sei quem e nem aonde mora, e estou muito tranquilo pois jamais recebi um real desse senhor, e nem de ninguém como Caixa 2 de campanhas eleitorais ou oriundo de corrupção" - Marquinho Mendes.

A redação do Blog Cartão Vermelho tentou contato também com Dr. Paulo César (PR), mas até o fechamento da matéria não obteve sucesso.

0 comentários:

- |