LEAL PORTO TELECOM

LEAL PORTO TELECOM

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2644-4080 // 99999-5998

sexta-feira, 18 de março de 2016

Oposição fala: "Candidatura de Alair não é mais piada, agora é inelegível"


Um ASCADE (assessor do candidato derrotado) do ex-prefeito e suplente de deputado federal em exercício, Marcos Mendes (PMDB), que tem coluna paga pelo seu chefe em um blog da cidade mudou já sua opinião, antes pautava a pré-candidatura do prefeito Alair Corrêa como "piada", "jogo de cena", agora o discurso é "Alair é inelegível".

Essa mudança ocorreu por um simples fato, a oposição entendeu que Alair vem mesmo na disputa da eleição de prefeito, e sabem que Alair (PP) disputando uma eleição é difícil de enfrentar, antes acreditavam que a crise por si só inviabilizaria a candidatura, não esperavam que um homem cercado de problemas financeiros em sua administração, difamado por seus ASCADE (assessor do candidato derrotado) que estão na frente de sindicatos atacando a administração, vandalizaram a cidade, e fizeram de reféns crianças, pudesse superar tantas dificuldades.

Mas esse é o Alair Corrêa, que em nenhum momento entregou os pontos, que enfrenta de cabeça erguida as dificuldades financeiras e a politicagem contra ele, sua família e nossa cidade, os atos de barbárie só o incentivaram ainda mais, e mesmo no caos financeiro do Brasil segue adiante restabelecendo a economia da cidade.


Ao ASCADE(assessor do candidato derrotado) tenho a dizer, Alair Corrêa está tão elegível hoje quanto estava em 2012, não é o prefeito Alair que corre risco de sair do seu mandato a qualquer momento por decisão de colegiado do TSE, a decisão monocrática já mandou sair, também não é o prefeito Alair que está com processo de tomada de contas o tornando inelegível em última instância, cuidado ASCADE(assessor do candidato derrotado), você vai acabar mais 4 anos passando dificuldades e vergonhas financeiras, é melhor você procurar um emprego de verdade.

0 comentários:

- |