Leal Porto

Leal Porto

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2647-5341

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Ronnie Placido estreia no Cartão Vermelho




Um dos pilares na divulgação de mídia virtual das mazelas que vem acontecendo em Arraial do Cabo, Ronnie Placido, estreia hoje (21/08) sua coluna aqui no Blog Cartão Vermelho.

Ronnie passa a integrar o seleto quadro de colunistas do Cartão Vermelho e será nosso correspondente para Arraial do Cabo. Seja bem vindo meu amigo a família Cartão Vermelho, e a você leitor meus parabéns o blog passa a ganhar um grande reforço intelectual. Confira agora o Ronnie em sua estreia aqui no Cartão Vermelho:

Arraial tem voz. Por Ronnie Placido

Arraial do Cabo foi destaque negativo outra vez em reportagem veiculada pelo SBT na noite desta quinta-feira. Na matéria, a emissora deu ênfase ao abandono do Parque Público Hermes Barcellos, que deveria passar por reestruturação há mais de um ano.

Parque Público está abandonado e gera sensação de insegurança para moradores e turistas
De acordo a equipe do SBT, já foram destinados mais de R$ 23 milhões para uma obra que está longe de ser finalizada, gerando revolta e indignação nos moradores de Arraial do Cabo. A depredação dos equipamentos do Parque e a poluição do local foram mostradas no canal aberto de televisão, o que gera danos irreparáveis na imagem do município, que tem no turismo uma de suas fontes de recursos.

COMENTÁRIO

Resta ao cidadão cabista se dirigir à Prefeitura e à Câmara Municipal para apurar a razão pela qual nada acontece. A Prefeitura de Arraial do Cabo é, na Região dos Lagos, uma das mais negligentes quanto à Transparência, tanto da receita quanto das despesas. A Câmara, por outro lado, “reza” na cartilha do prefeito, ou seja, nada faz porque nada acontece. Ou nada acontece por que nada é feito?

Paradoxos à parte, certo é que Arraial do Cabo passou a receber uma fortuna e a destinação dessa riqueza não é percebida pelos cidadãos. Seria leviandade de minha parte dizer que nada mudou. Claro que mudou! Para pior. A cidade mais rica não significou população melhor atendida. E isso a Câmara também não quer fiscalizar.

Mesmo que pareça estranho, o exercício da omissão virou rotina. A “anestesia” surte efeitos coletivos.

0 comentários:

- |