Pular para o conteúdo principal

Absurdo - Criança de 9 anos é constrangida por professor dentro de escola municipal de Cabo Frio



A redação do Blog Cartão Vermelho recebeu a denúncia de um constrangimento absurdo sofrido por uma criança de 9 anos dentro da Escola Municipal Professor Izabel dos Santos Machado, que fica localizada na Rua França, Jardim Caiçara - Cabo Frio/RJ.

Segundo o relato da mãe da criança, identificada aqui pelas iniciais de seu nome L.A.A., seu filho de apenas 9 anos estava ontem (06/08) praticando aula de educação física e pediu insistentemente ao Professor Luciano que fosse ao banheiro pois estava "muito apertado" e foi negado pelo referido professor. O menino de 9 anos insistiu no pedido, mas o Professor Luciano seguiu proibindo a criança de ir ao banheiro durante sua aula, em desespero a criança insistia em ir ao banheiro e o referido professor manteve sua decisão, a criança não aguentou e acabou urinando em pé e na própria roupa, passando humilhação pública e sendo chacota de outras crianças em decorrência da irresponsabilidade do professor.

A mãe está indignada com o fato: - "É um absurdo o que esse Professor Luciano fez, demonstra ser uma pessoa despreparada para lidar com crianças, foi cruel, maldoso e desumano, meu filho está humilhado, envergonhado e não pode se defender da crueldade de quem deveria zelar por ele, estou sem chão, e tenho medo que outras crianças sofram o mesmo que meu filho passou" - L.A.A.

A redação do Blog Cartão Vermelho tentou contato com a direção da escola, mas os telefones estão cortados ou desatualizados, falamos no telefone pessoal da inspetora Cilene que afirmou não estar mais na escola naquele momento e que nos retornaria com o telefone da direção, mas até o momento do fechamento dessa matéria não conseguimos estabelecer contato.

Fica o alerta para que a Secretaria de Educação de Cabo Frio veja com atenção essa situação ultrajante e repreenda e instrua o responsável ou responsáveis pelo fato ocorrido.

Comentários

  1. É lamentável,a falta de preparo desse professor.

    ResponderExcluir
  2. Essa mãe precisa ir na secretaria de educação, e ao Conselho tutelar para cobrar da escola os direitos da criança

    ResponderExcluir
  3. Essa mãe precisa ir na secretaria de educação, e ao Conselho tutelar para cobrar da escola os direitos da criança

    ResponderExcluir
  4. Apurado os fatos, constatando a veracidade, o professor deve ser demitido por justa causa.

    ResponderExcluir
  5. Aconteceu o mesmo com meu filho aos 9 anos na escola Municipal do pero(agora não existe mais essa escola)meu filho tinha sido transferido da escola Etelvina no pero pra essa escola pra fazer então a 1 série,logo ao entrar na escola fui a secretaria e conversei com a diretoria que ele por ser tímido demais, ele em momento algum pediria pra sair da sala se não fosse importante...Fui a tarde no horário da saída busca lo na escola e o encontro com outra roupa,e ele com o olinho cheio de água,nisso já tinha professores,diretores,todos sem jeito de falar...(ele pediu pra ir ao banheiro,e a professora pediu pra aguardar o recreio,ele insistiu umas 4 vezes e a professora achou que não era a hora ainda,e ele acabou fazendo xixi na roupa...simplesmente falei em voz alta e como mãe,que eu tinha conversado com todos e meu filho não precisava passar por aquela humilhação.foi muito constrangimento pro meu filho que não queria mais voltar a escola...não desejo ninguém passar por isso

