Pular para o conteúdo principal

Investimentos e Projetos pedagógicos trazem resultados para a Educação


Os resultados dos investimentos em educação e dos projetos pedagógicos aparecem em forma de mais uma conquista para a rede pública municipal de Arraial do Cabo! A Prefeitura divulgou a redução dos índices de evasão escolar, reprovação e distorção idade-série de 2019.

Em 2017, o histórico de distorção, caso em que os alunos estão nas turmas fora do ano correspondente à idade, era de 48%. Já em 2019, esse percentual caiu para 26%. Os números de reprovação e evasão escolar também apresentaram quedas significativas. A reprovação em 2017 foi de 20,7%, em 2018 o número caiu e a taxa passou para 16,9%, e no fechamento de 2019 diminuiu para 13,1%!

Quanto à evasão escolar, 6,8% dos alunos abandonaram a escola em Arraial no ano de 2016. Em 2017, caiu para 3,9%. Já em 2019, mesmo antes do fim do ano letivo, após os trabalhos desenvolvidos pela Secretaria Municipal de Educação, 2% dos alunos abandonaram!

Para monitorar e realizar projetos pedagógicos para reduzir esses índices, a Secretaria de Educação realiza trimestralmente, a avaliação dos dados de todas as escolas para que haja tempo hábil para correção de resultados negativos.

Segundo a Secretária Luciana Alves Correa, a diminuição dos índices é resultado de uma série de investimentos como qualificação dos profissionais, atendimento diferenciado realizado pelos profissionais da Secretaria e o envolvimento das famílias com a escola. Além disso, algumas das iniciativas foram destaques como o EJA Diurno, a Sala de Leitura e o Projeto Um Novo Tempo. “Estamos trabalhando a todo o tempo no desenvolvimento de alternativas para levar uma educação de qualidade para as crianças e adolescentes da rede municipal. Nossos projetos auxiliam os alunos e trazem bons resultados para o município e para o futuro deles”, destaca Luciana.

Criado em 2017, o EJA Diurno foi implantado nas escolas com o maior número de alunos em distorção idade-série, criando assim a oportunidade aos discentes que se encontravam nesse quadro, de atenuar, a cada semestre, o atraso em relação à idade ideal para o ano de escolaridade. Em paralelo, também tiveram os investimentos na valorização dessa modalidade como um todo: seleção de profissionais com o perfil adequado, reuniões com os pais para apresentação da proposta e consequente autorização, direcionamento de acompanhamento para orientadores e supervisores escolares, formação continuada dos professores, elaboração da proposta curricular dos 1º e do 2º segmentos do EJA, e projetos de valorização da cultura e dos talentos dos alunos.

Já o projeto Sala de Leitura tem a finalidade despertar nos alunos o gosto pela leitura, incentivando-os a cultivar esse hábito, desenvolvendo a criatividade, a interpretação e assimilação de conteúdos. Reforçando esse projeto, a parceria com o Planeta Leitura transformou a sala de aula com a distribuição de 2100 maletas com livros de autores renomados para os alunos.

Criado em 2018, o Projeto Um Novo Tempo oferece diversas modalidades esportivas e de lazer para crianças acima de 5 anos. As atividades realizadas no ambiente escolar e fora do horário convencional têm como proposta auxiliar os alunos da rede municipal a aprimorarem seus conhecimentos e sua relação com a escola, o que derruba as estatísticas negativas a respeito do ensino.

Arraial do Cabo investiu mais de 20 milhões em Educação até o fim de 2019! Em 2020, novos projetos vão alavancar ainda mais os índices positivos. 

ASCOM PMAC | Educação


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

NOTA OFICIAL

A Prefeitura de São Pedro da Aldeia informa que, na manhã desta terça-feira (24/11), a Secretaria Municipal de Saúde recebeu agentes da Polícia Federal (PF) e Controladoria-Geral da União (CGU) para inspecionar documentos e solicitar informações sobre uma empresa específica, que era alvo de investigação. Com tranquilidade, todos os documentos solicitados, que já tinham sido encontrados pelos agentes no Portal da Transparência do município, foram novamente apresentados. A empresa inspecionada participou do Pregão Presencial n° 004/2020, de 28/02/2020, que contou com a participação de 19 empresas, das quais, 13 venceram. Uma das vencedoras é alvo dessa investigação, com ata de registro de preço firmada no valor de R$ 115.237,00 para entrega de medicamentos. A Prefeitura esclarece que, ao contrário do que tem sido veiculado, a operação tem como alvo a empresa licitante, como desdobramento de outra investigação dos órgãos na região Norte Fluminense, e que não há indícios de fraude na licit

COLUNA BANZO

  O LOBO EM PELE DE CHACAL!   “TSE defere candidatura e José Bonifácio tomará posse como Prefeito de Cabo Frio” “Em decisão monocrática o Ministro Alexandre de Moraes deferiu o recurso de José Bonifácio” Na sexta-feira (18/12) por volta das 18:00 horas as manchetes acima surpreenderam alguns incautos cabofrienses, e deixaram duas sérias indagações no ar: - O que motivou o Ministro Alexandre de Moraes, relator do processo, a evitar o julgamento pelo colegiado do Tribunal Superior Eleitoral? - A séria motivação impeditiva deixou de existir apenas duas horas depois de iniciado o “recesso” do tribunal?   Bem... o editorial do Blog Cartão Vermelho não possui todas as respostas, porém, cumprindo sua principal missão de trazer luz aos fatos, assinala agora a ação vil, perdulária e principalmente venal que acometeu a defesa do Sr. José Bonifácio.   Os advogados que patrocinaram a causa de Zezinho, fazem parte de uma bancada respeitadíssima nacionalmente, é uma das mais cara

Lei Aldir Blanc

Nesta segunda-feira (30), no Espaço Cultural Zanine, começou a entrega dos documentos exigidos e de assinaturas para os artistas habilitados para Lei Aldir Blanc, conforme publicado no Boletim Oficial nº 1.140, dos dias 26 de novembro a 27 de novembro de 2020. Esta etapa acontecerá de segunda a quarta-feira das 9h às 16h. Os artistas que tiverem suas inscrições não habilitadas poderão apresentar o recurso na mesma data e local. Após a quarta-feira (02/12), o Grupo Gestor da Lei Aldir Blanc fará a análise dos documentos e sairá a homologação para o recebimento do recurso destinado ao Inciso 2 da Lei nº 14.017, mais conhecida como Lei Aldir Blanc. Esta lei prevê auxílio financeiro ao setor cultural. A iniciativa busca apoiar profissionais da área que sofreram com os impactos das medidas de distanciamento social por causa da COVID-19. A legislação ficou conhecida como Lei Aldir Blanc, em homenagem ao escritor e compósitos que morreu em maio, vitima do novo coronavírus.