Leal Porto

Leal Porto

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2647-5341

terça-feira, 7 de abril de 2015

Coluna da Menina de Ouro, Vânia Carvalho




O joio e o trigo

Para alguns as medidas saneadoras do prefeito Alair Correa caíram como uma bomba, provocando reações das mais adversas. Em cada canto da cidade  não se fala em outra coisa. 

Para os fantasmas que não trabalhavam foi um golpe certeiro! soube que teve gente que quase desmaiou, afinal o peso das correntes agora vai ser difícil de arrastar. 

Outros não se conformaram, bateram pé e fizeram beicinho, não compreenderam a situação e se sentiram traídos, acham que não merecem tamanha falta de consideração, nesses, parece que a arrogância fala mais alto do que o companheirismo das horas difíceis, estão mais preocupados com seu orgulho ferido do que  com o a gratidão de terem ganho uma portaria, que nada mais é do que um gesto de confiança . Nessas horas é que percebemos que  amizade aí passou longe!

Outros de tão revoltados, já cospem no prato que comeu e giram sua metralhadora contra tudo e contra todos, escarnecem, acusam, julgam, condenam, criticam mais nas horas das vacas gordas, adoravam mamar na teta.

Outros pegaram uma escada e já se posicionaram encima do muro esperando ouvir o canto das sereias. Alguns já se encontram na beira do rio esperando que uma delas venha lhe resgatar.

Outros continuam só com a bajulação  na esperança de conquistar novamente seu cargo, nada que uma puxadinha no saco não possa resolver, assim pensam.
A sorte é que dentre todos, muitos continuam fiéis e leais ao grande líder, apesar de tudo, demonstram caráter, amizade e compreensão  nesse momento de dificuldades, onde mais do que nunca  a cidade precisa da colaboração de todos. 

Mesmo no sacrifício, aqueles que realmente trabalham e pensam  na volta por cima que Cabo Frio vai dar, torcem se comprometem, se posicionam e tomam atitudes de continuar  na luta , auxiliando o prefeito a  reverter essa situação.

Chegou a hora de separar realmente o joio do trigo. A crise se instala como um divisor de águas, filtrando a sujeira e renovando os fluídos para que a cidade possa retornar com águas claras, transparentes e navegáveis. 

O peso negativo estava provocando turbulências, ondas de fofocas, fogo amigo, traições e falsidades provocavam ressacas que agora podem ser amenizadas com a separação de quem realmente se preocupa com a cidade.

 Deus na sua sabedoria, escreve certo por linhas tortas e muitas vezes encaramos tais providências como um tipo de castigo, mas  não, as dificuldades muitas vezes  se fazem necessárias para  estancar os problemas de uma forma que pode parecer agressiva, mais que no final, será completamente justa, ao se considerar que nada acontece por acaso.

0 comentários:

- |