    ResponderExcluir
  6. Aconteceu o mesmo com meu filho aos 9 anos na escola Municipal do pero(agora não existe mais essa escola)meu filho tinha sido transferido da escola Etelvina no pero pra essa escola pra fazer então a 1 série,logo ao entrar na escola fui a secretaria e conversei com a diretoria que ele por ser tímido demais, ele em momento algum pediria pra sair da sala se não fosse importante...Fui a tarde no horário da saída busca lo na escola e o encontro com outra roupa,e ele com o olinho cheio de água,nisso já tinha professores,diretores,todos sem jeito de falar...(ele pediu pra ir ao banheiro,e a professora pediu pra aguardar o recreio,ele insistiu umas 4 vezes e a professora achou que não era a hora ainda,e ele acabou fazendo xixi na roupa...simplesmente falei em voz alta e como mãe,que eu tinha conversado com todos e meu filho não precisava passar por aquela humilhação.foi muito constrangimento pro meu filho que não queria mais voltar a escola...não desejo ninguém passar por isso

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

NOTA OFICIAL

A Prefeitura de São Pedro da Aldeia informa que, na manhã desta terça-feira (24/11), a Secretaria Municipal de Saúde recebeu agentes da Polícia Federal (PF) e Controladoria-Geral da União (CGU) para inspecionar documentos e solicitar informações sobre uma empresa específica, que era alvo de investigação. Com tranquilidade, todos os documentos solicitados, que já tinham sido encontrados pelos agentes no Portal da Transparência do município, foram novamente apresentados. A empresa inspecionada participou do Pregão Presencial n° 004/2020, de 28/02/2020, que contou com a participação de 19 empresas, das quais, 13 venceram. Uma das vencedoras é alvo dessa investigação, com ata de registro de preço firmada no valor de R$ 115.237,00 para entrega de medicamentos. A Prefeitura esclarece que, ao contrário do que tem sido veiculado, a operação tem como alvo a empresa licitante, como desdobramento de outra investigação dos órgãos na região Norte Fluminense, e que não há indícios de fraude na licit

COLUNA BANZO

 O ESTADISTA A de história de Cabo Frio  marcada por grandes embates políticos, desde os primórdios tempos Liras e Jagunços davam o tom beligerante que forjaria a história de nossa terra amada. Essa cultura pelo contraditório e pela polarização causaram eisentraves políticos etu atrasaram em muito o desenvolvimento de Cabo Frio, que foi salva pela sua vocação turística e pelos royalties do petróleo. Testemunhei no fim do século passado, mais precisamente no fim dos anos 90, inesquecíveis embates políticos-filosóficos entre os então vereadores Jânio de Mendes e Amaury Valério. Esses embates recebiam "a partes" dos saudosos Acyr Rocha e Ayrres Bessa, e eram testemunhados e por muitas vezes corroborados por Antônio Carlos Trindade e Silas Bento. O nível dos embates eram altíssimos e caminhávamos para a formação de "Estadistas", políticos que despontaríam Estadual e Nacionalmente, potencializando o nome de Cabo Frio. Infelizmente isto não se repetiu nas legislaturas sub

Lei Aldir Blanc

Nesta segunda-feira (30), no Espaço Cultural Zanine, começou a entrega dos documentos exigidos e de assinaturas para os artistas habilitados para Lei Aldir Blanc, conforme publicado no Boletim Oficial nº 1.140, dos dias 26 de novembro a 27 de novembro de 2020. Esta etapa acontecerá de segunda a quarta-feira das 9h às 16h. Os artistas que tiverem suas inscrições não habilitadas poderão apresentar o recurso na mesma data e local. Após a quarta-feira (02/12), o Grupo Gestor da Lei Aldir Blanc fará a análise dos documentos e sairá a homologação para o recebimento do recurso destinado ao Inciso 2 da Lei nº 14.017, mais conhecida como Lei Aldir Blanc. Esta lei prevê auxílio financeiro ao setor cultural. A iniciativa busca apoiar profissionais da área que sofreram com os impactos das medidas de distanciamento social por causa da COVID-19. A legislação ficou conhecida como Lei Aldir Blanc, em homenagem ao escritor e compósitos que morreu em maio, vitima do novo coronavírus.