Pular para o conteúdo principal

COLUNA BANZO



EQUÍVOCO HISTÓRICO

Na eleição 2008 a polarização de Marquinho Mendes e Alair Corrêa chegava ao seu ápice, e foram estrelas desse pleito a “judicialização” do processo eleitoral e o discurso ácido de um novato no certame: Claudio Leitão.

Leitão surpreendeu a todos com sua inteligência e um discurso altamente técnico.

Em 2010 Claudio Leitão teve provas do seu tamanho eleitoral com uma tímida votação para Deputado Estadual, que lhe indicava o caminho de construção e uma convicta candidatura a VEREADOR em 2012.

Porém, Leitão insistiu numa candidatura majoritária, obteve 5.300 votos para Prefeito de Cabo Frio e o PSOL naufragou sua legenda sem eleger “nenhum” Vereador.

Aquela era a chance... o popular “cavalo selado” para sua carreira política. Se montasse uma nominata forte, Leitão se elegeria vereador e faria mais um companheiro do PSOL naquela oportunidade.

Na eleição seguinte, em 2016, ao insistir na candidatura a Prefeito, sua votação caiu pela metade (2.728 votos), o que confirma minha tese.

Acredito ser tardia a decisão de Leitão se candidatar a Vereador e tenho muitas restrições as práticas partidárias do PDT que costuma dar longos “interstícios” a novatos, que o diga Rafael Peçanha.

Claudio Leitão caiu nas garras do último “caudilho” de Cabo Frio: José Bonifácio.

CABO FRIO ULTIMATE FIGTHING

Há duas semanas atrás virou notícia a briga entre o Secretário de Governo Miguel Alencar e Sérgio Ribamar, que de acordo com testemunhas, iriam as vias de fato se não houvesse intervenção dos presentes. E na semana passada, eis que o “vale-tudo” se repete e desta vez na Secretaria de Saúde com o  subsecretário de saúde Carlos Fernando e o ex-Secretário Márcio Mureb.

O clima é de fim de festa com OPEN BAR!

Pau quebrando e o DJ SUPER CATI animando a galera!!!

CABEÇA DE BAGRE

Aliás o ex-Secretário de Fazenda, Sr. Antonio Carlos Vieira, atualmente Assessor Especial do Prefeito Dr. Adriano, entrou no time para “jogar” com a camisa 10! Foi “coroado” pela mídia social como “Super”, “1º Ministro” e o “Havengar da Praça Tiradentes”.

Porém o ditoso Sr. Cati só chega atrasado, à reboque das notícias e dos escândalos.

Um autêntico “cabeça de bagre” trombador!

Começo a concordar com o ex-Prefeito Alair Corrêa, acho que a sua escalação foi decidida numa alegre tarde vespertina nas taboas próximas ao prédio dos professores!!!

CEGO SURDO E MUDO

Alguém sabe dizer por onde anda o Deputado Estadual Subtenente Mauro Bernardo?

Salientamos daqui em nossa coluna que nos corredores da ALERJ comentavam sobre a falta de habilidade e trânsito do debutante.

Bernardo vagou os últimos trinta (30) dias pela ALERJ, cego, surdo e mudo. Resta-lhe fazer o caminho de volta e reatar a parceria com seu colega Dr. Serginho.

Resta saber se o Dr. Serginho aceita voltar a função de “guia de cego”.

Ainda mais agora, sabendo se tratar de um “cego ingrato”!



Marcos Chaves

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

NOTA OFICIAL

A Prefeitura de São Pedro da Aldeia informa que, na manhã desta terça-feira (24/11), a Secretaria Municipal de Saúde recebeu agentes da Polícia Federal (PF) e Controladoria-Geral da União (CGU) para inspecionar documentos e solicitar informações sobre uma empresa específica, que era alvo de investigação. Com tranquilidade, todos os documentos solicitados, que já tinham sido encontrados pelos agentes no Portal da Transparência do município, foram novamente apresentados. A empresa inspecionada participou do Pregão Presencial n° 004/2020, de 28/02/2020, que contou com a participação de 19 empresas, das quais, 13 venceram. Uma das vencedoras é alvo dessa investigação, com ata de registro de preço firmada no valor de R$ 115.237,00 para entrega de medicamentos. A Prefeitura esclarece que, ao contrário do que tem sido veiculado, a operação tem como alvo a empresa licitante, como desdobramento de outra investigação dos órgãos na região Norte Fluminense, e que não há indícios de fraude na licit

COLUNA BANZO

 O ESTADISTA A de história de Cabo Frio  marcada por grandes embates políticos, desde os primórdios tempos Liras e Jagunços davam o tom beligerante que forjaria a história de nossa terra amada. Essa cultura pelo contraditório e pela polarização causaram eisentraves políticos etu atrasaram em muito o desenvolvimento de Cabo Frio, que foi salva pela sua vocação turística e pelos royalties do petróleo. Testemunhei no fim do século passado, mais precisamente no fim dos anos 90, inesquecíveis embates políticos-filosóficos entre os então vereadores Jânio de Mendes e Amaury Valério. Esses embates recebiam "a partes" dos saudosos Acyr Rocha e Ayrres Bessa, e eram testemunhados e por muitas vezes corroborados por Antônio Carlos Trindade e Silas Bento. O nível dos embates eram altíssimos e caminhávamos para a formação de "Estadistas", políticos que despontaríam Estadual e Nacionalmente, potencializando o nome de Cabo Frio. Infelizmente isto não se repetiu nas legislaturas sub

Lei Aldir Blanc

Nesta segunda-feira (30), no Espaço Cultural Zanine, começou a entrega dos documentos exigidos e de assinaturas para os artistas habilitados para Lei Aldir Blanc, conforme publicado no Boletim Oficial nº 1.140, dos dias 26 de novembro a 27 de novembro de 2020. Esta etapa acontecerá de segunda a quarta-feira das 9h às 16h. Os artistas que tiverem suas inscrições não habilitadas poderão apresentar o recurso na mesma data e local. Após a quarta-feira (02/12), o Grupo Gestor da Lei Aldir Blanc fará a análise dos documentos e sairá a homologação para o recebimento do recurso destinado ao Inciso 2 da Lei nº 14.017, mais conhecida como Lei Aldir Blanc. Esta lei prevê auxílio financeiro ao setor cultural. A iniciativa busca apoiar profissionais da área que sofreram com os impactos das medidas de distanciamento social por causa da COVID-19. A legislação ficou conhecida como Lei Aldir Blanc, em homenagem ao escritor e compósitos que morreu em maio, vitima do novo coronavírus.