Pular para o conteúdo principal

“ISOGNOMON BICOLOR” UM PROBLEMA AINDA DESCONHECIDO PARA A LOCALIDADE


Vamos compreender como as coisas podem mudar de “um dia para o outro”?

Primeiro; o que é o organismo Isognomon bicolor?

Isognomon bicolor é um bivalve (duas conchas) encontrado em substratos consolidados (pedras e etc..). É uma espécie invasora. Recentemente a espécie foi (re) descrita para o litoral brasileiro, sendo indicada sua instalação na região sudeste/sul do país. Segundo alguns cientistas, a invasão e a expansão populacional deste molusco teria ocorrido nas últimas duas décadas.

Como chegou “aqui”?

O provável vetor na introdução dessa espécie na costa brasileira é a água de lastro de navios cargueiros e petroleiros internacionais.

O que é água de Lastro?

Água que vem nos porões dos navios para dar a sustentação quando este vem sem sua carga visando obter a carga aqui.

Como esta espécie sobrevive após invadir um local onde ela nunca viveu?

O estabelecimento de uma espécie está relacionado com as condições do ambiente invadido, principalmente no que se refere ao desenvolvimento das estratégias de competição (espaço e alimento) com as espécies residentes (nativas).

Qual espaço que ela ocupa na natureza?

Costões com alta energia de ondas (costões – barreiras ou locais com pedras - batidos) pode ser encontrado ocupando fendas e em locais menos batidos ocupam toda uma faixa com grande densidade populacional.

Para ela “ser de fora” e ocupar uma nova região ela deve se instalar no “lugar de quem”?

Pois é, esta é grande questão e o grande problema. Ocupando a faixa dos costões rochosos esta espécie ocupa principalmente o lugar dos mexilhões (mariscos) conhecidos cientificamente como Perna perna.

Qual o problema então?

Alem do problema ecológico quebrando a cadeia alimentar de outras espécies que procuram esta espécie como alimento. Temos o problema econômico que este relacionado ao problema ecológico. O extrativismo de pescadores artesanais e o comércio desta iguaria podem sofrer sérios retrocessos se realmente esta espécie se estabelecer e vigorar daqui para frente.

Onde se encontram em nossa região?

Ai é uma questão fácil de responder. Já estão presentes nos mais diferentes ambientes marinhos de nossa região e municípios. Ilhas, costões rochosos nas praias e até na laguna de Araruama em suas regiões mais marinhas como na entrada da boca da barra e ao longo de alguns pontos no canal do Itajurú.

Como combater?

A literatura especializada comenta várias estratégias como: o estudo de sua biologia e ecologia (predadores naturais e épocas de reprodução; por exemplo), colaboração dos pescadores artesanais na coleta especifica destes organismos, fiscalização e aplicação de leis já existentes em navios cargueiros e petroleiros e outras tantas forças tarefas.

Bem amigos, por hoje é só. Esperamos ter contribuído. Obrigado e fiquem com Deus. Encontre-nos para bater um papo nas mídias sócias como instagram e facebook.


Jailton Dias Nogueira Junior- Biólogo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tribunal do Tráfico decapita Homem na noite deste sábado na Favela do Lixo em Cabo Frio

Um crime bárbaro acaba de acontecer na noite deste sábado (23/05) em uma das maiores comunidades do interior do Estado do Rio de Janeiro, bairro Manoel Corrêa mas conhecido como Favela do Lixo em Cabo Frio. Segundo informações de populares que preferiram manter o anonimato, um homem chamado Matheus teria sido torturado pelo Tribunal do Tráfico e em seguida foi decapitado, o motivo do crime seria por Matheus ser informante da polícia, na linguagem do crime ele seria um X9. A Polícia Militar está nesse momento fazendo levantamento do crime e pegando a identificação completa da vítima, até o momento não foi lavrada a ocorrência, e traremos mais informações conforme o andamento das investigações. As imagens são fortíssimas e não recomendada para pessoas sensíveis.

NOTA OFICIAL

A Prefeitura de São Pedro da Aldeia informa que, na manhã desta terça-feira (24/11), a Secretaria Municipal de Saúde recebeu agentes da Polícia Federal (PF) e Controladoria-Geral da União (CGU) para inspecionar documentos e solicitar informações sobre uma empresa específica, que era alvo de investigação. Com tranquilidade, todos os documentos solicitados, que já tinham sido encontrados pelos agentes no Portal da Transparência do município, foram novamente apresentados. A empresa inspecionada participou do Pregão Presencial n° 004/2020, de 28/02/2020, que contou com a participação de 19 empresas, das quais, 13 venceram. Uma das vencedoras é alvo dessa investigação, com ata de registro de preço firmada no valor de R$ 115.237,00 para entrega de medicamentos. A Prefeitura esclarece que, ao contrário do que tem sido veiculado, a operação tem como alvo a empresa licitante, como desdobramento de outra investigação dos órgãos na região Norte Fluminense, e que não há indícios de fraude na licit

COLUNA BANZO

  O LOBO EM PELE DE CHACAL!   “TSE defere candidatura e José Bonifácio tomará posse como Prefeito de Cabo Frio” “Em decisão monocrática o Ministro Alexandre de Moraes deferiu o recurso de José Bonifácio” Na sexta-feira (18/12) por volta das 18:00 horas as manchetes acima surpreenderam alguns incautos cabofrienses, e deixaram duas sérias indagações no ar: - O que motivou o Ministro Alexandre de Moraes, relator do processo, a evitar o julgamento pelo colegiado do Tribunal Superior Eleitoral? - A séria motivação impeditiva deixou de existir apenas duas horas depois de iniciado o “recesso” do tribunal?   Bem... o editorial do Blog Cartão Vermelho não possui todas as respostas, porém, cumprindo sua principal missão de trazer luz aos fatos, assinala agora a ação vil, perdulária e principalmente venal que acometeu a defesa do Sr. José Bonifácio.   Os advogados que patrocinaram a causa de Zezinho, fazem parte de uma bancada respeitadíssima nacionalmente, é uma das mais cara