Leal Porto

Leal Porto

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2647-5341

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Tamoios recebe feira livre neste sábado


A feira, que leva o nome de Gabriel Damaceno, está prevista para começar às 7h, às margens da Rodovia Amaral Peixoto.

A feira livre “Gabriel Damaceno” será realizada neste sábado (21/11) no distrito de Tamoios. A ação é da Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento (SECMAA), e a feira será realizada às margens da Rodovia Amaral Peixoto.

Será a primeira edição do evento, com mais de 200 expositores inscritos, divididos em três modalidades – Artesanato e Variedades, Produtores Rurais e Alimentação - que serão separadas por cores diferentes para facilitar a visualização dos frequentadores. A cor verde será a agricultura familiar (Produtores Rurais), a cor azul será o artesanato e variedades e a cor branca, alimentação. 

Segundo o secretário municipal de Agricultura, José Faustino Júnior, a equipe da Secretaria vai avaliar a aceitação do público nesta feira para implantar outras futuramente no distrito.

- Se correr tudo bem, pretendemos colocar a feira em até mais de um dia na semana, levando os expositores a outros bairros da cidade - afirma o secretário.  

A feira "Gabriel Damaceno" tem o apoio da SECMAA, da Guarda Civil Municipal, da Superintendência de postura, da subprefeitura de Tamoios e da COMSERCAF. A feira será realizada todos os sábados, com início às 7h.

A história de Gabriel Damaceno Gabriel Pereira Damasceno tem 104 anos e forma um casal com Nomária Marins de Souza, de quase 100. É um casal único de remanescentes da Fazenda Santo Inácio de Campos Novos, construída pelos padres jesuítas por volta de 1630. Eles nasceram, se conheceram e ainda moram juntos ali há 81 anos, desde quando se casaram na igrejinha da fazenda.

A casa é uma das únicas que resistiram na Fazenda Campos Novos e o casal é a imagem viva que restou de um tempo de exploração do trabalho escravo. Os pais dele eram escravos dentro da fazenda. Ao todo tiveram dez filhos, mas apenas nove vingaram.  
Os filhos do casal vivem em cidades vizinhas e se revezam nas visitas aos pais. Alguns já tentaram tirá-los dali, mas o casal reagiu e preferiu ficar no cantinho deles, pois "querem morrer por ali mesmo".


Matéria: Marianne Rodrigues

0 comentários:

- |