Leal Porto

Leal Porto

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2647-5341

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Ladrão com Extensa Ficha Criminal Tem Linchamento em Araruama


A Polícia Militar foi chamada a rua Júlio de Castilho no bairro Mutirão, em Araruama, para conter uma multidão de aproximadamente 40 pessoas que queria linchar um ladrão que tinha fugido para cima do telhado da casa de número 302.

O vagabundo que estava em cima do telhado era o ladrão Clayton Macharet dos Santos, que praticou vários furtos a residências, lojas e a populares.

A Polícia Militar ao chegar ao local encontrou uma multidão exaltada com pedaços de madeiras e pedras em mãos tentando atingir Clayton, que estava refugiado em cima do telhado da casa, mas com a presença da Polícia Militar a população se dispersou, onde foi dada a ordem para que o ladrão descesse do telhado, sendo observado que o mesmo estava muito machucado com várias escoriações pelo corpo e com um grande corte na cabeça, não sabendo informar os autores das suas lesões.

Clayton Macharet dos Santos estava em fuga após ter furtado duas pessoas, uma delas  F.M.C.S, dela(e)  o ladrão havia roubado um aparelho celular Galaxy J1 e a outra vítima é N.R.S que havia sido assaltada(o) em R$ 700,00.

As vítimas foram orientadas pelos policiais militares a proceder a delegacia e prestar a queixa dos assaltos cometidos por Clayton, os policiais levaram o ladrão para a UPA de Araruama, onde foi atendido com o Boletim Médico nº 91.896 e após atendimento encaminhado a 118º  Delegacia de Polícia, onde confessou ter furtado as vítimas F.M.C.S e N.R.S, e também confessou ter sido o autor de diversos crimes como o assalto a loja Casa das Águas e outros comércios da cidade.

Clayton Macharet dos Santos possui uma ficha criminal extensa com várias passagens nos Art. 155 (furto) e 157 (assalto) do Código Penal, e permaneceu preso em flagrante dessa vez no Art. 155, furto qualificado.

A vítima F.M.C.S conseguiu recuperar o aparelho celular Galaxy J1.

Foto: Arquivo Ilustrativo

PS. As vítimas do Clayton tiveram os nomes abreviados por motivo de segurança.


0 comentários:

- |