LEAL PORTO TELECOM

LEAL PORTO TELECOM

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2644-4080 // 99999-5998

quinta-feira, 25 de abril de 2019

Guarda Marítima planeja retirada de embarcações abandonadas no Canal do Itajuru


A Guarda Marítima fez uma inspeção no Canal do Itajuru, na manhã desta quarta-feira (24), para verificar as condições de embarcações abandonadas que estão atracadas na região do bairro Portinho. Os agentes da Guarda também estiveram na sede da Capitania dos Portos, na Gamboa, para avaliar o estado de outro barco que afundou parcialmente, e atrapalha o fluxo de navegação do canal. Após a inspeção ficou definido que será feita a remoção das embarcações em duas etapas.
Neste sábado (27), haverá a retirada de embarcações abandonadas na área do Portinho, uma ação conjunta da Coordenadoria Geral de Ordem Pública com a Comsercaf. Durante a inspeção foi constatado que várias embarcações estão em péssimo estado de conservação e, portanto, serão removidas para dar continuidade ao ordenamento de todo o Canal do Itajuru. Pela precariedade das estruturas, elas serão levadas para o Aterro Sanitário de Dois Arcos, em São Pedro da Aldeia.
Já na segunda-feira (29), em conjunto com a Capitania dos Portos, será retirada a embarcação abandonada na região da Gamboa, que está vazia e apenas com o casco, sem motor nem tanque de óleo. De acordo com o superintendente da Guarda Marítima, Paulo Fernando Dias Pinto, o trabalho de ordenamento é importante não apenas para a organização da cidade, mas para que o aspecto paisagístico seja preservado.
“Esse trabalho tem o envolvimento do Ministério Público, do Iphan, da Coordenadoria de Serviços Públicos e da Guarda Marítima. Esse envolvimento é muito importante para Cabo Frio porque até então não se movia uma palha para fazer esse ordenamento”, comentou o superintendente.
A ação dá continuidade ao projeto de ordenamento em outros locais da cidade, como no bairro das Palmeiras e no Canto do Forte, onde ação é feita em diálogo com os pescadores.

0 comentários:

- |