LEAL PORTO TELECOM

LEAL PORTO TELECOM

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2644-4080 // 99999-5998

sexta-feira, 3 de julho de 2020

Ambulantes poderão voltar às ruas e praças de Cabo Frio, RJ, a partir deste sábado


A Prefeitura de Cabo Frio liberou a atuação de ambulantes em ruas e praças, como a tradicional feira da Praça da Cidadania, a partir do sábado (4).

O decreto, que deve ser publicado nesta sexta-feira (3), prevê que proprietários de food trucks, trailers, carrocinhas, boxes de gastronomia, entre outros, retomem as atividades mas eles ainda não poderão disponibilizar mesas e cadeiras para os clientes, e também deverão continuar suspensos qualquer tipo de self-service.

A atuação de ambulantes estava suspensa desde o dia 25 de março, quando foi publicado um decreto que proibiu uma série de atividades no município em virtude do isolamento no combate ao coronavírus.

Os vendedores devem obedecer aos padrões de higienização de estruturas e objetos de uso, álcool em gel, máscaras e restrições de manuseio de produtos pelos clientes. A Secretaria de Ordem Pública vai fiscalizar o cumprimento das normas.

"Estávamos na maior ansiedade, a comida estava acabando, não tinha mais recursos. Ainda bem que voltamos a trabalhar com tranquilidade. Sabemos que estamos em baixa temporada, mas virão as férias de julho e pode ser que haja um aquecimento nas vendas", disse Edvaldo Santos Oliveira, presidente da Abacaf (Associação de Barraqueiros e Ambulantes de Cabo Frio)

A liberação é válida para os ambulantes que atuam nas ruas praças, os outros 450 ambulantes da cidade que trabalham nas praias continuam com a atuação suspensa.

Permanece proibida a frequência de banhistas nas areias. A única atividade na praia que será permitida a partir do sábado é a prática de esportes individuais, como surfe, canoagem, mergulho profissional e recreativo.

Hotéis reabertos

Na quarta-feira (1º), a Prefeitura divulgou que os hotéis poderão reabrir a partir do dia 15 de julho. A principal restrição é que os estabelecimentos funcionem com 40% da capacidade de hóspedes.



Fonte: g1.globo.com

0 comentários:

- |