LEAL PORTO TELECOM

LEAL PORTO TELECOM

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2644-4080 // 99999-5998

sexta-feira, 24 de janeiro de 2020

Bairro Parque Eldorado e comunidade do Valão comemoram o resultado das obras em sua rede fluvial


Bairro Parque Eldorado e comunidade do Valão comemoram o resultado das obras em sua rede fluvial

Os moradores da Avenida Américo Gomes da Fonseca (Antigo Valão), no Parque Eldorado 02 conviveram anos com problemas de enchentes. A cada chuva mais forte o assoreamento das manilhas mal dimensionadas e a quantidade de lixo e areia nos bueiros sem manutenção ocasionavam o acúmulo das águas pluviais advindas de várias partes do bairro Jardim Esperança.

Há décadas o risco de enchentes atormentaram os moradores, acarretando prejuízos materiais e tirando o sono daqueles que a qualquer momento podiam ter suas casas invadidas pelas águas.

"- Imagina você estar em outro lugar e de repente começa uma forte chuva. A preocupação e o medo da perda de nossas coisas bate na hora, além da preocupação com um parente que esteja no local onde ratos, insetos e água contaminada invadia nossas casas”. Declarou Leo capone, morador há mais de 20 anos no bairro e autor da solicitação da obra ao Deputado Estadual Dr. Serginho, que prontamente acionou o Instituto Estadual do Ambiente (INEA), que imediatamente executou o desassoreamento do canal e a limpeza das manilhas no local.

- Executamos o mapeamento da área com auxílio de um drone e identificamos os pontos de assoreamento e obstrução de todo valão, até o seu destino final no Rio Una. É indigno abandonar a população, possibilitando catástrofes, concluiu o Deputado Dr. Serginho.

Jerry P. Rangel Morador da Av. Américo Gomes da Fonseca (Estrada de Campos Novos)

 "Com o volume de chuva que deu, normalmente entraria água no meu quintal. A primeira etapa da obra deu uma boa amenizada..."



 Erica Rocha (Comerciante) Moradora do Parque Eldorado 2

 "Desta vez a água não acumulou em frente à minha loja. A obra deu uma aliviada na enchente..."

0 comentários:

- |