Pular para o conteúdo principal

Quinta é o dia de maior fluxo na RJ-124 com previsão de 59 mil saindo e chegando à Região dos Lagos


A quinta-feira (2) é o dia de maior fluxo de veículos na RJ-124, a Via Lagos, com previsão de 59 mil motoristas saindo e chegando à Região dos Lagos. Até o fim da manhã, já passaram pela rodovia cerca de 31 mil veículos, segundo a concessionária CCR Via Lagos.

O período do réveillon foi de tráfego bastante intenso durante os últimos dias do ano. Entre a última quinta-feira (27) e quarta (1º), o volume de tráfego de Ano Novo passou de 230 mil veículos. Dados divulgados pela concessionária indicam queda de 20% no número de acidentes em comparação, neste mesmo período, em comparação ao ano de 2018. Foram quarto acidentes nesses últimos dias de 2019, mas todos sem gravidade.

As equipes do serviço SOS Usuário da rodovia realizaram 408 atendimentos mecânicos. Do total de veículos atendidos, 202 tiveram os problemas resolvidos na própria pista e 206 foram rebocados.

Indo para onde?

Na sexta (27) e no sábado (28) foram os dias de maior fluxo em direção à Costa do Sol, com 41 mil e 43 mil veículos passando, respectivamente. E nesta quarta (1º), a volta para casa também foi intensa, sendo registrada ao fim do dia a passagem de 44 mil veículos, principalmente no sentido Rio de Janeiro. A movimentação de retorno se estenderá até a próxima segunda-feira (06) devendo passar, de acordo com a nova previsão, mais de 210 mil veículos.

A Via Lagos está com a Operação Verão, um esquema especial, com equipes e viaturas do SOS Usuário Médico e Mecânico da Concessionária reforçadas para atender ao aumento de 30% no fluxo de veículos nessa época, em relação ao restante do ano.

Na praça de pedágio, os motoristas estão recebendo folhetos com dicas de segurança, que também são veiculadas em lonas refletivas e nos painéis luminosos ao longo da rodovia.

"São temas como respeito ao limite de velocidade e à sinalização, uso do cinto de segurança, celular ao volante, riscos de dirigir cansado, planejamento para uma viagem segura e a importância da revisão dos veículos serão abordados, visando a conscientização dos motoristas", explica a concessionária.

Mais segura do estado

De acordo com avaliação da 23ª Pesquisa CNT de Rodovias 2019, a Via Lagos foi eleita a rodovia mais segura do Estado do Rio de Janeiro pelo quinto ano consecutivo. Os dados foram divulgados recentemente pela Confederação Nacional do Transporte (CNT). A RJ-124 foi novamente a única, dentre todas as rodovias que cortam o Estado do Rio de Janeiro, com o status “ótimo” em todos os quesitos avaliados: Estado Geral, Pavimento, Sinalização e Geometria.

Seis câmeras de monitoramento de tráfego são usadas ao longo da via, que também possui três bases de atendimento ao usuário que contam com equipes e viaturas. Duas bases estão localizadas no sentido Região dos Lagos, nos quilômetros 21,5 (Rio Bonito – ao lado da praça de pedágio) e 40,5 (Araruama); e uma no sentido Rio de Janeiro, no quilômetro 56 (São Pedro da Aldeia).

Orientações aos motoristas

A concessionária orienta aos motoristas para que, antes de viajar, verifiquem as condições gerais do veículo como as lanternas e faróis, calibragem dos pneus, filtro de ar e os níveis de água e óleo do motor e também o de combustível. Também é importante que os visitantes obedeçam à sinalização e os limites de velocidade da rodovia para evitar acidentes.

Informações sobre o tráfego estarão disponíveis 24 horas no site da CCR ou no Disque CCR ViaLagos pelo 0800 7020124, que conta também com Central de Atendimento ao Deficiente Auditivo pelo 0800 022 0130.

A concessionária explica ainda que, em caso de emergência, o motorista deve parar no acostamento, ligar o pisca-alerta, ligar para o 0800 e aguardar o socorro da CCR ViaLagos chegar.

Segurança

A Polícia Militar Rodoviária intensifica as fiscalizações na via e o Programa Estadual de Integração na Segurança (CPROEIS), da Polícia Militar, atua na praça de pedágio fiscalizando a evasão de pedágio, que é infração grave e sujeita à multa.


Fonte: g1.globo.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

NOTA OFICIAL

A Prefeitura de São Pedro da Aldeia informa que, na manhã desta terça-feira (24/11), a Secretaria Municipal de Saúde recebeu agentes da Polícia Federal (PF) e Controladoria-Geral da União (CGU) para inspecionar documentos e solicitar informações sobre uma empresa específica, que era alvo de investigação. Com tranquilidade, todos os documentos solicitados, que já tinham sido encontrados pelos agentes no Portal da Transparência do município, foram novamente apresentados. A empresa inspecionada participou do Pregão Presencial n° 004/2020, de 28/02/2020, que contou com a participação de 19 empresas, das quais, 13 venceram. Uma das vencedoras é alvo dessa investigação, com ata de registro de preço firmada no valor de R$ 115.237,00 para entrega de medicamentos. A Prefeitura esclarece que, ao contrário do que tem sido veiculado, a operação tem como alvo a empresa licitante, como desdobramento de outra investigação dos órgãos na região Norte Fluminense, e que não há indícios de fraude na licit

COLUNA BANZO

 O ESTADISTA A de história de Cabo Frio  marcada por grandes embates políticos, desde os primórdios tempos Liras e Jagunços davam o tom beligerante que forjaria a história de nossa terra amada. Essa cultura pelo contraditório e pela polarização causaram eisentraves políticos etu atrasaram em muito o desenvolvimento de Cabo Frio, que foi salva pela sua vocação turística e pelos royalties do petróleo. Testemunhei no fim do século passado, mais precisamente no fim dos anos 90, inesquecíveis embates políticos-filosóficos entre os então vereadores Jânio de Mendes e Amaury Valério. Esses embates recebiam "a partes" dos saudosos Acyr Rocha e Ayrres Bessa, e eram testemunhados e por muitas vezes corroborados por Antônio Carlos Trindade e Silas Bento. O nível dos embates eram altíssimos e caminhávamos para a formação de "Estadistas", políticos que despontaríam Estadual e Nacionalmente, potencializando o nome de Cabo Frio. Infelizmente isto não se repetiu nas legislaturas sub

Lei Aldir Blanc

Nesta segunda-feira (30), no Espaço Cultural Zanine, começou a entrega dos documentos exigidos e de assinaturas para os artistas habilitados para Lei Aldir Blanc, conforme publicado no Boletim Oficial nº 1.140, dos dias 26 de novembro a 27 de novembro de 2020. Esta etapa acontecerá de segunda a quarta-feira das 9h às 16h. Os artistas que tiverem suas inscrições não habilitadas poderão apresentar o recurso na mesma data e local. Após a quarta-feira (02/12), o Grupo Gestor da Lei Aldir Blanc fará a análise dos documentos e sairá a homologação para o recebimento do recurso destinado ao Inciso 2 da Lei nº 14.017, mais conhecida como Lei Aldir Blanc. Esta lei prevê auxílio financeiro ao setor cultural. A iniciativa busca apoiar profissionais da área que sofreram com os impactos das medidas de distanciamento social por causa da COVID-19. A legislação ficou conhecida como Lei Aldir Blanc, em homenagem ao escritor e compósitos que morreu em maio, vitima do novo coronavírus.