Leal Porto

Leal Porto

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2647-5341

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Politicando Eleições 2014 – Janio Mendes (PDT)




Chegamos à nossa sétima e mais aguardada avaliação dos pré-candidatos a deputado estadual na cidade de Cabo Frio, hoje é o dia de Janio Mendes do PDT. No “Politicando 2014” estamos analisando uma série de fatores que vão influenciar a capacidade do pré-candidato a ser tornar de fato candidato, quantos votos serão necessários para que ele se eleja e quais são suas chances reais de atingir esses votos.

Ainda faltam ser analisados: Paulo Henrique Corrêa (PR), Silas Bento (PSDB) e Dr. Taylor (PRB).

Nas colunas anteriores avaliamos:

1 - Alfredo Gonçalves (PV): Clique AQUI para ler.
2 - Aquiles Barreto (SDD): Clique AQUI para ler.
3 - Bernardo Ariston (PR): Clique AQUI para ler.
4 - Carlos Victor (PSB): Clique AQUI para ler.
5 - Cláudio Leitão (PSOL): Clique AQUI para ler.
6 - Emanoel Fernandes (PROS): Clique AQUI para ler.

 
Politicando Eleições 2014 – Janio Mendes (PDT)

História política: Janio Mendes é um político que nasceu na extrema direita da política nacional, no entanto pegando carona em uma falsa imagem vendida pelo ex-político e ex-prefeito José Bonifácio (PDT), vendeu uma imagem de “esquerda” e “bom moço”, essa imagem se solidificou quando ao longo de 8 anos (1997-2004) fez forte oposição ao então prefeito Alair Corrêa (PP), ali ganhou mais uma falsa imagem “preocupado com o erário público”.

Usando dessa imagem de “esquerda”, amigo do “trabalhador”, “professor” e outras classes trabalhistas, “preocupado com o erário público” e iludindo uma elite oligárquica de Cabo Frio “esquerdista” Janio Mendes se tornou suplente de Deputado Estadual nas eleições de 2010. No entanto seu partido PDT, que é da base do Governo Sérgio Cabral (PMDB), manobrou politicamente e o puxou para suplente em exercício de mandato desde o dia 1° de janeiro de 2011.

Esse mandato de Deputado Estadual, no entanto, transforma a imagem “puritana” e  “esquerdista” que Janio Mendes havia inventado para si, para defender um dos governos mais desastrosos que o Rio de Janeiro já teve (Governo Sérgio Cabral). Janio votou praticamente contra todas as classes de trabalhadores, foi contra a aumento maior para professor, ficou contra Bombeiros e Policia Militar no enfrentamento por melhores salários, foi a favor de OS e votou sem questionar ou defendendo tudo e qualquer coisa que seu chefe Sérgio Cabral (PMDB) mandava votar.

Para destruir de vez qualquer imagem de “preocupado com erário público” Janio Mendes foi candidato a prefeito de Cabo Frio com total apoio do ex-prefeito Marcos Mendes (PMDB), que além de ter feito um mandato desastroso é um dos mais condenados da história do TCE (Tribunal de Contas) e está com suas contas de 2012 rejeitadas por unanimidade.

As esdrúxulas alianças de Janio Mendes com Marcos Mendes (PMDB) e Sérgio Cabral (PDT) não foram perdoadas pelo eleitor nas eleições de 2012 para Prefeito de Cabo Frio. Descaracterizado do seu papel de “esquerda” e “bom moço” que havia construído Janio Mendes foi massacrado nas urnas na eleição de 2012 para o atual Prefeito Alair Corrêa (PP), perdendo por quase 20 mil votos de diferença.

Carisma: Isso não existe em Janio Mendes, treinado por mercadólogos em 2012 Janio até tentou vender uma imagem melhor, chorou na TV, fez caras e bocas no debate, mas a verdade é que soou tão falso que acabou caindo no ridículo.

Capacidade financeira ou de arrecadar patrocínio de campanha: Janio Mendes não terá nenhuma dificuldade em arrecadar financiamento para sua candidatura a reeleição em 2014, seus acordos políticos sujaram sua imagem, mas lhe deram novas portas fáceis de se atravessar.

Legenda (quantos votos precisa para ser eleito): Dessa vez Janio Mendes não terá a facilidade que o seu partido PDT lhe proporcionou em 2012, seu puxador de legenda Wagner Montes abandonou o PDT assim que pode e hoje está filiado ao PSD. Sem um puxador de legenda o PDT deve eleger deputado estadual a partir de 42 a 45 mil votos.

Capacidade de atingir essa legenda: Janio Mendes não terá força para atingir essa enorme votação, apesar de que recurso não será uma dificuldade em sua campanha. A votação em Cabo Frio promete ser poluída de candidatos a deputado estadual o que torna nula sua chance de eleição.

Janio Mendes ainda enfrentará Cláudio Leitão (PSOL) e Aquiles Barreto (SDD) que tiram voto oposicionista em Cabo Frio, Janio Mendes deve sair na eleição de 2014 como segundo ou terceiro suplente de sua legenda.

Probabilidade de seguir com a pré-candidatura até a eleição: Janio Mendes (PDT) tem garantido seu direito de vir à reeleição, o PDT jamais lhe negaria uma vaga para ser candidato.

Conclusão: Janio Mendes não será eleito, da mesma forma que não foi em 2010, no entanto dessa vez não deve atingir nem mesmo a primeira suplência, ficando quase impossível de ser puxado para a ALERJ como o PDT fez em 2010.

Fora do mandato Janio Mendes deve ser novamente candidato a prefeito em 2016 sem nenhuma chance de ser eleito. O futuro cenário político de Janio Mendes é sombrio e se nenhum “milagre” acontecer sua carreira está arruinada.

0 comentários:

- |