Pular para o conteúdo principal

Encontro coloca em pauta o potencial turístico de Arraial do Cabo


Na tarde de ontem (9), representantes da Secretaria de Turismo de Arraial do Cabo, empresários do trade turístico e empresas do ramo e a ATAC se reuniram em uma apresentação sobre o potencial de crescimento do setor no município. O encontro aconteceu no salão da Pousada Timoneiro e teve como pautas as tecnologias e ferramentas de marketing digital para aumentar as vendas e a taxa de ocupação de hotéis e pousadas locais, além de dados levantados pelas empresas presentes acerca do franco crescimento de Arraial do Cabo e Região dos Lagos como destinos preferidos no Brasil.

Aproximadamente 30 pessoas participaram do evento que contou com as apresentações das empresas Omnibees, Erbon Brasil, CVC Corp, Tour Shop e Vega IT. Além das soluções para a rede hoteleira e as novas ferramentas no mercado, também discutiram sobre turismo receptivo, a experiência de viver o destino e a importância de se trabalhar o turismo como um todo para que a cidade continue a prosperar. Déborah Santos, especialista em negociações da CVC Corp, também pontuou a necessidade de todo o trade e as associações de comerciantes participarem desses encontros para traçarem juntos estratégias para tornar Arraial do Cabo um destino ainda mais procurado pelos viajantes. “O encontro foi ótimo e o retorno dos hoteleiros foi ainda mais positivo. A vontade de cada empresário de se especializar é importante para avançarmos. A CVC vê Arraial do Cabo com um potencial grande, por isso promovemos essa parceria, queremos divulgar o destino e promover a facilidade de o hóspede chegar à região,” acrescenta Déborah.
A pauta do turismo receptivo também foi abordada pelo diretor da Tour Shop, César Fernandes. As belezas de Arraial do Cabo encantam qualquer um que chegar aqui, mas é preciso ir além. Atender as expectativas de quem adquiriu o produto turístico e a atenção com o turista antes mesmo dele chegar na hospedaria ou no serviço adquirido é essencial para que ele aproveite ao máximo a sua estada e tenha intenção de voltar. “A facilidade do hóspede em chegar a nossa região faz parte da experiência de viagem. A conexão dos destinos com os aeroportos, as parcerias das grandes operadores, isso certamente vai mudar o fluxo e melhorar a vida da cidade como um todo,” comenta César.

Além de criar facilidades de locomoção, para que o segmento do turismo receptivo se desenvolva é preciso observar os recursos naturais, históricos, culturais, promoção turística, infraestrutura, entre outros fatores que o poder público, em parceria com as associações e com a iniciativa privada, vem desenvolvendo ao longo dos últimos anos. Um turismo de qualidade estimula o crescimento da hotelaria, gastronomia, das atividades de exploração turística tais como passeios de barco, bugre, mergulhos, entre outros.

A Turismóloga da Sectur, Manuela Baggetti, também ressaltou a importância da união do poder público com os empresários e as empresas. “Arraial do Cabo tem potencial turístico muito maior do que já apresenta. Quando levamos o nome da cidade nas feiras de turismo por todo país as pessoas ficam encantadas, querem vir para cá. Cabe a nós oferecermos a eles mais do que as experiências nas praias e isso só podemos fazer quando nos encontramos para trocar ideias, como aconteceu aqui”, acrescenta. 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

NOTA OFICIAL

A Prefeitura de São Pedro da Aldeia informa que, na manhã desta terça-feira (24/11), a Secretaria Municipal de Saúde recebeu agentes da Polícia Federal (PF) e Controladoria-Geral da União (CGU) para inspecionar documentos e solicitar informações sobre uma empresa específica, que era alvo de investigação. Com tranquilidade, todos os documentos solicitados, que já tinham sido encontrados pelos agentes no Portal da Transparência do município, foram novamente apresentados. A empresa inspecionada participou do Pregão Presencial n° 004/2020, de 28/02/2020, que contou com a participação de 19 empresas, das quais, 13 venceram. Uma das vencedoras é alvo dessa investigação, com ata de registro de preço firmada no valor de R$ 115.237,00 para entrega de medicamentos. A Prefeitura esclarece que, ao contrário do que tem sido veiculado, a operação tem como alvo a empresa licitante, como desdobramento de outra investigação dos órgãos na região Norte Fluminense, e que não há indícios de fraude na licit

COLUNA BANZO

 O ESTADISTA A de história de Cabo Frio  marcada por grandes embates políticos, desde os primórdios tempos Liras e Jagunços davam o tom beligerante que forjaria a história de nossa terra amada. Essa cultura pelo contraditório e pela polarização causaram eisentraves políticos etu atrasaram em muito o desenvolvimento de Cabo Frio, que foi salva pela sua vocação turística e pelos royalties do petróleo. Testemunhei no fim do século passado, mais precisamente no fim dos anos 90, inesquecíveis embates políticos-filosóficos entre os então vereadores Jânio de Mendes e Amaury Valério. Esses embates recebiam "a partes" dos saudosos Acyr Rocha e Ayrres Bessa, e eram testemunhados e por muitas vezes corroborados por Antônio Carlos Trindade e Silas Bento. O nível dos embates eram altíssimos e caminhávamos para a formação de "Estadistas", políticos que despontaríam Estadual e Nacionalmente, potencializando o nome de Cabo Frio. Infelizmente isto não se repetiu nas legislaturas sub

Lei Aldir Blanc

Nesta segunda-feira (30), no Espaço Cultural Zanine, começou a entrega dos documentos exigidos e de assinaturas para os artistas habilitados para Lei Aldir Blanc, conforme publicado no Boletim Oficial nº 1.140, dos dias 26 de novembro a 27 de novembro de 2020. Esta etapa acontecerá de segunda a quarta-feira das 9h às 16h. Os artistas que tiverem suas inscrições não habilitadas poderão apresentar o recurso na mesma data e local. Após a quarta-feira (02/12), o Grupo Gestor da Lei Aldir Blanc fará a análise dos documentos e sairá a homologação para o recebimento do recurso destinado ao Inciso 2 da Lei nº 14.017, mais conhecida como Lei Aldir Blanc. Esta lei prevê auxílio financeiro ao setor cultural. A iniciativa busca apoiar profissionais da área que sofreram com os impactos das medidas de distanciamento social por causa da COVID-19. A legislação ficou conhecida como Lei Aldir Blanc, em homenagem ao escritor e compósitos que morreu em maio, vitima do novo coronavírus.