Leal Porto

Leal Porto

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2647-5341

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Suicídio Entre Médicos Preocupam. Por Leticia Jotta


Com as transformações sociais e a prevaricação das relações trabalhistas na medicina, além da crescente vertente individualista no ambiente de trabalho, a saúde mental dos médicos tem se tornado mais frágil. Quer seja pela sua característica de profissão liberal, quer seja ao trabalhar em locais que oferecem pouca estrutura para o profissional que muitas vezes nem é diretamente contratado pelo serviço onde atua, por vezes o médico não conta com assistência em saúde, muito menos em saúde mental.

Mesmo que conte com auxílio da medicina do trabalho, o médico tende a procurar menos ajuda, entre outros fatores, pela sobrecarga de trabalho que impede o acesso deste serviço, e pelo medo de ser identificado entre seus pares como vulnerável e fraco, ou por sentimentos como onipotência e vergonha, fazendo com que muitos profissionais recorram à automedicação.

Quando comparados com a população geral, os médicos desenvolvem padrões adaptativos inadequados diante da ocorrência de alguma doença. Se ausentam do trabalho menos vezes, ao trabalhar mesmo em condições de saúde impróprias, auto prescrever ou buscar auxílio informal a colegas ao invés de agendar uma consulta formal. Há muitos obstáculos ao agendamento de uma consulta: encontrar um horário, confidencialidade e, o mais importante, a noção de que o reconhecimento de uma doença é sinal de fraqueza.

Poucos médicos tem um clínico geral ou médico da família de referência, e a maioria não tem ideia clara do papel do Serviço de Saúde Ocupacional no auxílio de doenças relacionadas ao trabalho. Este cenário é visto como inapropriado, especialmente em casos de doença mental. O suicídio foi a segunda maior causa de mortes entre médicos, perdendo apenas para acidentes automobilísticos, preocupante este dado, eles cuidam de nós e aqui fica o alerta para que nós possamos cuidar deles. 
Até a próxima coluna.

Vereadora Leticia Jotta
Com a nossa gente, sempre!

0 comentários:

- |