LEAL PORTO TELECOM

LEAL PORTO TELECOM

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2644-4080 // 99999-5998

sexta-feira, 30 de agosto de 2019

Operação para demolir casas em área irregular é realizada em Arraial do Cabo



Uma operação para demolir casas em área de proteção ambiental foi realizada na manhã desta quinta-feira (29) em Figueira, distrito de Arraial do Cabo, na Região dos Lagos do Rio.

A ação demoliu 53 construções em três áreas do distrito e contou com participação do Ministério Público, Instituto Estadual do Ambiente (Inea) e Polícia Militar.

No último dia 15, uma outra operação demoliu 148 casas em Monte Alto, também em Arraial do Cabo.

Segundo a Prefeitura, a Secretaria de Assistência Social, manterá o plantão social para atendimento psicológico e com assistentes sociais após as operações.

De acordo com o município, o apoio se dá através dos cadastros das famílias, inclusão em programas sociais, auxílio no transporte daquelas que desejarem sair do local e ir para casa de parentes e amigos, e encaminhamento para abrigos e casas de passagem.

O Plantão Social funciona, das 8h às 17h, na sede da secretaria, localizada no antigo fórum da Prainha, e também através do telefone (22) 99961-3787. Durante a operação, haverá um plantão também no CRAS dos Distritos, localizado na Rua São Januário, nº 53, em Figueira.

A Prefeitura informou também que a Secretaria de Serviços Públicos colocou à disposição um caminhão para auxiliar no frete e na mudança das famílias. Um depósito provisório foi montado para armazenar móveis e eletrodomésticos dessas famílias por um prazo de 10 dias, até se realocarem.

Segundo o município, a ação é resultado de processos abertos em 2017 e todas as famílias foram comunicadas da decisão de derrubada.

"A área que compõe a Restinga de Massambaba é o trecho mais crítico das invasões que se alastram por todo o Parque Estadual da Costa do Sol. A preservação desse ecossistema é essencial e de interesse coletivo, interferindo em todas as atividades do município e no equilíbrio natural da região. Antes da ocupação irregular, as áreas são severamente castigadas com a matança de animais e destruição da vegetação, muitas vezes através de queimadas", divulgou a Prefeitura.


Fonte: g1.globo.com

0 comentários:

- |