Leal Porto

Leal Porto

RESTAURANTE DA PONTE

RESTAURANTE DA PONTE
"O lugar certo de comer peixe" - Em cima do Mercado Municipal do Peixe (22) 2647-5341

terça-feira, 12 de setembro de 2017

Gravidez na Adolescência. Por Letícia Jotta


A gravidez na adolescência tem sido apontada como um problema de saúde pública. Pretendo, nesta coluna de hoje, mostrar os motivos que levam as adolescentes a engravidarem, apesar do grande número de informações. A gravidez na adolescência tá ligada diretamente a mudanças sociais, estrutura familiar e elementos que podem levar a adolescente a iniciar sua vida sexual, além dos meios de informação nos quais o adolescente busca saber sobre o que acontece no seu dia-a-dia, os métodos contraceptivos e suas implicações. Os levantamentos que fiz mostram que os adolescentes possuem conhecimento acerca dos métodos contraceptivos, porém não sabem como administrá-los corretamente. A pílula e o preservativo masculino aparecem como os mais conhecidos. Os jovens muitas vezes negam o risco de engravidar devido a um pensamento "mágico" característico da adolescência e de sua imaturidade psicoemocional. Ao engravidar, as adolescentes acreditam obter a auto-realização e a independência. Outro fator relevante a ser discutido é que, culturalmente, a mulher ainda é vista como a única responsável por evitar uma gravidez. Construir um espaço onde pais, familiares, escola, adolescentes, professores e profissionais de saúde possam dialogar é um importante instrumento para se obter resposta social com vistas à superação das relações de vulnerabilidade às doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), assim como a gravidez precoce e não-planejada. 

Pensando nisto criei o Projeto de lei O96/2O17 que institui a semana de prevenção e orientação da gravidez na adolescência, afim de diminuir os crescentes casos de meninas grávidas em nossa cidade. Não é somente isto, através de outro Projeto de Lei 136/2O17, também de minha autoria, as adolescentes que eventualmente tiverem perda gestacional terão acompanhamento psicológico. 

O assunto é sério e deve envolver toda sociedade cabofriense, em breve estarei apresentando outros projetos relacionados a este assunto, já que o IBGE aponta que a baixa escolaridade tem relação direta com a gravidez precoce e é necessário que se crie meios para que estas jovens retornem aos estudos. 

Até a próxima semana!  

Vereadora 

Leticia Jotta

0 comentários:

- |